Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início » Notícias » O sonho começa agora para os novos caloiros de Medicina

Notícias

O sonho começa agora para os novos ''caloiros'' de Medicina

Cerimónia de Receção aos estudantes da FMUP decorreu esta sexta-feira

receção_sg

São mais de duzentos, chegam de vários cantos do país, de diferentes idades e poucos ainda se devem conhecer. Mas, a partir de hoje, é muito mais aquilo que os une. A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) recebeu formalmente os novos estudantes do Mestrado Integrado em Medicina (MMED), colocados no âmbito do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior.

A decorrer simultaneamente nos dois espaços nobres da FMUP - Aula Magna e Auditório do Centro de Investigação Médica - a Cerimónia de Receção assinalou uma nova etapa na vida dos novos “caloiros”, num percurso que se espera pautado pelos princípios de rigor científico, perseverança individual e dedicação aos estudos e aos outros, próprios da Alma Mater.

Mantendo a tradição, o evento contou com a presença de algumas figuras que serão familiares no futuro imediato dos jovens estudantes, que aproveitaram a ocasião para endereçar algumas mensagens de boas-vindas.

Dulce Madeira, diretora do MMED, felicitou os novos estudantes pela entrada num curso com média de ingresso exigente como é o caso de Medicina, desejando-lhes os maiores sucessos para o futuro e que o sentimento de pertença à nova casa “comece a ser construído desde o primeiro dia”.

Na qualidade de presidente do Conselho Pedagógico da FMUP, Isaura Tavares mostrou-se motivada pela energia renovada que sentiu por parte dos estudantes, realçando que os “próximos seis anos vão ser os mais especiais” ao longo da formação médica de cada um. “Esta é uma Faculdade viva, não só em conhecimento técnico e científico, mas também em vivências que vão fazer de vocês melhores pessoas e melhores médicos”, destacou a professora da FMUP.

Já o presidente da Associação de Estudantes da FMUP (AEFMUP) aproveitou para lembrar que o estudo é “apenas uma parte do caminho” que cada um dos novos “caloiros” vão trilhar na instituição, a par das muitas iniciativas culturais, desportivas, científicas e humanistas. “A FMUP é uma casa de sonhos e essa é a nossa essência”, referiu Henrique Moreira.

“É muito simbólico estarmos aqui reunidos de novo”, realçou por sua vez João Freitas, dux medicus facultis. O finalista de Medicina apresentou uma das tradições universitárias mais características entre os estudantes do ensino superior, que, na FMUP, conta com mais de 40 anos de histórias assentes em “três pilares fundamentais: a tradição académica, a moral e os bons costumes”.

No discurso que encerrou a cerimónia, Altamiro da Costa Pereira referiu-se a um “dia bastante feliz” por contribuir para a renovação da própria instituição com a chegada de mais de duas centenas de jovens universitários. “Não abandonem as vossas vidas, os vossos sonhos, os vossos talentos, porque vão precisar de todas essas vertentes no vosso futuro enquanto médicos que elevem o nível da profissão”, elencou o diretor da Faculdade.

Ao ritmo de guitarras, pandeiretas e cânticos universitários, a cerimónia contou com as atuações do Grupo de Fados e das duas tunas da FMUP (masculina e feminina), além da divertida atuação teatral proporcionada pelo Grupo Amador de Teatro Universitário da FMUP.

A Cerimónia de Receção realizou-se este ano em dois espaços simultaneamente, tendo como objetivo assegurar as condições de higiene e segurança da comunidade académica.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-10-16 às 13:46:11 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais