Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início » Notícias » Investigadores da Universidade do Porto estudam fatores de risco em doentes com cancro da próstata

Notícias

Investigadores da Universidade do Porto estudam fatores de risco em doentes com cancro da próstata

Novo projeto visa aumentar a saúde sexual

cp

Investigadores da Universidade do Porto integram um novo projeto que visa investigar os riscos microbiológicos e psicológicos envolvidos na origem e no desenvolvimento do cancro da próstata, assim como os fatores que possam proteger contra esta doença, cuja incidência tem vindo a aumentar nos últimos anos.

O projeto integra cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, sendo liderado pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto.

Coordenado por Pedro Nobre (FPCEUP) e, na FMUP/CINTESIS, por Acácio Rodrigues, o projeto SexHealth & ProstateCancer é financiado pelo Norte 2020 (Portugal 2020) e prolonga-se até abril de 2023.

“Esperamos que o nosso projeto tenha um impacto significativo na personalização dos cuidados e na melhoria da saúde, nestas áreas da oncologia, das doenças infeciosas e infeções sexualmente transmissíveis, da saúde mental e da saúde sexual”, afirma Acácio Rodrigues.

A equipa é composta por profissionais de diversas áreas, nomeadamente Urologia, Microbiologia, Infeciologia, Psicologia, Sexologia, Neurociências, Engenharia e Matemática, e recorre a diferentes metodologias, desde técnicas laboratoriais ao ensaio clínico, ao longo de três linhas de investigação complementares com a duração total de dois anos.

Na linha de investigação 1, pretende-se analisar a relação complexa entre o cancro da próstata e infeções sexualmente transmissíveis resultantes de comportamentos sexuais de risco, tendo em vista o desenvolvimento de uma ferramenta rápida de diagnóstico.

A linha de investigação 2 ambiciona conhecer melhor os fatores neuropsicológicos preditores da saúde sexual e mental após tratamento do cancro da próstata, evidenciando os fatores de risco e os fatores potencialmente protetores.

A expetativa da equipa é propor um algoritmo que consiga prever a saúde sexual dos homens que padecem desta doença oncológica, a prazo, e que permita ajustar as intervenções clínicas que lhes são dirigidas.

Finalmente, prevê-se, na linha de investigação 3, a criação de uma intervenção psicológica inovadora com base em ferramentas de e-Health, com o objetivo de personalizar os cuidados e promover a qualidade de vida de sobreviventes de cancro da próstata. A eficácia da intervenção será avaliada num ensaio clínico robusto, a realizar nesta fase.

Foto: DR
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-10-23 às 19:19:53 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais