Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » Notícias » FMUP abre portas a startup premiada com dois milhões para combater Alzheimer
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Notícias

FMUP abre portas a startup premiada com dois milhões para combater Alzheimer

iLoF incubada no Departamento de Biomedicina da FMUP

ilof

A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) é a nova casa da iLoF, startup vencedora do Wild Card (um programa de aceleração europeu para projetos disruptivos na área da saúde), que assegurou um investimento de dois milhões de euros por parte de um consórcio internacional. O valor será aplicado no desenvolvimento de ferramentas nos domínios da Inteligência Artificial e da Fotónica, com potencial para serem usadas em tratamentos inovadores para a doença de Alzheimer.

Nascida no INESC TEC, a iLoF é constituída por Joana Paiva, Luís Valente, Paula Sampaio e Mehak Mumtaz, responsáveis pela criação de um sistema portátil e abrangente que promete alimentar uma biblioteca de "impressões digitais" de várias doenças neurodegenerativas e assegurar assim a realização de testes rápidos, minimamente invasivos e portáteis em doenças como o Parkinson ou tumores cerebrais, usando apenas microlitros de sangue.

Ao longo de cerca de seis meses, a startup foi acelerada pelo Wild Card, um programa organizado pelo EIT Health, criado para apoiar projetos altamente disruptivos de resposta aos principais desafios de saúde mundial. De entre centenas de projetos e passando por uma intensa validação técnica e de mercado que incluiu Bootcamps e Hackathons em várias cidades europeias, a equipa foi recebendo mentoria e aconselhamento de experts da indústria mundial que ajudaram a guiar o projeto. Entre os mentores atribuídos à equipa estão experts do CIMIT, um consórcio norte-americano composto pela Harvard Medical School, MIT, entre outros.

O programa culminou numa final realizada na Alemanha, onde a equipa se sagrou vencedora, assegurando um investimento de dois milhões de euros para acelerar o plano de crescimento da startup. Cumulativamente, a iLoF arrecadou, em Portugal, a edição deste ano do prémio "Altice Innovation Awards", bem como o galardão "Born from Knowledge", atribuído pela ANI – Agência Nacional de Inovação.

Satisfeito com o desempenho da startup, Luís Valente, gestor de negócios da iLoF, explica que a escolha da FMUP como local de incubação "é óbvia face ao enorme branding, know-how e instalações de topo que possui". Acrescenta ainda que "esta parceria irá acelerar dramaticamente a execução do plano de crescimento da empresa e, ao mesmo tempo, contribuir para a produção conjunta de ciência de excelência, através da criação de sinergias únicas na investigação e inovação de várias doenças neuro-degenerativas".

Note-se que a FMUP tem já um histórico no que se refere à criação e incubação de startups e spin-offs na área da saúde. Entre as empresas que já nasceram ou cresceram no seio desta Faculdade constam marcas como a VirtualCare, a FASTinov e a IS4Health, entre outras.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-12-14 às 13:11:04 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais