Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » Notícias » INSCRIÇÕES ABERTAS | Curso Intensivo de Medicina Narrativa
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Notícias

INSCRIÇÕES ABERTAS | Curso Intensivo de Medicina Narrativa

NOVAS DATAS | 4 de Junho a 17 de Julho


Pela proximidade da data entre a divulgação e o início do curso, foi decidido adiar para 4 de junho a abertura da 2ª edição do Curso Intensivo de Medicina Narrativa, organizado pela Universidade Católica - Instituto de Bioética em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP).

O Curso de Medicina Narrativa visa dar formação avançada sobre o papel, a importância e os limites das narrativas e da comunicação no encontro clínico, cruzando saberes e procurando contribuir para práticas terapêuticas eticamente conscientes. O principal objetivo é a aquisição de conhecimentos relativamente ao recente conceito de Medicina Narrativa bem como dos respetivos métodos e práticas, procurando desenvolver estratégias comunicativas e de autoconsciência como instrumentos facilitadores da sua prática. 

Com término a 17 de julho, o curso decorrerá às segundas e terças-feiras em horário pós-laboral, num total de 42 horas de formação.
Os estudantes da FMUP e profissionais em regime de internato médico usufruem de um desconto de 20% do valor da propina.

Mais informações em: http://www.bioetica.porto.ucp.pt/pt/central-oferta-formativa/curso-intensivo-medicina-narrativa

Imagem

ENQUADRAMENTO DO CURSO: A narrativa literária, filosófica, antropológica e sociológica como elemento integrante do corpus teórico da Medicina e das suas práticas não é novidade. O que é hoje diferente na abordagem narrativa nos cuidados de saúde é o modo como se procura, a partir das capacidades narrativas, desenvolver os instrumentos necessários à construção da relação entre doente/médico, entre profissionais de saúde, entre quem sofre, quem cuida e quem investiga, entre quem investiga e quem dirige instituições de saúde e entre quem sofre, quem cuida, quem investiga e quem toma decisões políticas.

O curso permitirá refletir sobre o desafio atual de implementar uma abordagem da medicina baseada numa nova cultura organizacional e num modo de olhar e de atuar centrado no doente e não na doença; na decisão verdadeiramente partilhada e não numa encenação de partilha; no trabalho multidisciplinar e não na territorialização de equipas surdas, fechadas em espaços tecnologicamente sofisticados, mas onde a palavra não tem eco e o gesto não tem significado.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2018 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2018-09-19 às 08:45:59 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais