Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » Oferta Formação » Unidade de Formação Contínua » CB
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Candidaturas 2018/19

Cronobiologia

A unidade de formação contínua “Cronobiologia": surge como uma oferta pedagógica multidisciplinar e por isso transversal na Universidade do Porto.

Esta unidade de formação pretende oferecer aos estudantes das diversas unidades orgânicas da U. Porto a oportunidade de conhecerem os domínios da Cronobiologia, a ciência que estuda os ritmos biológicos, e de aplicá-los à sua principal área do saber, seja nas ciências da vida e da saúde ou até nas ciências sociais e humanas quando os seus objetivos profissionais se cruzarem com o âmbito da Cronobiologia.

O tempo cronológico, resultante da rotação da Terra sobre o seu próprio eixo, tem um impacto indiscutível na vida, na saúde e no desempenho.
Se é verdade que cada vez mais o tempo comanda a vida do dia-a-dia, paradoxalmente também é verdade que cada vez mais o indivíduo desrespeita (ou é levado a desrespeitar) o tempo e o ritmo biológico, enfrentando por isso consequências sociais e fisiológicas profundas.
A Cronobiologia, ciência dos ritmos biológicos, dedica-se a estudar a relação entre o tempo cronológico e o tempo biológico bem como os efeitos que resultam da dessincronização entre estes. A saúde mental, o sono, a reprodução, o desenvolvimento e o metabolismo, são algumas das funções comportamentais e fisiológicas afetadas pela dessincronização.

Os ritmos biológicos são produzidos endogenamente por um sistema cíclico de transcrição e tradução em que os fatores de transcrição Clock (circadian locomotor output cycles kaput) e Bmal1 (brain and muscle aryl hydrocarbon receptor nuclear translocator (ANRT)-like protein 1) ativam a transcrição de genes “relógio” centrais tais como o Period e o Cryptochrome que inibem a sua própria transcrição, produzindo um ritmo de expressão genética oscilatório, autossustentado, com um período aproximado de 24 horas, dito ritmo circadiano. Estes genes “relógio” centrais regulam a expressão de genes alvo nos tecidos periféricos garantindo a transmissão dos ritmos às diversas funções bioquímicas do organismo, tais como o metabolismo.

A luz, a atividade física, a estimulação social e a nutrição são inputs ambientais, também designados por zeitgebers, que sincronizam o tempo cronológico com o tempo biológico, conferindo vantagem seletiva.
O conceito de Cronobiologia atinge pois as diversas dimensões do indivíduo: social, mental, fisiológica e molecular, que importa conhecer. De facto, o entendimento do conceito de Cronobiologia como um todo e em cada uma das suas dimensões é hoje um requisito para a compreensão do estado de saúde global do indivíduo e por isso, para a prática da medicina, desde o diagnóstico às intervenções terapêuticas personalizadas, para o entendimento de condições psíquicas e questões sociais especificamente condicionadas pelos ritmos biológicos, bem como para a investigação de mecanismos de doença e de terapêutica.

Metodologias de ensino:

Preleções teóricas e Journal Clubs. As preleções teóricas terão como objetivo a exposição da problemática principal relacionada com cada tema específico, tomando um carácter interativo e sendo por isso incentivada e desejável a participação ativa dos estudantes na discussão dos diversos assuntos em foco.

Para os temas mais relevantes na investigação científica, serão selecionados artigos científicos da atualidade, que sirvam de estudos de caso e ilustrem claramente as abordagens científicas específicas da Cronobiologia, para apresentação em formato de Journal Club e discussão por todo o grupo.

Objetivos

São objetivos desta unidade de formação:

  • Compreender como os ritmos circadianos podem afetar a vida, desde o genoma até ao complexo comportamento do indivíduo.
  • Avaliar o papel da Cronobiologia em várias situações fisiológicas e patológicas.
  • Avaliar a relação entre os ritmos circadianos e a terapia.

Competências Profissionais

No final da unidade de formação Cronobiologia pretende-se que os estudantes tenham adquirido conhecimentos e desenvolvido competências que lhes permitam:
  • Compreender o conceito de Cronobiologia.
  • Identificar a forma como os ritmos circadianos afetam a vida desde o genoma até ao complexo comportamento do indivíduo.
  • Reconhecer o papel da Cronobiologia e da cronodisrupção em diversas situações fisiológicas e patológicas e em particular na saúde.
  • Reconhecer o contributo dos diversos sincronizadores na manutenção da homeostasia.
  • Caracterizar e interpretar a relevância biológica dos diferentes cronótipos.
  • Reconhecer a importância dos ritmos circadianos nas intervenções terapêuticas.
  • Reconhecer a importância da investigação científica em Cronobiologia
Interpretar desenhos de estudo e parâmetros científicos característicos da Cronobiologia.

Informações

Vagas: máx.:15/min: 4

Destinatários:
Estudantes de segundos ou terceiros ciclos de estudos da U. Porto, investigadores, docentes e técnicos de áreas relacionadas com as ciências da vida e da saúde ou com as ciências sociais e humanas quando os seus objetivos profissionais se cruzarem com o âmbito da Cronobiologia.

Condições específicas de acesso:
Licenciatura ou Mestrado Integrado em Medicina, Bioquímica, Biologia, Bioengenharia, Farmácia, Nutrição e áreas afins.
Licenciatura em Psicologia ou Ciências da Educação e áreas afins.

Critérios de seleção e seriação dos candidatos e respetivas ponderações:
Ultrapassando o número de vagas disponíveis os candidatos serão seriados e selecionados de acordo com os critérios abaixo:
  • Área de formação específica (serão selecionados os candidatos de acordo com as condições específicas de acesso acima mencionadas);
  • Média de curso (Licenciatura ou Mestrado Integrado) com as seguintes ponderações: 20 valores - 80%; 19 valores - 75%; 18 valores - 70%; 17 valores - 65%; 16 valores - 60%; 15 valores - 55%; 14 valores - 50%; 13 valores - 45%; 12 valores - 40%; 11 valores - 35%; 10 valores - 30%;
  • Habilitações literárias, com as seguintes ponderações: Doutoramento – 20%; Mestrado – 10%; Licenciatura – 5%.

Será critério de desempate:
. média de curso (Licenciatura ou Mestrado Integrado) (valor absoluto)

Candidaturas on-line: 3 a 18.01.2019

Prazo para afixação de resultados provisórios: 1.02.2019

Audiência Prévia: 4 a 15.02.2019

Prazo para afixação de resultados definitivos: 21.02.2019

Modo de notificação dos candidatos: on-line na página da FMUP

Prazo para a apresentação da reclamação dos candidatos: 25.02.2019

Prazo para a publicação da decisão de reclamações: 26.02.2019

Matrículas on-line: 27.02 a 6.03.2019

Eventual colocação de suplentes:
8.03.2019

Propina: 150¤+2¤  (seg. escolar)

Calendarização:
Datas: 15 a 26 de abril de 2019
Horário: (aguardamos informação)

Local: FMUP (aguardamos informação acerca da sala)


Comentários

Para auxiliar a submissão da Candidatura, pode consultar o Guia de Apoio (1).

CANDIDATURAS AQUI


Para auxiliar a realização da Matrícula/Inscrição, pode consultar o Guia de Apoio (2).

REALIZAR MATRÍCULA / INSCRIÇÃO AQUI

Contactos

Informações:
Departamento de Apoio à Investigação e à Pós-Graduação da FMUP 
Educação Contínua
Tel.: 22 0426957
e.mail: educacaocontinua@med.up.pt

Dados Gerais

Docente Responsável: Elisa Keating
Sigla: CB
Tipo de curso/ciclo de estudos: Unidade de Formação Contínua
Início: 2018/2019
Duração: 40,5 Horas

Planos de Estudos

Diplomas

  • Cronobiologia (1,5 Créditos ECTS)

Áreas Científicas Predominantes

Recomendar Página Voltar ao Topo