Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » Cursos/CE » Mestrado » MEDS
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Informações

Mestrado em Evidência e Decisão em Saúde

InformaçãoO curso/CE não admite estudantes em 2017/2018.

 CALENDÁRIOS 2016.2017


UNIDADES CURRICULARES SINGULARES 2ºS E 3ºS CICLOS DE ESTUDO - 2016/2017


DESCRIÇÃO
A tomada de decisão em Saúde, quer seja feita pelos médicos ou outros profissionais, pelos gestores e políticos ou mesmo pelos doentes, é cada vez mais dependente da informação disponível acerca de uma multiplicidade de factores, desde os de índole biológica ou clínica aos de natureza social ou económica. No entanto a colheita, a produção e a avaliação desta informação requerem o conhecimento de metodologias científicas e disciplinas específicas que se foram desenvolvendo ao longo dos últimos anos e de que são exemplos: o desenho e a validação de questionários e escalas de medição em Saúde; as técnicas de avaliação de testes de diagnóstico e de intervenções terapêuticas; as revisões sistemáticas e as meta-análises; os métodos de amostragem e de análise de dados em estudos clínicos e de serviços de saúde.

Áreas de especialização

- Avaliação de Tecnologias em Saúde:
Tem como objecto de estudo as tecnologias - entendidas como técnicas, medicamentos, equipamentos ou sistemas de informação-, usadas pelos profissionais de saúde na prestação de cuidados. O objectivo da avaliação de tecnologias em saúde é responder a questões relacionadas com as propriedades destas tecnologias, nomeadamente quanto à sua segurança, eficácia, eficiência, aplicabilidade, indicações, custos, custo-efectividade e às consequências sociais, éticas e económicas da sua utilização.

- Investigação em Serviços de Saúde
Entendida como o estudo dos serviços de saúde nos aspectos produtivos, organizacionais, distributivos e de impacto de estado de saúde dos utentes, procurará aboradar os métodos e conhecimentos necessários ao estudo de questões relacionadas com a avaliação da qualidade dos serviços prestados, da satisfação de utentes e profissionias, acesso aos cuidados de saúde e aspectos económicos e de equidade na prestação de cuidados e distribuição de recursos.

- Investigação Clínica
Tem como objecto o doente e tem como objectivo responder a questões no âmbito da medicina clínica, contribuindo assim para o conhecimento e a tomada de decisão em Saúde. As questões abordadas nesta área dizem respeito, sobretudo, ao estudo de diagnóstico, tratamento, prognóstico e etiologia da doença e ao estudo da frequência de fenómenos e entidades associadas.

 


Objetivos

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DE ACESSO AO CICLO DE ESTUDOS

  1. Detentores do grau de licenciado ou grau equivalente por instituições nacionais ou estrangeiras;
  2. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pela comissão científica do programa.

Serão critérios de seleção avaliação curricular (0-20 valores) (50%) considerando trajeto científico e formação prévias e experiência profissional; e uma entrevista (0-20 valores) (50%).Será dada preferência aos candidatos com formação de base (licenciatura ou mestrado integrado) nas áreas das Ciências da Saúde designadamente médicos em formação pós-graduada de internato médico, enfermeiros ou outros técnicos de saúde que desejem aprofundar competências relacionadas com literacia científica e investigação clínica ou em serviços de saúde).

CRITÉRIOS E SUB-CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS

Critérios e subcritérios de seleção e seriação dos candidatos

Ponderação (%)

Avaliação curricular (0-20 valores)

50

a)       Publicações científicas: nº e qualidade das publicações científicas. São valorizadas publicações como 1º autor, relevantes para as áreas científicas do ciclo de estudos, em revistas indexadas com fator de impacto, com citações. É também valorizado o ranking das respetivas revistas;

20

b)       Formação pré-graduada: Média de licenciatura ou mestrado integrado (em função da média máxima dos candidatos) ponderada pela adequação da área científica da licenciatura ou mestrado integrado para os objetivos do ciclo de estudos. São valorizadas as licenciaturas nas áreas as Ciências da Saúde;

10

c)        Formação pós-graduada: Frequência e/ou conclusão de formação pós-graduada com o mínimo de 60 ECTS e pertinência da mesma para os objetivos do ciclo de estudos;

10

d)       Experiência profissional: É valorizada a existência, na atualidade de funções docentes e, no caso dos médicos, o seu grau de na carreira médica.

10

Entrevista de seleção (0-20 valores), destinada a avaliar a preparação dos candidatos nas áreas científicas deste programa, a sua experiência profissional e os seus objetivos no âmbito do ciclo de estudos incluindo a experiência prévia de investigação, nomeadamente nas áreas de especialização deste ciclo de estudos (Investigação Clínica, Investigação em Serviços de Saúde, Avaliação de Tecnologias em Saúde), bem como a eventual existência de um projeto de investigação, a qualidade e a pertinência do mesmo para os objetivos do ciclo de estudos. Existência de uma proposta de equipa de orientação e/ou apresentação de cartas de referência especificas para este ciclo de estudos. Existência de meios de financiamento para a realização do projeto de investigação. A entrevista é classificada de 0 a 20 valores, sendo requerida uma nota mínima de 10 valores na entrevista de seleção para admissão ao ciclo de estudos.

50

 
CRITÉRIOS DE DESEMPATE DE CANDIDATOS

Média final de licenciatura ou mestrado integrado;

Publicações científicas.

Classificação na entrevista de seleção

 


Informações

VAGAS

Nº Total de vagas: 12

Vagas por fases de candidaturas          

1.ª FASE: 6

2.ª FASE:  2 + vagas sobrantes

3.ª FASE:  2 + vagas sobrantes

Vagas específicas ao abrigo de protocolos:
Estudantes ERASMUS; estudantes oriundos dos PALOP e Brasil ao abrigo de protocolos da UPorto: 2 

NÚMERO MÍNIMO DE ESTUDANTES PARA FUNCIONAMENTO: 6

 

CALENDARIZAÇÃO DE CANDIDATURAS
(sujeito a aprovação)

 

1ª Fase

2ª Fase

3ª Fase

Apresentação das candidaturas

4 a 20 de abril de 2016

 11 a 28 de julho de 2016

4 a 6 de outubro de 2016

Afixação de resultados provisórios

6 de maio de 2016

6 de setembro de 2016

10 de outubro de 2016

Audiência Prévia

7 a 20 de maio de 2016

7 a 20 de setembro de 2016  

11 a 24 de outubro de 2016

Afixação de resultados definitivos

25 de maio de 2016

21 de setembro de 2016

25 de outubro de 2016

Apresentação de reclamação dos candidatos

26 de maio de 2016

22 de setembro de 2016

26 de outubro de 2016

Publicação da decisão de reclamações

31 de maio de 2016

23 de setembro de 2016

27 de outubro de 2016

Realização de matrículas

1 a 8 de junho de 2016

26 a 29 de setembro de 2016

28 de outubro de 2016

Eventual colocação de suplentes

9 de junho de 2016

30 de setembro

31 de outubro de 2016

Publicação de vagas sobrantes para a fase seguinte

14 de junho de 2016

3 de outubro de 2016

Não se aplica

Modo de notificação dos candidatos

On-line na página da FMUP

On-line na página da FMUP

 


NOTA:
Será autorizada a candidatura ao Ciclo de Estudos a estudantes que não tenham ainda terminado o grau anterior, desde que, apresentem a certidão de conclusão no ato da matrícula.

 

 INÍCIO DO ANO LETIVO: 30/09/2016

HORÁRIO

5ª feira das 16:00 às 20:00 
6ª feira das 14:00 às 20:00 
Sábado das 9:00 às 13:00 


Comentários

 

CREDITAÇÃO DE FORMAÇÃO E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

 

1ª Fase

2ª Fase

3ª Fase

Apresentação do pedido

Ambos os anteriores

Ambos os anteriores

No ato de inscrição

Publicação de resultados

21 de junho de 2016

20

de setembro de 2016

18 de novembro de 2016

Alteração da inscrição resultante do processo de creditação

22 a 29 de junho de 2016

9 a 16 de novembro de 2016

21 e 22 de novembro de 2016


PROPINAS

PROPINAS

Propinas tempo integral: Valor Referência da UP = 1250¤ /ano

Propinas tempo parcial: 937,5¤ /ano

PROPINAS ESTUDANTES INTERNACIONAIS

Valor da Propina para os estudantes abrangidos pelo Estatuto de Estudante Internacional (Aprovado pelo Decreto-Lei 36/2014 de 10 de março)

Propinas Tempo Integral: 4500¤ /ano

Propinas Tempo Parcial: 3375¤ /ano

Propinas Tempo Integral (caso específico CPLP): 2250¤ /ano

Propinas Tempo Parcial (caso específico CPLP): 1687,5¤ /ano

 

 

ESTUDANTES INTERNACIONAIS_TODA A INFORMAÇÃO AQUI!

Para auxiliar a submissão da Candidatura, pode consultar o Guia de Apoio (1).

CANDIDATURAS AQUI


Para auxiliar a submissão da Matrícula, pode consultar o Guia de Apoio (2)


REALIZAR MATRÍCULA /INSCRIÇÃO AQUI


Contactos

Informações

Departamento de Apoio à Investigação e à Pós-Graduação da FMUP
Tel.: 22 551 36 76
Fax.: 22 551 36 92
E.Mail - daipg@med.up.pt

Toda a informação para candidatos à FMUP. Informação disponível aqui!

Dados Gerais

Código Oficial: 9522
Diretor: Mário Dinis Ribeiro
Sigla: MEDS
Grau Académico: Mestre
Tipo de curso/ciclo de estudos: Mestrado
Início: 2006/2007
Duração: 2 Anos

Planos de Estudos

Diplomas

  • Mestrado em Evidência e Decisão em Saúde - Área de especialização em Investigação Clínica (120 Créditos ECTS)
  • Mestrado em Evidência e Decisão em Saúde - Área de especialização em Investigação em Serviços de Saúde (120 Créditos ECTS)
  • Mestrado em Evidência e Decisão em Saúde - Área de especialização em Avaliação de Tecnologias em Saúde (120 Créditos ECTS)
  • Curso de Mestrado em Evidência e Decisão em Saúde (60 Créditos ECTS)

Áreas Científicas Predominantes

Recomendar Página Voltar ao Topo