Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » Oferta Formação » Unidade de Formação Contínua » MCPCAFDC
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Candidaturas 2017/18

Medicinas Complementares na prática clinica: Acupuntura, fitoterapia e dietética chinesas

Com o conhecimento crescente das terapêuticas não convencionais a necessidade de uma linguagem comum para facilitar a comunicação no ensino, na prática clínica e na investigação tornou-se determinante. Já em 1999 a OMS nomeou um grupo científico que aprovou uma nomenclatura internacional padrão para a acupunctura, hoje largamente disseminada e aplicada.
Recentemente os Ministérios da Saúde e da Educação e Ciência demonstraram uma crescente consciencialização da importância das terapêuticas não convencionais na atual realidade na área da saúde, nomeadamente com a publicação, em 2013, da lei de regulamentação do exercício destas terapêuticas.

Existe a necessidade de dotar os médicos de conhecimentos básicos em relação a diferentes terapêuticas não convencionais de modo a saber quais beneficiam e quais podem eventualmente prejudicar o doente. Urge saber reconhecer práticas baseadas na evidência e com benefícios demonstrados, e identificar práticas infundadas que muitas vezes se mostram tão apelativas.
Na verdade, o despertar desta sensibilização remonta já a maio de 2002, data em que foi aprovada, pelo Conselho Nacional Executivo da Ordem dos Médicos, a competência em Acupuntura.

Desde essa aprovação são já inúmeros os cursos realizados no âmbito da acupuntura em várias escolas médicas do país, nomeadamente nos já reconhecidos cursos de pós graduação em saúde sénior, reabilitação e envelhecimento ativo, no curso de reabilitação em medicina desportiva e desporto e no curso internacional em geriatria clinica com U.C. de medicinas complementares, onde as Professoras Rosa Vilares e Margarida Barbosa lecionam desde a primeira edição que teve início há 10 anos.

Neste curso serão abordados e considerados os métodos de diagnóstico e de tratamento específicos da medicina tradicional chinesa em complementaridade com os procedimentos médicos ocidentais necessários e adequados à análise e elaboração do plano de tratamento para casos clínicos como os apresentados no Geriatrics Review Syllabus da American Geriatrics Society. A aquisição de conhecimentos de tratamentos eficientes e atualizados, contribuindo para o enriquecimento da formação médica global será uma mais-valia dada por este curso.



Conteúdos programáticos
:

1. Utilização da acupuntura na prática clinica, na patologia e na promoção da saúde

- Definição e postura da Acupuntura na área da medicina chinesa.

- História da acupuntura incluindo teoria básica yin e yang e 5 movimentos.

- Desenvolvimento de acupuntura.

- Receitas e casos clínicos.

-- Alfabética de meridianos e ecopontos.

-- Como localizar os pontos de acupunctura

-- Meridianos: 12 meridianos normais; 8 meridianos curiosos (Ren Mai e Du Mai); meridianos tendinomusculares; meridianos dermatológicos.

2. A medicina tradicional chinesa e a fitoterapia:

-- Classificações e caraterísticas dos constituintes.

--Princípios básicos do tratamento com fitoterapia

-- Estratégias terapêuticas mais comuns com fitoterapia

--Integração da fitoterapia na medicina convencional

--Contra indicações da fitoterapia.

3. Dietética chinesa ligada à medicina desportiva:

O que vão aprender na aula: A importância de alguns alimentos ocidentais / chineses que se refletem no tratamento da doença e na prevenção e promoção da saúde.

 Metodologias de ensino:

Método expositivo (aulas teóricas) – destinadas a organizar de forma hierárquica as noções respeitantes a cada tema, em acupuntura, Fitoterapia e dietética chinesa.

Aulas teórico-práticas: apresentação e discussão de casos clínicos destinadas a consolidar os conhecimentos adquiridos através da participação ativa do estudante.

No final do curso existirá uma avaliação no formato de teste online disponibilizado na plataforma Moodle.



Objetivos

São objetivos deste curso promover e desenvolver os conhecimentos de acupuntura fitoterapia e dietética chinesa na vertente assistencial e de investigação clínica. Assim pretende-se no final deste curso, no âmbito da acupuntura fitoterapia e dietética na prática clinica, na patologia e na promoção da saúde o formando tenha adquirido:

  • Conhecimentos críticos das bases teóricas específicas que fundamentam o seu diagnóstico e a sua intervenção terapêutica, designadamente, yin e yang, os cinco movimentos, qi, sangue e líquidos orgânicos, os oito princípios de diagnóstico, o sistema dos meridianos e ramificações jing luo, síndromas gerais e síndromas dos zang fu, patologia, etiopatogenia e patologias energéticas, os seis níveis, as quatro camadas e os três aquecedores;
  • Conhecimentos críticos das indicações e contraindicações da acupuntura;
  • Conhecimentos básicos da execução de tratamentos auxiliares de acupuntura e da implementação de microssistemas de terapia reflexa de acupuntura;
  • Conhecimentos básicos dos métodos de prescrição e das estratégias de combinação das diferentes terapêuticas auxiliares próprias da acupuntura;
  • Conhecimentos críticos sobre a teoria, a prática e os princípios da acupuntura evidenciando-os em ações, através de várias abordagens, gerindo-as, selecionando ou modificando os planos de tratamento para ir ao encontro das necessidades das pessoas;
Conhecimentos básicos sobre prescrição de tratamentos auxiliares da acupuntura como a massagem, a digitopuntura, os exercícios energéticos, aconselhamento dietético e sobre estilos de vida.

Competências Profissionais

Conhecimentos, competências e aptidões que os estudantes devem alcançar:


Conhecimentos básicos no domínio das teorias da medicina chinesa na especialidade de acupuntura, fitoterapia e dietética.

- Utilizar processos específicos de diagnóstico aplicado à medicina chinesa tais como a entrevista, a observação, a palpação e a diferenciação de sintomas e síndromes.

- Reconhecer as situações em que as queixas do doente possam ser indicadoras de patologias ou problemas fora do âmbito da acupuntura e necessitem da intervenção de outro profissional.

- Promover a saúde através dos métodos e meios da acupuntura, fitoterapia e diatética chinesa.

Informações

Vagas: 150 (máx. 20 alunos presenciais)

Destinatários:
Médicos, Enfermeiros, Fisioterapeutas e outras áreas das Ciências da Saúde.

Condições específicas de acesso:
Licenciados ou detentores do mestrado integrado em medicina, enfermagem, fisioterapia e outras áreas das ciências da saúde.
 

Critérios de seleção e seriação dos candidatos e respetivas ponderações:
Os candidatos serão seriados através da avaliação da média do curso e das habilitações literárias.

Média de curso:

. 20 valores_ 80%; . 19 valores_ 75%; . 18 valores_ 70%; . 17 valores_ 65%; . 16 valores_ 60%; . 15 valores_ 55%; . 14 valores_ 50%; . 13 valores_ 45%; . 12 valores_ 40%; . 11 valores_ 35%; .10 valores_ 30%

Habilitações literárias:

. Doutorado_ 20%; . Mestre_ 10%. ; Licenciado_5%

Critério de desempate:
Em caso de empate será colocado o candidato com melhor ponderação na habilitação literária

Candidaturas on-line:
1ª edição: 16 out a 6 nov 2017
2ª edição: 29 jan a 19 fev 2018

Prazo para afixação de resultados provisórios:
1ª edição: 9 nov 2017
2ª edição: 23 fev 2018

Audiência Prévia:

1ª edição:10 a 23 nov 2017
2ª edição: 26 fev a 9 mar 2018

Prazo para afixação de resultados definitivos:
1ª edição: 28 nov 2017
2ª edição: 13 mar 2018

Prazo para a apresentação de reclamação dos candidatos:
1ª edição: 29 nov 2017
2ª edição: 14 mar 2018

Prazo para a publicação da decisão de reclamações:  
1ª edição: 30 nov 2017
2ª edição: 15 mar 2018

Matrículas on-line:
1ª edição: 4 a 13 dez 2017
2ª edição: 16 a 26 mar 2018

Eventual colocação de suplentes: 
1ª edição:15 dez 2017
2ª edição: 28 mar 2018

Modo de notificação dos candidatos: on-line na página da FMUP

Valor da propina: 300¤+2¤ (seg. escolar), a pagar no ato da matricula.

Calendarização do curso e horário: 4º feiras das 18h00 às 22h00

1ª edição: 10 jan 2018 - 4 abr 2018
2ª edição: 28 fev 2018 - 30 mai 2018


Regime de frequência:

Os estudantes têm a possibilidade de optar por dois regimes de frequência: o regime Presencial e o regime à Distância. Ambos os regimes possibilitam aos estudantes o acesso às aulas através da combinação de 3 vias (presença em sala de aula, videoconferência e aula gravada) variando entre si na percentagem de acesso atribuída a cada uma destas modalidades:

1. No regime presencial os estudantes devem frequentar no mínimo 75% das aulas presencialmente, em sala de aula. Em casos excecionais e devidamente justificados, os restantes 25% das aulas podem ser assistidos através de videoconferência e e/ou aula gravada.

2. No regime à distância os estudantes devem frequentar no mínimo 75% das aulas através de videoconferência. Em casos excecionais e devidamente justificados, os restantes 25% das aulas podem ser assistidos em diferido através de aula gravada. A inscrição no regime à Distância encontra-se reservado aos estudantes que não apresentem condições para frequência no regime presencial.



 

 





Comentários

Para auxiliar a submissão da Candidatura, pode consultar o Guia de Apoio (1).

CANDIDATURAS AQUI


Para auxiliar a realização da Matrícula/Inscrição, pode consultar o Guia de Apoio (2).

REALIZAR MATRÍCULA / INSCRIÇÃO AQUI

Toda a informação para candidatos à FMUP. Informação disponível aqui


Contactos

Departamento de Apoio à Investigação e à Pós-Graduação da FMUP 
Educação Contínua
Tel.: 220426957
e.mail: educacaocontinua@med.up.pt

Dados Gerais

Docente Responsável: Ovídio Costa
Sigla: MCPCAFDC
Tipo de curso/ciclo de estudos: Unidade de Formação Contínua
Início: 2017/2018
Duração: 108 Horas

Planos de Estudos

Diplomas

  • Medicinas Complementares na prática clinica: Acupuntura, fitoterapia e dietética chinesas (4 Créditos ECTS)

Áreas Científicas Predominantes

Recomendar Página Voltar ao Topo