Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início » Cursos/CE » MIM

Cursos

Mestrado em Informática Médica

InformaçãoO curso/CE não admite estudantes em 2008/2009.
A prática da Medicina está cada vez mais dependente do modo como os dados clínicos são recolhidos, processados e comunicados. Assim, a prestação eficiente de cuidados de saúde de qualidade poderá estar intrinsecamente associada à tomada de decisões, em tempo e local próprios, baseados na informação do doente e no conhecimento dos profissionnias de saúde. De igual forma, a comunicação é essencial para a prestação de cuidados, a investigação e a gestão em saúde pois todas estas actividades resultam da partilha de informação entre os membros de uma equipa. De facto, uma grande parte dos custos operacionais de um hospital está associada a actividades de comunicação entre profissionais ou entre estes e os utentes dos serviços.
Também a relevância das tecnologias de informação e comunicação (TIC) na investigação e utilização de fármacos, equipamentos médicos ou outras tecnologias de saúde tem aumentado continuamente. A capacidade de gerir e usar estas tecnologias será certamente uma das mais importantes vantagens competitivas das instituições de saúde e terá um grande impacto na eficiência de futuros sistemas de saúde.
Por outro lado, a maioria dos projectos TICs não consegue atingir os seus objectivos dentro do tempo, orçamento e expectativas previstas, sendo uma das razões apontadas a sua crescente complexidade, tanto no domínio científico, tecnológico e normativo da informática médica como no domínio da legislação nacional e internacional e dos protocolos clínicos.
A Informática Médica estuda os aspectos teóricos da ciência da informação específicos ao entendimento de dados, informação e connhecimento biomédicos e a aplicação prática das tecnologias da informação em sistemas da saúde, tendo como objectivo o aumento da segurança, efectividade, eficiência, equidade e disponbilidade de prestação de cuidados.
Neste contexto, o Mestrado de Informática Médica tenda cobrir a falta de conhecimentos e aptidões nesta área sentidas por diversas classes de profissionais de saúde. O programa de mestrado cobre uma variedade de assuntos científicos e técnicos tais como: registos clínicos electrónicos na prestação de cuidados primários e terciários; sistemas de codificação e classificação de diagnósticos e procedimentos; normas de TIC no domínio da saúde; processamento de sinal e imagem; comunicações electrónicas entre prestadores de cuidados; sistemas de suporte à decisão; e implementação e avaliação de tecnologias e de sistemas de informação.
Este programa foi especialmente desenhado para médicos, enfermeiros ou outros profissionais de saúde e para cientistas de computadores ou engenheiros de informática que pretendam melhorar os seus cnhecimentos e aptidões em informática médica e aplicá-los nas suas instituições, tendo como objectivo o melhoramento da prestação de cuidados de saúde.
Condições de acesso: Licenciatura ou grau equivalente, por instituições nacionais ou estrangeiras, na área das ciências da vida e da saúde, matemática, informática ou áreas afins.

Informações


Numerus Clausus: 30 (+2)
Vagas 1.ª fase: 18
Vagas 2.ª fase: 12 vagas + vagas sobrantes da 1.ª fase. Os candidatos não admitidos na 1.ª fase serão posteriormente ordenados em conjunto com os candidatos da 2.ª fase e de acordo com as suas classificações, não sendo necessário apresentar nova candidatura na 2.ª fase
Número Mínimo de inscrições: 15

Critérios de selecção:
Os candidatos à matrícula serão seleccionados tendo em conta os seguintes critérios: (1) A avaliação do currículo académico do candidato, numa escala de 0 (zero) a 20 (vinte) valores. (2) Resultado da entrevista de selecção destinada a avaliar a preparação dos candidatos em áreas científicas de base, a sua experiência profissional e os seus objectivos no âmbito do mestrado. A classificação da entrevista de selecção será atribuída numa escala de 0 (zero) a 20 (vinte) valores. Esta classificação resultará da soma das médias aritméticas simples, arredondadas às décimas, das classificações dos membros do júri de avaliação. Será calculada a classificação média final dos candidatos. A classificação média final resultará da média ponderada das classificações obtidas na avaliação curricular (AC) atrás descrita e na entrevista profissional de selecção (E), de acordo com a seguinte fórmula: ((6xAC)+(4xE))/10 Na 1ª fase serão admitidos os candidatos com classificação final de selecção superior ou igual 14 (catorze) valores numa escala de 0 (zero) a 20 (vinte) valores. Os candidatos não admitidos na 1ª fase serão posteriormente ordenados em conjunto com os candidatos da 2ª fase e de acordo com as suas classificações, não sendo necessário apresentar nova candidatura na 2ª fase.
Candidaturas - 1ª fase:Candidaturas online 28/05/2012 a 25/06/12
Prazo para afixação e modo de notificação de resultados: A lista de candidatos admitidos e não admitidos será publicada on-line até 09/07/2012
Prazo para apresentação e reclamação de resultados (se aplicável): 09/07/2012 a 11/07/2012
Prazo para publicação da decisão de reclamações: 18/07/2012 Prazos para a matrículas: 19 a 25/07/2012
Prazos para a colocação de suplentes (se aplicável): 30/07/2012 a 03/08/2012
Prazos para publicação de vagas para a 2ª fase (se aplicável) : 09 a 10/08/2012

Candidaturas online- 2ª fase: 09 a 31/08/2012
Prazo para afixação e modo de notificação de resultados: A lista de candidatos admitidos e não admitidos será publicada on-line até 07/09/2012
Prazo para apresentação e reclamação de resultados (se aplicável):10 e 12/09/2012
Prazo para publicação da decisão de reclamações:18/09/12
Prazos para a matrículas:19 e 21/09/2012
Prazos para a colocação de suplentes: 27 a 28/09/2012

Candidaturas 3ª fase :
Candidaturas : 1/10/2012
Resultados : 3/10/2012
Prazo para apresentação e reclamação de resultados:4/05/2012
Prazo para publicação da decisão de reclamações:5/10/2012
Matrículas : 8/10/2012 – 10/10/2012
Prazo para colocação de suplentes: 11/10/2012
Propina:
Tempo Integral: 1250,00¤/ano
Tempo Parcial:937,50¤

Horário: Quinta-feira (16h às 20h), Sexta-feira (14h às 20h) e Sábado (9h às 13h)

Início do Curso:Outubro de 2012

Calendário 2011/2012

Informações:
Departamento de Apoio à Investigação e à Pós-Graduação da FMUP
Tel.: 22 551 36 76
Fax.: 22 551 36 92
E.Mail - daipg@med.up.pt

Dados Gerais

Código Oficial: 9525
Diretor: Ricardo Correia
Codiretor: Inês Dutra
Sigla: MIM
Grau Académico: Mestre
Tipo de curso/ciclo de estudos: Mestrado
Início: 2006/2007
Duração: 4 Semestres

Planos de Estudos

Unidades Orgânicas Envolvidas

Diplomas

  • Mestrado em Informática Médica (120 Créditos ECTS)
  • Especialização em Informática Médica (60 Créditos ECTS)

Áreas Científicas Predominantes

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2022-12-03 às 22:18:23 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias