Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início » Cursos/CE » MIMED » Informação para Candidatos

Cursos

Mestrado Integrado em Medicina

Dados Gerais

Código Oficial: 9813
Sigla: MIMED
Descrição:

O Ciclo de Estudos Integrado do Mestrado em Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (MMED-FMUP) confere o grau de Mestre em Medicina, depois de completadas 360 ECTS ao longo de 12 semestres. A conclusão dos primeiros 180 ECTS confere o grau de licenciado em Ciências Básicas da Saúde.

Estabelecido pelo Despacho Reitoral n.º 6071/2014 (DR 2ª série, Nº 89, 9 de maio), o atual Plano de Estudos do MMED-FMUP incluirá já no ano letivo 2016/2017 os 7º e 8º semestres, correspondentes ao 4º ano, que é também o primeiro ano de natureza eminentemente clínica. Em 2017/2018, ao estender-se simultaneamente ao 5º e 6º anos, completará o seu processo de instalação.

Dos 360 ECTS integrantes do grau de Mestre em Medicina, 336 ECTS são obtidos pela frequência e aprovação a 63 Unidades Curriculares (UC) nucleares de Ciências Básicas, Pré-Clínicas e Clínicas. Os restantes 24 ECTS provêm da opção livre entre 106 UC (em 2016/2017) distribuídas por quatro áreas, a saber, Ciências Biomédicas, Ciências Sociais e Humanas, Ciências Clínicas e Ciências da Informação e Epidemiologia. Estas UC permitirão o desenvolvimento mais aprofundado de áreas do plano de estudos, a diversificação de experiências e de áreas científicas, a exploração de interesses e a assunção da responsabilidade pela construção do seu próprio percurso educativo pelos próprios estudantes. Estes cumprirão entre um mínimo de 3 ECTS e um máximo de 9 ECTS, do 2º ao 5º ano do MMED-FMUP, em cada uma das áreas referenciadas.

Depois de 10 semestres de aquisição de competências nos domínios respetivos por meio de atividades letivas com sessões teóricas, práticas, sejam laboratoriais ou com pacientes ou com manequins em ambiente de simulação, sessões teórico-práticas e seminários, entre outras modalidades, os 2 semestres restantes são dedicados à Prática Clínica e decorrem em estabelecimentos de saúde afiliados à FMUP sedeados em regra no norte do país. Eles compreendem hospitais públicos, de que o Centro Hospitalar S. João é o de maior interação, hospitais privados e Centros de Saúde. Inclui-se ainda neste período de tempo a conclusão e apresentação pública de um projeto de investigação clínica ou biomédica, não raras vezes iniciado nos primeiros anos do curso, cujo manuscrito é frequentemente submetido e publicado em revista com fator de impacto.

Para além dos espaços de ensino convencional existentes, substancialmente alargados em 2012 com a entrada em funções das novas instalações, o MMED-FMUP tem beneficiado dos importantes investimentos que a FMUP realizou e continua a realizar nos domínios da prática laboratorial, do serviço de biblioteca e do centro de simulação biomédica.

O MMED-FMUP tem o apoio continuado de várias entidades dedicadas. Incluem-se o núcleo de consultadoria e gestão académicas, disponível para docentes e estudantes; um Gabinete de Apoio ao Estudante que dá suporte institucional à formação em áreas de desenvolvimento de competências transversais e auxilia ao sucesso académico e bem-estar dos estudantes; o Programa de Tutoria Académica, iniciado em 2014/2015, é meio adicional de promoção do desenvolvimento académico e pessoal dos estudantes do MMED; nos anos clínicos, o Gabinete de Relações Internacionais e Mobilidade tem apoiado a realização de parte do programa de formação em instituições europeias e no Brasil, propiciando aos estudantes uma experiência de internacionalização e perspetivando-lhes a globalização da Educação Médica.

«O Ciclo de Estudos Integrado do Mestrado em Medicina da FMUP tem por finalidade desenvolver um programa de educação médica integral para tornar os estudantes da FMUP profissionais de referência apetrechados das competências necessárias para melhorar a saúde das populações, através da excelência da prática clínica, da investigação, da inovação e da liderança».

(Comissão de Reforma Curricular da FMUP, 2012)

Diplomas

  • Mestrado em Medicina (360 Créditos ECTS)
  • Licenciatura em Ciências Básicas de Saúde (180 Créditos ECTS)

Concursos Locais

Prazos de Candidaturas e Vagas

Edição Concursos por Regime Regime Vagas Prazos
Titulares de curso superior na área da Medicina Titulares de curso superior na área da Medicina - 2015-04-06 a 2015-04-10

Unidades Curriculares

Bioestatistica, Informação e Decisão em Saúde I

MI112 - ECTS

As ciências da informação e da decisão em saúde são, tradicionalmente, suportadas pelas áreas científicas de Bioestatística e Informática Médica pelo que são objetivos da UC que o estudante:

    • Adquira noções e treino sobre probabilidade e distribuições, estatística descritiva, estatística inferencial e modelação de dados, tamanho amostral;
    • Conheça os conceitos e aplicações dos sistemas de informação (SI) em saúde, codificação e classificação, registos clínicos eletrónicos, sistemas de apoio à decisão, processamento de sinal biológico e de imagem médica, eSaúde e telemedicina;
    • Adquira aptidões sobre preparação de dados; construção de gráficos de probabilidade, pesquisa e gestão de referências bibliográficas e sobre modelação, implementação e consultas bases de dados;
    • Compreenda a organização de informação em saúde e como é aplicada análise estatística à investigação em saúde.

Bioestatistica, Informação e Decisão em Saúde I _A

MI112_A - ECTS

Bioestatistica, Informação e Decisão em Saúde I _B

MI112_B - ECTS

Estrutura Molecular da Célula

MI110 - ECTS

Contribuir para a compreensão da biologia do ser humano a partir das bases moleculares da medicina e do modo como a estrutura determina a função.

Pretende-se que o estudante que inicia o curso de Medicina tenha uma adequada integração nos conhecimentos mais estruturais da bioquímica e da biologia celular facilitando a pretendida compreensão ulterior das estruturas e do funcionamento das células e das funções metabólicas gerais do organismo.

Atenta-se ao reconhecimento da denominação e do papel biológico dos constituintes químicos dos seres vivos com especial relevo aos que fazem parte da constituição do ser humano (nomeadamente: glícidos, lípidos, proteínas, glicoproteínas, proteínas glicadas, aminoácidos, compostos inorgânicos e a água).

Para tal, utilizaremos como exemplos quer situações de doença, quer formas de terapêutica em uso. De igual modo, daremos atenção ao facto de ser a partir destas mesmas moléculas que são desenvolvidos os biomarcadores que servirão de ponto de partida a melhores meios de diagnóstico e, também, ao entendimento de muitas das condições patológicas que os estudantes irão encontrar mais à frente na clínica.

 

Genética Molecular

MI111 - ECTS

A UC “Genética Molecular” tem como objetivo principal transmitir ao estudante o conhecimento mais recente sobre a dinâmica do genoma humano, assim como, os mecanismos que permitem a transmissão da informação molecular do DNA  à proteína, e de que modo estes processos são controlados na célula.  Para dar cumprimento a este objetivo, os conteúdos programáticos abordam o conhecimento nuclear dos os mecanismos moleculares de funcionamento e manutenção da integridade do genoma, a metodologia usada para estudo e diagnóstico e as terapêuticas conhecidas para modificar a expressão genética. A UC integra também uma forte componente laboratorial que permite a prática sobre o modo de chegar ao conhecimento, e sessões integrativas de discussão de trabalhos científicos, contando para tal, com um corpo docente constituído por professores que investigam os mecanismos básicos do funcionamento celular, e também especialistas em genética humana.

 

Humanidades em Medicina

MI113 - ECTS
Desenvolver o papel instrumental das humanidades como recurso na educação profissional. Aquisição de competências (1) transversais/“transferíveis”; (2) humanísticas; (3) auto-conhecimento; (4) reflexão crítica e profissional.

Humanidades em Medicina_A

MI113_A - ECTS

Humanidades em Medicina_B

MI113_B - ECTS

Morfofisiologia do Aparelho Locomotor

MI109 - ECTS

No final desta unidade curricular o estudante deverá:

 

- Conhecer os princípios gerais da Anatomia, Histologia e Fisiologia, familiarizando os alunos com a terminologia anatómica, histológica e fisiológica, estimulando a sua capacidade de observação e dotando-os da técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada;

 

- Conhecer a normal estrutura macroscópica e microscópica e modo de funcionamento do sistema locomotor;

 

- Adquirir uma base de conhecimentos que possa ser utilizada nos vários campos da morfofisiologia e aplicada posteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica;

 

 

 

Bioquímica do Metabolismo

MI116 - ECTS

Pretende-se que os estudantes fiquem a conhecer com profundidade o metabolismo, no ser humano, de glícidos, lípidos, proteínas e aminoácidos, síntese de derivados de aminoácidos com interesse biológico, metabolismo do grupo heme e bases púricas e pirimídicas.

Pretende-se que os estudantes compreendam o metabolismo no seu todo, fazendo a sua integração (regulação do metabolismo oxidativo e equilíbrio energético, regulação hormonal do metabolismo, alterações metabólicas durante o ciclo alimentação/jejum, metabolismo em diferentes tecidos e órgãos, na grávida e recém-nascido, no exercício físico e em situações extremas).

Pretende-se que os estudantes adquiram conhecimento sobre alguns fatores que determinam variações no metabolismo, nomeadamente: as vitaminas e a sua importância no metabolismo, stresse oxidativo e mecanismos de defesa, nutrição, álcool e bebidas alcoólicas, metabolismo no cancro e metabolismo de xenobióticos.

Pretende-se ainda que os estudantes adquiram conhecimento sobre algumas patologias relacionadas com o metabolismo ou alterações metabólicas: obesidade, diabetes, dislipidemias, doenças do metabolismo da frutose e galactose, doenças da oxidação em beta dos ácidos gordos, doenças do metabolismo do glicogénio, anemias megaloblásticas, doenças do metabolismo de aminoácidos, caquexia e icterícia.

Dinâmica Molecular da Célula

MI115 - ECTS

O principal objectivo da UC prende-se com o ensino das bases moleculares do funcionamento da célula principalmente no que diz respeito as vias metabólicas e fluxo molecular entre as suas estruturas e compartimentos. Esse conhecimento permitirá ao estudante do Mestrado Integrado em Medicina uma melhor compreensão dos mecanismos associados às alterações moleculares e bioquímicas que ocorrem na doença. Nesse sentido, os conteúdos programáticos abordam aspectos estruturais, dinâmicos e funcionais ao nível da membrana plasmática, do retículo endoplasmático, do complexo de Golgi, do lisossoma, da mitocôndria e do peroxissoma. A UC integra também uma forte componente prática de laboratório e sessões tutorizadas de interpretação e discussão de artigos científicos, modalidades importante para aprofundar e consolidar o conhecimento adquirido contando para tal, com um corpo docente especializado nas áreas da Biologia Celular, Biologia Molecular e Bioquímica.

Introdução à Investigação em Saúde

MI117 - ECTS Um dos pressupostos do curso de Medicina é a integração da componente de investigação e do trabalho experimental, sendo por isto importante a inclusão, logo no primeiro semestre do curso, de uma UC dedicada à apresentação do contexto de investigação em saúde desenvolvido na FMUP bem como aos formalismos da investigação, nas suas diferentes componentes, enquanto métodos genéricos e transversais de investigação em saúde, habitualmente utilizados em investigação clínica, laboratorial ou epidemiológica.

A metodologia de investigação em saúde, tanto a que envolve a participação de humanos como a laboratorial, reveste-se de procedimentos precisos que lhe conferem garantias de qualidade na descoberta e aplicação da evidência científica. Nesta UC pretende-se dotar os estudantes das bases necessárias para definir e planear tal investigação. Assim, surge como imprescindível a exploração dos conceitos de protocolo de investigação, permitindo uma abordagem faseada e planeada ao processo de investigação, e de interpretação e divulgação de resultados de investigação científica.

Acresce que nesta UC procurar-se-á ainda pôr em contacto os seus estudantes com a realidade da investigação biomédica, clínica e epidemiológica da Faculdade e da UP através da organização de seminários de investigação, visando dar a conhecer aos estudantes diversos exemplos de investigação em Saúde e principais grupos de investigação da UP.

Morfofisiologia do Sistema Nervoso

MI114 - ECTS

No final desta unidade curricular o estudante deverá:

- Conhecer os princípios gerais da Anatomia, Histologia e Fisiologia. Familiarizar os alunos com a terminologia anatómica, estimulando a capacidade de observação e dotando-os da técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada;

- Conhecer a normal estrutura macroscópica e microscópica e modo de funcionamento do sistema nervoso.

- Adquirir uma base de conhecimentos que possa ser utilizada nos vários campos da morfofisiologia e aplicada posteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica;

 

Morfofisiologia do Sistema Nervoso_A

MI114_A - ECTS

Morfofisiologia do Sistema Nervoso_B

MI114_B - ECTS

Morfofisiologia do Sistema Nervoso_C

MI114_C - ECTS

Saúde das Populações

MI118 - ECTS

A unidade curricular tem como objetivo permitir aos estudantes a aquisição de conhecimentos sobre princípios e conceitos em saúde das populações e a sua aplicação na compreensão dos processos de saúde e doença.

Os conteúdos programáticos desta Unidade Curricular são de natureza abrangente, compatível com o objectivo de compreender globalmente os princípios básicos e os principais problemas relacionados com a saúde das populações, e ajudar a compreender a integração dos médicos numa equipa mais alargada de profissionais que age antes e depois da intervenção curativa.

Alterações Mitocondriais e Doença

OPT01 - ECTS 1. Consolidar a aprendizagem da fisiologia mitocondrial normal.
2. Aprender os principais mecanismos moleculares de disfunção mitocondrial
3. Aprender a utilizar o conhecimento dos mecanismos moleculares de disfunção mitocondrial no diagnóstico de situações clínicas concretas, nomeadamente em doenças degenerativas e neoplásicas.
4. Aprender a utilizar o conhecimento dos mecanismos moleculares de disfunção mitocondrial para a compreensão do envelhecimento e sua relação com doenças neurodegenerativas.
5. Aprender a utilizar o diagnóstico molecular de patologias mitocondriais no desenvolvimento de novas terapêuticas.

Antropologia Médica e Humanização em Medicina

OPT02 - ECTS

Biofísica Médica

OPT03 - ECTS Descrever conceitos e princípios fundamentais da física que são relevantes para a biologia e para a medicina.
Adquirir competências e ferramentas que permitam a resolução de problemas simples na área da biofísica.
Valorizar a construção e utilização de modelos para a descrição quantitativa detalhada de processos biofísicos.
Identificar as potencialidades e limitações de diversas técnicas modernas de diagnóstico e de tratamento em medicina que recorrem a princípios fundamentais da física.

Biogerontologia

OPT04 - ECTS

Introduzir à Biogerontologia e ao seu lugar na Biomedicina actual.

Evidenciar os fundamentos biológicos da perda funcional (envelhecimento) com maior ênfase na espécie humana, incluindo as modificações moleculares, celulares e o papel dos genes.

Mostrar os limites actuais do conhecimento no domínio e explorar extensões da biogerontologia para outros ramos do saber e para a sociedade em geral.

Desenvolver o gosto pelo assunto e inspirar a elaboração de trabalhos de investigação na área.

Cérebro e Comportamento

OPT05 - ECTS

O principal objectivo do curso consiste em ensinar de que modo funções específicas de natureza motora, límbica e cognitiva emergem no cérebro. Este objectivo será conseguido através da aquisição e integração de conhecimentos derivados de diversas disciplinas, tais como a neuroanatomia, a neurofisiologia, a neuroquímica e as neurociências comportamentais. Os estudantes familiarizar-se-ão com as modernas técnicas experimentais utilizadas para a investigação das bases neuronais do comportamento. Por fim, familiarizar-se-ão com os interesses e as motivações que inspiraram a investigação da inter-relação circuitos neuronais e comportamentos complexos.

Comunicação & Marketing Estratégico em Saúde

OPT07 - ECTS O objetivo da Unidade Curricular é sensibilizar o estudante para a importância da Comunicação, da Marca e do Marketing como estratégia global de diferenciação competitiva geradora de valor para as empresas, instituições, pessoas e organizações em geral, assim como desenvolver nos estudantes a capacidade de tomada de decisão tendo em vista assegurar uma eficaz gestão das relações com os seus principais stakeholders, de acordo com um novo paradigma que coloca o cliente no centro da gestão das interações em Saúde

Comunicação em Equipas de Saúde

OPT06 - ECTS Compreender a importância de uma comunicação clínica eficaz nas equipas de saúde, de forma a identificar e desenvolver competências pessoais que resultam em práticas colaborativas que potenciam a qualidade dos seviços prestados e asseguram a segurança dos doentes.

Comunicar Ciência

OPT08 - ECTS O objetivo geral desta unidade curricular é contribuir para a preparação de médicos e cientistas que se empenhem na excelência da comunicação da ciência em contextos científicos e ao público em geral.

No final da unidade o aluno deverá ser capaz de:

-selecionar e utilizar eficazmente as fontes de informação científicas para o seu estudo e investigação

-preparar e apresentar um poster científico

-redigir um artigo científico

-apresentar, oralmente e por escrito, material de estudo/investigação a uma audiência científica e ao público em geral, usando diferentes canais de comunicação

-analisar criticamente as estratégias aplicadas à comunicação de ciência em diversos contextos sociais

-desenvolver competências de comunicação oral e escrita na apresentação científica

-planear uma entrevista com jornalistas, distinguindo comportamentos a usar e a evitar

-escrever um presss release

-elaborar um curriculum vitae e uma carta de motivação

-preparar uma entrevista de emprego com sucesso

Contacto em Cuidados de Saúde Primários

OPT09 - ECTS

A Unidade Curricular Optativa “Contacto Básico em Cuidados de Saúde” será constituída por uma área de contacto com o ambiente extra-hospitalar, em Unidade de Cuidados de Saúde Primários, em que o estudante contactará com utentes e com famílias nos seus domicílios ou nas Unidades de Saúde.

As competências a desenvolver pelos estudantes são:

- Pretende-se que o estudante conheça a organização dos Cuidados de Saúde Primários, nas suas diferentes vertentes;

- Identifiquem noServiço Nacional de Saúde Português, e nas instituições da Comunidade, as suas funções e competências.

Contacto Precoce com os Utentes/Doentes e suas Famílias I

OPT10 - ECTS

Ao frequentar esta disciplina, pretende-se que o estudante atinja os seguintes objetivos:

  • Aprender o método de colheita de uma história clínica, incluindo os componentes psicossocial e familiar;

  • Utilizar métodos de avaliação familiar ao nível dos Cuidados de Saúde Primários;

  • Desenvolver competências de entrevista clínica;

  • Avaliar o impacto dos fatores psicossociais na pessoa com doença crónica, incapacidade ou evento de saúde relevante;

  • Relacionar a forma como esses fatores afetam a família do doente / utente e outras pessoas que com ele convivam.

Contacto Precoce com os Utentes/Doentes e suas Famílias II

OPT11 - ECTS

Ao frequentar esta disciplina, pretende-se que o estudante atinja os seguintes objetivos:

  • Aprender a desenvolver uma abordagem centrada na pessoa, orientada para o indivíduo, a família e a comunidade, lidando com os problemas de saúde em todas as suas dimensões física, psicológica, social, cultural e existencial;

  • Desenvolver competências de continuidade de cuidados ao longo do tempo, através de uma comunicação médico-doente efetiva;

  • Promover a gestão simultânea de problemas, tanto agudos como crónicos, dos pacientes;

  • Utilizar métodos de avaliação familiar ao nível dos Cuidados de Saúde Primários.

Doenças Associadas à Instabilidade Genómica

OPT12 - ECTS

Após a frequência e aprovação na UC, o estudante deve ter adquirido conhecimentos que o capacitam a:

- Identificar as interações moleculares entre DNA e proteínas necessárias à replicação, reparação, recombinação e dinâmica do genoma

- Enumerar e identificar marcadores de instabilidade genómica (ex. alterações do DNA microsatélite)

-Identificar as técnicas de estudo molecular e os modelos de células ou animais com interesse em diagnóstico ou terapêutica de doenças associadas à instabilidade do genoma

- Identificar as modificações epigenéticas e os marcadores nucleares de instabilidade genómica vulgarmente usados em diagnóstico de doenças associadas à instabilidade genómica

- Relacionar o descontrolo do ciclo celular com situações patológicas

- Caracterizar algumas doenças associadas a alterações moleculares dos processos de manutenção da integridade do genoma

- Apresentar trabalhos científicos que relacionem estudos moleculares com doenças associadas à instabilidade genómica

Estatística Médica

OPT13 - ECTS Esta unidade curricular pretende abordar os fundamentos teóricos e práticos da aplicação de métodos de análise estatística avançados e adaptados a objetivos de investigação clínica, de avaliação de tecnologias e de investigação em serviços de saúde. O estudante deverá desenvolver as aptidões necessárias à correta aplicação (utilizando software estatístico) e interpretação dos resultados de métodos de regressão multipla e análise de concordância de medidas

Fisiopatologia Médica

OPT39 - ECTS

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:

  1. Conhecer e compreender os mecanismos e manifestações da doença.
  2. Conhecer a fisiopatologia da disfunção e falência dos vários aparelhos e sistemas.
  3. Identificar as alterações fisiopatológicas e suas manifestações clínicas em exemplos concretos.

Formação Social e Humana

OPT14 - ECTS Nesta unidade curricular pretende-se, através de ações de voluntariado, promover a formação social e humana do futuro médico.
Criar um espaço, onde o estudante seja convidado a tomar contacto com a realidade da sociedade, bem como interagir com diferentes tipos de pessoas ajudando assim a conhecer melhor a Pessoa Humana.
Pretende-se que o estudante perceba o seu papel na sociedade e se torne socialmente mais responsável.
Espera-se, através desta unidade curricular, contribuir para uma medicina mais humana e atenta aos problemas sociais.

Genética Populacional e Doença

OPT15 - ECTS

História do Instrumento Médico

OPT16 - ECTS

Conhecer a História da Medicina de forma a adquirir um saber estruturado capaz de despertar um interesse contínuo por esta temática e de ser um suporte em quaisquer investigações interdisciplinares; Sensibilizar para a Museologia na Medicina; Saber a história do instrumento médico; Divulgar o património da FMUP na perspetiva de sensibilizar e capacitar pelo saber a sua salvaguarda e a sua aplicação pedagógica e científica; Adquirir motivação para captar e sentir os valores da cultura através da autoformação; Estimular a reflexão sobre a Medicina.

Infeção e Cancro

OPT17 - ECTS - Relacionar as características estruturais, biológicas e epidemiológicas dos agentes infecciosos associados a cancro com a história natural das respectivas infecções;
- Distinguir os métodos de detecção e caracterização das infecções associadas a cancros;
- Comparar os diferentes tipos de agentes infecciosos causadores de cancro relativamente aos mecanismos de carcinogénese;
- Descrever as principais características epidemiológicas e clínico-patológicas dos cancros associados a infecções;
- Integrar dados epidemiológicos, experimentais e clínicos que evidenciam relações de causalidade entre os agentes infecciosos e as respectivas neoplasias malignas;
- Explicar o papel da microbiota na patogénese do cancro;
- Discutir o potencial dos cancros associados a agentes infecciosos como alvos de prevenção, rastreio e detecção precoce.

Introdução à Investigação em Patologia Molecular Aplicada em Oncologia

OPT18 - ECTS

 

- Indicar as características celulares das células neoplásicas

- Descrever as características celulares das células neoplásicas

- Identificar metodologias apropriadas para o estudo de várias características celulares

- Explicar os pressupostos teóricos das metodologias

- Experimentar técnicas para a avaliação das características das células neoplásicas

- Distinguir as várias metodologias quanto às suas limitações

- Planear abordagens experimentais para estudo de uma característica celular

- Interpretar resultados obtidos nas várias abordagens experimentais

Investigação Laboratorial: Avaliação Molecular Cardiovascular

OPT19 - ECTS O estudante deverá adquiridir conhecimentos e aptidões básicas para a participação em projetos científicos em ciências cardiovasculares que necessitem do recurso a técnicas laboratoriais de biologia molecular(BM) e avaliação histológica e morfológica.

Mecanismos Moleculares de Resposta e Resistência Terapêutica em Cancro.

OPT20 - ECTS

1 - Consolidar a aprendizagem dos princípios básicos do cancro e identificar as principais vias de sinalização oncogénicas da célula.

2 - Identificar os principais alvos moleculares terapêuticos em cancro e descrever a sua importância no desenho terapêutico oncológico.

3 - Identificar as diferentes formas de resistência terapêutica em cancro.

4 - Interpretar a interligação das principais vias moleculares oncogénicas da célula como forma de resposta e resistência terapêutica.

5 - Explicar a importância dos biomarcadores moleculares na prática clinica oncológica, nomeadamente na estratificação dos doentes e na decisão terapêutica.

6 - Discutir a importância da investigação de translação na identificação de novos alvos terapêuticos.

Metodologias de Investigação em Educação Médica

OPT21 - ECTS

Esta unidade curricular tem como objetivo principal introduzir aos estudantes métodos quantitativos e qualitativos em educação médica.

 

Métodos Moleculares na Medicina Personalizada

OPT22 - ECTS

A UC "Métodos avançados em Medicina personalizada" tem como objetivo principal transmitir ao estudante de medicina um novo conceito do exercício da prática clínica que consiste em individualizar o diagnóstico molecular e direcionar a terapia para as necessidades específicas do paciente. Encontra-se numa fase embrionária de aplicação na Europa e entre as barreiras que dificultam o seu desenvolvimento encontra-se a falta de conhecimento médico nesta área. Desta forma, esta unidade curricular pretende focar a temática da medicina personalizada integrando metodologias moleculares avançadas necessárias à sua compreensão. Os estudantes deverão adquirir conhecimentos metodológicos, teóricos e práticos, ao nível da genómica, proteómica, biocomputação e técnicas de imagiologia que aplicarão no desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas que poderão ser colocados individualmente à disposição do doente. Os estudantess serão confrontados com este novo paradigma na área da saúde e desafiados para a elaboração teórica de formas de implementar e exercer a medicina personalizada.

 

Modelação e Simulação Biomédica: Aplicações à Hemodinâmica

OPT23 - ECTS

Os objetivos principais são:

  1. Compreender a aplicabilidade da simulação no ensino biomédico;
  2. Compreender as fases do desenvolvimento de um simulador biomédico;
  3. Desenvolver competências de modelação básicas;
  4. Construir modelos conceptuais;
  5. Identificar e aplicar os conceitos e competências desenvolvidas através do desenvolvimento de um modelo fisiológico;

Modelos Gráficos de Probabilidade

OPT24 - ECTS

Esta unidade curricular pretende dotar os estudantes dos conhecimentos e competências que lhes permitam utilizar métodos modernos de resolução probabilística de problemas biomédicos, sendo mais especificamente focadas a teoria e a prática de construção de Redes Bayesianas para exploração de associações entre fatores relevantes e outcomes, e a sua aplicação no apoio à decisão clínica.

 

Neurociência Cognitiva

OPT25 - ECTS A unidade curricular tem como objetivo introduzir os estudantes à Neurociência Cognitiva: o corpo de conhecimento que estuda as bases neuronais das funções cognitivas. A unidade curricular pretende expandir os conhecimentos adquiridos na Morfofisiologia do Sistema Nervoso do 1º ano, integrando-os numa perspetiva funcional que sirva de alicerce para o estudo clínico da neurologia e psiquiatria.
A unidade curricular terá dois objetivos principais: a) fornecer aos estudantes uma visão abrangente da fisiologia das funções cognitivas que lhes permitam uma avaliação profunda dos mecanismos neurobiológicos subjacentes às patologias neurológicas e psiquiátricas com que irão contactar na sua futura formação académica e vida profissional clínica; b) fornecer aos estudantes uma poderosa introdução às metodologias de investigação científica em neurociência cognitiva que lhes permita a continuação de investigação nesta área em programas ulteriores de formação pósgraduada.

Nutrição e Prevenção das Doenças Crónicas

OPT26 - ECTS A unidade curricular tem como objetivo permitir aos estudantes a aquisição de conhecimentos sobre o papel da alimentação na prevenção das doenças crónicas.

Prática Reflexiva I

OPT27 - ECTS A prática reflexiva é uma forma de estudar as experiências pessoais de forma a melhorar a maneira de trabalhar. É muito útil para profissionais de saúde que querem prosseguir a aprendizagem ao longo da vida.

O ato de reflexão é uma ótima maneira de aumentar a confiança e tornar-se mais pró-activoe e num profissional mais qualificado

Comprometer-se na prática reflexiva irá contribuir para melhorar a qualidade dos cuidados prestados e reduzir o burnout-profissional.

Proteínas como biomarcadores do cancro: bases moleculares e aplicações diagnósticas e terapêuticas

OPT28 - ECTS
  • Definir os biomarcadores proteicos aplicados em oncologia.
  • Descrever a biossíntese de proteínas, da sua estrutura e funções.
  • Identificar os principais mecanismos moleculares responsáveis pelas alterações das proteínas detectadas no cancro. Os modelos dos carcinomas gástrico e colo-rectal.
  • Integrar as bases das novas metodologias para investigação das proteínas e sua aplicação na clínica oncológica.
Interpretar as bases de alguns tratamentos direcionados usados em oncologia.

Reprogramação de células estaminais e carcinogénese

OPT29 - ECTS
  1. Identificar as principais caracteristicas das neoplasias.
  2. Distinguir células estaminais embrionárias, adultas e iPS.
  3. Relacionar os processos de regeneração, transdiferenciação e metaplasia.
  4. Identificar situações patológicas humanas nos quais eles ocorrem.
  5. Identificar outras condições regenerativas.
  6. Discutir reprogramação celular e carcinogénese.
  7. Identificar lesões preneoplásicas, regenerativas e com transdiferenciação através de observação histológica e imunohistoquímica.
  8. Identificar o conceito de “células estaminais do cancro”.
  9. Discutir as aplicações potenciais das células estaminais na regeneração tecidular, no âmbito da Medicina Regenerativa.

Stress e síndrome metabólica

OPT30 - ECTS

Esta unidade curricular tem como objetivo principal alertar os estudantes de medicina para a importância do stresse e dos seus efeitos na saúde. No final desta unidade, os estudantes deverão ser capazes de:

1. Reconhecer os efeitos do stresse na vida moderna e na saúde

2. Identificar os mediadores major envolvidos na resposta ao stresse

3. Compreender as respostas fisiológicas a diferentes tipos de stressores

4. Demonstrar uma compreensão efetiva dos conceitos nucleares na área do stresse

5. Rever as bases bioquímicas das principais vias metabólicas

6. Reconhecer as principais alterações características da síndrome metabólica

7. Identificar patologias relacionadas com o stresse

8. Rever as bases bioquímicas das principais vias metabólicas em situações de stresse

9. Reconhecer os principais modelos experimentais, humanos e animais, e biomarcadores, no estudo do stresse

10. Reconhecer várias estratégias para lidar com o stresse

Terapias Moleculares

OPT31 - ECTS

Conhecimento das bases científicas e das possíveis aplicações clínicas das técnicas de terapia molecular.

Desenvolvimento de aptidões e competências para definir as aplicações clínicas das terapias moleculares e construir um entendimento crítico das suas possíveis limitações científicas e éticas.

Introdução à conceção de projeto científico.

Capacidade de apresentação oral.

Fomentar a capacidade de trabalho em grupo.

Capacidade de redação segundo normas científicas básicas.

Citogenética e Ciclo Celular

MI222 - ECTS

Adquirir conhecimentos fundamentais sobre: (A) regulação do ciclo celular, divisão celular e processos moleculares subjacentes à diferenciação, desdiferenciação e envelhecimento celulares; (B) técnicas de diagnóstico em citogenética e conceitos básicos sobre estrutura e função dos cromossomas; (C) etiopatogenia da patologia cromossómica, preparando os estudantes para a aquisição de conhecimentos relacionados com a transmissão genética de patologias cromossómicas e avaliação de risco genético. Adicionalmente pretende-se que os estudantes sejam capazes de avaliar criticamente a documentação científica e apliquem os princípios subjacentes ao método de investigação científica em Biologia e Genética.

Introdução à Epidemiologia

MI224 - ECTS

O objetivo desta unidade curricular é permitir aos estudantes a aquisição de conhecimentos sobre conceitos e métodos específicos da área da Epidemiologia, e a sua aplicação na análise crítica e planeamento de estudos epidemiológicos.

Medicina Preventiva

MI225 - ECTS

Apreender e desenvolver um conceito moderno de saúde e dos seus condicionantes de natureza biológica, psicológica, social e ecológica;

Descrever a organização da saúde e das profissões médica e paramédicas em Portugal e reconhecer a sua acção na promoção da saúde;

Analisar os principais problemas de saúde em Portugal no contexto da promoção da saúde;

Enumerar as atitudes de protecção da saúde e de prevenção da doença e das suas complicações; 

Identificar as vantagens e os riscos inerentes à Medicina Preventiva;

Interpretar e aplicar a evidência científica no âmbito da Medicina Preventiva;

Adquirir aptidões de comunicação no âmbito da Medicina Preventiva;

Aplicar o modelo de decisão médica partilhada no âmbito da Medicina Preventiva;

Interpretar dos factores de risco e dos factores causais no desenvolvimento da doença.

Desenvolver e aplicar Programas de Educação para a Saúde.

Morfofisiologia do Sistema Cardiovascular e do Sangue

MI221 - ECTS
No final desta unidade curricular o estudante deverá:
- Conhecer os princípios gerais da Anatomia, Histologia e Fisiologia. Familiarizar os alunos com a terminologia anatómica, estimulando a capacidade de observação e dotando-os da técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada;
- Conhecer a normal estrutura macroscópica e microscópica e modo de funcionamento do sistema cardiovascular e sangue.
- Adquirir uma base de conhecimentos que possa ser utilizada nos vários campos da morfofisiologia e aplicada posteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica.


Morfofisiologia dos Sistemas Cardiovasculares e do Sangue_A (Anatomia II_PE07)

MI221_A - ECTS

Morfofisiologia dos Sistemas Cardiovasculares e do Sangue_B (Hist. Básica Embriologia_PE07))

MI221_B - ECTS

Morfofisiologia dos Sistemas Cardiovasculares e do Sangue_C(Fisiologia I _PE07)

MI221_C - ECTS

Morfofisiologia dos Sistemas Reprodutor e Endócrino

MI220 - ECTS

No final desta unidade curricular o estudante deverá:

- Descrever os princípios gerais da Anatomia, Histologia e Fisiologia dos Sistemas Reprodutor e Endócrino. Familiarizar os alunos com a terminologia anatómica, estimulando a capacidade de observação e dotando-os da técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada;

- Descrever as estruturas macroscópica e microscópica normais e modo de funcionamento do sistema reprodutor e do sistema endócrino;

- Adquirir uma base de conhecimentos que possa ser utilizada nos vários campos da morfofisiologia e aplicada posteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica;

Outras competências a adquirir no decorrer do semestre:

- Capacidade de resolução de problemas;

- Autoaprendizagem;

- Pensamento crítico;

- Capacidade de avaliação prática do funcionamento dos vários aparelhos e sistemas;

- Identificação de problemas morfofisiológicos em casos clínicos selecionados.

Para o efeito adotar-se-á uma abordagem integrada morfofuncional com o envolvimento de Anatomistas, Histologistas e Fisiologistas.

Morfofisiologia dos Sistemas Reprodutor e Endócrino_A(Anatomia II_PE07)

MI220_A - ECTS

Morfofisiologia dos Sistemas Reprodutor e Endócrino_B (HOS_PE07)

MI220_B - ECTS

Morfofisiologia dos Sistemas Reprodutor e Endócrino_C (Fisiologia II_PE07)

MI220_C - ECTS

Psicologia Médica I

MI223 - ECTS

1.Perspetivar a pessoa na sua especificidade (diferença) e na sua complexidade como um todo (nos seus padrões de funcionamento individuais, sociais e culturais), em cada fase de desenvolvimento (infância, adolescência, estado adulto).

2.Adotar uma atitude clínica relacional que contribua para uma correta prática médica (postura atenta, disponível e compreensiva, conducente à criação de empatia e de respeito).

a. Aplicar competências de observação, identificação e interpretação de expressões humanas (comportamentos, reações emocionais ou manifestações não-verbais) em jogo no contexto da dinâmica de consulta médica.

b. Agir adequadamente perante essas expressões e dinâmicas inerentes à relação/comunicação médico-doente.

Imunologia Básica

MI231 - ECTS Aprendizagem dos conhecimentos dos mecanismos básicos da resposta imunológica, como resposta biológica à agressão exógena ou endógena, e as suas interações em patologia humana.

Microbiologia Médica I

MI229 - ECTS

Os principais objectivos pedagógicos consistem em ensinar Microbiologia Médica. Consideramos primordial incentivar o desenvolvimento de conhecimentos, capacidades e aptidões nos estudantes, tendo como pressuposto a génese e interiorização de conceitos e atitudes inovadoras, com as quais possam analisar, pesquisar e solucionar problemas.

Morfofisiologia do Aparelho Digestivo

MI227 - ECTS

O objetivo principal desta Unidade Curricular é a descrição da Anatomia, Histologia, Embriologia e Fisiologia do Aparelho Digestivo.

Morfofisiologia do Aparelho Digestivo_A (Anatomia II_PE07)

MI227_A - ECTS

Morfofisiologia do Aparelho Digestivo_B (HOS_PE07)

MI227_B - ECTS

Morfofisiologia do Aparelho Digestivo_C (Fisiologia II_PE07)

MI227_C - ECTS

Morfofisiologia dos Sistemas Respiratório e Urinário

MI226 - ECTS
No final desta unidade curricular o estudante deverá:
- Conhecer os princípios gerais da Anatomia, Histologia e Fisiologia. Familiarizar os alunos com a terminologia anatómica, estimulando a capacidade de observação e dotando-os da técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada;
- Conhecer a normal estrutura macroscópica e microscópica e modo de funcionamento dos sistemas respiratório e urinário.  
- Adquirir uma base de conhecimentos que possa ser utilizada nos vários campos da morfofisiologia e aplicada posteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica;

Morfofisiologia dos Sistemas Respiratório e Urinário_A (Fisiologia II_PE07)

MI226_A - ECTS

Morfofisiologia dos Sistemas Respiratório e Urinário_B (Fisiologia I_PE07)

MI226_B - ECTS

Morfofisiologia dos Sistemas Respiratório e Urinário_C (HOS_PE07)

MI226_C - ECTS

Morfofisiologia dos Sistemas Respiratório e Urinário_D (Anatomia II_PE07)

MI226_D - ECTS

Morfofisiologia Integrativa

MI228 - ECTS Integração anatómica e funcional dos diferentes órgãos e sistemas do corpo humano.
Aquisiçaõ de uma base de conhecimentos que possa ser aplicada ulteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica.

Morfofisiologia Integrativa_A (Anatomia Clínica_PE07)

MI228_A - ECTS

Morfofisiologia Integrativa_B (Fisiologia I_PE07)

MI228_B - ECTS

Psicologia Médica II

MI230 - ECTS

Pretende-se contribuir a maturidade emocional do instruendo, passível de se traduzir em atitude terapêutica.

O que passa por aquisição de conhecimentos no âmbito da propedêutica — perícias da entrevista clínica onde se contempla, por um lado, a vertente terapêutica da relação médico-doente; e por outro o comportamento na doença e comportamentos levando à doença, stress e perturbações somatoformes —, e da semiótica.

Conhecimentos a serem complementados pelo treino de competências a adquirir, no sentido de reconhecer o que da pessoa resulta no sintoma e o que do sintoma resulta na pessoa; bem assim como para identificar estilos de vida tóxicos. E por outro lado, incidindo sobre a relação médico-doente, pelo desenvolvimento da capacidade de conduzir uma relação transferencial em sentido terapêutico — aqui incluída a capacidade empática, a autenticidade, e o “saber ouvir” e alcançar um diagnóstico global relativo à pessoa na sua circunstância.

Alterações Mitocondriais e Doença

OPT01 - ECTS 1. Consolidar a aprendizagem da fisiologia mitocondrial normal.
2. Aprender os principais mecanismos moleculares de disfunção mitocondrial
3. Aprender a utilizar o conhecimento dos mecanismos moleculares de disfunção mitocondrial no diagnóstico de situações clínicas concretas, nomeadamente em doenças degenerativas e neoplásicas.
4. Aprender a utilizar o conhecimento dos mecanismos moleculares de disfunção mitocondrial para a compreensão do envelhecimento e sua relação com doenças neurodegenerativas.
5. Aprender a utilizar o diagnóstico molecular de patologias mitocondriais no desenvolvimento de novas terapêuticas.

Antropologia Médica e Humanização em Medicina

OPT02 - ECTS

Biofísica Médica

OPT03 - ECTS Descrever conceitos e princípios fundamentais da física que são relevantes para a biologia e para a medicina.
Adquirir competências e ferramentas que permitam a resolução de problemas simples na área da biofísica.
Valorizar a construção e utilização de modelos para a descrição quantitativa detalhada de processos biofísicos.
Identificar as potencialidades e limitações de diversas técnicas modernas de diagnóstico e de tratamento em medicina que recorrem a princípios fundamentais da física.

Biogerontologia

OPT04 - ECTS

Introduzir à Biogerontologia e ao seu lugar na Biomedicina actual.

Evidenciar os fundamentos biológicos da perda funcional (envelhecimento) com maior ênfase na espécie humana, incluindo as modificações moleculares, celulares e o papel dos genes.

Mostrar os limites actuais do conhecimento no domínio e explorar extensões da biogerontologia para outros ramos do saber e para a sociedade em geral.

Desenvolver o gosto pelo assunto e inspirar a elaboração de trabalhos de investigação na área.

Cérebro e Comportamento

OPT05 - ECTS

O principal objectivo do curso consiste em ensinar de que modo funções específicas de natureza motora, límbica e cognitiva emergem no cérebro. Este objectivo será conseguido através da aquisição e integração de conhecimentos derivados de diversas disciplinas, tais como a neuroanatomia, a neurofisiologia, a neuroquímica e as neurociências comportamentais. Os estudantes familiarizar-se-ão com as modernas técnicas experimentais utilizadas para a investigação das bases neuronais do comportamento. Por fim, familiarizar-se-ão com os interesses e as motivações que inspiraram a investigação da inter-relação circuitos neuronais e comportamentos complexos.

Comunicação & Marketing Estratégico em Saúde

OPT07 - ECTS O objetivo da Unidade Curricular é sensibilizar o estudante para a importância da Comunicação, da Marca e do Marketing como estratégia global de diferenciação competitiva geradora de valor para as empresas, instituições, pessoas e organizações em geral, assim como desenvolver nos estudantes a capacidade de tomada de decisão tendo em vista assegurar uma eficaz gestão das relações com os seus principais stakeholders, de acordo com um novo paradigma que coloca o cliente no centro da gestão das interações em Saúde

Comunicação em Equipas de Saúde

OPT06 - ECTS Compreender a importância de uma comunicação clínica eficaz nas equipas de saúde, de forma a identificar e desenvolver competências pessoais que resultam em práticas colaborativas que potenciam a qualidade dos seviços prestados e asseguram a segurança dos doentes.

Comunicar Ciência

OPT08 - ECTS O objetivo geral desta unidade curricular é contribuir para a preparação de médicos e cientistas que se empenhem na excelência da comunicação da ciência em contextos científicos e ao público em geral.

No final da unidade o aluno deverá ser capaz de:

-selecionar e utilizar eficazmente as fontes de informação científicas para o seu estudo e investigação

-preparar e apresentar um poster científico

-redigir um artigo científico

-apresentar, oralmente e por escrito, material de estudo/investigação a uma audiência científica e ao público em geral, usando diferentes canais de comunicação

-analisar criticamente as estratégias aplicadas à comunicação de ciência em diversos contextos sociais

-desenvolver competências de comunicação oral e escrita na apresentação científica

-planear uma entrevista com jornalistas, distinguindo comportamentos a usar e a evitar

-escrever um presss release

-elaborar um curriculum vitae e uma carta de motivação

-preparar uma entrevista de emprego com sucesso

Contacto em Cuidados de Saúde Primários

OPT09 - ECTS

A Unidade Curricular Optativa “Contacto Básico em Cuidados de Saúde” será constituída por uma área de contacto com o ambiente extra-hospitalar, em Unidade de Cuidados de Saúde Primários, em que o estudante contactará com utentes e com famílias nos seus domicílios ou nas Unidades de Saúde.

As competências a desenvolver pelos estudantes são:

- Pretende-se que o estudante conheça a organização dos Cuidados de Saúde Primários, nas suas diferentes vertentes;

- Identifiquem noServiço Nacional de Saúde Português, e nas instituições da Comunidade, as suas funções e competências.

Contacto Precoce com os Utentes/Doentes e suas Famílias I

OPT10 - ECTS

Ao frequentar esta disciplina, pretende-se que o estudante atinja os seguintes objetivos:

  • Aprender o método de colheita de uma história clínica, incluindo os componentes psicossocial e familiar;

  • Utilizar métodos de avaliação familiar ao nível dos Cuidados de Saúde Primários;

  • Desenvolver competências de entrevista clínica;

  • Avaliar o impacto dos fatores psicossociais na pessoa com doença crónica, incapacidade ou evento de saúde relevante;

  • Relacionar a forma como esses fatores afetam a família do doente / utente e outras pessoas que com ele convivam.

Contacto Precoce com os Utentes/Doentes e suas Famílias II

OPT11 - ECTS

Ao frequentar esta disciplina, pretende-se que o estudante atinja os seguintes objetivos:

  • Aprender a desenvolver uma abordagem centrada na pessoa, orientada para o indivíduo, a família e a comunidade, lidando com os problemas de saúde em todas as suas dimensões física, psicológica, social, cultural e existencial;

  • Desenvolver competências de continuidade de cuidados ao longo do tempo, através de uma comunicação médico-doente efetiva;

  • Promover a gestão simultânea de problemas, tanto agudos como crónicos, dos pacientes;

  • Utilizar métodos de avaliação familiar ao nível dos Cuidados de Saúde Primários.

Doenças Associadas à Instabilidade Genómica

OPT12 - ECTS

Após a frequência e aprovação na UC, o estudante deve ter adquirido conhecimentos que o capacitam a:

- Identificar as interações moleculares entre DNA e proteínas necessárias à replicação, reparação, recombinação e dinâmica do genoma

- Enumerar e identificar marcadores de instabilidade genómica (ex. alterações do DNA microsatélite)

-Identificar as técnicas de estudo molecular e os modelos de células ou animais com interesse em diagnóstico ou terapêutica de doenças associadas à instabilidade do genoma

- Identificar as modificações epigenéticas e os marcadores nucleares de instabilidade genómica vulgarmente usados em diagnóstico de doenças associadas à instabilidade genómica

- Relacionar o descontrolo do ciclo celular com situações patológicas

- Caracterizar algumas doenças associadas a alterações moleculares dos processos de manutenção da integridade do genoma

- Apresentar trabalhos científicos que relacionem estudos moleculares com doenças associadas à instabilidade genómica

Estatística Médica

OPT13 - ECTS Esta unidade curricular pretende abordar os fundamentos teóricos e práticos da aplicação de métodos de análise estatística avançados e adaptados a objetivos de investigação clínica, de avaliação de tecnologias e de investigação em serviços de saúde. O estudante deverá desenvolver as aptidões necessárias à correta aplicação (utilizando software estatístico) e interpretação dos resultados de métodos de regressão multipla e análise de concordância de medidas

Extração de Conhecimento de Dados em Saúde

OPT42 - ECTS Nesta unidade curricular serão abordados métodos de aprendizagem automática para a prospeção e extração de conhecimento de dados (data mining) na área da saúde.

Fisiopatologia Médica

OPT39 - ECTS

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:

  1. Conhecer e compreender os mecanismos e manifestações da doença.
  2. Conhecer a fisiopatologia da disfunção e falência dos vários aparelhos e sistemas.
  3. Identificar as alterações fisiopatológicas e suas manifestações clínicas em exemplos concretos.

Formação Social e Humana

OPT14 - ECTS Nesta unidade curricular pretende-se, através de ações de voluntariado, promover a formação social e humana do futuro médico.
Criar um espaço, onde o estudante seja convidado a tomar contacto com a realidade da sociedade, bem como interagir com diferentes tipos de pessoas ajudando assim a conhecer melhor a Pessoa Humana.
Pretende-se que o estudante perceba o seu papel na sociedade e se torne socialmente mais responsável.
Espera-se, através desta unidade curricular, contribuir para uma medicina mais humana e atenta aos problemas sociais.

Genética na Infertilidade e Procriação Medicamente Assistida

OPT40 - ECTS

Proporcionar aos estudantes competências mais específicas dos critérios de utilização das técnicas de reprodução medicamente assistida, dos limites impostos pelas causas genéticas e do seu potencial terapêutico e diagnóstico.

Genética Populacional e Doença

OPT15 - ECTS

Gestos Cirúrgicos Importantes para a Atividade Clínica

OPT41 - ECTS

História do Instrumento Médico

OPT16 - ECTS

Conhecer a História da Medicina de forma a adquirir um saber estruturado capaz de despertar um interesse contínuo por esta temática e de ser um suporte em quaisquer investigações interdisciplinares; Sensibilizar para a Museologia na Medicina; Saber a história do instrumento médico; Divulgar o património da FMUP na perspetiva de sensibilizar e capacitar pelo saber a sua salvaguarda e a sua aplicação pedagógica e científica; Adquirir motivação para captar e sentir os valores da cultura através da autoformação; Estimular a reflexão sobre a Medicina.

Infeção e Cancro

OPT17 - ECTS - Relacionar as características estruturais, biológicas e epidemiológicas dos agentes infecciosos associados a cancro com a história natural das respectivas infecções;
- Distinguir os métodos de detecção e caracterização das infecções associadas a cancros;
- Comparar os diferentes tipos de agentes infecciosos causadores de cancro relativamente aos mecanismos de carcinogénese;
- Descrever as principais características epidemiológicas e clínico-patológicas dos cancros associados a infecções;
- Integrar dados epidemiológicos, experimentais e clínicos que evidenciam relações de causalidade entre os agentes infecciosos e as respectivas neoplasias malignas;
- Explicar o papel da microbiota na patogénese do cancro;
- Discutir o potencial dos cancros associados a agentes infecciosos como alvos de prevenção, rastreio e detecção precoce.

Introdução à Investigação em Patologia Molecular Aplicada em Oncologia

OPT18 - ECTS

 

- Indicar as características celulares das células neoplásicas

- Descrever as características celulares das células neoplásicas

- Identificar metodologias apropriadas para o estudo de várias características celulares

- Explicar os pressupostos teóricos das metodologias

- Experimentar técnicas para a avaliação das características das células neoplásicas

- Distinguir as várias metodologias quanto às suas limitações

- Planear abordagens experimentais para estudo de uma característica celular

- Interpretar resultados obtidos nas várias abordagens experimentais

Investigação em Microbiologia Médica

OPT43 - ECTS

O principal objetivo pedagógico consiste em estimular nos estudantes o gosto pela atividade investigacional em Microbiologia Médica.

Incentivar o desenvolvimento de conhecimentos, capacidades e aptidões nos estudantes, tendo como pressuposto a aplicação de conhecimentos adquiridos nas sessões de formação teórica no âmbito desta unidade curricular e nas unidades curriculares de Microbiologia Médica, Imunologia, Farmacologia, entre outras, com os quais os estudantes possam desenvolver atividades de pesquisa científica no âmbito da Microbiologia Médica, integrados numa equipa multidisciplinar.

Investigação Laboratorial - Avaliação Funcional in vitro

OPT44 - ECTS O aluno deverá adquirir conhecimentos e aptidões básicas para a participação em projetos científicos que necessitem do recurso a técnicas laboratoriais de avaliação funcional cardíaca, vascular e muscular lisa e esquelética in vitro.

Investigação Laboratorial - Avaliação Funcional in vivo

OPT45 - ECTS

No final da UC, o estudante deverá ter adquirido conhecimentos e desenvolver ferramentas de avaliação da função cardíaca e vascular in vivo assim como a implementação de modelos animais de doença para a participação em projetos científicos.

Investigação Laboratorial: Avaliação Molecular Cardiovascular

OPT19 - ECTS O estudante deverá adquiridir conhecimentos e aptidões básicas para a participação em projetos científicos em ciências cardiovasculares que necessitem do recurso a técnicas laboratoriais de biologia molecular(BM) e avaliação histológica e morfológica.

Mecanismos Moleculares de Resposta e Resistência Terapêutica em Cancro.

OPT20 - ECTS

1 - Consolidar a aprendizagem dos princípios básicos do cancro e identificar as principais vias de sinalização oncogénicas da célula.

2 - Identificar os principais alvos moleculares terapêuticos em cancro e descrever a sua importância no desenho terapêutico oncológico.

3 - Identificar as diferentes formas de resistência terapêutica em cancro.

4 - Interpretar a interligação das principais vias moleculares oncogénicas da célula como forma de resposta e resistência terapêutica.

5 - Explicar a importância dos biomarcadores moleculares na prática clinica oncológica, nomeadamente na estratificação dos doentes e na decisão terapêutica.

6 - Discutir a importância da investigação de translação na identificação de novos alvos terapêuticos.

Metodologias de Investigação em Educação Médica

OPT21 - ECTS

Esta unidade curricular tem como objetivo principal introduzir aos estudantes métodos quantitativos e qualitativos em educação médica.

 

Métodos Moleculares na Medicina Personalizada

OPT22 - ECTS

A UC "Métodos avançados em Medicina personalizada" tem como objetivo principal transmitir ao estudante de medicina um novo conceito do exercício da prática clínica que consiste em individualizar o diagnóstico molecular e direcionar a terapia para as necessidades específicas do paciente. Encontra-se numa fase embrionária de aplicação na Europa e entre as barreiras que dificultam o seu desenvolvimento encontra-se a falta de conhecimento médico nesta área. Desta forma, esta unidade curricular pretende focar a temática da medicina personalizada integrando metodologias moleculares avançadas necessárias à sua compreensão. Os estudantes deverão adquirir conhecimentos metodológicos, teóricos e práticos, ao nível da genómica, proteómica, biocomputação e técnicas de imagiologia que aplicarão no desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas que poderão ser colocados individualmente à disposição do doente. Os estudantess serão confrontados com este novo paradigma na área da saúde e desafiados para a elaboração teórica de formas de implementar e exercer a medicina personalizada.

 

Modelação e Simulação Biomédica: Aplicações à Hemodinâmica

OPT23 - ECTS

Os objetivos principais são:

  1. Compreender a aplicabilidade da simulação no ensino biomédico;
  2. Compreender as fases do desenvolvimento de um simulador biomédico;
  3. Desenvolver competências de modelação básicas;
  4. Construir modelos conceptuais;
  5. Identificar e aplicar os conceitos e competências desenvolvidas através do desenvolvimento de um modelo fisiológico;

Modelos Gráficos de Probabilidade

OPT24 - ECTS

Esta unidade curricular pretende dotar os estudantes dos conhecimentos e competências que lhes permitam utilizar métodos modernos de resolução probabilística de problemas biomédicos, sendo mais especificamente focadas a teoria e a prática de construção de Redes Bayesianas para exploração de associações entre fatores relevantes e outcomes, e a sua aplicação no apoio à decisão clínica.

 

Neurociência Cognitiva

OPT25 - ECTS A unidade curricular tem como objetivo introduzir os estudantes à Neurociência Cognitiva: o corpo de conhecimento que estuda as bases neuronais das funções cognitivas. A unidade curricular pretende expandir os conhecimentos adquiridos na Morfofisiologia do Sistema Nervoso do 1º ano, integrando-os numa perspetiva funcional que sirva de alicerce para o estudo clínico da neurologia e psiquiatria.
A unidade curricular terá dois objetivos principais: a) fornecer aos estudantes uma visão abrangente da fisiologia das funções cognitivas que lhes permitam uma avaliação profunda dos mecanismos neurobiológicos subjacentes às patologias neurológicas e psiquiátricas com que irão contactar na sua futura formação académica e vida profissional clínica; b) fornecer aos estudantes uma poderosa introdução às metodologias de investigação científica em neurociência cognitiva que lhes permita a continuação de investigação nesta área em programas ulteriores de formação pósgraduada.

Nutrição e Prevenção das Doenças Crónicas

OPT26 - ECTS A unidade curricular tem como objetivo permitir aos estudantes a aquisição de conhecimentos sobre o papel da alimentação na prevenção das doenças crónicas.

Prática Reflexiva II

OPT46 - ECTS A prática reflexiva é uma forma de estudar as experiências pessoais de forma a melhorar a maneira de trabalhar. É muito útil para profissionais de saúde que querem prosseguir a aprendizagem ao longo da vida.

O ato de reflexão é uma ótima maneira de aumentar a confiança e tornar-se mais pró-activoe e num profissional mais qualificado

Comprometer-se na prática reflexiva irá contribuir para melhorar a qualidade dos cuidados prestados e reduzir o burnout-profissional.

Proteínas como biomarcadores do cancro: bases moleculares e aplicações diagnósticas e terapêuticas

OPT28 - ECTS
  • Definir os biomarcadores proteicos aplicados em oncologia.
  • Descrever a biossíntese de proteínas, da sua estrutura e funções.
  • Identificar os principais mecanismos moleculares responsáveis pelas alterações das proteínas detectadas no cancro. Os modelos dos carcinomas gástrico e colo-rectal.
  • Integrar as bases das novas metodologias para investigação das proteínas e sua aplicação na clínica oncológica.
Interpretar as bases de alguns tratamentos direcionados usados em oncologia.

Reprogramação de células estaminais e carcinogénese

OPT29 - ECTS
  1. Identificar as principais caracteristicas das neoplasias.
  2. Distinguir células estaminais embrionárias, adultas e iPS.
  3. Relacionar os processos de regeneração, transdiferenciação e metaplasia.
  4. Identificar situações patológicas humanas nos quais eles ocorrem.
  5. Identificar outras condições regenerativas.
  6. Discutir reprogramação celular e carcinogénese.
  7. Identificar lesões preneoplásicas, regenerativas e com transdiferenciação através de observação histológica e imunohistoquímica.
  8. Identificar o conceito de “células estaminais do cancro”.
  9. Discutir as aplicações potenciais das células estaminais na regeneração tecidular, no âmbito da Medicina Regenerativa.

Stress e síndrome metabólica

OPT30 - ECTS

Esta unidade curricular tem como objetivo principal alertar os estudantes de medicina para a importância do stresse e dos seus efeitos na saúde. No final desta unidade, os estudantes deverão ser capazes de:

1. Reconhecer os efeitos do stresse na vida moderna e na saúde

2. Identificar os mediadores major envolvidos na resposta ao stresse

3. Compreender as respostas fisiológicas a diferentes tipos de stressores

4. Demonstrar uma compreensão efetiva dos conceitos nucleares na área do stresse

5. Rever as bases bioquímicas das principais vias metabólicas

6. Reconhecer as principais alterações características da síndrome metabólica

7. Identificar patologias relacionadas com o stresse

8. Rever as bases bioquímicas das principais vias metabólicas em situações de stresse

9. Reconhecer os principais modelos experimentais, humanos e animais, e biomarcadores, no estudo do stresse

10. Reconhecer várias estratégias para lidar com o stresse

Terapias Moleculares

OPT31 - ECTS

Conhecimento das bases científicas e das possíveis aplicações clínicas das técnicas de terapia molecular.

Desenvolvimento de aptidões e competências para definir as aplicações clínicas das terapias moleculares e construir um entendimento crítico das suas possíveis limitações científicas e éticas.

Introdução à conceção de projeto científico.

Capacidade de apresentação oral.

Fomentar a capacidade de trabalho em grupo.

Capacidade de redação segundo normas científicas básicas.

Biopatologia I

MI320 - ECTS

O objetivo fundamental do ensino da Biopatologia I é o de conseguir que os estudantes aprendam uma linguagem. A aprendizagem desta linguagem subentende não só a memorização de palavras e dos conceitos que elas exprimem, como a capacidade de utilizar estes conhecimentos na interpretação de dados e na resolução de problemas. Um segundo objetivo do ensino da Biopatologia I é o de conseguir que os estudantes aperfeiçoem as suas capacidades de observação e descrição a diferentes níveis (macroscópico, microscópico, histoquímico, etc.) tornando-se capazes de raciocinar em termos biopatológicos a partir dos dados que essa observação proporciona.

Farmacologia I

MI321 - ECTS

Aprender as intervenções moleculares dos medicamentos e dos tóxicos e aprender a valorizar a importância médica de novos conhecimentos sobre medicamentos e tóxicos.

Imunologia Clínica

MI324 - ECTS

Integrar o conhecimento dos mecanismos básicos da resposta imunológica  e  a  sua  participação  na  génese de  patologia  humana. Conhecer os princípios do diagnóstico clínico e laboratorial de doenças associadas a mecanismos de imunopatologia. Conhecer os princípios da modulação terapêutica de base imunológica. No final da Unidade Curricular os estudantes devem adquirir as seguintes aptidões e competências: A- Demonstrar conhecimentos sobre as situações de disfunção imunológica na prática médica e as terapêuticas de base imunológica; B – Utilizar os conhecimentos de imunologia básica na interpretação da patologia humana; C – Descrever as principais situações de imunopatologia e os métodos de recolha e interpretação de informação clínica e laboratorial para formular um diagnóstico; D – Demonstrar capacidade de comunicar eficazmente dados técnicos e científicos; E – Demonstrar capacidade de desenvolvimento pessoal contínuo.

Microbiologia Médica II

MI323 - ECTS Os principais objectivos pedagógicos consistem em ensinar Microbiologia Médica. Consideramos primordial incentivar o desenvolvimento de conhecimentos, capacidades e aptidões nos alunos, tendo como pressuposto a génese e interiorização de conceitos e atitudes inovadoras, com as quais os alunos possam analisar, pesquisar e solucionar problemas.

Propedêutica Médica I

MI322 - ECTS

Propedêutica Médica I_A

MI322_A - ECTS

Propedêutica Médica I_B

MI322_B - ECTS

Bioestatística, Informação e Decisão em Saúde II

MI329 - ECTS

Desenvolver as noções teóricas em bioestatística, informação e leitura crítica de evidência e adquirir as aptidões práticas necessárias à sua integração na decisão em cuidados de saúde.

Biopatologia II

MI325 - ECTS

O objecivo fundamental do ensino da Biopatologia II é o de conseguir que os estudantes fiquem capazes de utilizar o estudo das lesões neoplásicas, desde os aspectos gerais da classificação e biologia molecular aos diversos modelos de etiopatogénese nos diferentes órgãos e sistemas

Farmacologia II

MI326 - ECTS

O estudante deve conhecer os medicamentos actuais e adquirir a aptidão para valorizar os medicamentos futuros.



Genética Clínica

MI328 - ECTS Adquirir os conhecimentos fundamentais da etiopatogenia das doenças genéticas e ensinar os gestos próprios da atividade do geneticista e os cuidados que o médico assistente ou de família deve ter, tanto no rastreio dos casos que poderão ter eventual interesse genético como na relação a três com o doente e o geneticista, para a melhor eficácia do aconselhamento genético.
Preparar nos estudantes o enquadramento dos conhecimentos existentes para mais fácil entendimento dos novos conhecimentos e a capacidade de uma correta transmissão aos doentes e familiares da informação que lhes diz respeito, uma vez definida a situação pelo geneticista.

Meios Complementares de Diagnóstico

MI330 - ECTS O objectivo fundamental é o de que os alunos compreendam os fundamentos subjacentes às diferentes áreas de imagem e testes laboratoriais diagnósticos
São objectivos de Imagiologia:
1. conhecer os principios básicos das diferentes técnicas de imagem e respectivas indicações

São objectivos específicos da Patologia clinica:
1. Avaliar o interesse dos testes laboratoriais disponíveis e/ou requisitados.
2. Avaliar a importância das condições de colheita das amostras como parte da garantia da qualidade e da precisão dos resultados.
3. Descrever os problemas dos testes laboratoriais relacionados com o controlo de qualidade, valores de referência (especialmente variação etária), sensibilidade, especificidade, valor preditivo, e o significado das unidades SI.

Propedêutica Médica II

MI327 - ECTS desenvolver competências cognitivas, aptidões e comportamentos na área da comunicação médico-doente incluindo a habilitação para os procedimentos da história clínica e exame físico compreendendo as áreas do abdómen, coluna vertebral, ginecologia e obsterícia, pediatria e uma primeira aproximação à racionalidade dos meios complementares de diagnóstico

Propedêutica Médica II_A

MI327_A - ECTS

Propedêutica Médica II_B

MI327_B - ECTS

Bioética e Deontologia Médica

MI409 - ECTS

No curso de Medicina a disciplina de Bioética e Deontologia Profissional tem como objectivo essencial o ensino, e consequente aprendizagem, da ética nos cuidados de saúde, muito em particular no que diz respeito à dimensão ética da saúde e da doença e sua relação com a profissão médica. No plano dos conceitos pretende-se a transmissão tão ampla quanto possível das teorias éticas mais representativas do pensamento humano, de modo a que seja viável a integração desses conceitos na tradição humanista característica das sociedades modernas ocidentais. Pressupõe-se que estes conceitos, apresentados sumariamente no módulo de Bioética da Disciplina de Introdução à Medicina (1º ano), são analisados com algum detalhe nas diversas disciplinas clínicas ao longo do curso.

Cirurgia

MI402 - ECTS

Finalidade

Aquisição de conhecimentos, aptidões e atitudes que habilitem ao desempenho clínico básico em entidades nosológicas relevantes em Cirurgia.

 

Dermatologia e Venerologia

MI406 - ECTS

Ensinar os fundamentos científicos da semiologia clínica das lesões cutâneas e das principais doenças que atingem o tegumento cutâneo, com um enfoque particular na patologia infecciosa, neoplásica, nos sinais cutâneos que constituem pistas para o diagnóstico de síndromes ou de doenças sistémicas e nas alterações precursoras de neoplasias malignas.
Contacto e treino nos métodos de observação, estudo e abordagem terapêutica, médica e cirúrgica, das afecções dermatológicas.

Medicina

MI401 - ECTS

ORGANIZAÇÃO GERAL
A Unidade curricular de Medicina do 4º ano é constituída por 4 parcelas correspondentes aos 4 módulos: Cardiologia, Endocrinologia, Hematologia e Pneumologia. Para cada módulo há um programa detalhado abaixo.
A organização geral do trabalho consta de uma aula teórica às 8.30 horas onde se abordam os grandes temas da Medicina, uma frequência prática obrigatória nos serviços clínicos do Hospital Nuclear e sessões teórico-práticas e seminários durante o começo da tarde. A permanênncia nos serviços é de 2 semanas em cada um dos serviços homólogos do hospital de apoio.
Na 9ª semana de cada bloco o ensino é organizado em seminários multidisciplinares pelo conjunto das 4 equipas docentes com o objetivo de integrar a informação e práticas aprendidas pelos estudantes.


Cardiologia
No final do ano o estudante será capaz de:
Elaborar estruturadamente a história clínica do doente
Reconhecer os aspetos centrais da patologia cardiológica mais frequente, designadamente das situações que exigem atitudes urgentes, e decidir sobre as terapêuticas mais adequadas.

Endocrinologia
Adquirir os conhecimentos teóricos e da clínica das doenças endócrinas, metabólicas e nutricionais.

Hematologia
Obter a história clínica e fazer o exame físico, com incidência especial na patologia hematológica (ensino teórico e prático de clínica  e semiótica laboratorial do sistema hematológico).
Reconhecer as doenças hematológicas mais comuns.
Orientação diagnóstica nas patologias hematológicas mais comuns.
Aprender a interpretar a contagem de sangue periférico e outros testes de rotina hamatológica.
Adquirir experiência com patologia hemato-oncológica e os princípios fundamentais da quimioterapia citotóxica e o suporte médico e psicológico do doente oncológico.
Reconhecer e investigar manifestações hematológicas de doenças sistémicas.
Conhecer as bases da transfusão, sua indicação e problemas potenciais.

Pneumologia
Adquirir competência em patologia respiratória, nomeadamente conhecimentos teóricos, experiência de exame clínico e conhecimento das metodologias de diagnóstico e tratamento de doentes respiratórios.

Neurologia e Neurocirurgia

MI403 - ECTS

Competência na execução da avaliação clínica de um doente com doença do Sistema Nervoso e músculo e na interpretação do quadro clínico no sentido de determinar qual o sindrome neurológico e sua etiologia.
Conhecimento sobre as patologias mais frequentes na população em geral (com base em protocolos internacioanis).

Conhecimento sobre patologias menos frequentes para as quais o seu reconhecimento é essencial para orientação correta dos doentes.

 

Ortopedia e Traumatologia

MI405 - ECTS

Proporcionar aos estudantes contacto com os conhecimentos básicos da especialidade de Ortopedia.

No final de Cada Bloco lecionado o estudante deverá ser capaz de realizar exame Objetivo do adulto e da criança. Deverá igualmente adquirir conceitos gerais sobre: Lombalgias; Deformidades da Coluna; Generalidades sobre Fraturas; Traumatologia membro inferior; Patologia do Tornozelo; Luxação Congénita da anca / DDA – Pé Boto; Infeções ósseas na criança; Epifisiólise – Doença de Perthes; Tumores; Patologia do Ombro; Patologia do Joelho; Traumatologia membro superior e Traumatologia da Coluna.

Otorrinolaringologia

MI408 - ECTS

1. Adquirir conhecimentos nucleares na área da Otorrinolaringologia.

2. Ganhar competências na aquisição da história clínica e exame físico do doente.

3. Desenvolver estratégias diagnósticas e critérios de seleção de exames/técnicas auxiliares de diagnóstico.

4. Aprofundar o espírito crítico com vista à resolução de problemas clínicos e elaboração de orientações terapêuticas.

5. Estimular o espírito de excelência e humanidade na abordagem do doente.

Radiologia e Imagem Médica

MI407 - ECTS

Conhecer as indicações e contra-indicações dos estudos radiológicos; adquirir noções de semiologia radiológica.

Terapêutica Geral e Farmacologia Clínica

MI404 - ECTS

Promover uma visão crítica de forma a facilitar a aprendizagem e aplicação de regras para a selecção e prescrição racional de medicamentos. A disciplina de Terapêutica tem um carácter essencialmente formativo, visando a aquisição de aptidões que permitam o uso correcto de medicamentos e também o exercício de funções pedagógicas na educação para a saúde. É bem conhecido que a educação do doente, na relação deste com a terapêutica, tem consequências importantes, até quanto à adesão ao tratamento.

Anatomia Patológica Especial - Patologia Oncológica

MI506 - ECTS

O objectivo fundamental do ensino da Anatomia Patológica Especial – Patologia Oncológica é criar as condições para que os estudantes na fase clínica da licenciatura sejam capazes de utilizar casos concretos do foro oncológico, numa perspectiva “translacional”, com os seguintes objectivos específicos:

- Identificar as interações genético-ambientais subjacentes à patogénese de diferentes tipos de cancro;

- Aplicar os conhecimentos de oncologia básica e da patologia oncológica para interpretar as expressões das doenças oncológicas mais frequentes;

- Analisar as capacidades de intervenção no domínio da prevenção, diagnóstico, prognóstico e seleção terapêutica.

Constitui um segundo objectivo da disciplina expôr os estudantes à explosão dos conhecimentos biomédicos aplicados à Oncologia.

Anestesiologia

MI505 - ECTS 1. Integrar na formação geral dos futuros médicos, as noções de actuação em tempo real e de vigilância contínua das funções vitais; 2. Dar informação sobre o comportamento de qualquer médico face aos seus doentes na perspectiva da sujeição a uma anestesia; 3. Contribuir para o conhecimento e a aquisição dos desempenhos básicos capazes de salvar vidas, bem como do treino em suporte básico e avaliação do trauma; 4. Fomentar a capacidade de integração pluridisciplinar de conhecimentos e a de coligir informações sobre os doentes, particularmente em situações de não-colaboração, bem como a de usar a linguagem médica, 5. Dar a conhecer os âmbitos do exercício profissional da Anestesiologia (anestesia, medicina peri-anestésica, medicina dos cuidados intensivos, medicina de emergência, medicina da dor) como contributo para a escolha informada da sua carreira profissional de futuros médicos.

Cirurgia

MI502 - ECTS

1 - Promover a aquisição de conhecimentos teóricos e práticos na área da Cirurgia geral, base indispensável para um bom desempenho futuro na prática médico-ciúrgica, visando introduzir elementos cognitivos, mobilidades psicomotoras e afetivas necessárias para uma correta condução da relação médico/paciente, no doente cirúrgico.

2- Conhecer e identificar a respetiva etiopatogenia, semiologia, fatores de risco associados e co-morbilidade, assim como a importância das suas correções no pré e pós-operatório.

3 - Abordar e proceder a uma revisão profunda dos síndromes de carater cirúrgico mais atuais e importantes assim como sob o ponto de vista prático exercitar manobras de gestos clínicos e terapêuticos usados no dia a dia.

4 - Adquirir conhecimentos para uma correta e pormenorizada recolha de histórias clínicas, exame físico, pedido de exames auxiliares de diagnóstico e elaboração de propostas terapêuticas.

5 - Assunção da responsabilidade profissional

6 - Desenvolver a capacidade de análise critica e de síntese.

7 - Promover uma aprendizagem auto-dirigida e uma atualização contínua

8 - Estimular o interesse pela pesquisa experimental metodológica

9 - Desenvolver competências no âmbito da boa prática médica sem esquecer os aspetos humanos, sociológicos e éticos.

Medicina

MI501 - ECTS Habilitar o estudante na colheita, registo e transmissão da informação clínica (história da doença, exame objetivo e exames complementares). Utilizar a informação recolhida de modo a equacionar uma lista de problemas e propor a investigação e resolução de problemas clínicos selecionados (estratégia de diagnóstico). Adquirir um núcleo de conhecimentos teóricos que lhe permita a resolução das principais situações médicas correntes (resolução de problemas clínicos). Propor a terapêutica adequada e estar habilitado a procurar informação para tomar decisões.

Medicina Legal

MI509 - ECTS

Objectivo geral: promover conhecimentos, capacidades e atitudes no que se refere aos gestos médicos que se enquadram no âmbito da medicina legal, tendo em vista garantir que os futuros médicos irão atuar de forma correta e adequada, no melhor interesse dos doentes, e sempre nos termos da lei, quando confrontados com questões de índole médico-legal, independentemente da especialidade em que trabalhem, tudo isto numa atitude de trabalho interdisciplinar e articulado.
Objetivos específicos: que os alunos adquiram capacidades e competências na abordagem de vítimas e seus familiares, na elaboração de certificado de óbito por via eletrónica, nos corretos procedimentos face a um cadáver, na descrição de lesões/sequelas e sua documentação fotográfica, no exame físico de vítimas (designadamente de crimes sexuais), na seleção, colheita, preservação e acondicionamento de diferentes tipos de vestígios e de outras amostras, e na elaboração de sinalização e/ou denúncia de alegados crimes.





Obstetrícia e Ginecologia

MI507 - ECTS

Habilitação do estudante com a teoria e a preparação prática mínima necessárias ao estágio clínico do 6º ano, à aprendizagem integrada contínua e ao interesse pela investigação.

Oftalmologia

MI503 - ECTS

Dar a conhecer aos estudantes o âmbito da actuação profissional dos médicos oftalmologistas. Estimular a opção por uma carreira profissional como médico oftalmologista por parte dos estudantes que sentem vocação pela área científico-profissional da Oftalmologia.

Pediatria

MI508 - ECTS

No ensino-aprendizagem da Pediatria pretendemos que os estudantes adquiram os conhecimentos, as atitudes e as aptidões que lhes permitam a aprendizagem da prática clínica. Os objectivos pedagógicos integram 2 componentes.
1. Conhecimentos. Os estudantes devem obter informação sobre: Pediatria Comunitária, Saúde Infantil, especificidade da criança e o rastreio dos desvios da normalidade; alimentação e nutrição; crescimento e desenvolvimento da criança saudável, integrada no ambiente familiar e social; suporte básico de vida pediátrico e reconhecimento da criança gravemente doente; semiologia, estudo e terapêutica da patologias mais comuns nos diferentes grupos etários;
2. Atitudes. Os estudantes devem valorizar: a ética e a deontologia; a relação médico/criança/família; a personalidade e a individualidade do ser humano em crescimento; a colaboração multidisciplinar em Pediatria; a Pediatria Social; os cuidados primários em saúde infantil; a especificidade da Medicina Pediátrica (ser em crescimento e desenvolvimento); a prevenção da doença e da manutenção da saúde global da criança e do adolescente na família e na comunidade; a educação para a saúde.
Competências
Os alunos devem ser capazes de: i) comunicar com a criança, os pais e os familiares; ii) conhecer os principais problemas de saúde, nos diferentes grupos etários, em Portugal e em particular na zona Norte; iii) conhecer as medidas sociais preventivas das doenças da infância e aconselhar a família e a comunidade na prevenção e promoção da saúde; iv) avaliar o crescimento, desenvolvimento e estado nutricional da criança e cumprimento do calendário vacinal; v) valorizar o Boletim de Saúde Infantil e Juvenil; colher a história clínica e realizar o exame físico nos diferentes grupos etários; vi) rastrear e interpretar malformações congénitas; vii) conhecer a etiologia, a fisiopatologia e a sintomatologia das patologias mais comuns, saber diagnosticá-las, tratá-las e estabelecer o prognóstico; viii) conhecer os cuidados do recém-nascido na sala de partos e no período neonatal; saber identificar e tratar as principais patologias do recém-nascido; ix) diagnosticar e orientar os problemas de patologia cirúrgica mais frequentes; x) prevenir, identificar e tratar as intoxicações e os acidentes mais frequentes; xi) identificar e orientar a criança maltratada; reconhecer a criança gravemente doente; prestar cuidados básicos de vida à criança; elaborar um relatório clínico.

Psiquiatria e Saúde Mental

MI504 - ECTS

No percurso universitário do estudante de Medicina é fundamental a existência de um espaço que permita avaliar o comportamento humano anormal e/ou desviante, bem assim como com a patologia emocional/afectiva, aprendendo as competências diagnósticas e o planeamento do tratamento das doenças psiquiátricas. É ainda necessária a aprendizagem da expressão somática da patologia mental e a reacção psicológica à doença grave, numa perspectiva holística da compreensão do sofrimento humano.
O ensino através de aulas teórico-práticas abertas a uma participação plena por parte dos estudantes, onde são abordados os principais quadros psiquiátricos e a aprendizagem supervisada, junto do doente.
Pretende-se, assim, por um lado a aquisição viva e participada de conhecimentos e, por outro, a formação da essencial aptidão de formular diagnósticos. A vivência das aulas práticas com a passagem pelas enfermarias e pela urgência, juntamente com a discussão teórica-práctica, deverá permitir que o estudante adquira uma atitude de encarar o doente como um todo integrado psicossomático privilegiando uma visão global personalizada de cada doente integrando a valorização do psicossocial no sentido de uma verdadeira Medicina Moderna.

Urologia

MI510 - ECTS Transmitir ao estudante conhecimentos, gestos e atitudes relevantes ao desenvolvimento profissional na área da Urologia e que sejam importantes para a formação do médico pluripotencial. Dado que os estudantes do quinto ano ainda não tiveram contacto com a semiologia e patologia do foro urológico foram acordadas 18 sessões clínicas para transmissão de conhecimentos básicos, bem como a frequência do bloco operatório e área de ambulatório. Na escolha do programa foi tida em conta a realidade portuguesa da existência de elevada frequência de patologia urológica, previsão do aumento da quantidade desta patologia e o reduzido exercício da Urologia num grande número de unidades hospitalares. Com a aquisição de modelos de simulação daremos aos alunos a possibilidade de treinarem atos urológicos como o exame prostático ou algaliação Assim os futuros médicos de clínica geral terão os conhecimentos suficientes para proporcionarem cuidados urológicos básicos à comunidade.

Administração Hospitalar

MI001 - ECTS

Ao longo das últimas décadas a crise do Estado-Social em todo o espaço Europeu levou a repensar o papel do Estado na protecção de bens sociais nomadamente face à insustentabilidade das finanças públicas. Neste contexto, o exercício tradicional da Medicina deve hoje ser re-equacionado não apenas à luz de critérios de beneficência e de qualidade assistencial mas também de acordo com as restrições económicas do sistema de saúde que colocam problemas de equidade no acesso e de universalidade na cobertura.
Sobretudo, porque a escassez de recursos na sociedade origina que as decisões médicas sejam também pautadas por critérios de custo de oportunidade ou seja pela ponderação dos sacrifícios que serão impostos a outros doentes e à sociedade em geral pelas decisões quotidianas de médicos e outros profissionais de saúde. Assim, o ensino e a aprendizagem de princípios gerais de administração hospitalar são hoje fundamentais para que a decisão médica tenha em consideração os custos com a prestação de cuidados de saúde. Trata-se de um imperativo ético que os médicos, e as Faculdades de Medicina, devem claramente assumir.

Angiologia e Cirurgia Vascular

MI018 - ECTS

Aquisição de competências para o desempenho de tarefas relativas à Semiologia, patologia e clínica das entidades nosológicas essenciais (frequentes e/ou relevantes) da especialidade de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Avaliação da Qualidade em Medicina

MI020 - ECTS Nesta UC os estudantes devem ser capazes de avaliar a importância crescente desta área, compreender os principais modelos e sistemas da qualidade, e valorizar a segurança do doente. Os estudantes devem desenvolver o conceito de risco em Saúde, perceber a forma como os assuntos da qualidade devem condicionar as decisões da gestão e das politicas e, ainda, devem definir situações concretas de aplicação do tema.

Cirurgia do Ambulatório

MI021 - ECTS Constará do treino clínico com a aplicação prática de conhecimentos adquiridos nos anos anteriores, numa contribuição para o ensino de forma vertical e englobando semiologia, semiótica e terapêutica cirúrgica das situações mais frequentes na Cirurgia do Ambulatório.

Cirurgia Laparoscópica

MI022 - ECTS

Cirurgia Pediátrica

MI026 - ECTS
Finalidade
Aquisição de competências (predominantemente atitudes e aptidões) que habilitem ao desempenho clínico básico em entidades nosológicas relevantes em Cirurgia Pediátrica.

Cirurgia Plástica, Reconstrutiva, Estética e Cirurgia Maxilo-Facial

MI023 - ECTS

Desempenhar tarefas básicas relativas à propedêutica, patologia e clínica das entidades nosológicas essenciais (frequentes e/ou relevantes) da especialidade de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva, Estética e de Cirurgia Maxilo-Facial.

Cirurgia (prática clínica)

MI602 - ECTS

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):

Aquisição de conhecimentos, aptidões e competências para o desempenho em cirurgia.de tarefas relativas à propedêutica, patologia e clínica das entidades nosológicas essenciais (frequentes e/ou relevantes) das especialidades de Cirurgia Geral, Cirurgia Plástica Reconstrutiva, Estética e Cirurgia Maxilo-Facial, Angiologia e Cirurgia Vascular, Cirurgia Torácica e Cirurgia Pediátrica.

 


 

Cirurgia Torácica - Prática Clínica

MI024 - ECTS

- Familiarizar os estudantes com a metodologia e rotinas de trabalho de um serviço de cirurgia cardiotorácica.

Cuidados Intensivos em Queimados

MI040 - ECTS

Aquisição de competências para o desempenho de tarefas de índole assistencial ao doente queimado, em particular com lesões de elevada gravidade e extensão. 


Dissertação/ Monografia/ Relatório de Estágio Profissionalizante

MI607 - ECTS

Esta UC pretende, com base nos conhecimentos específicos e/ou transversais adquiridos ao longo do curso, conferir competências para desenvolver um trabalho de investigação numa área de interesse.

Estomatologia

MI030 - ECTS

Adquirir competências para o desempenho de tarefas básicas relativas à propedêutica, patologia e clínica das entidades nosológicas essenciais (frequentes e/ou relevantes) da especialidade de Estomatologia e Cirurgia Oromaxilofacial.

Farmacologia e Translação

MI031 - ECTS

Proporcionar a translação de intervenções farmacológicas em modelos celulares e moleculares de doença em formas de terapêutica medicamentosa efectiva.
O estudante deverá compreender melhor o papel da intervenção farmacológica no curso da doença e que os mecanismos fisiopatológicos da doença constituem uma oportunidade para intervenção sobre novos alvos biológicos.

Fisiopatologia

MI006 - ECTS

OBJECTIVOS
1. Conhecer e compreender os mecanismos e manifestações da doença.
2. Conhecer a fisiopatologia da disfunção e falência dos vários aparelhos e sistemas.
3. Identificar as alterações fisiopatológicas e suas manifestações clínicas em exemplos concretos.


COMPETÊNCIAS
Resolução de problemas; Pensamento crítico e clínico-dedutivo; Avaliação das manifestações clínicas da disfunção dos vários aparelhos e sistemas; Identificação das perturbações fisiopatológicas em casos clínicos concretos.

Gestos Cirúrgicos Indispensáveis na Actividade Clínica

MI033 - ECTS

Investigação Laboratorial

MI010 - ECTS

OBJECTIVOS

Fornecer conhecimentos e desenvolver aptidões básicas para a participação em projectos científicos que necessitem do recurso a técnicas laboratoriais de avaliação funcional, morfológica e de biologia molecular.


COMPETÊNCIAS

Elaboração de um protocolo experimental; Pensamento crítico e resolução de problemas; Avaliação crítica de um artigo científico; Aprendizagem de pelo menos duas técnicas básicas de investigação laboratorial; Análise e apresentação de resultados científicos.

Medicina Comunitária (prática clínica)

MI606 - ECTS

Objectivos: Introduzir os estudantes no ambiente da moderna Medicina Geral e Familiar, na equipa dos Cuidados de Saúde Primários, na epidemiologia, na consulta e na prática da Medicina neste contexto; Colocar os estudantes no contexto apropriado para aprenderem os princípios da Saúde Pública, da prevenção, do rastreio, do diagnóstico precoce da doença e da promoção da Saúde; Estudar os aspectos comunitários da pediatria, da saúde mental, da obstetrícia, da saúde da Mulher, da medicina psico-social e dos cuidados aos idosos; Desenvolver a capacidade dos estudantes para trabalhar autonomamente, quer na clínica, quer na auto-formação; Desenvolver atitudes profissionais que melhorem os cuidados de saúde e conduzam a boas relações de trabalho; Alargar a experiência em questões éticas, em aptidões de comunicação e na prática clínica baseada na evidência.

Medicina Farmacêutica e Farmacologia Clínica

MI034 - ECTS

Alicerçar a visão crítica das diversas áreas relacionadas com o medicamento desde a descoberta, avaliação e registo à selecção e prescrição racional. Proporcionar um conhecimento mais especializada da medicina farmacêutica e da farmacologia clínica.

Medicina Física e de Reabilitação

MI035 - ECTS Pretende-se que no final do período de aprendizagem os estudante estejam aptos a conhecer em termos gerais a história, a filosofia e a praxis da Medicina Física e de Reabilitação (MFR). Compreender a noção de função e estruturas do corpo, atividades e participação. Dominar algumas técnicas semiológicas elementares em MFR. Conhecer alguns meios terapêuticos utilizados em MFR. Valorizar alguns meios de diagnóstico na perspetiva da MFR. Identificar situações clínicas com indicação para MFR.

Medicina (prática clínica)

MI601 - ECTS

No fim do estágio, o estudante deverá ser capaz de: aplicar o método clínico, no contexto do diagnóstico global que a Medicina Interna implica, integrar conhecimentos e informações, tomar decisões, relacionar-se com os doentes, os seus familiares, membros da equipa médica e outros profissionais da equipa de saúde, utilizar meios informáticos e, em geral, exercer a prática clínica de forma autónoma, embora tutelada.

Microbiologia Clínica

MI037 - ECTS

O principal objectivo pedagógico consiste em ensinar Microbiologia Clínica. Consideramos primordial incentivar o desenvolvimento de conhecimentos, capacidades e aptidões nos estudantes, tendo como pressuposto a translação de conhecimentos adquiridos nas disciplinas de Microbiologia Médica, Imunologia, Farmacologia, Clínica das Doenças Infecciosas e em outras disciplinas de carácter clínico, com os quais os estudantes possam analisar, pesquisar e solucionar problemas no âmbito da Microbiologia Clínica.

Neurobiologia do Comportamento

MI013 - ECTS

O principal objectivo do curso consiste em ensinar de que modo funções específicas de natureza motora, límbica e cognitiva emergem no cérebro. Este objectivo será conseguido através da aquisição e integração de conhecimentos derivados de diversas disciplinas, tais como a neuroanatomia, a neurofisiologia, a neuroquímica e as neurociências comportamentais. Os estudantes familiarizar-se-ão com as modernas técnicas experimentais utilizadas para a investigação das bases neuronais do comportamento. Por fim, familiarizar-se-ão com os interesses e as motivações que inspiraram a investigação da inter-relação circuitos neuronais e comportamentos complexos.

Nutrição

MI014 - ECTS

Obstetrícia (prática clínica)

MI603 - ECTS

O objetivo geral é a frequência de um estágio clínico profissionalizante em Obstetrícia e Ginecologia.


São objetivos, na área das competências, o desenvolvimento de qualificações na prática clínica de obstetrícia e ginecologia, que permitam um desempenho adequado no âmbito da atividade assistencial indiferenciada.

Serão privilegiadas as áreas da prevenção, do rastreio e do diagnóstico e terapêutica das patologias mais frequentes, com particular atenção às situações de urgência e emergência ginecológicas e obstétricas.



Patologia Clínica e Medicina Laboratorial

MI038 - ECTS

O conhecimento da importância do teste laboratorial adequado a cada doente de acordo com a situação e a fase da doença, conhecendo as principais causas de variabilidade analítica bem como a transmissão do espírito crítico em relação à informação disponibilizada pelo laboratório

 

Pediatria (prática clínica)

MI604 - ECTS

Objectivos gerais: Aperfeiçoamento de conhecimentos, atitudes e aptidões que permitam ao estudante assegurar cuidados de saúde à criança no contexto do seu meio familiar e social.

Objectivos específicos: O estudante deve sedimentar conhecimentos anteriormente aprendidos sobre a criança normal: crescimento e desenvolvimento e suas variantes; temperamento e comportamento e seus principais factores determinantes; integração no meio familiar, escolar e social; necessidades nutricionais nos diferentes grupos etários; prevenção da doença por vacinação; conselhos para promoção de hábitos saudáveis e educação para a saúde; medidas sociais de protecção à criança e rede de cuidados de saúde.

Deve aprender a diagnosticar e tratar doenças pediátricas comuns na sua comunidade; a rastrear e orientar doenças raras que ultrapassem a sua competência; a prestar cuidados imediatos em situações de urgência; a reconhecer o impacto das doenças na criança e na família.

Psiquiatria e Saúde Mental (prática clínica)

MI605 - ECTS

Contactar com as realidades da clínica psiquiátrica, suas exigências e limitações, seus problemas particulares (contacto, cooperação, família, dependência, cronicidade, patologia múltipla); Desenvolver e completar os conhecimentos ministrados na disciplina de Psiquiatria e Saúde Mental (5º ano) com particular ênfase nas perspectivas clínica e preventiva; Treinar a aplicação desses conhecimentos às situações concretas, particularmente na formulação do diagnóstico, em vários níveis, e na elaboração de planos de actuação; Melhorar aptidões de comunicação com o doente e sua família; Trabalhar com outros profissionais numa equipa multidisciplinar; Preparar a escolha de uma especialização profissional.

Saúde Pública

MI016 - ECTS

Terapêutica Cardiovascular - Evidência e Individualização

MI041 - ECTS

 
A Medicina compreende várias áreas de conhecimento, uma das quais é a Terapêutica – a fase da abordagem do doente na qual se tenta alterar a história natural da doença. Entre as doenças mais comuns contam-se as doenças cardiovasculares, responsáveis por elevadas taxas de mortalidade e morbilidade. A par do conhecimento da fisiopatologia e do diagnóstico desse tipo de doenças, o médico carece de dispor de conhecimentos sólidos na área da Terapêutica, tendo em conta que cada doente é uma realidade autónoma e que as recomendações gerais deverão ser aplicadas de forma individualizada, o mesmo é dizer, tendo em conta o conjunto das características clínicas de cada pessoa doente.

Se a Medicina atual se baseia cada vez mais em evidência empírica, a qual é utilizada para estabelecer vários tipos de recomendações (incluindo “Guidelines”), a evidência está em constante mutação, o mesmo sucedendo com as recomendações. Sendo assim, um dos objetivos desta disciplina consiste na aprendizagem de recomendações terapêuticas versando as patologias cardiovasculares mais frequentes, incluindo a aprendizagem das suas fontes de conhecimento e da forma de ter acesso, de uma forma atualizada, aos novos conhecimentos e às novas recomendações.

O segundo pilar fundamental da disciplina centra-se nas exceções às regras gerais, na aprendizagem de circunstâncias que levem a que não se possam aplicar as recomendações terapêuticas mais comuns. Numa palavra, serão contempladas, através de casos clínicos, as bases para a individualização terapêutica, tendo em conta que o objetivo final da ação médica tem a ver com resultados e não apenas com processos.

Competências: Identificar as principais fontes de informação relativas à evidência terapêutica na doença cardiovascular; aplicar um conjunto de recomendações terapêuticas de particular importância no tratamento de doenças cardiovasculares comuns; identificar circunstâncias que possam limitar a aplicação das recomendações gerais mais frequentemente utilizadas, abrindo as portas para a individualização terapêutica.

 

Toxicologia Médica

MI017 - ECTS

Permitir o contacto na pré-graduação com a toxicologia médica entendida como o corpo organizado de conhecimentos sobre a previsão, o tratamento e a prevenção das acções tóxicas dos agentes químicos.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2012-12-06 I  Página gerada em: 2021-10-16 às 23:29:24 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais