Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início » Cursos/CE » MIMED » Informação para Candidatos

Cursos

Mestrado Integrado em Medicina

Dados Gerais

Código Oficial: 9813
Sigla: MIMED

Diplomas

  • Mestrado em Medicina (360 Créditos ECTS)
  • Licenciatura em Ciências Básicas de Saúde (180 Créditos ECTS)

Unidades Curriculares

Anatomia I

MI101 - ECTS Gerais: Ensino da organização geral da estrutura macroscópica do corpo humano que constitua uma base sólida sobre a qual assentará parte importante da sua educação médica e da sua futura profissão.
Específicos: (i) ensinar a terminologia anatómica que constitui a base da linguagem médica; (ii) ensinar a nomenclatura, relações, funções e variações das estruturas que integram o aparelho locomotor; (iii) desenvolver a capacidade de observação e a técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada; (iv) desenvolver a auto-aprendizagem.

Biologia Celular e Molecular I

MI103 - ECTS A – Adquirir conhecimentos sobre a organização estrutural e funcional da célula no que respeita à codificação e produção dos seus constituintes moleculares e encaminhamento para os diversos compartimentos. B - Executar e aplicar técnicas de microscopia de luz e electrónica, e de biologia molecular.

Bioquímica I

MI102 - ECTS Contribuir, conjuntamente com outras áreas do conhecimento na área da biologia humana e da medicina, para a compreensão da biologia do ser humano. Contribuir, conjuntamente com a unidade curricular de Bioquímica II, para a aquisição da linguagem própria da Bioquímica e conhecimento dos métodos de estudo próprios desta área científica. Conhecer a composição química dos seres vivos assim como as transformações químicas que neles ocorrem e os factores que afectam estas transformações.

Introdução à Medicina I: Teoria da Medicina

MI104 - ECTS O exercício da Medicina - baseado na prevenção, diagnóstico, terapêutica e prognóstico da doença, exige, cada vez mais, o recurso a métodos científicos e tecnologias de pesquisa, colheita, armazenamento, processamento, análise, transmissão, avaliação e valorização de dados, informação e conhecimento biomédicos. Com as disciplinas de Introdução à Medicina I e II, pretende-se que os estudantes de Medicina contactem com estes métodos e tecnologias, acreditando que, como futuros médicos, terão assim maior facilidade (a) em aprender, condição fundamental para a sua formação básica, especializada e contínua, (b) em investigar, crucial para o avanço do conhecimento médico, (c) em avaliar, essencial para a auditoria médica e melhoria continuada da qualidade da prestação de cuidados de saúde, (d) em partilhar, importante para a comunicação e divulgação da informação entre profissionais de saúde e doentes, (e) em decidir, problemática constante num contexto individual e social, do acto médico e (f) em humanizar-se, condição primeira da relação médico-doente e da relação inter-profissional. Em particular, a disciplina de Introdução à Medicina I: Teoria da Medicina discutirá princípios e fundamentos teóricos da prática de Medicina, abordando tópicos de História da Medicina, Bioética e Metodologia de Investigação em Saúde. Por outro lado, a disciplina de Introdução à Medicina II: Informação em Saúde abordará tópicos que se inserem nas áreas de Bioestatística e Informática Médica.

Os estudantes deverão ser capazes de discutir a importância dos princípios e fundamentos históricos, éticos e científicos na prática da Medicina. Deverão ser também capazes de identificar, descrever e discutir os principais componentes de um protocolo de investigação.

Anatomia II

MI105 - ECTS Gerais: Ensino da organização geral da estrutura macroscópica do corpo humano que constitua uma base sólida sobre a qual assentará parte importante da sua educação médica e da sua futura profissão.
Específicos: (i) contribuir para a aprendizagem terminologia que constitui a base da linguagem médica; (ii) ensinar a nomenclatura, relações, funções, desenvolvimento e variações das estruturas que integram os aparelhos respiratório, digestivo, urinário e reprodutor, do sistema cardiovascular e das glândulas endócrinas; (iii) desenvolver a capacidade de observação e aprender a técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada; (iv) desenvolver a auto-aprendizagem.

Biologia Celular e Molecular II

MI107 - ECTS A – Adquirir conhecimentos sobre o tráfico intracelular de proteínas, mecanismos de sinalização e agregação celular, divisão celular e processos moleculares subjacentes à diferenciação, desdiferenciação e envelhecimento celulares; B – proceder à avaliação crítica de documentação científica. C – Conhecimentos básicos sobre o método de investigação científica em Biologia.

Bioquímica II

MI106 - ECTS Contribuir, conjuntamente com outras áreas do conhecimento na área da biologia humana e da medicina, para a compreensão da biologia do ser humano. Contribuir, conjuntamente com a unidade curricular de Bioquímica I, para a aquisição da linguagem própria da Bioquímica e conhecimento dos métodos de estudo próprios desta área científica. Conhecer a composição química dos seres vivos assim como as transformações químicas que neles ocorrem e os factores que afectam estas transformações.

Introdução à Medicina II: Informação em Saúde

MI108 - ECTS O exercício da Medicina - baseado na prevenção, diagnóstico, terapêutica e prognóstico da doença, exige, cada vez mais, o recurso a métodos científicos e tecnologias de pesquisa, colheita, armazenamento, processamento, análise, transmissão, avaliação e valorização de dados, informação e conhecimento biomédicos. Com as disciplinas de Introdução à Medicina I e II, pretende-se que os estudantes de Medicina contactem com estes métodos e tecnologias, acreditando que, como futuros médicos, terão assim maior facilidade (a) em aprender, condição fundamental para a sua formação básica, especializada e contínua, (b) em investigar, crucial para o avanço do conhecimento médico, (c) em avaliar, essencial para a auditoria médica e melhoria continuada da qualidade da prestação de cuidados de saúde, (d) em partilhar, importante para a comunicação e divulgação da informação entre profissionais de saúde e doentes, (e) em decidir, problemática constante num contexto individual e social, do acto médico e (f) em humanizar-se, condição primeira da relação médico-doente e da relação inter-profissional. Em particular, a disciplina de Introdução à Medicina I: Teoria da Medicina discutirá princípios e fundamentos teóricos da prática de Medicina, abordando tópicos de História da Medicina, Bioética e Metodologia de Investigação em Saúde. Por outro lado, a disciplina de Introdução à Medicina II: Informação em Saúde abordará tópicos que se inserem nas áreas de Bioestatística e Informática Médica.

Os estudantes deverão ser capazes de recolher, processar, analisar e interpretar dados e informação biomédica. Deverão ser também capazes de identificar, descrever e aplicar conceitos e métodos de estatística e informática – aplicados à prática da Medicina e à investigação clínica e em serviços de saúde – e de perceber a sua importância para a melhoria da qualidade e da eficiência da prestação de cuidados de saúde.

Fisiologia I

MI202 - ECTS OBJECTIVOS

1. Conhecer os mecanismos celulares e subcelulares que estão na base do funcionamento do organismo humano.
2. Conhecer o normal funcionamento dos diferentes aparelhos e sistemas.
3. Adquirir uma base de conhecimentos que possa ser utilizada nos vários campos fisiológicos e aplicada posteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica.



COMPETÊNCIAS

1. Resolução de problemas.
2. Pensamento crítico.
3. Avaliação prática do funcionamento dos vários aparelhos e sistemas.

Genética Médica I

MI206 - ECTS Ensinar os esquemas fundamentais relativos à herança das características que definem o ser humano nas suas manifestações normais e patológicas, bem como as bases que permitam aos estudantes entender a patologia e as questões sociais e éticas desenvolvidas ao redor da prática genética e organizar a sua própria visão desses problemas.

Histologia Básica e Embriologia

MI203 - ECTS O principal objectivo da Histologia Básica e Embriologia consiste no conhecimento da estrutura normal, microscópica e submicroscópica, dos principais tecidos que constituem os organismos biológicos, bem como o desenvolvimento embrionário e pós-natal dos principais órgãos e sistemas.
A morfologia deverá ser entendida como a base estrutural da fisiologia, não só para aumentar a motivação para o estudo da forma, mas, mais importante, para que se possa compreender melhor como as modificações da forma levam a alterações da função e vice-versa.

Medicina Preventiva I

MI204 - ECTS Objectivos: Apreender e desenvolver um conceito moderno de saúde e dos seus condicionantes de natureza biológica, psicológica, social e ecológica; Adquirir e desenvolver uma atitude de promoção da saúde; Apreender as diferenças de atitudes da Medicina Curativa e Preventiva; Conhecer a organização da saúde e das profissões médica e paramédicas em Portugal e reconhecer a sua acção na promoção da saúde; Adquirir a capacidade para situar e analisar os principais problemas de saúde em Portugal no contexto da promoção da saúde; Compreender as atitudes de protecção da saúde, de educação para a saúde e de prevenção da doença e das suas complicações e da recuperação dos incapacitados; Conhecer de que maneira os estilos de vida podem constituir factores de risco e podem concorrer como factores causais de um certo número de doenças; Adquirir a capacidade para fazer Educação para a Saúde.

Competências: No final da unidade curricular de Medicina Preventiva I os estudantes deverão dispor de conhecimentos e aptidões que os habilitem a:
a) Apreender e desenvolver um conceito moderno de saúde e dos seus condicionantes de natureza biológica, psicológica, social e ecológica; b) Adquirir e desenvolver uma atitude de promoção da saúde; c) Apreender as diferenças de atitudes da Medicina Curativa e Preventiva; d) Conhecer a organização da saúde e das profissões médica e paramédicas em Portugal e reconhecer a sua acção na promoção da saúde; e) Adquirir a capacidade para situar e analisar os principais problemas de saúde em Portugal no contexto da promoção da saúde; f) Compreender as atitudes de protecção da saúde, de educação para a saúde e de prevenção da doença e das suas complicações e da recuperação dos incapacitados; g) Conhecer de que maneira os estilos de vida podem constituir factores de risco e podem concorrer como factores causais de um certo número de doenças; h) Adquirir a capacidade para fazer Educação para a Saúde.

Neuroanatomia

MI201 - ECTS Aprender a organização estrutural do Sistema Nervoso Central, nervos cranianos e órgãos dos sentidos utilizando a terminologia anatómica. Valorizar a interdisciplinaridade no estabelecimento de correlações com a Fisiologia, a Bioquímica, a Psicologia, etc.

Psicologia Médica I

MI205 - ECTS 1. Perspectivar o fenómeno mental (e o seu desenvolvimento) na interface entre os processos neurofisiológicos e as relações interpessoais.
2. Perspectivar o acto e o saber médico na unidade bio-psico-social da Pessoa.
3. Ampliar os agentes de doença a outros níveis de complexidade (trabalho, família, comunidade, etc.) e a outro paradigma, o das grandes afeições/afecções humanas: dor, medo, amor, luto, ansiedade, depressão, somatização.
4. Iniciar o desenvolvimento das perícias adequadas à relação médico-doente.

Anatomia Clínica

MI207 - ECTS - Desenvolver a aplicação dos conhecimentos anatómicos como fundamento científico da realização do exame físico do doente;
- Utilizar o conhecimento anatómico básico na interpretação dos sintomas e das alterações morfológicas macroscópicas;
- Interpretar e descrever documentos de imagiologia e estabelecer a sua correlação com aspectos de anatomia seccional;
- Compreender as bases morfológicas subjacentes à realização de diferentes técnicas "invasivas" de diagnóstico e terapêutica.

Fisiologia II

MI208 - ECTS OBJECTIVOS
1. Conhecer o normal funcionamento dos aparelhos e sistemas leccionados na unidade curricular.
2. Compreender a interacção dos diferentes aparelhos e sistemas, bem como a sua adaptação a alterações do meio.
3. Estabelecer as bases para a compreensão das alterações da homeostasia e dos mecanismos e manifestações da doença.
4. Conhecer as alterações na função do organismo humano associadas ao desenvolvimento e ao envelhecimento.
5. Adquirir uma base de conhecimentos que possa ser utilizada nos vários campos fisiológicos e aplicada posteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica.


COMPETÊNCIAS
1. Resolução de problemas.
2. Pensamento crítico e clínico-dedutivo.
3. Avaliação prática do funcionamento dos vários aparelhos e sistemas.
4. Bases para a estruturação de um trabalho científico.
5. Identificação de problemas fisiológicos em casos clínicos seleccionados.

Genética Médica II

MI212 - ECTS Adquirir os conhecimentos fundamentais da etiopatogenia das doenças genéticas e ensinar os gestos próprios da actividade do geneticista e os cuidados que o médico assistente ou de família deve ter, tanto no rastreio dos casos que poderão ter eventual interesse genético como na relação a três com o doente e o geneticista, para a melhor eficácia do aconselhamento genético.
Preparar nos estudantes o enquadramento dos conhecimentos existentes para mais fácil entendimento dos novos conhecimentos e a capacidade de uma correcta transmissão aos doentes e familiares da informação que lhes diz respeito, uma vez definida a situação pelo geneticista.

Histologia e Embriologia dos Orgãos e Sistemas

MI209 - ECTS O principal objectivo da Histologia e Embriologia dos Órgãos e Sistemas consiste no conhecimento da estrutura normal, microscópica e submicroscópica, dos principais orgãos e sistemas que constituem os organismos biológicos, bem como o seu desenvolvimento embrionário e pós-natal. Este conhecimento é fundamental para se entenderem os mecanismos da doença como alterações estruturais e/ou da função das células, tecidos e órgãos.

Medicina Preventiva II

MI210 - ECTS Objectivos: Apreender atitudes da Medicina Preventiva no contexto da família e estilos de vida e sua influência na saúde. Conhecer a prevenção das doenças respiratórias, sexualmente transmissíveis e outras no contexto social. Medicina Preventiva nos mais novos e nos mais idosos e papel das imunizações, prevenção de acidentes e recuperação dos incapacitados; Adquirir a capacidade para fazer Educação para a Saúde nos diferentes grupos etários.

Competências: No final da unidade curricular de Medicina Preventiva II os estudantes deverão dispor de conhecimentos e aptidões que os habilitem a apreender atitudes da Medicina Preventiva no contexto da família e estilos de vida e sua influência na saúde, e a conhecer a prevenção das doenças respiratórias, doenças sexualmente transmissíveis e de outras no contexto social. Os estudantes deverão ainda dispor da capacidade de reflectir sobre a Medicina Preventiva nos mais novos e nos mais idosos, sobre o papel das imunizações, sobre a prevenção de acidentes e sobre a recuperação dos incapacitados. Deverão também adquirir a capacidade para fazer Educação para a Saúde nos diferentes grupos etários.

Psicologia Médica II

MI211 - ECTS 1. Proporcionar a prática da relação médico-doente e do seu paradigma: contacto, compreensão e intervenção.
2. Proporcionar o desenvolvimento de competências e perícias clínicas relacionais.
3. Proporcionar a compreensão da totalidade do homem no seu devir e circunstância.
4. Proporcionar o estudo das diferentes reacções à situação de doença, das diferentes defesas contra o desajuste individual, das condicionantes da personalidade e da relação nas diferentes fases do processo mórbido.
5. Proporcionar o reconhecimento das expressões afectivo-emocionais das vivências do doente e da sua família e o desenvolvimento da capacidade empática.
6. Proporcionar a descoberta das capacidades terapêuticas do acto clínico.

No final do curso o aluno deverá:
1. Ter competência na Relação Médico-Doente e na Entrevista Centrada no Doente..
2. Saber dar más notícias, manusear situações emocionais difíceis e comunicar de forma aumentativa e alternada, quando necessário.
3. Reconhecer os factores psicossociais que predispõem, precipitam, mantêm e modificam as doenças médicas.
4. Reconhecer a reacção à doença e o sofrimento em situações-limite.
5. Conhecer as especificidades psicológicas da Relação Médico-Doente em certas patologias, idades e unidades de cuidados médicos.

Biopatologia/Anatomia Patológica Geral I

MI302 - ECTS O objectivo fundamental do ensino da Biopatologia I - Anatomia Patológica Geral I é o de conseguir que os estudantes aprendam uma linguagem. A aprendizagem desta linguagem subentende não só a memorização de palavras e dos conceitos que elas exprimem, como a capacidade de utilizar estes conhecimentos na interpretação de dados e na resolução de problemas. Um segundo objectivo do ensino da Biopatologia I - Anatomia Patológica Geral I é o de conseguir que os estudantes aperfeiçoem as suas capacidades de observação e descrição a diferentes níveis (macroscópico, microscópico, histoquímico, etc.) tornando-se capazes de raciocinar em termos biopatológicos a partir dos dados que essa observação proporciona.

Epidemiologia I

MI304 - ECTS Aquisição de conhecimentos no que se refere aos conceitos e métodos específicos da área da Epidemiologia. Familiarização com a linguagem própria da área científica. Realizar tarefas epidemiológicas simples, de forma autónoma, como tabular dados, calcular medidas de frequência e dominar alguns aspectos do planeamento de uma investigação epidemiológica.

Farmacologia I

MI301 - ECTS Aprender as intervenções moleculares conhecidas dos medicamentos e dos tóxicos e aprender a acompanhar a evolução muito rápida destes conhecimentos.

Imunologia Básica

MI306 - ECTS Conhecimento dos mecanismos básicos da resposta imunológica, como resposta biológica à agressão exógena ou endógena, e as suas interacções em patologia humana.

Microbiologia Médica I

MI303 - ECTS OBJECTIVOS

Os principais objectivos pedagógicos consistem em ensinar Microbiologia Médica. Consideramos primordial incentivar o desenvolvimento de conhecimentos, capacidades e aptidões nos alunos, tendo como pressuposto a génese e interiorização de conceitos e atitudes inovadoras, com as quais os alunos possam analisar, pesquisar e solucionar problemas. Vários tipos de competência devem assim ser adquiridas pelos discentes: Competências básicas: aprender a aprender, a conhecer; Competências transversais: aprender a conviver, a ser; Competências específicas: aprender a fazer (objectivos práticos).


COMPETÊNCIAS

Compreender os fundamentos das técnicas/metodologia diagnóstica utilizadas em Microbiologia Médica. Saber seleccionar e/ou aplicar correctamente os distintos métodos de antisépsia, de desinfecção e de esterilização.

Semiótica Clínica I

MI305 - ECTS Desenvolver competências na área de comunicação médico-doente, aprendizagem da estruturação da história clínica e ínicio da realização de exame físico.

Biopatologia/Anatomia Patológica Geral II

MI308 - ECTS O objectivo fundamental do ensino da Biopatologia II - Anatomia Patológica Geral II é o de conseguir que os estudantes fiquem capazes de utilizar o estudo das lesões (morfológicas, imunológicas, bioquímicas, etc.) como instrumento para a compreensão da etiopatogenia, diagnóstico, selecção terapêutica e prognóstico das doenças centradas em órgãos e sistemas.

Epidemiologia II

MI310 - ECTS Dominar a linguagem própria desta área científica. Aprofundar os conhecimentos gerais do método epidemiológico, ilustrando como contribui para fundamentar a prática médica. Conhecer a epidemiologia de algumas entidades específicas. Fundamentar opiniões sobre o valor de provas de rastreio, tratamentos e outros actos médicos. Realizar tarefas epidemiológicas simples, de forma autónoma, como tabular dados, calcular medidas de frequência e dominar alguns aspectos da recolha, análise e interpretação de dados investigacionais, essenciais para muitas das suas futuras actividades após a graduação; ler criticamente um artigo científico e avaliar a informação nele contida.

Farmacologia II

MI307 - ECTS Aprender as propriedades farmacológicas dos principais grupos de medicamentos e dos tóxicos e aprender a valorizar os novos medicamentos que entretanto se venham a desenvolver.

Imunologia Clínica

MI312 - ECTS Integrar o conhecimento dos mecanismos básicos da resposta imunológica e a sua participação na génese de patologia humana. Conhecer os princípios do diagnóstico de situações de imunopatologia e da sua modulação terapêutica.

Microbiologia Médica II

MI309 - ECTS OBJECTIVOS

Os principais objectivos pedagógicos consistem em ensinar Microbiologia Médica. Consideramos primordial incentivar o desenvolvimento de conhecimentos, capacidades e aptidões nos alunos, tendo como pressuposto a génese e interiorização de conceitos e atitudes inovadoras, com as quais os alunos possam analisar, pesquisar e solucionar problemas. Vários tipos de competências devem assim ser adquiridos pelos discentes: Competências básicas: como e quando realizar um exame microbiológico, como interpretar o resultado; Competências transversais: trabalho de equipa clínico-microbiologista no sentido de prestar toda a informação clínica relevante ao laboratório e receber dele toda a colaboração; Competências específicas: aprender a fazer (objectivos práticos) os pedidos analíticos e compreender a importância de todo o processo pré-analítico. Pretende-se ainda dotar o aluno do máximo de conhecimentos laboratoriais, instrumentos necessários para compreender os seus fundamentos e até os seus possíveis erros.


COMPETÊNCIAS

Compreender os fundamentos das técnicas/metodologia diagnóstica utilizadas em Microbiologia Médica.Saber seleccionar e/ou aplicar correctamente os distintos métodos de antisépsia, de desinfecção e de esterilização.



Semiótica Clínica II

MI311 - ECTS Desenvolver competências na área de comunicação médico-doente, aprendizagem da estruturação da história clínica e realização de exame físico completo e padronizado.

Bioética e Deontologia Médica

MI409 - ECTS No curso de Medicina a disciplina de Bioética e Deontologia Profissional tem como objectivo essencial o ensino, e consequente aprendizagem, da ética nos cuidados de saúde, muito em particular no que diz respeito à dimensão ética da saúde e da doença e sua relação com a profissão médica. No plano dos conceitos pretende-se a transmissão tão ampla quanto possível das teorias éticas mais representativas do pensamento humano, de modo a que seja viável a integração desses conceitos na tradição humanista característica das sociedades modernas ocidentais. Pressupõe-se que estes conceitos, apresentados sumariamente no módulo de Bioética da Disciplina de Introdução à Medicina (1º ano), são analisados com algum detalhe nas diversas disciplinas clínicas ao longo do curso.

Cirurgia

MI402 - ECTS Adquirir conhecimentos de doenças com implicações cirúrgicas, priveligiando a sua vertente semiológica;
Compreender os mecanismos fisiopatológicos daquelas doenças;
Usar o método científico na resolução dos problemas clínicos (colheita, registo e análise de dados para tomada de decisões);
Efectuar de forma adequada e correcta o exame físico dos doentes;
Hierarquizar de modo criterioso os exames subsidiários;
Demonstrar a importância das bases científicas da cirurgia;
Fomentar a “auto-aprendizagem” devidamente acompanhada.

Dermatologia e Venerologia

MI406 - ECTS Ensinar os fundamentos científicos da semiologia clínica das lesões cutâneas e das principais doenças que atingem o tegumento cutâneo, com um enfoque particular na patologia infecciosa, neoplásica, nos sinais cutâneos que constituem pistas para o diagnóstico de síndromes ou de doenças sistémicas e nas alterações precursoras de neoplasias malignas. Contacto e treino nos métodos de observação, estudo e abordagem terapêutica, médica e cirúrgica, das afecções dermatológicas.

Medicina

MI401 - ECTS Cardiologia:
No final do ano o estudante será capaz de:
• Elaborar estruturadamente a história clínica do doente;
• Reconhecer os aspectos centrais da patologia cardiológica mais frequente, designadamente das situações que exigem atitudes urgentes, e decidir sobre as terapêuticas mais adequadas.

Endocrinologia:
Adquirir conhecimentos teóricos e de prática clínica sobre patologia endócrina, metabólica e nutricional.
Após a obtenção da aprovação na disciplina, o estudante deve ser capaz de diagnosticar, tratar e definir o prognóstico das doenças endócrinas mais frequentes na prática clínica diária. Deve ter ainda competências no aconselhamento nutricional.

Hematologia:
Praticar a colheita da história clínica e exame objectivo, com especial incidência em patologia hematológica (ensino teórico e prático de semiologia clínica e laboratorial do sistema hematopoiético); Reconhecer e orientar o diagnóstico da patologia hematológica mais frequente; Possibilitar aos estudantes o contacto com patologia hematooncológica e com princípios fundamentais da quimioterapia citotóxica e do apoio médico e psicológico ao doente neoplásico; Aprender a interpretar o hemograma e alguns exames hematológicos básicos; Reconhecer e investigar as manifestações hematológicas de doenças sistémicas; Conhecer as bases da transfusão sanguínea, suas indicações e potenciais problemas.

Pneumolgia:
Adquirir formação médica na área da patologia respiratória, dentro da perspectiva da medicina geral, nas vertentes intelectual, afectiva e volitiva.

Neurologia e Neurocirurgia

MI403 - ECTS 1. Fornecer a competência na observação e interpretação do quadro clínico de doentes com patologia do Sistema Nervoso de forma a reconhecer o síndrome neurológico em causa de forma a permitir uma orientação conveniente.
2. Fornecer a competência na identificação e protocolos de actuação nas patologias mais frequentes na população em geral.
3. Fornecer a competência na identificação e protocolos de actuação das patologias que, embora menos frequentes, exigem actuação urgente.

Ortopedia e Traumatologia

MI405 - ECTS Proporcionar aos estudantes contacto com os conhecimentos básicos da especialidade de Ortopedia.

Otorrinolaringologia

MI408 - ECTS Objectivos: Adquirir conhecimentos básicos de Otorrinolaringologia; Conhecer as patologias mais frequentes e seu tratamento; Dar a conhecer os projectos de investigação em curso no Serviço de Otorrinolaringologia.
Competências: Conhecer a fisiopatologia das doenças mais prevalentes na prática clinica de ORL, através do contacto directo com o doente e, apresentação de exemplos práticos e prelecções teóricas. Habilitar o aluno a reconhecer os sintomas e sinais dessas mesmas patologias, ministrar noções gerais dos exames complementares de diagnóstico directamente relacionados com as doenças em causa, com vista à formulação de um diagnóstico e respectiva proposta terapêutica. Informar o aluno sobre o âmbito da Otorrinolaringologia contemporânea, dotando-o com a capacidade de distinguir quais as situações clinicas que são passíveis de uma intervenção directa por parte do médico generalista e as que exigem uma orientação mais especializada pelo Otorrinolaringologista.

Radiologia e Imagem Médica

MI407 - ECTS Conhecer as indicações e contra-indicações dos estudos radiológicos; adquirir noções de semiologia radiológica.

Terapêutica Geral e Farmacologia Clínica

MI404 - ECTS Promover no estudante uma visão crítica de forma a facilitar a aprendizagem e aplicação de regras para a selecção e prescrição racional de medicamentos. A disciplina de Terapêutica tem um carácter essencialmente formativo, visando a aquisição de aptidões que permitam o uso correcto de medicamentos e também o exercício de funções pedagógicas na educação para a saúde. É bem conhecido que a educação do doente, na relação deste com a terapêutica, tem consequências importantes, até quanto à adesão ao tratamento.

Medicina

MI501 - ECTS

Anatomia Patológica Especial - Patologia Oncológica

MI506 - ECTS O objectivo fundamental do ensino da Anatomia Patológica Especial – Patologia Oncológica é criar as condições para que os estudantes na fase clínica da licenciatura aprendam, a partir de casos concretos do foro oncológico, a fazer a translação da oncologia clínica para a patologia oncológica e a oncologia básica, desenvolvendo desta forma capacidades de intervenção no domínio da prevenção, diagnóstico, prognóstico e selecção terapêutica. Constitui um segundo objectivo da disciplina familiarizar os estudantes com a explosão dos conhecimentos biomédicos aplicados à Oncologia.

Anestesiologia

MI505 - ECTS

Cirurgia

MI502 - ECTS A disciplina de Cirurgia do 5º ano versa aspectos relacionados com o estudo do doente sob as suas variadas vertentes com especial incidência em aspectos de índole cirúrgica. Para isto dá como adquirida a existência de conhecimentos na área da semiologia geral e cirúrgica em particular, base indispensável para a compreensão dos passos da história clínica e exames auxiliares que conduzem ao estabelecimento de um diagnóstico.
No decurso deste bloco o estudante deve tornar-se capaz de:
1. Utilizar conhecimentos e gestos adquiridos em anos anteriores, no campo da semiologia geral e cirúrgica em particular.
2. Adquirir confiança na recolha de dados clínicos, na exploração clínica, no exame físico, no pedido de exames subsidiários e na elaboração de propostas terapêuticas.
3. Deve adquirir conhecimentos adicionais quer no campo cognitivo quer no campo das atitudes requeridos para o exercício directo da medicina, ou seja, para o contacto com o doente e para a investigação e tratamento da sua doença.
4. Deve modelar a sua atitude profissional com vista a um comportamento condicente com a sua condição e deveres de médico.
5. Deve estar apto a reconhecer as suas limitações em gestos e em conhecimentos e compreender a importância de envolver outras pessoas no caminho para o diagnóstico e terapêutica dos seus doentes, aprendendo assim o valor do trabalho em equipa.
6. Em resumo deve ficar preparado para o comportamento necessário no ano da prática clínica.

Medicina

MI501 - ECTS Habilitar o estudante na colheita, registo e transmissão da informação clínica (história da doença, exame objectivo e exames complementares). Utilizar a informação recolhida de modo a equacionar uma lista de problemas e propor a investigação e resolução de problemas clínicos seleccionados (estratégia de diagnóstico). Adquirir um núcleo de conhecimentos teóricos que lhe permita a resolução das principais situações médicas correntes (resolução de problemas clínicos). Propor a terapêutica adequada e estar habilitado a procurar informação para tomar decisões.

Gastrenterologia:
Aprender a obter a informação clínica através da história da doença e exame objectivo do doente; Adquirir conhecimentos nucleares na área da Gastrenterologia Clínica; Estabelecer uma estratégia de diagnóstico; Adquirir capacidade de resolução de problemas clínicos com proposta terapêutica; Desenvolver uma atitude de permanente exigência ética e científica. Cooperar nalgum dos trabalhos de investigação clínica a decorrer.

Doenças Infecciosas:
Através de uma integração tão completa quanto possível na actividade do Serviço, pretende-se que os estudante tenham a percepção dos aspectos específicos da patologia infecciosa. A complementar esta vivência prática, será abordado um conjunto de temas em sessões teóricas, teórico-práticas ou sob a forma de seminários.

Nefrologia:
Transmissão dos conhecimentos nefrológicos nucleares que devem ser exigidos na pré-graduação, a todos os estudantes de medicina, com base na identificação das áreas de conhecimento nefrológico que devem ser abarcadas pelos médicos recém-licenciados (Síndromes nefrológicos).
Com o objectivo de optimizar o período de duas semanas atribuído ao ensino da área de Nefrologia, foram ainda identificados os temas de importância clínica que os estudantes de medicina e os recém-licenciados têm maior dificuldade em apreender.

Reumatologia:
Interpretação dos elementos de semiologia reumatológica, nas vertentes clínica, laboratorial e radiológica.
Conhecimento das principais síndromes reumatológicas. Estratégia de abordagem da patologia regional.

Medicina Legal

MI509 - ECTS Objectivo geral: proporcionar uma jornada de aquisição de conhecimentos e capacidades tendo em vista preparar os futuros médicos para actuarem de forma correcta e adequada quando confrontados na sua vida profissional com questões de índole médico-legal, independentemente da especialidade em que trabalhem, de forma a contribuírem para uma boa aplicação da justiça, no melhor interesse das vítimas.
Objectivos específicos:
1.Proporcionar um conjunto de conhecimentos básicos sobre:
a)o papel e a importância científica e social da Medicina Legal, e o seu âmbito e competências;
b)a metodologia pericial em geral, os seus objectivos e o seu impacto sócio-económico e humano, uma vez que a actividade pericial não é exclusiva dos médicos legistas;
c)questões básicas de Direito e de Vitimologia (de forma a compreenderem o sentido dos exames periciais e as consequências das conclusões que deles resultarem);
d)Patologia Forense e Clínica Forense ;
e)questões gerais de Toxicologia Forense, Genética e Biologia Forenses, Psiquiatria e Psicologia Forenses, e Antropologia Forense.
2.Dotar o aluno de aptidões para:
a)identificar, analisar e resolver problemas médico-legais com que se confronte no exercício da sua profissão;
b)Identificar, analisar e orientar os problemas médico-legais que exijam intervenção especializada;
c)seleccionar, preservar, colher, acondicionar e remeter amostras biológicas ou outros vestígios aos serviços médico-legais, para exame pericial, assegurando a cadeia de custódia;
d)reconhecer o impacto do trauma e da actividade pericial nas vítimas;
e)colaborar na orientação e protecção das vítimas e prevenir a revitimização;
f)colaborar em perícias médico-legais para as quais possa ser solicitado, incluindo os exames tanatológicos e de clínica médico-legal;
g)seleccionar os exames complementares mais indicados em cada caso;
h)elaborar de forma correcta relatórios periciais e outros documentos com carácter médico-legal .
3.Desenvolver as seguintes atitudes:
a)adequada abordagem das vítimas directas e indirectas, no reconhecimento do seu estatuto e direitos, de forma a evitar a vitimação secundária;
b)isenção, imparcialidade e prudência na prática pericial;
c)trabalhar articuladamente e numa perspectiva interdisciplinar, com respeito pelos papéis e competências dos restantes profissionais;
d)colaborar em estratégias de prevenção da violência e promoção da segurança;
e)assegurar a sua formação contínua nas questões médico-legais, acompanhando as mudanças sociais e legislativas que vão acontecendo.

Obstetrícia e Ginecologia

MI507 - ECTS Habilitação do estudante com a teoria e a preparação prática mínima necessárias ao estágio clínico do 6º ano, à aprendizagem contínua e ao interesse pela investigação.

Oftalmologia

MI503 - ECTS Dar a conhecer aos estudantes o âmbito da actuação profissional dos médicos oftalmologistas. Estimular a opção por uma carreira profissional como médico oftalmologista por parte dos estudantes que sentem vocação pela área científico-profissional da Oftalmologia. Transmitir noções básicas que possam permitir aos futuros médicos contribuir para o rastreio, diagnóstico e tratamento das principais doenças oculares.

Pediatria

MI508 - ECTS No ensino-aprendizagem da Pediatria pretendemos que os estudantes adquiram os conhecimentos, as atitudes e as aptidões que lhes permitam a aprendizagem da prática clínica, no 6º ano. Os objectivos pedagógicos integram 2 componentes.
1. Conhecimentos. Os estudantes devem obter informação sobre: Pediatria Comunitária, Saúde Infantil, especificidade da criança e o rastreio dos desvios da normalidade; alimentação e nutrição; crescimento e desenvolvimento da criança saudável, integrada no ambiente familiar e social; suporte básico de vida pediátrico e reconhecimento da criança gravemente doente; semiologia, estudo e terapêutica da patologias mais comuns nos diferentes grupos etários;
2. Atitudes. Os estudantes devem valorizar: a ética e a deontologia; a relação médico/criança/família; a personalidade e a individualidade do ser humano em crescimento; a colaboração multidisciplinar em Pediatria; a Pediatria Social; os cuidados primários em saúde infantil; a especificidade da Medicina Pediátrica (ser em crescimento e desenvolvimento); a prevenção da doença e da manutenção da saúde global da criança e do adolescente na família e na comunidade; a educação para a saúde.

Psiquiatria e Saúde Mental

MI504 - ECTS No percurso universitário do estudante de Medicina é fundamental a existência de um espaço que permita avaliar o comportamento humano anormal e/ou desviante, bem assim como com a patologia emocional/afectiva, aprendendo as competências diagnósticas e o planeamento do tratamento das doenças psiquiátricas. É ainda necessária a aprendizagem da expressão somática da patologia mental e a reacção psicológica à doença grave, numa perspectiva holística da compreensão do sofrimento humano.
O ensino através de aulas teórico-práticas abertas a uma participação plena por parte dos estudantes, onde são abordados os principais quadros psiquiátricos e a aprendizagem supervisada, junto do doente.
Pretende-se, assim, por um lado a aquisição viva e participada de conhecimentos e, por outro, a formação da essencial aptidão de formular diagnósticos. A vivência das aulas práticas com a passagem pelas enfermarias e pela urgência, juntamente com a discussão teórica-práctica, deverá permitir que o estudante adquira uma atitude de encarar o doente como um todo integrado psicossomático preveligiando uma visão global personalizada de cada doente integrando a valorização do psicossocial no sentido de uma verdadeira Medicina Moderna.

Urologia

MI510 - ECTS Transmitir ao estudante conhecimentos, gestos e atitudes relevantes ao desenvolvimento profissional na área da Urologia e que sejam importantes para a formação do médico pluripotencial. Dado que os estudantes do quinto ano ainda não tiveram contacto com a semiologia e patologia do foro urológico foram acordadas 18 sessões clínicas para transmissão de conhecimentos básicos, bem como a frequência do bloco operatório e área de ambulatório. Na escolha do programa foi tida em conta a realidade portuguesa da existência de elevada frequência de patologia urológica, previsão do aumento da quantidade desta patologia e o reduzido exercício da Urologia num grande número de unidades hospitalares. Assim os futuros médicos de clínica geral terão os conhecimentos suficientes para proporcionarem cuidados urológicos básicos à comunidade.

Administração Hospitalar

MI001 - ECTS Ao longo das últimas décadas a crise do Estado-Social em todo o espaço Europeu levou a repensar o papel do Estado na protecção de bens sociais nomadamente face à insustentabilidade das finanças públicas. Neste contexto, o exercício tradicional da Medicina deve hoje ser re-equacionado não apenas à luz de critérios de beneficência e de qualidade assistencial mas também de acordo com as restrições económicas do sistema de saúde que colocam problemas de equidade no acesso e de universalidade na cobertura.
Sobretudo, porque a escassez de recursos na sociedade origina que as decisões médicas sejam também pautadas por critérios de custo de oportunidade ou seja pela ponderação dos sacrifícios que serão impostos a outros doentes e à sociedade em geral pelas decisões quotidianas de médicos e outros profissionais de saúde. Assim, o ensino e a aprendizagem de princípios gerais de administração hospitalar são hoje fundamentais para que a decisão médica tenha em consideração os custos com a prestação de cuidados de saúde. Trata-se de um imperativo ético que os médicos, e as Faculdades de Medicina, devem claramente assumir.

Angiologia e Cirurgia Vascular

MI018 - ECTS Aquisição de competências para o desempenho de tarefas relativas à Semiologia, patologia e clínica das entidades nosológicas essenciais (frequentes e/ou relevantes) da especialidade de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Assistência ao Parto

MI019 - ECTS Preparar o aluno para a prestação de cuidados assistenciais de rotina durante o trabalho de parto, incluído a resolução dos principais complicações que podem ocorrer durante este período. Pretende-se criar condições para que o aluno possa a curto prazo integrar equipas de assistência ao trabalho de parto nacionais e estrangeiras.
Permitir ao aluno uma avaliação da sua vocação para prosseguir um internato de especialidade de Ginecologia e Obstetrícia.

Cirurgia do Ambulatório

MI021 - ECTS Constará do treino clínico com a aplicação prática de conhecimentos adquiridos nos anos anteriores, numa contribuição para o ensino de forma vertical e englobando semiologia, semiótica e terapêutica cirúrgica das situações mais frequentes na Cirurgia do Ambulatório.

Cirurgia Laparoscópica

MI022 - ECTS Constará do treino clínico com aplicação prática de conhecimentos adquiridos nos anos anteriores, numa contribuição para o ensino de forma vertical e englobando semiologia, semiótica e terapêutica cirúrgica nas situações mais frequentes da Cirurgia Laparoscópica.

Cirurgia Pediátrica

MI026 - ECTS Aquisição de competências (predominantemente atitudes e aptidões) e consequente desempenho clínico básico em entidades nosológicas frequentes e/ou relevantes em Cirurgia Pediátrica. Competências:
Aplicação clínica dos princípios fisiológicos dos fluídos, electrólitos, nutrição e metabolismo, e cicatrização na criança submetida a intervenção cirúrgica. Abordagem fisiopatológica da criança com obstrução intestinal e politraumatismo e do feto portador de malformação congénita. Patologia de entidades rotineiras e/ou graves mas preveníveis ou tratáveis. Adaptação dos princípios cirúrgicos genéricos à criança.

Cirurgia Plástica, Reconstrutiva, Estética e Cirurgia Maxilo-Facial

MI023 - ECTS Desempenhar tarefas básicas relativas à propedêutica, patologia e clínica das entidades nosológicas essenciais (frequentes e/ou relevantes) da especialidade de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva, Estética e de Cirurgia Maxilo-Facial.

Cirurgia (prática clínica)

MI602 - ECTS Aquisição de competências para o desempenho de tarefas relativas às entidades nosológicas em cirurgia.

Cirurgia Torácica - Prática Clínica

MI024 - ECTS Conhecer a metodologia de trabalho, os tipos de patologia mais frequentes, as técnicas operatórias e o tratamento pós-operatório num serviço de cirurgia cardiotorácica, de modo a facilitar uma futura opção profissional.

Cuidados Intensivos em Queimados

MI040 - ECTS Aquisição de competências para o desempenho de tarefas de índole assistencial ao doente queimado, em particular com lesões de elevada gravidade e extensão. Adquirir competências para a abordagem terapêutica inicial dos grandes queimados.

Dissertação/ Monografia/ Relatório de Estágio Profissionalizante

MI607 - ECTS No final desta unidade curricular, os estudantes deverão:

OBJECTIVOS GERAIS
- Auto-orientar o percurso educativo, através da escolha de um tema, em área específica, em que pode desenvolver um projecto
- Elaborar uma Dissertação Científica/Monografia/Relatório de Estágio Profissionalizante, de acordo com as normas estabelecidas
- Apresentar e defender publicamente uma Dissertação Científica/Monografia/Relatório de Estágio Profissionalizante

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS
- Pesquisar bibliografia, utilizando as tecnologias de informação
- Recolher, tratar e analisar dados
- Desenvolver a capacidade de análise e de síntese
- Desenvolver a capacidade de pensamento crítico e a criatividade na abordagem ao tema
- Gerir o tempo
- Preparar uma apresentação pública
- Desenvolver competências de apresentação em público

Emergência Médica

MI028 - ECTS • Conhecer o SIEM (Sistema Integrado de Emergência Médica)
• Situar o papel do Médico na abordagem e tratamento do doente urgente/emergente, reconhecendo o seu papel fundamental na liderança das equipas que prestam cuidados a esse tipo de doentes;
• Identificar as principais situações de emergência do foro médico e traumatológico;
• Conhecer os Protocolos de Actuação e aplicar os Algoritmos de Suporte Avançado de Vida;
• Adquirir competência em técnicas “life-saving”;
• Tomar consciência da importância do trabalho em equipa;
• Promover a responsabilização profissional na área da Emergência e da Reanimação.

Envelhecimento

MI029 - ECTS

Estomatologia

MI030 - ECTS Adquirir competências para o desempenho de tarefas relativas à propedêutica, patologia e clínica das entidades nosológicas essenciais (frequentes e/ou relevantes) da especialidade de Estomatologia.

Fisiopatologia

MI006 - ECTS OBJECTIVOS
1. Conhecer e compreender os mecanismos e manifestações da doença.
2. Conhecer a fisiopatologia da disfunção e falência dos vários aparelhos e sistemas.
3. Identificar as alterações fisiopatológicas e suas manifestações clínicas em exemplos concretos.


COMPETÊNCIAS
Resolução de problemas; Pensamento crítico e clínico-dedutivo; Avaliação das manifestações clínicas da disfunção dos vários aparelhos e sistemas; Identificação das perturbações fisiopatológicas em casos clínicos concretos.

Gestos Cirúrgicos Indispensáveis na Actividade Clínica

MI033 - ECTS Fornecer conhecimentos e estimular o desenvolvimento de apitdões técnicas para o exercício correcto e adequado de gestos cirúrgicos básicos, indispensáveis ao exercício da actividade médico-cirúrgica.

História da Medicina

MI007 - ECTS De forma sumária enunciamos: Sensibilizar o estudante para a história da sua Faculdade nas suas vertentes docente e estudantil; conhecer a História da Medicina internacional e portuguesa de forma a adquirir um saber estruturado capaz de despertar um interesse contínuo por esta temática e de ser importante suporte em futuras investigações na Medicina; identificar e valorizar a importância dos factores sócio-culturais na evolução e desenvolvimento da sua profissão através da história humana; valorizar a importância do método científico no desenvolvimento da ciência médica; adquirir motivação para captar e sentir os valores da cultura através da autoformação; estimular a reflexão crítica sobre a Medicina contemporânea e o que por si é validado; contribuir para uma crescente humanização da Medicina; sensibilizar para a temática da Museologia, em geral e na Medicina, em particular; divulgar o património museológico e documental da Faculdade na perspectiva de sensibilizar e capacitar pelo saber a sua salvaguarda e utilização como fontes bibliográficas ou de saber médico-histórico.

Investigação Laboratorial

MI010 - ECTS OBJECTIVOS

Fornecer conhecimentos e desenvolver aptidões básicas para a participação em projectos científicos que necessitem do recurso a técnicas laboratoriais de avaliação funcional, morfológica e de biologia molecular.


COMPETÊNCIAS

Elaboração de um protocolo experimental; Pensamento crítico e resolução de problemas; Avaliação crítica de um artigo científico; Aprendizagem de pelo menos duas técnicas básicas de investigação laboratorial; Análise e apresentação de resultados científicos.

Medicina Comunitária (prática clínica)

MI606 - ECTS Objectivos: Introduzir os estudantes no ambiente da moderna Clínica Geral, na equipa dos Cuidados de Saúde Primários, na epidemiologia, na consulta e na prática da Medicina neste contexto; Colocar os estudantes no contexto apropriado para aprenderem os princípios da Saúde Pública, da prevenção, do rastreio, do diagnóstico precoce da doença e da promoção da Saúde; Estudar os aspectos comunitários da pediatria, da saúde mental, da obstetrícia, da saúde da Mulher, da medicina psico-social e dos cuidados aos idosos; Desenvolver a capacidade dos estudantes para trabalhar autonomamente, quer na clínica, quer na auto-formação; Desenvolver atitudes profissionais que melhorem os cuidados de saúde e conduzam a boas relações de trabalho; Alargar a experiência em questões éticas, em aptidões de comunicação e na prática clínica baseada na evidência.

Medicina Física e de Reabilitação

MI035 - ECTS

Medicina (prática clínica)

MI601 - ECTS No fim do estágio, o estudante deverá ser capaz de: aplicar o método clínico, no contexto do diagnóstico global que a Medicina Interna implica, integrar conhecimentos e informações, tomar decisões, relacionar-se com os doentes, os seus familiares, membros da equipa médica e outros profissionais da equipa de saúde, utilizar meios informáticos e, em geral, exercer a prática clínica de forma autónoma, embora tutelada.

Neurobiologia do Comportamento

MI013 - ECTS O principal objectivo do curso consiste em ensinar de que modo funções específicas de natureza motora, límbica e cognitiva emergem no cérebro. Este objectivo será conseguido através da aquisição e integração de conhecimentos derivados de diversas disciplinas, tais como a neuroanatomia, a neurofisiologia, a neuroquímica e as neurociências comportamentais. Os estudantes familiarizar-se-ão com as modernas técnicas experimentais utilizadas para a investigação das bases neuronais do comportamento. Por fim, familiarizar-se-ão com os interesses e as motivações que inspiraram a investigação da inter-relação circuitos neuronais e comportamentos complexos.

Obstetrícia (prática clínica)

MI603 - ECTS O objectivo geral é a frequência de um estágio clínico profissionalizante em Obstetrícia e Ginecologia.
São objectivos, na área das competências, o desenvolvimento de qualificações na prática clínica de obstetrícia e ginecologia, que permitam um desempenho adequado no âmbito da actividade assistencial indiferenciada.
Serão privilegiadas as áreas da prevenção, do rastreio e do diagnóstico e terapêutica das patologias mais frequentes, com particular atenção às situações de urgência e emergência ginecológicas e obstétricas.
Pretende-se que no final deste estágio tenham sido desenvolvidas normas de conduta clínica no âmbito da obstetrícia e ginecologia, imprescindíveis à formação básica e que serão úteis no futuro em qualquer área de diferenciação.

Patologia Clínica e Medicina Laboratorial

MI038 - ECTS O conhecimento da importância do teste laboratorial adequado a cada doente de acordo com a situação e a fase da doença, conhecendo as principais causas de variabilidade analítica bem como a transmissão do espírito crítico em relação à informação disponibilizada pelo laboratório.

Pediatria (prática clínica)

MI604 - ECTS Objectivos gerais: Aperfeiçoamento de conhecimentos, atitudes e aptidões que permitam ao estudante assegurar cuidados de saúde à criança no contexto do seu meio familiar e social.

Objectivos específicos: O estudante deve sedimentar conhecimentos anteriormente aprendidos sobre a criança normal: crescimento e desenvolvimento e suas variantes; temperamento e comportamento e seus principais factores determinantes; integração no meio familiar, escolar e social; necessidades nutricionais nos diferentes grupos etários; prevenção da doença por vacinação; conselhos para promoção de hábitos saudáveis e educação para a saúde; medidas sociais de protecção à criança e rede de cuidados de saúde.

Deve aprender a diagnosticar e tratar doenças pediátricas comuns na sua comunidade; a rastrear e orientar doenças raras que ultrapassem a sua competência; a prestar cuidados imediatos em situações de urgência; a reconhecer o impacto das doenças na criança e na família.

Psiquiatria e Saúde Mental (prática clínica)

MI605 - ECTS Contactar com as realidades da clínica psiquiátrica, suas exigências e limitações, seus problemas particulares (contacto, cooperação, família, dependência, cronicidade, patologia múltipla); Desenvolver e completar os conhecimentos ministrados na disciplina de Psiquiatria e Saúde Mental (5º ano) com particular ênfase nas perspectivas clínica e preventiva; Treinar a aplicação desses conhecimentos às situações concretas, particularmente na formulação do diagnóstico, em vários níveis, e na elaboração de planos de actuação; Melhorar aptidões de comunicação com o doente e sua família; Trabalhar com outros profissionais numa equipa multidisciplinar; Preparar a escolha de uma especialização profissional.

Saúde Pública

MI016 - ECTS Assegurar a compreensão do binómio Saúde/Doença numa perspectiva populacional através da identificação de problemas de saúde e seus determinantes.

Toxicologia Médica

MI017 - ECTS Permitir o contacto na pré-graduação com a toxicologia médica entendida como o corpo organizado de conhecimentos sobre a previsão, o tratamento e a prevenção das acções tóxicas dos agentes químicos.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2012-12-06 I  Página gerada em: 2022-08-13 às 03:32:39 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias