Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Hoje é domingo
Você está em: Início » MI207
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Anatomia Clínica

Código: MI207     Sigla: ANATC

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2010/2011 - 2S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Instituto de Anatomia do Prof. J. A. Pires de Lima
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Medicina

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIMED 341 Mestrado Integrado em Medicina 2007 2 - 6 64 162

Docência - Horas

Teórica: 0,00
Práticas Laboratoriais: 0,00
Seminário: 0,00
Outras: 0,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 0 0,00
Jorge Américo Dinis Machado 0,00
Maria Amélia Duarte Ferreira 0,00
Ana Margarida Pinheiro Povo 0,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

- Desenvolver a aplicação dos conhecimentos anatómicos como fundamento científico da realização do exame físico do doente;
- Utilizar o conhecimento anatómico básico na interpretação dos sintomas e das alterações morfológicas macroscópicas;
- Interpretar e descrever documentos de imagiologia e estabelecer a sua correlação com aspectos de anatomia seccional;
- Compreender as bases morfológicas subjacentes à realização de diferentes técnicas "invasivas" de diagnóstico e terapêutica.

Programa

Introdução à Anatomia Clínica; Princípios da organização geral do corpo humano; Introdução à Anatomia Radiológica: técnicas, métodos e fundamentos da Imagiologia. Anatomia clínica da coluna vertebral; Anatomia radiológica do dorso e dos membros; Anatomia clínica do membro superior: ombro, cotovelo, punho e mão; Anatomia clínica do membro inferior: anca, joelho, tornozelo e pé. Introdução ao estudo da cabeça: cabeça em geral e anatomia clínica do desenvolvimento da cabeça; Introdução ao estudo do pescoço: pescoço em geral, anatomia clínica do desenvolvimento do pescoço; Anatomia clínica do eixo visceral do pescoço; Anatomia clínica da mastigação, salivação, deglutição e fonação; Anatomia clínica do tórax: tórax em geral, encruzilhada cérvico-tóraco-axilar, região diafragmática e mama; Variações anatómicas e malformações congénitas do tórax; Anatomia clínica da parede do tórax e do mediastino; Anatomia clínica dos pulmões e das pleuras; Anatomia clínica do abdómen: abdómen em geral; Anatomia clínica da porção abdominal do aparelho digestivo; Tronco celíaco e artérias mesentéricas: causas e consequências das suas obstruções; Anatomia clínica da região retroperitoneal; Introdução ao estudo da pelve: pelve em geral; Anatomia clínica do conteúdo pélvico no homem e na mulher; Anatomia clínica do períneo e órgãos genitais externos no homem e na mulher; Anatomia clínica da inervação e da irrigação da pelve e do períneo no homem e na mulher; Anatomia clínica de manobras invasivas.

Bibliografia Obrigatória

K. L. Moore, A. F. Dalley & A. M. R Agur; Textos de apoio de “Anatomia Clínica” (disponíveis no site da Anatomia Clínica). Clinically Oriented Anatomy (6ª Edição), Lippincott, Williams & Wilkins, 2009
J. Weir. P.H. Abrahams, J.D. Spratt, L.R. Salkowsy; Imaging Atlas of Human Anatomy (4ª Edição), Mosby, 2010
R. L. Drake, W. Vogl, A.W.M. Mitchell; Gray’s Anatomy for Students, (2ª Edição), Elsevier, Churchill Livingstone, 2009
P. H. Abrahams, R.T. Hutchings & S.C. Marks; McMinn’s Colour Atlas of Human Anatomy (5ª Edição), Jr. Mosby, 2003
H. Ellis, B. Logan & A. Dixon; Human Sectional Anatomy: Atlas of Body Sections, CT and MRI Images (3ª Edição), Hodder Arnold, 2008

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Aulas Teóricas – 2 horas/semana;
Sessões de Discussão e Demonstração Teórico-Prática – 2 horas/semana;
Seminários de Imagem e Anatomia (4 horas).
Avaliação (4 horas).

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Descrição Tipo Tempo (Horas) Peso (%) Data Conclusão
Participação presencial (estimativa) Participação presencial #######
Total: - 0,00

Obtenção de frequência

VER PLANO CURRICULAR

O tipo de avaliação adoptado em 2010/2011 pela UC Anatomia Clínica é DISTRIBUIDA COM EXAME FINAL.

Todos os estudantes inscritos pela 1ª vez à UC de Anatomia Clínica (2010/2011), ou repetentes sem frequência, têm obrigatoriamente que se submeter ao processo de avaliação constituído pela Avaliação Distribuída e pelo Exame Final. Caso não o façam é-lhes atribuído 0 (zero) valores na componente em falta.


A. Avaliação Distribuída (escala de 0 a 20 valores)
A avaliação distribuída é constituída por 2 componentes: frequência/participação nas sessões práticas (avaliação contínua) e realização de duas provas (identificação de estruturas e avaliação de conhecimentos)

1.Frequência e participação nas aulas práticas (AP) 1 valor

2.Provas de identificação de estruturas e avaliação de conhecimentos

1ª Prova Parcelar (2 de Abril) (PP) 3,5 valores
2ª Prova Parcelar (4 de Junho) (PP) 3,5 valores

Os estudantes têm que se apresentar às 2 provas de avaliação. Caso só se apresentem a 1 uma prova de avaliação têm zero valores na avaliação a que faltarem.

Classificação distribuída (CD)
CD=(AP+PP1+PP2)x5/2

B.Exame Final (escala de 0 a 20 valores)

O Exame Final é constituído pela Prova Prática (Gincana) e pela Prova Teórica (prova de escolha múltipla)

1.Prova Prática (PP) – Identificação de 40 estruturas (ponto de corte – 30 estruturas) (sujeito ao cálculo do SEM e do limite inferior do IC95% do ponto de corte).

PP = ((NEC-LI)/(40-LI)x10,5)+9,5, se o NEC for superior a (40-LI)x(-9,5)/10,5 + LI
PP = 0, se o NEC for inferior ou igual a (40-LI)x(-9,5)/10,5 + LI

NEC- número de estruturas correctamente respondidas
LI- limite inferior do IC95% do ponto de corte

2. Prova Teórica (PT) – 100 questões de escolha múltipla (2h:30 minutos) - Ponto de corte – 10 (dez) valores (sujeito ao cálculo de SEM e do limite inferior do IC95% do ponto de corte). Cada questão tem 5 alíneas (só 1 alínea correcta) – cada questão respondida de modo errado desconta 20% do valor de cada questão. Os estudantes têm que obter o mínimo correspondente ao ponto de corte para obterem aprovação na prova teórica.

PT = ((NQEM-LI)/(100-LI)x10,5)+9,5, se o NEC for superior a (100-LI)x(-9,5)/10,5 + LI
PT = 0, se o NQEM for inferior ou igual a (100-LI)x(-9,5)/10,5 + LI
NQEM – número de questões de escolha múltipla correctamente respondidas menos 20% do número de questões de escolha múltipla incorrectamente respondidas
LI- limite inferior do IC95% do ponto de corte
A cotação da prova teórica será expressa na escala de 0 a 20

Os estudantes têm que obter nota mínima de 9,5 valores (após correcção do SEM) em cada uma das provas (Prova Prática e Prova Teórica) para obterem aprovação no Exame Final

Classificação do Exame Final
A classificação do exame final é calculada de modo que a Prova Prática (PP) contribui com 25% e a Prova Teórica (PT) contribui com 75%.

Prova Prática (PP) – 25%
Prova Teórica (PT) – 75%
EF=(PP+(3xPT))/4

Fórmula de cálculo da classificação final

CÁLCULO DA CLASSIFICAÇÃO FINAL - VER PLANO CURRICULAR

Classificação distribuída (CD) – 40%
Exame final (EF)– 60%

A Classificação Final à UC é dada pela FÓRMULA
CF=(4xCD+6xEF)/10


DATAS DAS PROVAS DE AVALIAÇÃO FINAL

Época Normal
Prova prática – Gincana - 27 de Junho de 2011 (Segunda-feira) 8h:30/11h:00/14h:00
Prova teórica - 29 de Junho de 2011 (Quarta-feira) 15h:30 – 17h:00

Época de Recurso
Prova prática – Gincana - 20 de Julho de 2011 (Quarta-feira) 8h:30/11h:00
Prova teórica - 22 de Julho de 2011 (Sexta-feira) 8h:30 – 10h:30

Época especial trabalhadores-estudantes (SUJEITA A CONFIRMAÇÃO)
Prova prática – Gincana - 5 de Setembro de 2011 (Segunda-feira) 8h:30/11h:00
Prova teórica - 7 de Setembro de 2011 (Quarta-feira) 9h:00 – 11h:00


ESTUDANTES QUE SÓ SE APRESENTAM A AVALIAÇÃO FINAL

(i) Estudantes já com frequência e que não frequentaram as aulas nem se submeteram à avaliação distribuída (participação nas aulas e/ou realização de avaliações parcelares)
(ii) Trabalhadores estudantes (caso não frequentem as aulas, nem realizem as provas de avaliação distribuída)

Fórmula de Cálculo para a Classificação Final
CF=(PP+(3xPT))/4

Prova Prática (PP) – Identificação de 40 estruturas (ponto de corte – 30 estruturas) (sujeito ao cálculo do SEM).

Prova Teórica (PT) – 100 questões de escolha múltipla (2h:30 minutos) (sujeito ao cálculo de SEM e do limite inferior do IC95% do ponto de corte). Cada questão tem 5 alíneas (só 1 alínea correcta) – cada questão respondida de modo errado desconta 20% do valor de cada questão. Os estudantes têm que obter o mínimo correspondente ao ponto de corte para obterem aprovação na prova teórica.



Observações

REGRAS DA AVALIAÇÃO

•Todos os estudantes inscritos pela 1ª vez à UC de Anatomia Clínica (2010/2011), ou repetentes sem frequência, têm obrigatoriamente que se submeter ao processo de avaliação constituído pela Avaliação Distribuída e pelo Exame Final. Caso não o façam é-lhes atribuído 0 (zero) valores na componente em falta;

•Os estudantes que obtiverem na Prova Prática classificação correspondente ao ponto de corte (ponto de referência 30 estruturas - corrigido pelo SEM) e os que obtiverem até menos 5 estruturas abaixo deste ponto de corte, são admitidos à Prova Teórica;

•Todos os estudantes que obtiverem aprovação na Prova Prática (ponto de corte corrigido pelo SEM) na Época Normal têm obrigatoriamente que se apresentar à prova teórica na Época Normal. Caso não se apresentem têm que realizar a Prova Prática e a Prova Teórica na Época de Recurso;

•Caso os estudantes tenham acertado um valor até 5 estruturas abaixo do ponto de corte calculado pelo SEM na Prova Prática da Época Normal são admitidos condicionalmente à Prova Teórica da Época Normal. Caso obtenham aprovação nessa Prova Teórica (Época Normal) só se apresentam a Prova Prática na Época de Recurso. Caso não se apresentem à Prova Teórica na Época Normal têm que realizar a Prova Prática e Prova Teórica na época de Recurso;

•Aos estudantes que reprovem na Prova Teórica da Época Normal é-lhes assegurada a mesma classificação da Prova Prática na Época de Recurso, tendo que se apresentar unicamente à Prova Teórica. Caso se apresentem à Prova Prática na Época de Recurso, é a classificação desta que prevalece (podendo reprovar caso não atinjam o valor definido pelo ponto de corte);

•Todos os casos de melhoria de nota na Época de Recurso (2010/2011), ou nas épocas subsequentes legalmente autorizadas, implicam a realização da Prova Prática e Teórica nessa Época sendo só considerado o Exame Final;

•Na época de Trabalhadores Estudante (Setembro), os estudantes têm que realizar as Provas Prática e Teórica dessa Época, sendo-lhes apenas considerada a valorização que tiverem obtido na avaliação distribuída;

•Aos estudantes que tiverem realizado a avaliação distribuída e que reprovem à UC, é-lhes garantida a classificação obtida enquanto mantiverem a frequência à UC (2 anos consecutivos). Exceptua-se a situação de haver mudança na regência da Unidade Curricular ou serem abrangidos por uma situação de introdução de reforma curricular e os estudantes não estarem abrangidos pelas medidas transitórias que forem estipuladas;

•Os estudantes repetentes (com frequência), mas que pretenderem usufruir desta avaliação distribuída, têm que se inscrever nas turmas e frequentar a UC no ano académico 2010/2011. A inscrição encontra-se aberta de 14 a 21 de Fevereiro de 2011, no Teatro Anatómico; A distribuição dos estudantes pelas turmas é da responsabilidade da Comissão de Curso;

•Os estudantes repetentes (com frequência) caso não se inscrevam nas turmas nem frequentem as sessões práticas é-lhes atribuída a classificação de zero na avaliação contínua; contudo, podem realizar as avaliações distribuídas, sendo necessária inscrição prévia em lista que se encontra no Teatro Anatómico. As inscrições encontram-se abertas de 14 de Fevereiro a 14 de Março de 2011, sendo necessário apresentar-se às 2 avaliações distribuídas sem que o lhes será atribuído zero à avaliação em falta;

•Os trabalhadores estudantes quando frequentam as aulas práticas da UC ser-lhes-á atribuída a classificação contínua. Caso contrário não lhes é atribuído o valor da avaliação contínua mas podem realizar as avaliações distribuídas, tendo que se inscrever para o efeito. As inscrições encontram-se abertas de 14 de Fevereiro a 14 de Março de 2011, sendo necessário apresentar-se às 2 avaliações distribuídas sem que o lhes será atribuído zero à avaliação em falta.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-04-21 às 19:34:42 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais