Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Guia de Boas Práticas

GUIA DE BOAS PRÁTICAS

REGULAMENTO PARA APOIO A AVALIAÇÃO



Guia de Boas Práticas

Para professores de alunos com Necessidades Educativas Especiais


DEFICIÊNCIA VISUAL E MOTORA

Apoio documental e/ ou Bibliográfico
No início do ano/semestre letivo os docentes deverão fornecer aos estudantes com Def. Visual o programa, a bibliografia, o regime de avaliação e a informação a trabalhar, bem como outros elementos de trabalho que considerem convenientes, de preferência em suporte informático ( em ficheiro de texto, word ou outro, nunca em power point ou outro formato gráfico).

Os docentes deverão também fornecer ao SAED uma lista dos textos e livros básicos a utilizar na disciplina, no início do ano e tão cedo quanto possível ( a rapidez no fornecimento destes dados é essencial para um apoio eficaz ao estudante cego ou com deficiência visual atendendo à morosidade do processo de passagem desse material para um formato alternativo).

Caso o docente disponha de documentos em suporte informático, após pequenas alterações que estão indicadas em anexo, no documento "CONSELHOS PARA CORREÇÃO DE INFORMAÇÃO PARA SER IMPRESSA EM BRAILLE", poderá entregá-los diretamente aos seus alunos com deficiência visual.

Na sala de aulas
Gravação de aulas - deve ser dado ao aluno deficiente a possibilidade de gravar as aulas. Os alunos deficientes visuais e alguns alunos deficientes motores não têm a mesma possibilidade que os seus colegas para conseguir retirar apontamentos das aula. Caso o Professor, por qualquer razão, se oponha, deve então entregar por escrito um resumo do que foi dado na aula.

Deverão ser evitadas expressões que contenham "isto" ou "aquilo", porque estas não têm significado para um estudante que não vê.

Quando utilizar o quadro deverá ler o que escreveu, assim, o estudante poderá ter a noção do que aí foi escrito.

Quando usar transparências o docente poderá proceder do seguinte modo:

  • fornecer ao estudante com deficiência visual uma cópia em Braille ( ou em carateres ampliados), antes do início da aula;
  • se isso não for possível, fornecer uma cópia do ficheiro que deu origem à transparência, com as respetivas referências bibliográficas;
  • ainda identificar e ler o conteúdo da transparência durante a apresentação;

Quando recorrer a materiais gráficos ( quadros, figuras ou slides, por exemplo) deverá descrever o seu conteúdo e a sua posição relativa a itens importantes.

Nas aulas em que são projetados vídeos, não deverá dispensar os estudantes cegos ou com deficiência visual. Antes da projeção, poderá solicitar a um aluno que, durante a mesma, descreva algum pormenor que possa ajudar o estudante com deficiência visual a entender o conteúdo do vídeo. No fim, poderá reservar algum tempo para esclarecer alguma dúvida.

DEFICIÊNCIA AUDITIVA

Apoio documental e/ ou Bibliográfico
Escreva no quadro ou caderno do aluno datas e informações importantes, para assegurar que foram entendidas ( ex: datas, terminologia, símbolos, etc)

É sempre útil fornecer uma cópia dos meios visuais com antecedência, assim como uma lista de termos técnicos utilizados na cadeira, para o aluno tomar conhecimento prévio da terminologia e do conteúdo da aula. Pode também justificar-se a utilização de um intérprete ( uso de Língua Gestual)

Para o aluno com deficiência auditiva é extremamente difícil tirar apontamentos e ao mesmo tempo estar atento à exposição oral da matéria ( uma vez que muitos fazem leitura labial) O docente deve ajudar o aluno a encontrar na turma um bom "secretário". Poderá também contactar com o SAED de forma a recorrer a um voluntário para o efeito.

Para esclarecimentos de terminologia e metodologias a seguir, aconselha-se a concessão de algum tempo para receber individualmente este aluno durante o horário de atendimento do docente.

Na sala de aulas
Evitar estar em frente à janela ou outras fontes de luz, pois o reflexo pode obstruir a visão;

Procurar chamar a atenção do aluno antes de começar a falar, tocando no ombro, acenando com a mão ou usando outro sinal visual;

Falar com naturalidade e clareza, não exagerando no tom de voz;

Evitar falar quando está virado de costas para o aluno ou para a turma. Sempre que possível dirija-lhe a conversa ou fale para a turma de frente para ele;

Repetir as questões ou comentários durante as discussões ou conversas e indicar ( por gestos) quem está a falar, de modo a que o aluno dirija a sua atenção para o colega;

Se estiver presente um interprete de língua gestual, assegurar-se de que o aluno consegue vê-los aos dois.

Porto, 01 de março de 2004
Serviço de Apoio ao Estudante com Deficiência da U.P.


Regulamento para apoio a avaliação


Introdução

Com o objetivo de cumprir o articulado nas normas de avaliação específicas para estudantes com deficiência da Faculdade de Letras do Porto, bem como o definido nas Disposições Específicas para Estudantes com Necessidades Educativas Especiais da U.P. passamos de seguida a definir algumas regras para garantir a produção atempada de enunciados de exame, bem como garantir condições de igualdade com os demais alunos na resposta às avaliações escritas.

Ponto 1- Transcrição de enunciados para braille

1.1 Formato de entrega

1.1.1 Os enunciados devem ser entregues:

  • preferencialmente em suporte informático
  • em papel.

1.1.2 Apresentação da informação em suporte informático

  • não deve conter automatismos do word ( como os usados para alíneas ou numeração de perguntas, p. ex.)
  • informação em tabelas deverá ser devidamente adaptada, bem como símbolos matemáticos e imagens. Para tal poderão contar com a informação constante no documento " Conselhos para correção de informação a ser impressa em Braille.", previamente disponibilizada ao professor, ou consultar essa mesma informação no sítio do SAED da UP na página da Faculdade de Letras.

1.2. Prazos de entrega dos enunciados para conversão em Braille

O enunciado deverá ser entregue no SAED da UP em mão pelo professor ou qualquer outra pessoa que ele designe, sempre em envelope fechado. O enunciado poderá ser enviado por e-mail, embora o SAED não possa responsabilizar-se por possíveis falhas na segurança de documentos que circulam pela rede.

1.2.1 FLUP

1.2.1.1 Enunciados em suporte informático devidamente adaptados

Poderão ser entregues do SAED no dia anterior à data de exame sempre entre as 8.30 e as 16.00H ou 10 a 15 minutos antes da hora de exame, desde que o professor avise previamente um funcionário do SAED de que o irá fazer (a escassez de meios humanos neste serviço exige, para garantir a entrega dentro dos prazos, uma marcação prévia destas situações).
Caso o exame se realize ao Sábado o enunciado terá que ser entregue necessariamente no dia anterior.

1.2.1.2 Enunciados em papel

Poderão ser entregues até ao dia anterior à data do exame sempre entre as 8.30H e as 16.00H ou em outro momento a combinar entre o SAED e o Professor

1.2.2 Outras Faculdades

1.2.2.1 Independentemente do formato em que sejam entregues deve o professor ou a Faculdade combinar previamente com o serviço a entrega dos enunciados, bem como o levantamento do mesmo em suporte informático.


1.3 Prazos de entrega dos enunciados em Braille

1.3.1 - Para enunciados em suporte informático
No momento da entrega pelo professor ou outra pessoa por ele designada. O enunciado poderá ser de imediato entregue em Braille considerando apenas o tempo que este demora a ser convertido e impresso em Braille ( cerca de 5 minutos para enunciados de uma página).

Ponto 2 - Resolução de avaliações escritas ( frequências e exames)

2.1 - Tempo para a resolução das provas de avaliação ( exames, frequências, trabalhos práticos, etc)
Deve ser cumprido o articulado nas Normas de Avaliação Específicas para Estudantes com Deficiência da FLUP e na Disposições Específicas para Estudantes com Necessidades Educativas Especiais.

2.1.2 - Equipamentos de apoio.

2.1.2.1 - Para os estudantes da FLUP

Deficiência visual:

poderão realizar às avaliações escritas na sala de aula com os demais colegas, usando para o efeito os portáteis da FLUP, devidamente equipados que o SAED disponibiliza. Excecionalmente, e só no caso de não haver suficientes equipamentos disponíveis, poderão estes alunos responder às avaliações escritas nos equipamentos adaptados dos gabinetes do SAED ( biblioteca central da FLUP piso 0)
Os portáteis devem ser levantados pelo aluno no balcão da Biblioteca 10 a 15 minutos antes da hora da prova e devendo ser entregues no final da prova no mesmo local. Caso o exame se realize ao sábado deverá o Professor combinar com o SAED a melhor forma do aluno ter disponível o portátil para a realização do exame.
O SAED assegura a conveniente limpeza e manutenção das máquinas.

As respostas à prova devem sempre ser gravadas no disco do computador, sendo que no final o Professor pode imprimir o exame no SAED ou levar uma cópia em disquete. Neste último caso o ficheiro não deve ser apagado do disco até que as respostas tenham sido impressas.

Estudantes com outras necessidades:

Deverá ser estudado com o professor e o estudante caso a caso, tentando encontrar as melhores soluções

2.1.2.2 - Para os estudantes de outras Faculdades
Uma vez que o SAED não tem financiamento próprio, nem possui equipamentos que não sejam da FLUP, terão que ser as Faculdades onde os alunos estão inscritos a assegurar condições de igualdade na realização de avaliações escritas, disponibilizando-se o SAED para todo o apoio técnico que seja necessário.

Ponto 3 - Responsabilidades e Revisão

O SAED não se responsabiliza pelas consequências que advenham do não cumprimento do estipulado neste regulamento o a utilização de outros procedimentos que não tenham sido aqui estipulados.

O presente regulamento será revisto no início de cada ano letivo e sempre que se revele pertinente para um eficaz funcionamento de todos estes procedimentos de apoio a questões de avaliação. Para o efeito o SAED está disponível para ouvir sugestões de todas as partes envolvidas.


SERVIÇO DE APOIO AO ESTUDANTE COM DEFICIÊNCIA DA UP
Porto, 19 de fevereiro de 04


Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Letras da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2011-11-07 I  Página gerada em: 2019-03-19 às 15:49:17 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais