Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > MHP006

Estruturas Socioeconómicas

Código: MHP006     Sigla: ESE

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL História

Ocorrência: 2022/2023 - 1S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de História e de Estudos Políticos e Internacionais
Curso/CE Responsável: Mestrado em História e Património

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MHP 18 MHP - Plano de Estudos 1 - 6 41 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria Inês Ferreira de Amorim Brandão da Silva Regente

Docência - Horas

Teórica: 1,50
Práticas Laboratoriais: 1,00
Orientação Tutorial: 0,50
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 1,50
Maria Inês Ferreira de Amorim Brandão da Silva 1,50
Práticas Laboratoriais Totais 1 1,00
Maria Inês Ferreira de Amorim Brandão da Silva 1,00
Orientação Tutorial Totais 1 0,50
Maria Inês Ferreira de Amorim Brandão da Silva 0,50

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

O objectivo geral da disciplina de Estruturas Socioeconómicas, tendo em conta o plano geral do Mestrado e a sua especialização em três ramos (Construção de Memórias, Arquivos Históricos e Mediação Patrimonial), é o de propor um percurso que permita identificar os processos contextuais de reconhecimento do património, concretamente através da aferição das políticas da “memória”. Por isso, procura-se compreender os rastos diacrónicos e sincrónicos da construção das sociedades humanas (mundo rural e urbano, do trabalho - laboral, artesanal, industrial, as paisagens marítimo/litoral, rural e urbano, etc.), numa perspetiva socioeconómica e ambiental.

Resultados de aprendizagem e competências

Procura-se que os estudantes ganhem uma bagagem teórica e conceptual crítica e adquiram competências específicas:
- no debate de tópicos atuais e propostas de investigação historiográfica:

- na reconstituição das estruturas orgânicas, das sociedades, economias e instituições;

- na clarificação do papel da cronologia e restituir-lhe o seu valor explicativo;

- na identificação, certificação, preservação, estudo e divulgação de formas de património, múltiplas, tendo em consideração percursos de reconstituição contextual;

- no desenvolvimento de capacidades de investigação, capazes de alimentarem projectos, linhas e centros de investigação.

 

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)


Não aplicável

Programa

- Natureza e objectivos da disciplina (“económico” e “ social” – noções operatórias, evolução historiográfica)
1. Sociedades agrárias e ambiente  - exploração dos recursos - impactos e limites
1.1. A exploração/regulação/esgotamento dos recursos: conflitos ambientais e transformações da paisagem
1.2 Propriedade: diversidade dos recursos e das suas tutelas - “res nullius e res communis”.

2. Trabalho, ocupação e reconhecimento social
2.1. Trabalho ou ocupações - uma classificação “inventada” ou o limiar de exclusão e inclusão social; dos limites da quantificação de uma estrutura sócio-profissional; reprodução ou promoção social?
2.2 Identidades e “culturas” de trabalho - contornos e estratégias das representações do trabalho (das corporações às empresas - do trabalho ao emprego).

3. Usos e representações do(s) mercado(s)
3.1 Comprar e vender: produtos, mercados, rotas e preços – economia mercantil e economia política.
3.2 Consumos e vida material - da riqueza e da pobreza
3.2 Dar e acreditar: crédito e micro-crédito, bens da alma e bens do corpo - economia moral e economia informal.
3.3 Hierarquias e redes de sociabilidade – família, ciclos de vida, fortunas, valores, consumos.

Bibliografia Obrigatória

BEN-AMOS, Ilana Krausman ; The Culture of giving. Informal support and gift-exchange in Early Modern England, Cambridge, Cambridge University Press, 2008
FONTAINE, Laurence ; L’économie morale. Pauvreté, crédit et confiance dans l’Europe préindustrielle, Paris, Gallimard, 2008
MÉDA, Dominique ; O trabalho, um valor em vias de extinção, Lisboa, Fim do Século, 1998
OSTROM, Elinor ; Governing the Commons, Cambridge, Cambridge University Press, 1990
Flandrin, Jean; Famílias : parentesco, casa e sexualidade na sociedade antiga
Dulce Freire; An^agrarian history of Portugal, 1000-2000. ISBN: 978-90-04-31153-4
Lains, Pedro e Álvaro Ferreira da Silva; História Económica de Portugal 1700-2000, ICS, 2005
Ian G. Simmons; Environmental history. ISBN: 1-55786-446-2

Observações Bibliográficas

Em cada temática será indicada bibliografia específica 

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Discussão de temas do programa tendo em conta os projectos individuais. Análise e comentário de documentos. Análise e sistematização de documentação (este trabalho evoluirá ao longo do trabalho da disciplina, consoante os projectos dos alunos e o seu cruzamento com a disciplina)

Palavras Chave

Ciências Naturais > Ciências do ambiente > Gestão dos recursos naturais
Humanidades > História > História económica
Humanidades > História > História da agricultura
Humanidades > História > História local
Ciências Sociais > Geografia > Geografia histórica
Humanidades > História > História social

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 15,00
Trabalho escrito 85,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Elaboração de projeto 10,00
Estudo autónomo 112,00
Frequência das aulas 20,00
Trabalho laboratorial 20,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

Pela presença em 75% das sessões

Fórmula de cálculo da classificação final

Pela presença em 75% das sessões, que permitirá ser avaliado segundo os parâmetros seguintes: 

A participação activa nas aulas (comentário de documentação) - 15%  
Elaboração de trabalho (85%)tendo em consideração :
- apresentação do plano de pesquisa em ambiente laboratorial (bibliotecas, arquivos)- 
- trabalho escrito que compila a pesquisa em ambiente laboratorial com os objetivos, as hipóteses definidas, os resultados da pesquisa laboratorial e as conclusões .

Provas e trabalhos especiais

Não aplicável

Trabalho de estágio/projeto

 

Não aplicável

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Não aplicável

Melhoria de classificação

De acordo com as normas e regulamento em vigor

Observações

Não aplicável
Recomendar Página Voltar ao Topo