Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > GEOGR034

Geografia Física de Portugal

Código: GEOGR034     Sigla: GFIPOR

Ocorrência: 2015/2016 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Página Web: http://web.letras.up.pt/asaraujo/geofis/geofis.html
Unidade Responsável: Departamento de Geografia
Curso/CE Responsável: Licenciatura em Geografia

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
GEOGR 91 GEOGR - Plano de Estudos 2 - 6 -
HISTO 1 HISTO - Plano de Estudos 2 - 6 -
3

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria da Assunção Ferreira Pedrosa de Araújo Regente

Docência - Horas

Teorico-Prática: 3,40
Trabalho de Campo: 0,60
Tipo Docente Turmas Horas
Teorico-Prática Totais 2 6,80
Maria da Assunção Ferreira Pedrosa de Araújo 6,80
Trabalho de Campo Totais 2 1,20
Maria da Assunção Ferreira Pedrosa de Araújo 1,20

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Conhecimento do País sob o ponto de vista climático, hidrológico, geológico e geomorfológico. As regiões estruturais de Portugal: geomorfologia e paisagens.

Resultados de aprendizagem e competências

Conhecimento do país, localização dos principais acidentes de relevo e dos cursos de água. Compreensão das interações entre a Geomorfologia e a estrutura geológica. Capacidade de leitura das paisagens sob o ponto de vista geomorfológico, com recurso a diversas fontes de informação (cartas geológicas de diferentes escalas, Google Earth)

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

É necessário um conhecimento prévio das UCs de Introdução às ciências da terra, Climatologia e Hidrologia de forma a establecer a relação entre os diferentes aspectos da Geografia Fíisca no contexto nacional.

Programa

1. Caracterização geral do país: a necessidade de integração de Portugal na Península Ibérica 2. Integração de Portugal no quadro geológico europeu e peninsular 3. As regiões estruturais de Portugal: formas de relevo características 4. Evolução ante-mesozóica do território de Portugal: Geologia e paisagens do Maciço Hespérico. As diferentes Zonas do maciço Hespérico: a) Cantábrica, b) Oeste-Astúrico-Leonesa, c) Centro-Ibérica, d) sub-zona Galaico-Transmnontana, e) Ossa-Morena, f) Sul Portuguesa. Litologia, estrutura e evolução paleogeográfica de cada uma destas zonas e seus reflexos nas paisagens. 5. A cobertura epi-hercínica - evolução mesozóica. Geologia e paisagens das orlas. 6. A cobertura epi-hercínica - evolução geomorfológica fini-mesozóica e cenozóica. A superfície da Meseta e a orogenia Alpina. 7. Alguns aspectos da evolução geomorfológica durante o Quaternário: variações climáticas e variações do nível do mar. 8. Traços gerais do clima da Península Ibérica. Alguns aspectos do clima de Portugal 9. Alguns problemas hidrológicos do país. Características gerais dos rios portugueses.

Bibliografia Obrigatória

Araújo, Maria da Assunção; Evolução geomorfológica da plataforma litoral da Região do Porto
ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA PARA O ESTUDO DO QUATERNÁRIO (APEQ; O Quaternário em Portugal - balanço e perspectivas, Colibri, Lisboa, 1993
CABRAL, J. M. L. C ; Neotectónica em Portugal Continental, Instituto Geológico e Mineiro, memória nº 31, 1995
CUNHA, L.; As Serras Calcárias de Condeixa-Sicó-Alvaiázere - Estudo de Geomorfologia, Instituto Nacional de Investigação Científica, 1990
DAVEAU, S. ; Portugal Geográfico, João Sá da Costa, 1995
Ferreira, António de Brum; Planaltos e montanhas do norte da Beira
MARTINS, A. F. ; Maciço Calcário Estremenho - contribuição para um estudo de Geografia Física, Autor, Coimbra, 1949
MEDEIROS, C. A. ; Geografia de Portugal - o ambiente físico, Círculo de leitores, 2005
PEREIRA, A. R. ; A Plataforma Litoral do Alentejo e Algarve Ocidental , Autora, FLUC, 1990
PROENÇA CUNHA, P. M. R. R. ; Estratigrafia e Sedimentologia dos Depósitos do Cretácico Superior e do Terciário de Portugal Central, a Leste de Coimbra, Autor, FCUC, 1992
Rebelo, Fernando Manuel da Silva; Serras de Valongo
RIBEIRO, A. et al ; Introduction à la Géologie générale du Portugal, Serviços Geol. Portugal, 1979
RIBEIRO, O., LAUTENSACH, H., DAVEAU, S. ; Geografia de Portugal. I. A posição geográfica e o território, Sá da Costa, 1987

Bibliografia Complementar

Vários; Geologia de Portugal, Livraria escolar. ISBN: 9789725923641

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

A disciplina será dada em b-learning. Os alunos serão convidados a preparar previamente as matérias que serão leccionadas nas aulas, de forma a garantir uma intervenção mais activa nas aulas teórico-práticas. No fim de cada bloco do programa será realizado um mini-teste através da plataforma Moodle. Este teste destinar-se-á à auto-avaliação e à obtenção de frequência pelos alunos. Será organizada 1 saída de estudo que terá lugar em Outubro de 2015.
Os conhecimentos adquiridos na visita de estudo serão obrigatórios nos exames escritos e orais.

Software

Plataforma Moodle de e-learning
Google Earth
Adobe Acrobat

Palavras Chave

Ciências Naturais > Ciências do ambiente > Ciências da terra > Geografia física

Tipo de avaliação

Avaliação por exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 100,00
Trabalho laboratorial 0,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 106,00
Frequência das aulas 48,00
Trabalho de campo 8,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

É desejável a presença dos estudantes no maior número possível de aulas. Porém, o acompanhamento das matérias dadas nas aulas será verificado a partir da realização atempada dos mini-testes correspondentes a cada bloco da matéria teórico-prática e não das folhas de presença nas aulas. A classificação média dos referidos mini-testes não poderá ser inferior a 9,5 valores para que se considere que os alunos obtiveram frequência. Os estudantes que não obtiverem frequência não poderão submeter-se a exame na 1ª época (Janeiro de 2016) podendo realizar exame apenas na época de recurso (Fevereiro de 2016).

Fórmula de cálculo da classificação final

Será a nota obtida num teste presencial protegido realizado online, nas instalações da FLUP, na plataforma Moodle.

Provas e trabalhos especiais

Para todos os alunos será necessária a realização atempada de mini-testes correspondentes a cada bloco da matéria teórico-prática, disponíveis durante cerca de 1 semana na plataforma Moodle. A média ponderada dos referidos mini-testes não poderá ser inferior a 9,5 valores.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

No caso de não poderem estar presentes nas aulas os estudantes devem, todavia, resolver os mini-testes do Moodle de forma a acompanharem a matéria leccionada.

Melhoria de classificação

Realização de um novo exame final.

Recomendar Página Voltar ao Topo