Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > MELCI051

Poéticas Finisseculares - séc. XIX e XX_I

Código: MELCI051     Sigla: PFIN1

Ocorrência: 2013/2014 - 1S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Estudos Portugueses e Estudos Românicos
Curso/CE Responsável: Mestrado em Estudos Literários, Culturais e Interartes

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MELCI 5 Ramo de E. Românicos e Clássicos - Lit. Portuguesa 1 - 6 - -
Plano Oficial do ano letivo 2013_2014 1 - 6 -

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria João Pinto Coelho Reynaud Regente

Docência - Horas

Teórica: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 2,00
Maria João Pinto Coelho Reynaud 2,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

[Século XIX] Conhecimento aprofundado da Literatura Portuguesa Finissecular - a Geração de 90 no contexto da Modernidade Estética. Poéticas individuais.

Resultados de aprendizagem e competências

O trabalho final deverá refletir os resultados progressivos da aprendizagem.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Não se aplica

Programa

[SécXIX] I. Paradoxos da Modernidade 1. As encruzilhadas da poesia portuguesa finissecular 1.1. Decadentismo, Simbolismo e Neo-Romantismo (convergências/divergências) 1.2. Eugénio de Castro e «o expresso da originalidade»: «Oaristos» e «Horas» 1.3. António Nobre e o «Só»: mito, ideologia e utopia 1.4. Camilo Pessanha e o Oriente: «Oito Elegias Chinesas» II. Um novo paradigma de prosa literária 2. «História dum Palhaço (A Vida e o Diário de K. Maurício)»: a crise do sujeito romântico e a fragmentação discursiva em Raul Brandão 2.1. Os caminhos da reescrita literária: «A Morte do Palhaço e o Mistério da Árvore» 2.2. Expressionismo e modernidade

Bibliografia Obrigatória

Guimarães, Fernando; Sentido e Sensibilidade - do Romantismo à Actualidade, Porto, Edições Caixotim, 2007
Lopes, Óscar; Entre Fialho e Nemésio, Lisboa, IN-CM, 1987
Lopes, Óscar e Saraiva, António José; História da Literatura Portuguesa, Porto Editora, 17.ª Edição, Corrigida e Actualizada, 2001
Guimarães, Fernando; Os Problemas da Modernidade, Lisboa, Editorial Presença, 1994
Guimarães, Fernando; Simbolismo, Modernismo e Vanguardas, Porto, Lello & Irmão Editores, 1992
Martins, Fernando Cabral - Apresentação crítica, selecção, notas e linhas de leitura.; Poesia Portuguesa Simbolista, Lisboa, Editorial Comunicação, 1991
Pires, António Manuel Machado; O Século XIX em Portugal - Cronologia e Quadro das Gerações, Lisboa, Livraria Bertrand, 1975
Gomes, Álvaro Cardos (dir.); A Estética Simbolista, São Paulo, Cultrix, 1984
Reynaud, Maria João; Sentido Literal, Porto, Campo das Letras, 2004
Man, Paul de; A Resistência à Teoria, Lisboa, Edições 70, 1989
Morão, Paula; Retratos com Sombra - António Nobre e seus Contemporãneos, Porto, Edições Caixotim, 2004
Morão, Paula; O «Só» de António Nobre - Uma Leitura do Nome, Lisboa, Caminho, 1991
Pereira, José Carlos; História Crítica da Literatura Portuguesa - Do Fim-de-Século ao Modernismo, Vol. VII (Dir. de Carlos Reis), Lisboa, Editorial Verbo, 1995

Bibliografia Complementar

A.A.V.V.; Colóquio/Letras, n.º 113/114, «Modernismos: Uns e Outros», Janeiro- Abril, 1990, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1990 (Fornecido como «Texto de Apoio» para ser comentado na aula)

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Exposição teórica dos conteúdos programáticos e análise de textos em aula.

Palavras Chave

Humanidades
Humanidades

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Trabalho escrito 100,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 132,00
Total: 132,00

Obtenção de frequência

Frequência obrigatória de 75% das aulas.

Fórmula de cálculo da classificação final

Trabalho de investigação - 100%.

Provas e trabalhos especiais

Não se aplica.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

De acordo com as normas em vigor.

Melhoria de classificação

Não se aplica.

Observações

Nota: a bibliografia activa será fornecida nas sessões lectivas.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2017 © Faculdade de Letras da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2017-11-19 às 10:23:45