Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Notícias > Envolvimento das Comunidades na Valorização do Património Local (territórios de São Pedro da Afurada e da Foz do Douro) - Apresentação pública dos resultados da formação PRR

Envolvimento das Comunidades na Valorização do Património Local (territórios de São Pedro da Afurada e da Foz do Douro) - Apresentação pública dos resultados da formação PRR

23 de setembro | 14h30 | Anfiteatro Nobre

No contexto das Jornadas Europeias do Património 2022 – Património Sustentável, a FLUP, o DCTP e o CITCEM irão apresentar publicamente na FLUP, no próximo dia 23 de setembro, os resultados da Formação “Envolvimento das Comunidades na Valorização do Património Local (freguesias de São Pedro da Afurada e de São João Baptista da Foz do Douro)”, inserida no \"Programa de Formação Multidisciplinar da U. Porto – Impulso Adultos, ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)”. Foram parceiras desta formação a União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, a União de Freguesias de Santa Marinha e São Pedro da Afurada, a Paróquia de São João Baptista da Foz do Douro e a Paróquia de São Pedro da Afurada. A formação contou com a participação de 17 formandos de ambas as comunidades.

Com responsabilidade científica e pedagógica das Professoras Ana Cristina Sousa (DCTP/FLUP e CITCEM/FLUP) e Maria Leonor Botelho (DCTP/FLUP e CITCEM/FLUP), a formação foi conduzida pelas estudantes Cátia Oliveira e Marisa Santos, do Doutoramento em Estudos de Património – especialização em História da Arte. As formadoras desenvolveram uma proposta educativa inovadora e de grande interesse patrimonial, proporcionando um novo olhar sobre as comunidades e respetivas práticas culturais, apelando ao diálogo aberto entre formandos e formadores.

Através da realização de laboratórios de aprendizagem ocorridos preferencialmente no terreno, pretendeu-se promover o diálogo e o sentido de participação dos agentes locais, e em particular das próprias comunidades, estimulando o reconhecimento e práticas de valorização do património de proximidade.

Integrou-se, pois, esta formação no espírito de diversificação da oferta formativa pretendidas pela Universidade do Porto, indo “ao encontro das necessidades de atualização de conhecimentos e de desenvolvimento de novas competências por parte de múltiplos agentes sociais e económicos”, visando assim “promover a cooperação interinstitucional na Educação e Formação”. De acordo com Objetivo 4 da Agenda 2030, que visa "garantir a educação de qualidade inclusiva e equitativa e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida", e de acordo com o documento Heritage and the Sustainable Development Goals: Policy, Guidance for Heritage and Development Actors (ICOMOS, março, 2021), o património constitui um suporte para o desenvolvimento de habilidades essenciais e transferíveis, como o pensamento criativo e as competências pessoais e interpessoais que são necessárias para uma sociedade baseada no conhecimento.

Convocando as comunidades de São João Baptista da Foz do Douro e de São Pedro da Afurada a abordarem as suas próprias práticas culturais, segundo o modelo “Bottom-up”, pretende-se apresentar publicamente os resultados desta formação, criando uma plataforma de diálogo entre as duas comunidades e a Academia.

A sessão terá início pelas 14h30, no Anfiteatro Nobre da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. O acesso é livre (ver programa abaixo). 


Cartaz Programa
Recomendar Página Voltar ao Topo