Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Notícias > Seminário Aberto | Das viúvas de vivo à emigrante Kill joy. A emigração para a Europa na Península Ibérica

Seminário Aberto | Das 'viúvas de vivo' à emigrante 'Kill joy'. A emigração para a Europa na Península Ibérica

17 de fevereiro | 16h30 | Sala 109

cartaz

Resumo:
Neste seminário trabalharemos textos literários peninsulares, em especial galegos e portugueses, que abordaram o processo migratório à Europa na década de 1960 e 1970, para analisar como a descontinuidade dos corpos migrantes, que negociam o seu significado em relação não só cos espaços de acollida senão também cos nativos, não sempre fez abalar a estabilidade ontológica da identidade nacional, pois incluso a aqueles corpos que racham co justilho endogâmico –porque renegociam a sua a relação cos espaços próprios dos born and bred– não podemos pressupor-lhes unha identidade híbrida que rompa coa trindade língua, terra, morriña/saudade. Ademais, centrar-nos-emos especialmente na evolução do papel da mulher nos projetos migratórios desde a representação clássica como “viúva de vivo” à emigrante á que a incursão nos espaços reservados aos cidadãos nativos lhe comporta, iniludivelmente, uma grã carga de transgressão e estrangeridade com respeito a identidade propia.
 
 
Ana Garrido González, é licenciada em Filologia Galega pola USC e doutora em humanidades, literatura e literatura comparada pola Universidade de Varsóvia. Foi leitora de galego nesta mesma universidade e na atualidade é professora associada do Departamento de Estudos Ibéricos e Ibero-americanos. A sua tese doutoral explorava a representação da ausência a través da mulher que aguarda ao emigrante (a “viúva de vivo”). Forma parte da atual direção da AIEG (Asociación Internacional de Estudos Galegos) e dos grupos de investigação GENIA (Género, identidad y discurso) e (Outra)Iberia (lingua, literatura e culturas minorizadas). Foi oradora em mais de trinta congressos internacionais e entre as suas publicações mais recentes destacam numerosos artigos em revistas de investigação (ItinerariosMadrigalSociocriticism…), vários capítulos em obras coletivas, e a co-redação de 5 monografias vinculadas aos estudos de género (Identidade(s) e xénero(s) na cultura galega (2018), Escribir como mujer: ¿hacia una reescritura de la autoría? (2017), Identidad, género y nuevas subjetividades en las literaturas hispánicas (2016) …).
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Faculdade de Letras da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2020-02-27 às 12:35:17 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais