Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Cursos/CE > Mestrado > EIMAS

Cursos

Mestrado em Estudos Africanos - Mestrado Europeu Interdisciplinar

InformaçãoO curso/CE encontra-se acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES).


A Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) acreditou o ciclo de estudos sem condições (ver aqui os documentos).
Consultar os Documentos Oficiais do Ciclo de Estudos.



O EIMAS é um programa de mestrado Erasmus + KA103 Action, submetido como joint degree pela U. Bayreuth (UBT), a U. Bordeaux Montaigne (UBM) e a U. Porto (UP). Tem duração de 4 semestres e um total de 120 ECTS. Estas universidades estão entre as principais da Europa a desenvolver ensino e investigação em Estudos Africanos (EA).

Destaques



Página oficial do curso 

Ao combinar a sua experiência e as suas redes académicas contribuem para a emergência de uma nova geração de especialistas em EA. O programa transmite competências de pesquisa de ponta e responde a novas exigências vindas da academia, de OGs, ONGs e do setor privado. Cada grupo de estudantes fará um percurso de mobilidade conjunto.
Começando pela UPorto (1ºS); passando pela UBT (2ºS) e terminando na UBM (3ºS), o percurso académico culmina com a defesa de uma dissertação, que poderá resultar de pesquisa académica, de trabalho de campo ou de um projeto, destinado a servir a comunidade, a desenvolver em instituições associadas ao consórcio. A escolha da Universidade em que a dissertação se desenvolverá terá em conta as respetivas áreas de especialidade, será discutida em sede de Comissão Científica do Consórcio e procurará assegurar equilíbrio entre os seus membros.
O EIMAS é um programa de interface entre as humanidades, os estudos culturais e as ciências sociais. A sua vocação e estratégia são claramente interdisciplinares, espelham a diversidade do campo disciplinar dos EA e visam colmatar lacunas existentes nas diversas disciplinas que compõem esta área de estudos.

Objetivos

  1. Suprir insuficiências nas áreas de produção e transferência de conhecimento sobre questões sociais, económicas, políticas, ambientais e educativas, de intervenção urgente no continente africano.
  2. Dar valor acrescentado a um espaço académico europeu onde a cooperação com África tem lugar de destaque.
  3. Formar profissionais com excelente formação académica, capacidades analíticas e capazes de exercer atividade em organizações governamentais, na sociedade civil e no setor privado em África.
  4. Criar uma rede internacional de especialistas, alicerçada em vários universos académicos europeus e não europeus (através de uma vasta rede de parceiros).
O EIMAS visa criar um quadro estratégico de excelência para a cooperação europeia em educação e formação para a cidadania. Fazendo face aos desafios colocados por um mundomglobal, o EIMAS promoverá efetiva mobilidade entre as três IESs europeias e uma efetiva aprendizagem em direto contacto com a realidade africana.

Áreas de Especialização

A interdisciplinaridade, a interculturalidade e as abordagens transfronteiriças irão reunir alunos com diferentes origens académicas e pessoais (nacionais e culturais), fundindo-os em focos interdisciplinares. Com enfoque nos Estudos Africanos, este Mestrado é um programa de estudos da área, que é, por natureza, interdisciplinar. Reúne contribuições e debates africanos e europeus ao estudar as realidades africanas que envolvem questões passadas e contemporâneas. O programa é concebido como a intersecção de uma pesquisa multinacional e intercontinental, envolvendo academia, centros de pesquisa e parceiros externos, incluindo ONGs, associações culturais e entidades governamentais. O programa contribui para a transversalidade do conhecimento e do diálogo académico, elementos que contribuem para a excelência académica.

Competências Profissionais

  1. Selecionar de forma independente e crítica a literatura e fontes relacionadas com a disciplina, avaliar a sua qualidade e fiabilidade e integrar conclusões para fornecer soluções para problemas complexos situados em áreas de em fronteiras disciplinares, com base em ferramentas heurísticas;
  2. debater abertamente problemas complexos e sensíveis relacionados com a África Global numa configuração internacional e interdisciplinar, superando limites como as fronteiras nacionais, religiosas, políticas e culturais, de modo a promover respeito pela diferença e a colocar os desafios locais dentro de cenários globais;
  3. desenvolver e conduzir projeto de pesquisa sobre cultura, sociedade, política e desenvolvimento, aplicando metodologias de pesquisa em ciências sociais e processar os seus resultados de modo a produzir conhecimento inovador;
  4. formular soluções e recomendações de políticas levando em conta princípios de responsabilidade social.

Saídas Profissionais

Existe procura de especialistas formados e com experiência profissional em EA. Faltam especialistas com formação académica em estudos culturais, ciências sociais e políticas e compreensão das questões atuais de África. EIMAS propõe-se aumentar a qualidade e a atratividade da Área Europeia de Ensino Superior, combinando formações multidisciplinares em EA. Os diplomados terão papéis-chave nos setores público e privado, onde o conhecimento de ponta em África é urgente para gerar impacto sustentável. É difícil fornecer evidências para essa procura por falta de informações. Uma investigação em websites de emprego, ex. Indeed.com ou Michael Page provam a existência de oportunidades para diplomados em Estudos Africanos. Intercâmbio com parceiros das instituições do consórcio redes de ex-estudantes - também demonstram a demanda de especialistas em África na área das ciências humanas, sociais e culturais e aponta várias perspetivas de carreira para futuros graduados do EIMAS.

Informações

Para mais informações ver:
Página do Candidato | Portal Académico

Requisitos de acesso - Podem concorrer ao Mestrado estudantes que possuam uma das seguintes condições:
  1. Licenciatura preferencial na área de CSH (línguas e culturas africanas, história, antropologia cultural, sociologia, geografia, estudos de desenvolvimento, ciência política, administração pública ou outros estudos relacionados) ou em outras áreas disciplinares, desde que consistentes com o projeto submetido.
  2. Nota de Muito Bom na licenciatura (15 a 18 valores, correspondente à classificação B no caso de estudantes europeus – cf.: https://www.studyineurope.eu/grades).
  3. Um bom domínio do inglês (CEFR: C1, IELTS: 7.0, TOEFL: 100 ou Cambridge English: Proficiency (CPE).
  4. A candidatura deve necessariamente incluir uma carta de apresentação, uma proposta de projeto e duas cartas de recomendação.
Duração: Tem duração de 4 semestres e um total de 120 ECTS.
Cada grupo de estudantes fará um percurso de mobilidade conjunto. Começando pela UPorto (1ºS); passando pela UBT (2ºS) e terminando na UBM (3ºS), o percurso académico culmina com a defesa de uma dissertação, que poderá resultar de pesquisa académica, de trabalho de campo ou de um projeto, destinado a servir a comunidade, a desenvolver em instituições associadas ao consórcio.




Cronograma e procedimentos de inscrição disponíveis em https://www.eimas.eu/en/application/index.html


Contactos

Para questões científicas e académicas - contactar a direção do curso: 
Para questões administrativas - contactar o Serviço de Gestão Académica: sga@letras.up.pt
Para estudantes de mobilidade internacional - contactar o Serviço de Relações Internacionais: sri@letras.up.pt

Dados Gerais

Código Oficial: MB31
Diretor: Hugo Ribeiro da Silva
Sigla: EIMAS
Grau Académico: Mestre
Tipo de curso/ciclo de estudos: Mestrado
Início: 2020/2021
Duração: 4 Semestres

Planos de Estudos

Unidades Orgânicas Envolvidas

Diplomas

  • Mestrado em Estudos Africanos - Mestrado Europeu Interdisciplinar (120 Créditos ECTS)
  • Curso de Mestrado em Estudos Africanos - Mestrado Europeu Interdisciplinar (60 Créditos ECTS)

Áreas Científicas Predominantes

Recomendar Página Voltar ao Topo