Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > Notícias > FFUP inaugura "Jardim Suspenso"

FFUP inaugura "Jardim Suspenso"

Parceria entre a FAP e Serralves, que promove a proximidade entre os estudantes e a arte, arrancou a 29 de outubro e promete voltar no futuro com mais iniciativas culturais


A iniciativa é da Federação Académica do Porto (FAP) que, depois de lançar o desafio à Fundação de Serralves, criou a STUDENTATO. Levar a arte aos corredores da Universidade do Porto e a outras instituições da Academia é o ponto de partida da parceria que, de acordo com ambas as instituições, se prevê continuar em atividades futuras.

“Retomar o interesse dos estudantes universitários pela arte, e fazê-los regressar regularmente ao centro de arte contemporânea da cidade, a Fundação de Serralves” foi o mote lançado por Marcos Alves, presidente da FAP, a 29 de outubro, durante a inauguração da obra “Jardim Suspenso” na Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto (FFUP).
Para além do presidente da FAP, a inauguração da obra de Mona Hatoum na FFUP contou com a presença de Ana Pinho, presidente da Fundação de SerralvesAntónio Sousa Pereira, reitor da Universidade do Porto e Domingos Ferreira, diretor da FFUP, que ressaltou o impacto que a iniciativa e a obra têm na comunidade académica, e a forma como esta já se integrou completamente no espaço e na dinâmica do complexo ICBAS/FFUP.
Ao longo da cerimónia o tom dos discursos foi unânime, recaindo na necessidade de criar mais iniciativas como esta, que promovam não apenas uma maior proximidade dos estudantes com a arte, mas, como reforçou António de Sousa Pereira, o gosto pelo consumo de cultura e arte, que se vem perdendo nos últimos anos. Aliás, para o reitor da U.Porto, estas iniciativas culturais fazem parte da sua visão de uma universidade capaz de criar cidadãos com potencial.
A presidente da Fundação de Serralves deixou ainda no ar a intenção de voltar à FFUP e à Universidade do Porto com outras iniciativas, que promovam o regresso de todos estudantes à arte e a Serralves, e não apenas aqueles mais dedicados à arte e à arquitetura.


Mona Hatoum e o “Jardim Suspenso”

Nascida em Beirute, no Líbano, e radicada em Londres, Mona Hatoum é uma videoartista e artista de instalação cuja inspiração surge da política, opressão e violência atuais.
 A obra “Jardim Suspenso”, selecionada pela Fundação de Serralves para estar exposta na FFUP, é reflexo dessa mesma temática ao abordar o binómio guerra e paz. A imagem conceptualiza um conjunto empilhado de sacos à semelhança de uma trincheira de guerra, que em vez de conterem areia estão cheios de sementes, que germinam ao longo do tempo, levando ao surgimento de uma imensa mancha verde. O objetivo é a associação visual imediata entre uma imagem de guerra e uma imagem de paz dirigindo o observador para uma alegoria imagética de renovação e renascimento.
O “Jardim Suspenso” de Mona Hatoum, obra integrada na coleção de Serralves desde 2016 e exposta apenas duas vezes, viverá até 31 de janeiro de 2021 e poderá ser visitada diariamente na entrada do Complexo ICBAS/FFUP.


 
  
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2020-11-29 às 08:21:28 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais