Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Formação regular da Biblioteca |fevereiro a maio
Você está em: Início > EEC0007
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Análise Matemática 2

Código: EEC0007     Sigla: AMAT2

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Matemática

Ocorrência: 2018/2019 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIEEC 312 Plano de estudos oficial 1 - 8 84 216

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria Margarida de Amorim Ferreira Regente
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2019-02-06.

Campos alterados: Fórmula de cálculo da classificação final, Componentes de Avaliação e Ocupação, Observações

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Desenvolver técnicas de cálculo diferencial e integral em Rn


Pretende-se que os alunos desenvolvam capacidade de manipulação dos conceitos apresentados na UC e desenvolvam o raciocínio independente e criativo.



Resultados de aprendizagem e competências

1) Aplicar corretamente técnicas matemáticas incluídas no programa da UC.
2) Selecionar ferramentas matemáticas apropriadas para a resolução de problemas propostos.
3) Expor com clareza raciocínios e técnicas envolvidas na resolução dos problemas.
4) Analisar e criticar resultados obtidos na resolução dos problemas.

CDIO: 1.1, 2.4

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Conhecimentos sólidos de análise real. Frequencia de AMAT1.

Programa

1. Funções vetoriais de variável real.
Domínio, gráfico. Continuidade e derivadas. Noção de curva em Rn e vetor tangente.

2. Funções reais de variável vetorial (FRVV)
Domínio, gráfico, e conjunto de nível de uma função real de variável vetorial. Noções topológicas. Limites e continuidade. Regras de cálculo. Derivadas parciais. Derivadas direcionais. Derivada da função. Relação entre derivabilidade e continuidade. Vetor gradiente. Interpretação geométrica. Reta normal e plano tangente num ponto de uma superfície em R3. Derivadas de ordem superior. Derivação implícita. Regra da cadeia. Fórmula de Taylor.

3. Máximos e mínimos de funções definidas em Rn
Pontos críticos. Classificação dos pontos críticos.
Máximos e mínimos condicionados. Multiplicadores de Lagrange.

4. Funções vetoriais de variável vetorial (FVVV)
Limites e continuidade. Diferenciabilidadde.
Derivada da função num ponto. Matriz Jacobiana.
Teorema da função inversa.  

5. Integrais múltiplos. Integrais duplos e triplos. Mudança de variável em integrais múltiplos. Coordenadas polares, cilíndricas e esféricas.

6. Integrais de linha.
7. Integrais de Superfície

Bibliografia Obrigatória

Maria do Rosário de Pinho, Maria Margarida Ferreira; Apontamentos das aulas teóricas de AM2, pdf na página, 2007

Bibliografia Complementar

Paula Rocha; Cálculo II, Universidade de Aveiro
Roland E. Larson, Robert P. Hostetler, Bruce H. Edwards; Cálculo com geometria analítica. ISBN: 85-216-1108-0

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem


Atividades Educacionais:
1) Nas aulas, participação ativa na discussão dos tópicos abordados, respondendo aos desafios levantados e questionando os processos seguidos na formulação e resolução de problemas.
2) Resolução individual de exercícios propostos. Neste trabalho individual o aluno deve identificar os conceitos matemáticos envolvidos, deve estudar material de apoio respeitante a essa matéria e tentar depois aplicar o que aprendeu na resolução dos exercícios. Este processo pode envolver mais do que uma iteração.
3) Resolução de testes de auto avaliação.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 45,00
Teste 55,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 146,00
Frequência das aulas 70,00
Total: 216,00

Obtenção de frequência

Para ter frequência à unidade curricular o aluno não poderá exceder o número limite de faltas às aulas teórico-práticas (25% do número de aulas previstas) e deverá ter feito pelo menos 50% dos trabalhos individuais correspondentes às aulas TP.

Estão dispensados de obtenção de frequência:

1. Estudantes ao abrigo de estatutos especiais que lhes facultam esta dispensa.
2. Estudantes que já tenham inscrição anterior na UC no passado.

Fórmula de cálculo da classificação final

Existem quatro momentos de avaliação: 

1) Primeiro Teste (T1)  
2) Segundo Teste (T2)
3) Exame- Teste 3 (E) - cobrindo toda a matéria - a realizar na hora e data da 1ª chamada do calendário de exames e a marcar pelos serviços. 
4) Exame de recurso (R) a marcar pelos serviços 

NOTAS IMPORTANTE:
Caso um estudante falte a um teste (T),  ser-lhe-à atribuida uma  classificação  de zero.
A falta ao teste T não invalida a participação no exame.

Para obter classificação final à disciplina o estudante deve ter frequência à disciplina ou estar dispensado dessa frequência.

Qualquer estudante com frequência ou dispensado de frequência pode escolher obter aprovação na disciplina por T1+T2+E OU EXAME FINAL DE RECURSO (R). 

Caso um estudante não obtenha aprovação à disciplina por T1+T2+E, pode ainda realizar o exame de recurso. Isto aplica-se também quando a não aprovação à disciplina tenha sido causada por imprevistos que impossibilitem a presença em T1 ou T2 ou E, não haverá provas complementares nesse caso.

O teste T1 vale 4 valores, o teste T2 vale 7 valores e o exame E (cobrindo toda a matéria) vale 9 valores.

A classificação da unidade curricular corresponde, numa escala de 0 a 20, a T1+T2+E
ou à classificação do exame de recurso (R), cotado para 20 valores.

Provas e trabalhos especiais

Trabalho individual semanal a ser apresentado no início de cada umas das TPs por cada estudante ao docente respectivo para validação

Trabalho de estágio/projeto

Não se aplica.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Estudantes com estatuto especial não precisam de se inscrever em turma.

Podem escolher qualquer tipo de avaliação.

Melhoria de classificação

A melhoria da classificação é feita no exame de recurso (R), do ano em que obteve aprovação ou do ano letivo seguinte. Este exame é cotado para 20 valores, não considerando componentes da avaliação distribuída.

Observações

Será distribuído nos testes e exames da uc um formulário previamente conhecido.


Os testes e exame são de tempo limitado. Após o anúncio do fim dos testes ou exames os estudantes devem entregar os testes segundo as indicações dos vigilantes. Caso não o façam, o teste ou exame será considerado imediatamente anulado.

Os testes e exames poderão ser todos ou em parte de resposta múltipla (e haverá lugar a desconto em caso de resposta errada).

Os estudantes deverão apresentar-se aos testes ou exames com cartão único ou BI. Documentos sem assinatura não são considerados. Deverão ainda saber qual o número de ordem na disciplina (a publicar na página da disciplina) e escreve-lo com algarismos grande no canto superior esquerdo em todas as folhas de teste ou exame.


Qualquer fraude ou tentativa de fraude durante as provas de avaliação (testes ou exames) será imediatamente punida com a anulação do teste ao que se poderá seguir procedimento de acordo com as normas da Universidade.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-04-26 às 01:31:06 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais