Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Formação regular da Biblioteca |fevereiro a maio
Você está em: Início > EMM0015
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Diagramas de Equilíbrio

Código: EMM0015     Sigla: DEQUI

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências de Engenharia

Ocorrência: 2018/2019 - 1S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIEMM 30 Plano de estudos oficial a partir de 2006/07 2 - 6 56 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Luís Filipe Malheiros de Freitas Ferreira Regente

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 4,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 4,00
Luís Filipe Malheiros de Freitas Ferreira 4,00
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2018-08-11.

Campos alterados: Bibliografia Complementar

Língua de trabalho

Português

Objetivos

O conhecimento e a compreensão dos Diagramas de Equilíbrio de fases são essenciais para a Engenharia de Materiais uma vez que as propriedades dos materiais são controladas pela microestrutura que, por sua vez, é controlada pelo percurso térmico da liga. Os Diagramas de Equilíbrio de fases são a fundação para a realização da investigação básica em materiais, em áreas tão diferentes como a solidificação, crescimento de cristais, ligações, reações no estado sólido, transformações de fase, oxidação, etc. Por outro lado, os diagramas de equilíbrio de fases são também um roteiro para o design de materiais e otimização do seu processamento, servindo como ponto de partida para a manipulação das variáveis do processamento no sentido de alcançar a microestrutura pretendida.

O objetivo desta unidade curricular é permitir aos estudantes adquirir os conhecimentos necessários à interpretação dos diagramas de equilíbrio de fases, compreender as transformações de fases e interpretar a evolução microestrutural das ligas. Apesar da maioria dos diagramas se referirem ao estado e microestruturas de equilíbrio, também são úteis para a compreensão das estruturas fora de equilíbrio, frequentemente mais interessantes que as de equilíbrio devido às propriedades alcançadas. Os materiais de interesse estendem-se dos monocomponentes aos multicomponentes. Embora muitos dos sistemas industriais de interesse possam ser adequadamente representados por diagramas de equilíbrio binários, diagramas ternários ou de ordem superior são frequentemente necessários para a compreensão de sistemas mais complexos, tais como algumas ligas industriais, escórias ou materiais cerâmicos.

Resultados de aprendizagem e competências

Esta unidade curricular permitirá aos estudantes: 1) compreender as bases científicas dos diagramas de equilíbrio de fases; 2) conhecer as relações entre a composição química, a temperatura e a composição fásica, sendo capazes de as aplicar aos mais variados sistemas; 3) possuir os conhecimentos básicos sobre a formação das microestruturas e da sua influência sobre as propriedades dos materiais; 4) usar os diagramas de equilíbrio de fases como ponto de partida para o estabelecimento da evolução microestrutural dos materiais com a variação da temperatura.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

São pré-requisitos da unidade curricular conhecimentos de Química I e II, e Introdução à Engenharia de Materiais I e II.

Programa

Introdução. A regra das fases de Gibbs. Diagramas de equilíbrio unários. - Alotropia. Diagramas de equilíbrio binários - Sistemas binários isomorfos. - Regra da alavanca. - Reações eutéctica, eutectoide, monotéctica, peritéctica, metatética, peritectoide e sintéctica binárias. - Transformações congruentes. - Diagramas de equilíbrio binários complexos. Diagramas de equilíbrio ternários - O modelo espacial ternário - Linhas conjugadas e triângulos conjugados. - Sistemas isomorfos. - Equilíbrios trifásicos. - Equilíbrios tetrafásicos: - fases intermédias (fusão congruente e incongruente). - Imiscibilidade no estado líquido. - Diagramas de equilíbrio ternários complexos.

Bibliografia Obrigatória

Rhines, Frederick N.; Phase Diagrams in Mettalurgy
D. R. F. West; Ternary equilibrium diagrams. ISBN: 0412493101

Bibliografia Complementar

Saunders, N.; Calphad. ISBN: 0-08-0421296
João Lopes Baptista, Rui Ferreira e Silva; Diagramas de fases. ISBN: 972-8021-72-0
Zhao Ji-Cheng 340; Methods for phase diagram determination. ISBN: 978-0-08-044629-5

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Aulas de exposição seguidas da apresentação e discussão de exemplos práticos que permitam uma melhor compreensão dos conceitos. Apresentação e resolução de problemas-tipo; colocação de problemas e questões que os estudantes procuram resolver em pequenos grupos. O docente acompanha a resolução, esclarecendo as dúvidas que vão surgindo de forma a desenvolver as competências dos estudantes na resolução de problemas de Engenharia.

Palavras Chave

Ciências Tecnológicas > Engenharia > Engenharia de materiais

Tipo de avaliação

Avaliação por exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 100,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 106,00
Frequência das aulas 56,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

Em unidades curriculares sem componente laboratorial, este conceito não se aplica.

Fórmula de cálculo da classificação final

A classificação final terá por base o resultado obtido no exame, sem consulta, que terá lugar no final do semestre.

Provas e trabalhos especiais

Não aplicável

Trabalho de estágio/projeto

Não aplicável

Avaliação especial (TE, DA, ...)

A avaliação de casos especiais compreende a realização de uma prova escrita sem consulta (exceção feita às tabelas de dados termodinâmicos e Tabela Periódica), com uma duração máxima de 2h 30min.

Melhoria de classificação

A melhoria da classificação pressupõe a inscrição na época de recurso.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-25 às 04:31:00 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais