Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Formação regular da Biblioteca |fevereiro a maio
Você está em: Início > EMM0010
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Desenho Técnico

Código: EMM0010     Sigla: DTEC

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências de Engenharia

Ocorrência: 2018/2019 - 2S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Secção de Desenho Industrial
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIEMM 39 Plano de estudos oficial a partir de 2006/07 1 - 6 56 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
José Duarte Ribeiro Marafona Regente

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 4,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 2 8,00
José Duarte Ribeiro Marafona 8,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Introdução do conceito de normalização em geral e sua importância na Engenharia. Transmissão de conhecimentos básicos sobre representação de objetos, em termos da sua geometria e dimensões nominais. Desenvolvimento das capacidades de visualização espacial, através da leitura de desenhos ortográficos. Desenvolvimento das capacidades de comunicação técnica, através da execução de desenhos isométricos. Introdução aos conceitos de tolerância e de intermutabilidade. Transmissão de noções gerais sobre toleranciamentos dimensional e geométrico, rugosidades de superfícies e sobre a normalização de elementos mecânicos de ligação (ligações com peças roscadas, rebites e soldadura).

DISTRIBUIÇÃO PERCENTUAL: Distribuição percentual estimada dos conteúdos científico e tecnológico: - Componente científica: 30 %. - Componente tecnológica: 70 %

Resultados de aprendizagem e competências

No final do período lectivo, os estudantes devem ser capazes de:
1) Elaborar desenhos de objectos em representação ortográfica e com cotagem nominal.
2) Ler desenhos de objectos em representação ortográfica e fazer as correspondentes representações perspécticas em axonometria isométrica.
3) Interpretar o significado das tolerâncias dimensionais inscritas em desenhos e determinar ajustamentos ISO que satisfaçam requisitos de concepção pré-determinados.
4) Identificar diferentes componentes mecânicos normalizados existentes em alguns sistemas mecânicos de utilização corrente; conhecer a sua representação em desenho e as funções mecânicas elementares desempenhadas.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Não aplicável.

Programa

Normalização em geral e no desenho técnico. Suportes e material de desenho, linhas, letras e algarismos. Tipos de sistemas de projecção. Breves referências ao método diédrico. Representação ortográfica no 1º Diedro: selecção de vistas, vistas parciais, vistas auxiliares, cortes e secções. Cotagem nominal: elementos gráficos e números normais. Leitura de desenhos ortográficos. Representação axonométrica: desenhos isométricos. Cotagem funcional: toleranciamentos dimensional e geométrico (gerais e individuais); indicação dos estados de superfície. Ligações mecânicas: tipos, sua representação em desenho e designações completas normalizadas. Ligações com peças roscadas, rebites e soldadura.

Bibliografia Obrigatória

Morais, José Manuel de Simões; Desenho técnico básico. ISBN: 972-96525-2-X
ISO; Fasteners and screws threads. ISBN: 92-67-10344-X (vol. 1)
Silva, Arlindo 070; Desenho técnico moderno. ISBN: 972-757-337-1
International Organization for Standardization; Limits, fits and surface properties. ISBN: 92-67-10288-5

Observações Bibliográficas

Textos de apoio às aulas teórico práticas

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Nas aulas faz-se uma exposição detalhada do conteúdo do programa da disciplina, ilustrada pela apresentação de alguns exemplos de aplicação. Terminada a apresentação, propõe-se aos estudantes a realização de exercícios sobre representação mais conveniente e cotagem nominal de objectos; de leitura de desenhos ortográficos, com execução dos correspondentes desenhos isométricos.

Palavras Chave

Ciências Tecnológicas > Engenharia > Engenharia do design
Ciências Tecnológicas > Engenharia > Engenharia de projecto
Ciências Tecnológicas > Arquitectura > Design > Design industrial

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Teste 90,00
Trabalho prático ou de projeto 10,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 100,00
Frequência das aulas 56,00
Total: 156,00

Obtenção de frequência

A obtenção de frequência à disciplina implica que o número limite de faltas não deve ser excedido, nas aulas teórico-práticas (25% do número de horas (TP) previstas).

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação é composta de três partes com diferentes pesos na classificação final, como a seguir se explica;

Classificação final = 0.9*Avaliação individual (3 partes)+0.1* Trabalhos de casa e aulas (4 trabalhos)

Avaliação individual=35% da 1ª parte (Rep. + conveniente e cotagem) + 35% da 2ª parte (Leitura c/ representação isométrica) + 30% da 3ª parte (elementos mecânicos de ligação e Tolerâncias dimensionais e geométricas).

Trabalhos de casa e aulas
Trabalho 1=10%
Trabalho 2=20%
Trabalho 3=35%
Trabalho 4=35%


Para  aprovação na UC deverá ser obtido um mínimo de seis (6) valores em cada uma das partes da avaliação individual.

 

Provas e trabalhos especiais

Não aplicável.

Trabalho de estágio/projeto

Não aplicável.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

As avaliações de estudantes abrangidos por regimes especiais realizam-se de acordo com o artigo 12ª do Regulamento específico de avaliação de discentes da FEUP. Deverão submeter-se à avaliação para melhoria de classificações, que decorrerá no periodo de exames especificado no ponto 1 do artigo 10º do Regulamento específico de avaliação de discentes da FEUP

Melhoria de classificação

Prova de melhoria de classificação, a realizar de acordo com o artigo 10º do Regulamento específico de avaliação de discentes da FEUP.

Os estudantes poderão repetir duas (2) das três (3) partes da avaliação na "época para melhoria de classificações", caso não tenham conseguido a classificação miníma ou tenham faltado a essa parte.

Observações

Não aplicável.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-22 às 18:26:44 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais