Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FEUP
Você está em: Início > MEMG0012
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Análise de Dados com Variabilidade Espacial

Código: MEMG0012     Sigla: ADVE

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
CNAEF Matemática e estatística

Ocorrência: 2017/2018 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Página Web: http://moodle.fe.pt
Unidade Responsável: Departamento de Engenharia de Minas
Curso/CE Responsável: Mestrado em Engenharia de Minas e Geo-Ambiente

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MEMG 10 Plano de estudos oficial a partir de 2008/09 2 - 6 56 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Jorge Manuel Cabral Machado de Carvalho Regente

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 4,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 4,00
Jorge Manuel Cabral Machado de Carvalho 4,00

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Introdução aos conceitos e procedimentos fundamentais da análise de dados com variabilidade espacial - Geoestatística - com o intuito de virem a formar um corpo de conhecimento passível de uma eficaz e criteriosa aplicação prática, nomeadamente nos domínios mineiro, geoambiental e geotécnico.

Resultados de aprendizagem e competências

Familiarização com os conceitos e procedimentos básicos da Geoestatística de forma a constituírem uma ferramenta teórica e de aplicação prática, utilizável de forma criteriosa e rigorosa. 

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Análise Matemática I e II; Estatística clássica descritiva e de inferência.

Programa

Apresentação da disciplina com ênfase nas diferenças conceptuais entre estatística clássica e geoestatística. Introdução histórica. Revisão de conceitos da estatística descritiva uni- e bi-variável: tabelas de frequências e histogramas, momentos, modelos teóricos, comparação entre distribuições, representações gráficas de distribuições de duas variáveis, correlação e regressão linear, esperança condicional. Algumas aplicações estatísticas a problemas mineiros, nomeadamente no cálculo de reservas: introdução ao estimador T-Sichel, ao conceito de variância de dispersão e à relação de aditividade de Krige. Geo-referenciação: descrição espacial - vários tipos de representação gráfica. Análise estrutural: definição de variável regionalizada e pressupostos fundamentais da geoestatística; o variograma - experimental, teórico e modelos admissíveis - situações de isotropia e anisotropia; ajuste de modelos teóricos. Estimação global e pontual e respectiva variância do erro de estimação. O método da krigagem - normal, simples, da indicatriz, com deriva, co-krigagem e co-krigagem co-colocalizada. O método do ponto fictício ("cross-validation"). Introdução à simulação geoestatística.

Bibliografia Obrigatória

Soares, Amílcar; Geoestatística. ISBN: 972-8469-10-1
David, Michel; Handbook of applied advanced geostatistical ore reserve estimation. ISBN: 0-444-42918-2
Isaaks, Edward H.; Applied Geostatistics. ISBN: 0-19-505013-4

Bibliografia Complementar

Armstrong, Margaret; Géostatistique linéaire. ISBN: 2-911762-07-X
Textos e outro material de apoio a fornecer pelo docente

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

As aulas serão genericamente teórico-práticas, no entanto, algumas destinam-se prioritariamente à exposição teórica da matéria, eventualmente acompanhada por concretizações práticas pontuais e noutras, de cariz mais prático, são sucessivamente desenvolvidos exemplos de aplicação, com base em dados geo-referenciados, recorrendo nomeadamente a ábacos, à folha de cálculo e software específico, de domínio público. Um ou mais conjuntos de dados geo-referenciados serão utilizados como "matéria-prima" das manipulações resultantes da aplicação dos conceitos e procedimentos introduzidos. Aos referidos dados está associado um conjunto integrado de objectivos a serem progressivamente atingidos. O corpo conceptual deverá ir crescendo, tanto quanto possível, em sintonia com as necessidades práticas sentidas no processo de tratamento conducente à prossecução dos objectivos referidos.

Software

Excel spreadsheet
Variowin; GeoEas; 3Plot98; Krigame
Surfer
Matlab

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 10,00
Teste 60,00
Trabalho escrito 30,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Elaboração de relatório/dissertação/tese 18,00
Estudo autónomo 90,00
Frequência das aulas 42,00
Total: 150,00

Obtenção de frequência

Inscrição regular; não exceder o número máximo de faltas de acordo com as Normas Gerais de Avaliação em vigor; Ter pelo menos 7,5 valores na avaliação distribuida, a qual inclui: dois testes, trabalhos e desempenho. As condições referidas aplicam-se também aos alunos nas situações constantes das alíneas a), b) e c) do número 3 do artigo 4º das Normas Gerais de Avaliação (nomeadamente TE e DA), com excepção das relativas ao número de faltas.

Fórmula de cálculo da classificação final

Avaliação distribuida - ponderação: - 40% para trabalhos e desempenho; - 25% para o primeiro teste; - 35% para o segundo teste.
Ao exame de Recurso são admitidos estudantes reprovados na Avaliação Distribuida, desde que tenham obtido frequência.

Provas e trabalhos especiais

Não previstos.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

As previstas nas normas gerais de avaliação da FEUP.

Melhoria de classificação

Exame de Recurso para os alunos que obtiveram frequência. Eventualmente prova oral, nomeadamente sobre os trabalhos realizados.

Observações

Está prevista a apresentação dos trabalhos realizados pelos respectivos autores. A referida apresentação deverá ser feita em ambiente de aula.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2020-06-03 às 02:44:01 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais