Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FEUP
Você está em: Início > MEMG0001
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Impacte Ambiental Mineiro

Código: MEMG0001     Sigla: IAM

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
CNAEF Tecnologia de proteção do ambiente

Ocorrência: 2017/2018 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Engenharia de Minas
Curso/CE Responsável: Mestrado em Engenharia de Minas e Geo-Ambiente

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MEMG 17 Plano de estudos oficial a partir de 2008/09 1 - 6 56 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
António Manuel Antunes Fiuza Regente

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 4,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 4,00
Maria de Lurdes Proença de Amorim Dinis 2,00
António Manuel Antunes Fiuza 2,00

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Os objectivos da disciplina são: - Conhecimento: Diagnosticar os principais problemas ambientais gerados pela indústria extractiva antes da exploração, durante a actividade industrial e durante e após o encerramento; técnicas e método de resolução dos problemas diagnosticados. - Compreensão: Fases do ciclo de vida da indústria transformadora e suas implicações ambientais; - Aplicação: Distinguir o campo de aplicação das diferentes alternativas tecnológicas operacionais de minimização de impacte ambiental adverso e seleccionar as tecnologias adaptadas a cada situação. - Análise: Decomposição analítica dos impactes gerados na Análise de Impacte Ambiental, na criação de um plano de Gestão ambiental e durante a elaboração da estratégia de encerramento e abandono. - Síntese: Criar uma metodologia coerente de resolução integrada das implicações ambientais adversas. Avaliação: Comparar alternativas tecnológicas e metodológicas.

Resultados de aprendizagem e competências

Capacidade de Diagnosticar os principais problemas ambientais gerados pela indústria extractiva antes da exploração, durante a actividade industrial e durante e após o encerramento e conhecimento das técnicas e método de resolução dos problemas diagnosticados

Distinguir o campo de aplicação das diferentes alternativas tecnológicas operacionais de minimização de impacte ambiental adverso e seleccionar as tecnologias adaptadas a cada situação.

Decomposição analítica dos impactes gerados na Análise de Impacte Ambiental, na criação de um plano de Gestão ambiental e durante a elaboração da estratégia de encerramento e abandono.

Criar uma metodologia coerente de resolução integrada das implicações ambientais adversas. Avaliação: Comparar alternativas tecnológicas e metodológicas.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

Intróito: Indústria Mineira e Desenvolvimento sustentável. Um perfil do sector mineral. O Enquadramento Legislativo. Legislação Mineira e Legislação Ambiental. Legislação Prescritiva vs. Não Prescritiva. Fase Anterior à Exploração: Estrutura formal do estudo de impacte ambiental na indústria mineira. Ferramentas de Análise. Métodos de previsão de geração de resíduos e efluentes. Durante a Exploração: As Tecnologias: A deposição de resíduos sólidos: sistemas de deposição: escombreiras, barragens, deposição sub-aquática, deposição em fundo marinho, a deposição em pasta e a co-deposição. O tratamento de efluentes: sistemas passivos Lagoas Aeróbias: Lagoas Anaeróbias, Sistemas Produtores de Alcalinidade, Canais Abertos, Poços de Desvio, Drenos Calcários Anóxicos, Reactores de Fluxo Vertical, Lagoas Calcárias, etc. Bio-reabilitação; Sistemas Activos: Arejamento, Reagentes de Neutralização, bacias e reactores. Acidentes e Riscos. Implementação de um Sistemas de Gestão Ambiental Após a Exploração: O Encerramento: Métodos e soluções. A Reabilitação Ambiental e a Monitorização.

Bibliografia Obrigatória

António Fiúza; Impacte Ambiental Mineiro, 2012

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

AULAS TEÓRICO-PRÁTICAS – Exposição de conceitos, métodos e técnicas relacionadas com o impacte da indústria mineira sobre o ambiente ao longo das várias fases do ciclo de vida. AULAS PRÁTICAS – Dividas em 2 fases. Na 1ª fase – as 6 primeiras aulas – haverá lugar à realização de trabalhos laboratoriais. Estes serão realizados no horário previsto não podendo ser realizados em qualquer outra altura. Cada trabalho laboratorial implica a realização de um relatório. A falta a um trabalho implica uma classificação nula nesse trabalho. 2ª fase – Realização de um trabalho individual que será apresentado por escrito e oralmente nas últimas 6 semanas de aulas.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 70,00
Trabalho escrito 15,00
Trabalho laboratorial 15,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Elaboração de relatório/dissertação/tese 14,00
Estudo autónomo 92,00
Frequência das aulas 42,00
Trabalho laboratorial 14,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

A avaliação consta de duas componentes: Componente distribuída: 30% da classificação final, sendo 15% proveniente da componente laboratorial e 15% da classificação atribuída ao trabalho individual. Componente de avaliação final: Mediante a realização de um exame escrito. Esta componente tem um peso de 70% na classificação final. É exigida para aprovação a nota mínima de 8 valores nesta componente.

Fórmula de cálculo da classificação final

0,3 * Nota avaliação contínua + 0,7 * Nota da Avaliação Final

Provas e trabalhos especiais

6 Trabalhos laboratoriais e um trabalho individual com apresentação.

Melhoria de classificação

Apenas através da melhoria da nota em exame final. A nota de avaliação contínua não está sujeita a melhoria.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2020-06-03 às 02:39:03 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais