Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Pré-candidaturas mobilidade 2019/2020
Você está em: Início > EIC0004
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Análise Matemática

Código: EIC0004     Sigla: AMAT

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Matemática

Ocorrência: 2013/2014 - 1S (de 09-09-2013 a 20-12-2013)

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Secção de Matemática
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIEIC 204 Plano de estudos a partir de 2009/10 1 - 6 70 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Rui Paulo Soares Ribeiro Regente

Docência - Horas

Teóricas: 3,00
Teórico-Práticas: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teóricas Totais 1 3,00
Rui Paulo Soares Ribeiro 3,00
Teórico-Práticas Totais 8 16,00
Rui Paulo Soares Ribeiro 12,00
Jaime Duarte Rodrigues 4,00

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Pretende-se ,que os alunos adquiram conhecimentos teóricos e práticos,sobre o cálculo diferencial e integral em R,que possibilitem a aplicação das ferramentas básicas da análise matemática ao tratamento e resolução dos problemas mais adaptados ao perfil do curso,assim como ficar com capacidade para complementar os conhecimentos de forma a permitir desenvolver soluções para resolução de novas questões . No final da disciplina, os alunos devem possuir as seguintes competências: 1. Saber derivar funções, desenhar graficos e estudar as funções 2. Saber integrar e aplicar os integrais em aplicações de engenharia 3. Dominar as técnicas de integração e as equações diferenciais 4. Saber relacionar séries e polinómios, perceber os conceitos da aproximação

Resultados de aprendizagem e competências

Como resultado da aprendizagem ao longo desta UC, o aluno deve ter adquirido as seguintes competências:

1. Saber derivar funções, desenhar gráficos e estudar as funções

2. Saber integrar e aplicar os integrais em aplicações de engenharia

3. Dominar as técnicas de integração e as equações diferenciais

4. Saber relacionar séries e polinómios, perceber os conceitos da aproximação

 

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Conhecimentos ao nível do pré-calculo de acordo com o programa de Matemática A do ensino secundário 

Programa

1-      Diferenciação

2-      Aplicações da diferenciação

a.       Máximos, mínimos, funções crescentes e decrescentes, concavidades

b.      Gráficos de funções

c.       Aplicações à engenharia

3-      Integração

a.       Integral indefinido

b.      Integral definido

c.       Teorema fundamental

4-      Técnicas de integração

5-      Aplicações de Integração

6-      Equações Diferenciais

a.       Equações Diferenciais de 1ª ordem

b.      Equações Diferenciais de segunda ordem

7-      Séries

a.       Critérios de convergência

b.      Séries trigonométricas, de potências

8-      Aproximação de funções

a.       Séries deTaylor

b.      Séries de Fourier

 

Bibliografia Obrigatória

Apostol, Tom M.; Calculus. ISBN: 84-291-5001-3
APONTAMENTOS ELABORADOS PELO REGENTE E DISPONIBILIZADOS NO SIFEUP NA PÁGINA DA DISCIPLINA
SALLAS-HILLE-ETGEN ; CALCULUS ONE AND SEVERAL VARIABLES;WILEY
Saturnino Salas, Einar Hille, Garrett Etgen; Calculus. ISBN: 978-0471-69804-3 (ou edição anterior)

Bibliografia Complementar

Erwin Kreyszig; Adanced Engineering Mathematics, Wiley

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Nas aulas teóricas (T) apresenta-se e discute-se o  programa proposto a um  nível teórico, com o recurso de exemplos aplicados. As aulas teórico-práticas (TP) são destinadas à análise e solução de problemas pelos alunos. Procura-se usar os conhecimentos adquiridos nas aulas teóricas para abordar e resolver corretamente os exemplos e problemas típicos. Esta metodologia permite-nos avaliar as competências do aluno, o nível de conhecimento adquirido e o raciocínio matemático que possui para resolver os problemas com um nível crescente de complexidade.

Palavras-chave

Ciências Físicas > Matemática > Análise matemática > Funções

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 100,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 92,00
Frequência das aulas 70,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

Para obtenção de frequência,o aluno deverá cumprir com as normas gerais de avaliação em vigor na FEUP.

Os alunos que já tenham obtido frequência na disciplina nos anos anteriores, estão dispensados da frequência das aulas , mas terão que efetuar os mini testes.

Fórmula de cálculo da classificação final

A classificação final será calculada tendo em consideração a média das classificações nos três minitestes. Cada miniteste tem igual peso na classificação final. Em caso de RECURSO sobre a matéria de um miniteste, a classificação aí obtida substitui a do miniteste correspondente no cálculo da classificação final. Em caso de RECURSO sobre a totalidade da matéria lecionada, o aluno abdica da classificação previamente obtida nos minitestes e a nota do recurso será a da classificação final.

Provas e trabalhos especiais

Serão realizados três minitestes sem consulta. As datas previstas para a realização dos mini tes e do exame de recurso,  bem como a hora, duração e salas para a execução das provas de avaliação serão comunicados com antecedência no FICHEIRO dos AVISOS na PÁGINA da DISCIPLINA no SIFEUP.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Será feita através de exame especial, desde que requerido nas datas convenientes. Os alunos nas condições especiais (TE,DA,..), embora dispensados das aulas, DEVERÃO realizar os minitestes e submeter-se ás regras gerais da avaliação da Unidade Curricular.

Melhoria de classificação

São admitidos a recurso os alunos que tenham obtido frequência, TENHAM EFETUADO a avaliação distribuída e NÃO tenham obtido na média ponderada dos mini-testes mais que 9.5 valores numa escala de 0 a 20 valores. No recurso o aluno pode repetir a avaliação sobre a matéria de UM dos minitestes à sua escolha, ou pela totalidade da matéria.

Observações

A lingua oficial é a lingua portuguesa

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2018 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2018-12-15 às 00:38:46 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais