Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Pré-candidaturas mobilidade 2019/2020
Você está em: Início > Notícias > Apresentação sobre a Casa da Universidade do Porto
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Notícias

Apresentação sobre a Casa da Universidade do Porto

13 de dezembro | 12h30 - 13h00 | Sala de Atos | FEUP

Na sequência do projeto de criação da Casa da Universidade do Porto e face à inexistência de uma compilação de dados sobre a realidade socioeconómica dos trabalhadores da Universidade do Porto, no sentido de auscultar a Comunidade UP sobre a pertinência e utilidade desta Estrutura Associativa, convida-se a comunidade da FEUP a estar presente na Apresentação do Projeto “Casa da UP”, na qual será dado a conhecer o conteúdo de um Inquérito elaborado para o efeito - de preenchimento anónimo – bem como explicada a fundamentação do mesmo, e o processo escolhido para o tratamento de dados.

Esta apresentação terá lugar no dia 13 de dezembro, quinta-feira, das 12h30 às 13h00, na Sala de Atos da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Projeto “Casa da UP”

Enquadramento

O projeto de criação da Casa da Universidade do Porto (CUP) surge no momento em que se vivem, entre trabalhadores da UP, situações de emergência social cuja resolução exige uma resposta célere e flexível, nem sempre compatível com as estruturas existentes na Universidade.

Adicionalmente, o espírito de convívio, a partilha e a entreajuda é algo que importa incrementar entre os trabalhadores, membros desta grande comunidade.

Fruto da troca de experiências entre a Provedora do Funcionário Não Docente e a Comissão de Trabalhadores da Universidade do Porto, com o apoio dos membros do Corpo Não Docente com representação no Senado, das Direções das Faculdades de Engenharia, Medicina e Ciências, teve origem a iniciativa da criação de uma associação sem fins lucrativos como forma a dotar todos os nossos trabalhadores de uma estrutura que, sendo independente UP e por isso não estando sujeita aos constrangimentos da própria Universidade, possa desta ser parte integrante, contribuindo para o bem-estar de todos os que a constituem e nela trabalham.

Proposta de Missão

A CUP terá como missão a construção de um espaço associativo com vista à assistência e orientação de âmbito social, profissional e material, assim como a promoção de atividades recreativas, culturais e desportivas de todos os seus associados.

Exemplos de atividades

Para a prossecução da missão, a CUP deverá, em conjunto com as diversas Entidades Constitutivas da UP, Faculdades e Serviços Autónomos, assim como de entidades externas, avaliar e desenvolver atividades entre as quais:

Fundo de Emergência Social – criação de um fundo financeiro e de bens (alimentares e outros) para auxilio aos trabalhadores da UP em situações de carência;
Bolsa de serviços pro bono, ou com condições especiais – criação de uma plataforma que agregue trabalhadores prestadores de serviços por um lado e trabalhadores que deles necessitem por outro. Exemplo de serviços que possam estar aqui incluídos: Explicações, acompanhamento a tratamentos médicos, entrega de medicamentos, prestação de pequenas tarefas domésticas, etc.
Centro de Apoio Médico - Serviços de apoio médico e de assistência psicológica a preços reduzidos ou pro bono.
Serviço Social – Apoio em casos de Vulnerabilidade socioeconómica; Vulnerabilidade social por motivo de doença; Iliteracia relativa à proteção social (ex. subsídios, equipamentos sociais); Exclusão social; Violência doméstica; Comportamentos aditivos e dependências; Necessidade de mediação qualificada intra e inter-institucional; Mediação de conflitos; Desenvolvimento deinterface no âmbito de formação, programas e projetos na área social;    
Creche/Infantário – projeto para criação ou de celebração de protocolos com creches/infantários destinadas aos trabalhadores da UP e acautelando melhores condições de compatibilização entre o trabalho e a família;
Centro de dia – criação de um espaço onde os aposentados da UP encontrem atividades que propiciem o envelhecimento ativo;
Convívio de trabalhadores – criação de atividades que juntem os trabalhadores da UP como por exemplo, magusto, festa de natal, picnic, debates sobre questões de interesse comum ou setorial, passeios, etc;
Celebração de protocolos – vantagens exclusivas a trabalhadores da UP junto de entidades terceiras como por exemplo seguros, serviços médicos, ginásios, etc;
Bem-estar físico e mental – Criação de atividades que promovam o bem-estar (exemplos: Yoga, caminhadas, desporto,…);
Equipas desportivas – criação de equipas desportivas para eventual participação em provas e competições (campeonatos do Inatel, corridas,…);
Promoção cultural da UP – Criação de programas culturais destinados aos trabalhadores como por exemplo visitas culturais aos espaços da UP e do Porto, concurso de fotografia, entre outros;
Formação de trabalhadores em domínios não constantes no plano de formação da UP como por exemplo fotografia, vídeo, culinária, costura, jardinagem, etc;
Campos de férias – organização de campos de férias para trabalhadores da UP e seus familiares;
Portal do Trabalhador – Criação de um portal agregador de toda a informação relevante para os trabalhadores da UP, nomeadamente as que dizem respeito às atividades da CUP (Fundo de emergência, Bolsa de serviços,…) e, também, as que digam respeito à Universidade do Porto (como por exemplo a formação, ou oportunidades de mobilidade) e as que poderão ser do interesse geral dos trabalhadores (como por exemplo, legislação,…). Neste portal os trabalhadores deverão ser capazes de poder consultar e solicitar serviços em ambiente confidencial.
Encaminhamento e orientação – Promovendo o apoio aos trabalhadores da Universidade com vista à sua correta orientação em matérias de âmbito laboral, procedendo ao correto encaminhamento para os serviços da Universidade.

Apoio pretendido

O projeto da Casa da UP necessita, para o seu arranque, do apoio da Universidade do Porto, sem o qual se torna muito difícil a sua concretização.

Numa primeira fase, o apoio pretendido por este projeto prende-se com a cedência de um espaço que possa alojar, as atividades administrativas da CUP, sem prejuízo de serem negociadas outras cedências de espaço e pessoal que venham a ser consideradas fundamentais.

O apoio pretendido contempla ainda a disponibilização de “tempo de trabalho” de trabalhadores, inicialmente para o apoio administrativo e financeiro, posteriormente para funções de caráter de maior especificidade, assim como o apoio na construção de plataformas informáticas para gestão dos serviços oferecidos pela CUP.

Para além do apoio pedido à UP, a CUP contará com o suporte financeiro dos seus associados através de quotas mensais e outros donativos ou patrocínios.



::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 
Divulgue os seus eventos e projetos através do e-mail: noticias@fe.up.pt. Saiba mais sobre os nossos serviços no site dos SICC.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2018 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2018-12-17 às 08:11:15 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais