Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Horário de Verão Biblioteca
Você está em: Início > Cursos/CE > Unidade de Formação Contínua > FITUR
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Cursos

Formação ITUR (Infraestruturas de Telecomunicações em Loteamentos, Urbanizações e Conjuntos de Edifícios) - Habilitante

CANDIDATURAS Até 07 de maio de 2018 em Candidaturas de Ingresso

Formação habilitante para efeitos de inscrição na ANACOM nos termos do art.º 77º, nº1 do DL 123/2009 modificado e reescrito pela Lei 47/2013 de 10 de Julho e pelo DL  92/2017 de 31 de julho.

Objetivos:

Os objetivos da formação passam por dotar os estudantes com as competências necessárias à execução de projetos ITUR de complexidade média, contacto com materiais e técnicas construtivas, necessárias à atividade de projetistas e instaladores ITUR, cumprindo as normas técnicas em vigor (Manual ITUR de Novembro de 2014 publicado pela ANACOM). São contempladas fundamentalmente as áreas de redes de tubagem e localização das infraestruturas de subsolo das ITUR Públicas e Privadas, estas últimas com abordagem supletiva em redes de transmissão de televisão por cabo, em RF, a transmissão sobre fibras óticas e sobre cabos balanceados de pares de cobre.

Programa

1. Informações de carácter geral sobre as ITUR públicas e privadas
1.1. Objetivos das ITUR
1.2. Contexto regulamentar e normativo
1.3. Arquitetura de rede e fronteiras
2. Dispositivos e materiais ITUR
2.1. Tubagem
2.2. Cablagem (ITUR Privadas)
3. Projeto ITUR
3.1. Condicionantes, documentação geral e procedimentos administrativos;
3.2. Projeto da rede tubagens;
3.3. Projeto das redes de cabos;
3.4. ITUR de grande dimensão – utilização de sub-repartidores
3.5. Elaboração e preenchimento de documentação técnica para projeto ITUR e termo de responsabilidade
3.6. Ligação à Terra
4. Instalação
4.1. Condições de estabelecimento das obras nomeadamente de sinalização e segurança
4.2. Rede de tubagem – agrupamento, CV, valas, pedestais, etc.
4.3. Rede de cablagem – pares de cobre, coaxiais, e fibra ótica
4.4. Ligação à Terra
4.5. Segurança e saúde
5. Caso Prático – Elaboração de projeto ITUR privada de grande dimensão [Trabalho Autónomo]
6. Ensaios da rede de tubagens e das redes de cablagem
7. Procedimento de Avaliação das ITUR
8. Avaliação final

Destinatários:

Engenheiros e Engenheiros Técnicos, membros da OE ou da OET, não considerados por estas associações como tendo habilitação para o desempenho da atividade de projetistas e instaladores ITUR, e que pretendam iniciar a atividade profissional nesta área mas que evidenciem competências na área de Projeto e Instalação em ITED (Infraestruturas de Telecomunicações em Edifícios) reconhecida pela Ordem dos Engenheiros, Ordem dos Engenheiros Técnicos ou pela frequência com aproveitamento da correspondente formação Habilitante em ITED, devidamente credenciada por estas entidades e pela ANACOM.

Condições de acesso:
Formação 1º ciclo pós-Bolonha, Licenciatura ou bacharelato pré-Bolonha. Experiência de trabalho em CAD. Caso este pré-requisito não se cumpra poderá ser obrigatória a frequência de um módulo específico nesta área.

Podem ainda candidatar-se Engenheiros e Engenheiros Técnicos não Membros da OE ou da OET e estudantes finalistas da licenciatura ou mestrado em Engenharia desde que tenham frequentado com aproveitamento formação Habilitante em ITED, devidamente credenciada por aquelas entidades e pela ANACOM. Neste caso só poderão exercer a atividade de projetista e instaladores ITUR depois da inscrição na respetiva Ordem Profissional (OE ou OET).

Avaliação:
A avaliação durante o período letivo tem um peso de 50% na classificação final e o exame outros 50%.
A avaliação contínua é definida pela nota de frequência, na qual o estudante é avaliado com base no desenvolvimento, entrega e defesa de quatro projetos de uma urbanização grande (rede de tubagens, rede de distribuição de pares de cobre, rede de distribuição de cabo coaxial RF e rede de distribuição de fibras óticas.
A prova de exame contém duas partes: uma, visando avaliar os conhecimentos teóricos; outra, com exercícios de aplicação prática.

Créditos: 6 ECTS

Duração: 162 horas (35 horas letivas)

Datas:
1ª edição: 22 de janeiro a 08 de fevereiro de 2018 (segundas, terças e quintas)
2ª edição: 04 a 21 de junho de 2018

Horário: 2ª 3ª e 5ª das 19h às 23h

Local: FEUP

Participantes: 18 (máximo) e 17 (mínimo).

A seleção dos candidatos e a sua seriação serão feitas com base, nas habilitações académicas e por análise curricular.

Custo: 370¤ (Este valor inclui a emissão de 1 certidão)

Desconto: 10% para membros da Ordem do Engenheiros, no caso de pagamento a título individual.

Contactos:
Gabinete de Educação Contínua
Sala: A208

Email: gec@fe.up.pt
Telefone: +351 22 508 1412

Dados Gerais

Docente Responsável: José Rui da Rocha Pinto Ferreira
Sigla: FITUR
Tipo de curso/ciclo de estudos: Unidade de Formação Contínua
Início: 2015/2016
Duração: 35 Horas

Planos de Estudos

Edições

Diplomas

  • Formação ITUR (Infraestruturas de Telecomunicações em Loteamentos, Urbanizações e Conjuntos de Edifícios) - Habilitante (6 Créditos ECTS)

Áreas Científicas Predominantes

Recomendar Página Voltar ao Topo