Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Programa FEUP Buddy
Você está em: Início > Cursos/CE > Mestrado > MESHO
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Cursos

Mestrado em Engenharia de Segurança e Higiene Ocupacionais

Curso:

O plano de estudos compreende uma componente letiva de 90 ECTS e uma dissertação com 30 ECTS, em duas áreas principais:

-Tecnologia

-Segurança e Emergência

O Grau de Mestre é obtido após conclusão e aprovação da dissertação numa destas duas áreas e permite requerer o Certificado de Competências Profissionais (CPP) de Técnico Superior em Segurança e Higiene do Trabalho (TSSHST) junto da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

Objetivo Principal:

O curso de Mestrado em Engenharia de Segurança e Higiene Ocupacionais tem por objetivo:

  • Formar quadros superiores, detentores das competências e capacidades necessárias para desenvolver, coordenar e controlar as atividades de prevenção e proteção contra riscos profissionais nos diversos sectores da atividade económica.

Condições de acesso:

É admitida a candidatura aos licenciados de qualquer área científica. É, no entanto, efetuada uma análise curricular caso a caso, para verificação da adequabilidade da preparação científica. Pode ser exigida a comparência em entrevista.

Horários:

Chamamos a atenção que o horário do MESHO é tendencialmente pós-laboral (de 2ª a 6ª feira das 18:00 às 22:00h) à exceção das disciplinas de opção que, por serem da escolha do candidato poderão ser em horário diurno. Estão ainda previstas algumas aulas ao sábado de manhã.

Unidade Curriculares Opcionais:

O estudante poderá escolher  entre as unidades curriculares (UC) opcionais, de acordo com os seguintes critérios:

 Tecnologia

1º ano

Obter aprovação a:

  • mínimo de 24 créditos e máximo de 26,5 créditos
  • mínimo de 0 créditos e máximo de 18 créditos do 2º ciclo da Universidade do Porto
2ºano

Obter aprovação a:
  • mínimo de 12 créditos e máximo de 14,5 créditos
  • mínimo de 0 créditos e máximo de 12 créditos do 2º ciclo da Universidade do Porto

Essa escolha está condicionada à aprovação por parte do Tutor do curso.

Segurança e Emergência:

1º Ano
Obter aprovação a:

  • mínimo de 24 créditos e máximo de 26,5 créditos
  • mínimo de 0 créditos e máximo de 12 créditos do 2º ciclo da Universidade do Porto

2º Ano
Obter aprovação a:

mínimo de 12 créditos e máximo de 12 créditos


Plano de estudos do Curso

 


Objetivos

O MESHO é um ciclo de estudos de carácter multidisciplinar, centrado nas abordagens da engenharia, mas com contribuições de outras áreas do conhecimento como a psicologia e as ciências da saúde. Os objetivos definidos são:
•Formar quadros superiores, detentores das competências e capacidades necessárias para desenvolver, coordenar e controlar as atividades de prevenção e proteção contra riscos profissionais, nos diversos setores da atividade económica;
•Contribuir para o desenvolvimento de investigação numa área técnica e cientifica multidisciplinar e,
simultaneamente, socialmente sensível;
•Posicionar a FEUP como líder nacional numa área do conhecimento em rápido desenvolvimento a nível nacional, contribuindo para a visibilidade internacional do nosso país neste domínio.
Para concretizar estes objetivos, está estruturado em dois ramos: tecnologia e segurança e emergência.
Possui uma estrutura curricular com 48 ECTS em UCs obrigatórias, 30 ECTS em UCs opcionais e 42 para dissertação.

Áreas de Especialização

Tecnologia da Segurança.

Competências Profissionais

No final do mestrado os estudantes, devem ser capazes de corresponder com proficiência a objetivos de ordem científica e profissional tais como:
1. Colaborar na definição da política geral da empresa relativa à prevenção de riscos e planear e implementar o correspondente sistema de gestão;
2. Desenvolver processos de avaliação de riscos profissionais;
3. Conceber, programar, desenvolver, gerir e avaliar medidas de prevenção e de proteção;
4. Coordenar tecnicamente as atividades de segurança e higiene no trabalho, assegurando o
enquadramento e a orientação técnica dos profissionais da área da segurança e higiene no trabalho;
5. Participar na organização do trabalho nas fases de projeto, construção e usufruto;
6. Gerir o processo de utilização de recursos externos nas atividades de prevenção e de proteção;
7. Assegurar a organização da documentação necessária à gestão da prevenção na empresa;
8. Promover a informação e a formação dos trabalhadores e demais intervenientes nos locais de trabalho;
9. Promover a integração da prevenção nos sistemas de comunicação da empresa, preparando e disponibilizando a necessária informação específica;
10. Dinamizar processos de consulta e de participação dos trabalhadores;
11. Desenvolver as relações da empresa com os organismos da rede de prevenção.
A verificação da operacionalização dos objetivos e verificação do seu grau de cumprimentos é efetuada através da avaliação das competências técnicas e científicas dos estudantes nas diferentes UC’s, incluindo a dissertação.

Saídas Profissionais

Tecnico Superior de Segurança e Saúde do Trabalho, nível 7.


Informações

Informações

Os candidatos com cursos com uma duração superior a 3 anos que pretendam equivalências devem, no final do formulário de candidatura, dizer que “sim” e anexar os certificados, conteúdos e cargas horárias das disciplinas efetuadas no curso de origem e para as quais pretendem equivalência. 

Numerus Clausus:

Curso de Mestrado: 50 vagas (1º e 2º ano. Destas, 20 destinam-se a detentores de CCP em SHT).

  • 1ª Fase – 30 vagas (1º e 2º ano. Destas, 15 destinam-se a detentores de CCP em SHST).
  • 2ª Fase - 15 (1º e 2º ano. Destas, 5 destinam-se a detentores de CCP em SHST)+ vagas sobrantes da 1.ª fase, caso existam.

O número mínimo de inscrições para o funcionamento do curso de mestrado é 20 (vinte).

Propinas:

(Em breve disponível)

Período de Candidaturas:

1ª FASE:

De 11 dezembro 2017 até 17 janeiro 2018 Apresentação das candidaturas
31 janeiro 2018 Afixação dos resultados provisórios
De 1 a 15 fevereiro 2018 Audiência prévia
22 fevereiro 2018 Afixação dos resultados definitivos
De 23 fevereiro até 15 março 2018 Apresentação de reclamações
22 março 2018 Publicação da decisão de reclamações
De 1 a 12 março 2018 Realização de matrículas
De 19 a 26 março 2018 Colocação de suplentes
29 de março 2018 Vagas sobrantes
Até 12 março 2018 Pedido de creditação de formação anterior / experiência profissional
Até 3 de Abril 2018 Publicação dos resultados da creditação
Até 10 dias úteis após publicação do resultado da creditação Alteração da inscrição resultante do processo de creditação

 


2ª FASE:

De 18 janeiro até 4 maio 2018 Apresentação das candidaturas
25 maio 2018 Afixação dos resultados provisórios
De 28 maio até 8 junho 2018 Audiência prévia
18 junho 2018 Afixação dos resultados definitivos
De 19 junho até 9 julho 2018 Apresentação de reclamações
16 julho 2018 Publicação da decisão de reclamações
De 25 junho até 6 julho 2018 Realização de matrículas
De 11 a 16 julho 2018 Colocação de suplentes
19 julho 2018 Vagas sobrantes
Até 6 julho 2018 Pedido de creditação de formação anterior / experiência profissional
Até 27 julho 2018 Publicação dos resultados da creditação
Até 10 dias úteis após publicação do resultado da creditação Alteração da inscrição resultante do processo de creditação

3ª FASE:

De 7 maio até 6 agosto 2018 Apresentação das candidaturas
5 setembro 2018 Afixação dos resultados provisórios
De 6 a 19 setembro 2018 Audiência prévia
21 setembro 2018 Afixação dos resultados definitivos
De 24 setembro até 15 outubro 2018 Apresentação de reclamações
22 outubro 2018 Publicação da decisão de reclamações
De 24 a 28 setembro 2018 Realização de matrículas
De 8 a 17 outubro 2018 Colocação de suplentes
Até 28 setembro 2018 Pedido de creditação de formação anterior / experiência profissional
Até 22 outubro 2018 Publicação dos resultados da creditação
Até 10 dias úteis após publicação do resultado da creditação Alteração da inscrição resultante do processo de creditação

OBS: os candidatos serão avisados do resultado das candidaturas para o email fornecido na candidatura.
*As candidaturas para estudantes do Brasil também podem ser efetuadas acedendo à apresentação de candidaturas.

FEUP – Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Rua Dr. Roberto Frias, 4200-465 Porto
Tel.: (+351) 225 081 929 (14h00-20h00)
Fax: (+351) 225 081 448
E-mail: mesho@fe.up.pt


Comentários

Condições de acesso e ingresso:
De acordo com o Artigo n.º 8 do Regulamento do ciclo de estudos, podem candidatar-se ao acesso ao
ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos
organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este
Processo;
c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os
objetivos do grau de licenciado pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de
ensino superior onde pretendem ser admitidos;
d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando
capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico estatutariamente competente do
estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos.

Critérios de seriação

Os critérios de seriação são definidos por ciclo de estudos (consultar informação de cada ciclo de estudos).

Notas:

1 - Na 1.ª e na 2.ª fase serão admitidos apenas os candidatos com nota de seriação igual ou superior a 14 valores (escala numérica 0-20) e que apresentem documentação que prove que concluíram as habilitações necessárias para efeitos do concurso*.
A comissão científica do ciclo de estudos poderá definir, para efeitos de seriação, uma nota de seriação superior à mencionada.
Nota de seriação: Resultado obtido pela aplicação da fórmula de cálculo prevista nos critérios e métodos de seriação.
 
2 - Na 3.ª fase serão aceites para seriação candidatos que tenham concluído ou venham a concluir o curso até ao final do prazo de candidatura*. Caso ainda não disponham da certidão de conclusão de curso, será aceite declaração de compromisso de honra em como concluíram as habilitações necessárias para efeitos do concurso. 
A matrícula será condicionada à apresentação da respetiva certidão.

* Exceto os ciclos de estudos cuja abertura de funcionamento contemple outras condições de admissão.

 

Documentos a entregar

  • Documento de identificação (Bilhete de Identidade/Cartão de Cidadão/Passaporte) ou declaração contendo os dados de identificação (obrigatório);
  • Certidão de conclusão de um curso superior (obrigatório);
    - Na 3.ª fase e fases seguintes de candidaturas, caso já tenha concluído o curso mas não tenha ainda a respetiva certidão de conclusão, deve apresentar declaração indicando data de conclusão e média final previsível, ficando a sua matrícula condicionada à apresentação da respetiva certidão nas datas publicadas; 
    - Para habilitações obtidas no estrangeiro ver nota (1);
  • Certidão de unidades curriculares do estabelecimento do ensino superior em que obteve aprovação com indicação do regime (semestral ou anual) e nº de unidades de crédito/ECTS. (obrigatório);
    - A matrícula ficará condicionada à apresentação da respetiva certidão nas datas publicadas; 
    - Estudantes UP poderão digitalizar e anexar informação do percurso académico; 
    - Para habilitações obtidas no estrangeiro ver nota (1);
  • Curriculum vitae (Obrigatório);
  • Cartas de recomendação;
  • Fotografia (opcional).

(1) Notas para candidatos provenientes do ensino superior estrangeiro:

Os documentos deverão ser autenticados pelos serviços consulares ou embaixadas de Portugal com sede no país a que a habilitação diz respeito ou com Apostilha de Haia (para os países que aderiram à Convenção de Haia). O mesmo deve acontecer relativamente às traduções, obrigatórias, de documentos cuja língua original não seja a portuguesa, espanhola, francesa ou inglesa.

Para além destes documentos, poderão ser solicitados documentos específicos em cada ciclo de estudos (informação disponível no processo de candidatura).

Os documentos podem ser submetidos não autenticados na fase de candidatura. No entanto, os candidatos colocados que tenham algum documento pendente no processo de candidatura (por exemplo, certidões não autenticadas) só poderão efetuar a matrícula mediante a entrega/envio desse documento.

Emolumentos

candidatura está sujeita ao pagamento, não reembolsável, de 55 euros.

Procedimento para geração de Referências Multibanco: 
1. Clicar na imagem Associar referência MB para pagamento associada ao emolumento de candidatura.
2. Confirmar os dados apresentados e clicar em "Atribuir", ficando automaticamente com a referência associada (nota: as referências multibanco poderão demorar algum tempo a serem geradas). 
3. Clicar em "voltar à conta corrente" para ver a referência gerada.

No caso de pagamentos efetuados a partir do estrangeiro, deverá realizar uma transferência bancária, com as despesas por conta do ordenante, utilizando os dados do documento anexo
Seguidamente deverá enviar o comprovativo da transferência para acesso.ingresso@fe.up.pt, com os seguintes dados:
- Nome, morada, país, número de identificação fiscal.

Notas: 
- Após a data limite para apresentação das candidaturas os candidatos dispõem de mais 5 dias para garantir o pagamento do correspondente emolumento, condição necessária para que a candidatura se torne efetiva. Terminado esse prazo, serão indeferidas liminarmente as candidaturas cujos emolumentos não tenham sido pagos.
- Os candidatos excluídos ou não colocados (suplentes) numa fase e que pretendam candidatar-se a outra fase terão de apresentar nova candidatura e pagar os respetivos emolumentos.

Procedimentos

Procedimento para submissão da candidatura

  1. Escolha o ciclo de estudos/curso e o regime de acesso pretendido (Concursos de Ingresso).
  2. Selecione “Apresentar a candidatura”. Se já é estudante da FEUP, terá de se validar com o utilizador e senha de estudante. Se não for estudante da FEUP ser-lhe-á solicitado que preencha o formulário de pedido de utilizador. As credenciais (utilizador e senha) serão enviadas para o e-mail que indicar no formulário.
  3. Preencha o formulário de candidatura e anexe os documentos solicitados. Nota: os campos a vermelho são de preenchimento obrigatório.
  4. Submeta a candidatura. Se ao tentar submeter for detetado um erro (ex.: campos obrigatórios por preencher), o sistema emite uma mensagem de alerta.
    Se a informação for submetida com sucesso, deverá verificar todos os dados introduzidos e confirmar ou editar os dados.
  5. Após confirmação da submissão da candidatura, verá informação para pagamento do respetivo emolumento por referência multibanco. No caso de pagamentos efetuados a partir do estrangeiro, deverá consultar a informação da secção Emolumentos (ver acima).
  6. Qualquer problema que tenha na submissão da candidatura deverá ser reportado para acesso.ingresso@fe.up.pt, durante o prazo para apresentação das candidaturas, ou no dia útil seguinte ao término das mesmas.

Procedimento para consulta do estado da candidatura

  1. Valide-se no sistema de informação com o utilizador e senha que utilizou na candidatura;
  2. Clique sobre o seu nome;
  3. Selecione o ano letivo da(s) candidatura(s) submetida(s);
  4. Nas opções que aparecem no lado direito da página selecione “Candidaturas de Ingresso”.

Procedimento para efetuar o pedido de reconhecimento/creditação

  1. No formulário de candidatura, no campo "Pretende efetuar um pedido de creditação", coloque “Sim”.
  2. Após submissão da candidatura, nas opções do lado direito da página, em Reconhecimentos, selecione "Criar/Editar" e insira o pedido.
  3. O pedido de reconhecimento/creditação (opcional) está sujeito ao pagamento, não reembolsável, dos emolumentos indicados na Tabela de Emolumentos da UP e Despacho n.º7/2016 do Diretor da FEUP.
Procedimento para realização da matrícula 

Este procedimento será disponibilizado através de um link na página inicial da FEUP, no início do prazo de matrículas.


Legislação Aplicável

 


Contactos

FEUP – Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Rua Dr. Roberto Frias, 4200-465 Porto
Edifício F, Sala 211
Tel.: (+351) 225 081 929 (14h00-20h00)
E-mail: mesho@fe.up.pt

Dados Gerais

Código Oficial: 6090
Diretor: João Santos Baptista
Sigla: MESHO
Grau Académico: Mestre
Tipo de curso/ciclo de estudos: Mestrado
Início: 2005/2006
Duração: 2 Anos

Planos de Estudos

Diplomas

  • Mestrado em Engenharia de Segurança e Higiene Ocupacionais - Tecnologia (120 Créditos ECTS)
  • Mestrado em Engenharia de Segurança e Higiene Ocupacionais - Segurança e Emergência (120 Créditos ECTS)
  • Curso de Mestrado em Engenharia de Segurança e Higiene Ocupacionais - Tecnologia (90 Créditos ECTS)
  • Curso de Mestrado em Engenharia de Segurança e Higiene Ocupacionais - Segurança e Emergência (90 Créditos ECTS)

Áreas Científicas Predominantes

Recomendar Página Voltar ao Topo