Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Formação regular da Biblioteca |fevereiro a maio
Você está em: Início > EIC0041
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Dissertação

Código: EIC0041     Sigla: DISS

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Temas Multidisciplinares

Ocorrência: 2014/2015 - 2S

Ativa? Sim
Página Web: https://paginas.fe.up.pt/~mieic/dissert/ano1415/sem2/
Unidade Responsável: Departamento de Engenharia Informática
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIEIC 74 Plano de estudos a partir de 2009/10 5 - 30 28 810

Docência - Horas

Teóricas: 1,00
Orientação Tutorial: 0,50
Tipo Docente Turmas Horas
Teóricas Totais 1 1,00
Luís Filipe Pinto de Almeida Teixeira 1,00
Orientação Tutorial Totais 80 40,00
Ana Paula Cunha da Rocha 0,75
Daniel Augusto Gama de Castro Silva 1,00
João Carlos Pascoal Faria 0,50
João Pedro Carvalho Leal Mendes Moreira 1,00
José Luís Cabral Moura Borges 0,50
Manuel Alberto Pereira Ricardo 0,50
Luís Filipe Pinto de Almeida Teixeira 0,50
Rui Filipe Lima Maranhão de Abreu 2,00
Ademar Manuel Teixeira de Aguiar 2,00
Dirk Christian Elias 0,50
João António Correia Lopes 1,50
Rui Pedro Amaral Rodrigues 0,50
Ana Cristina Ramada Paiva 1,50
António Miguel Pontes Pimenta Monteiro 2,50
Carlos Manuel Milheiro de Oliveira Pinto Soares 1,25
Sérgio Sobral Nunes 0,50
Maria Teresa Magalhães da Silva Pinto de Andrade 1,00
João Tiago Pinheiro Neto Jacob 0,25
Jorge Alves da Silva 0,25
Jorge Manuel Gomes Barbosa 0,25
Maria Teresa Galvão Dias 1,25
Vera Lucia Miguéis Oliveira e Silva 1,00
Rui Carlos Camacho de Sousa Ferreira da Silva 1,50
Daniel Cardoso de Moura 0,25
António Fernando Vasconcelos Cunha Castro Coelho 1,25
Rosaldo José Fernandes Rossetti 2,00
Eugénio da Costa Oliveira 0,50
Hélder Filipe Pinto de Oliveira 0,25
Hugo José Sereno Lopes Ferreira 0,25
Sérgio Reis Cunha 0,50
Rui Alexandre Salgado Carreira 0,50
Rui Luis Nogueira Penha 0,25

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

1- ENQUADRAMENTO Nos termos do estipulado em normas específicas da FEUP, a caracterização de Dissertação é a seguinte: • Trabalho individual de investigação e desenvolvimento, conducente à elaboração de uma dissertação de natureza científica sobre um tema da área de conhecimento do curso, ou visando a integração e aplicação à resolução de problemas complexos de engenharia de conhecimentos, competências e atitudes adquiridos ao longo do curso. • Pode ser um trabalho de investigação ou de desenvolvimento tecnológico e aplicação, envolvendo meios experimentais e/ou de simulação, que promova o desenvolvimento de capacidades de iniciativa, de decisão, de inovação, de pensamento criativo e crítico, num contexto de trabalho individual ou em grupo. • Deve envolver a análise de situações novas, a recolha de informação pertinente, o desenvolvimento e seleção ou conceção das metodologias de abordagem e dos instrumentos de resolução do problema proposto, a sua resolução, o exercício de síntese e elaboração de conclusões, e a preparação de uma dissertação pertinente sujeita a apresentação pública e discussão dos resultados. • Pode ser realizado em ambiente académico ou académico e empresarial. Neste caso os objetivos, natureza e forma de acompanhamento do trabalho devem ser objeto de acordo prévio entre o estudante e os orientadores por parte da Faculdade e da empresa, validado pelo Diretor do Curso, que garanta a satisfação dos objetivos de natureza científica e pedagógica da unidade curricular, e proteja eventuais questões de confidencialidade por parte da empresa/instituição de acolhimento. 2- OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Promover o desenvolvimento de capacidades de iniciativa, de decisão, de inovação, de pensamento criativo e crítico, num contexto de trabalho individual. • Desenvolver um trabalho individual de investigação e desenvolvimento; • Elaborar uma dissertação de natureza científica. 3- CONHECIMENTO PRÉVIO • Área de conhecimento tecnológico do curso, • Conhecimentos, competências e atitudes adquiridos ao longo do curso. 4- DISTRIBUIÇÃO PERCENTUAL • Componente Científica: 40% a 60% • Componente Tecnológica 40 a 60% 5- RESULTADOS DA APRENDIZAGEM No final da unidade curricular, os estudantes deverão demonstrar capacidade de: • Análise de situações novas com recolha de informação pertinente; • Desenvolvimento e seleção ou conceção das metodologias de abordagem e dos instrumentos de resolução do problema proposto; • Resolução de problemas, com o consequente o exercício de síntese e elaboração de conclusões; • Preparação de uma dissertação pertinente, a ser sujeita a apresentação pública e discussão dos resultados.

Resultados de aprendizagem e competências

Trabalho individual de investigação e desenvolvimento, conducente à
elaboração de uma dissertação de natureza científica sobre um tema da
área de conhecimento do curso, ou visando a integração e aplicação à
resolução de problemas complexos de engenharia de conhecimentos,
competências e atitudes adquiridos ao longo do curso.
O trabalho pode ser de investigação ou de desenvolvimento tecnológico e
aplicação, envolvendo meios experimentais e/ou de simulação, que promova
o desenvolvimento de capacidades de iniciativa, de decisão, de inovação, de
pensamento criativo e crítico, num contexto de trabalho individual ou em
grupo.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

• Identificação de um problema a resolver • Pesquisa do estado-da-arte respetivo • Análise de potenciais soluções • Desenvolvimento de uma solução • Avaliação da solução desenvolvida • Escrita do relatório de dissertação

Bibliografia Obrigatória

Martha Davis; Scientific Papers and Presentations. ISBN: 0-12-206370-8
Committee on Science, Engineering, and Public Policy; On Being a Scientist: Responsible Conduct in Research file, National Academies Press, 2009. ISBN: 0-309-11971-5
R. S. WAZLAWICK; Metodologia de Pesquisa para Ciência da Computação, Elsevier, 2009. ISBN: 978-85-352-3522

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Trabalho individual de investigação e desenvolvimento, podendo ser realizado em ambiente académico ou académico/empresarial. Neste caso os objetivos, natureza e forma de acompanhamento do trabalho devem ser objeto de acordo prévio e de permanente monitorização através de reuniões entre o estudante, o orientador por parte da FEUP e o responsável pelo acompanhamento dos trabalhos na empresa.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Defesa pública de dissertação, de relatório de projeto ou estágio, ou de tese 100,00
Total: 100,00

Obtenção de frequência

Classificação igual ou superior a 10 em 20.

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação a efectuar pelo júri, realiza-se sobre as componentes Trabalho Desenvolvido, Relatório e Apresentação Pública de acordo com: CL = 50%.TD + 30%.R + 20%.AP Tópicos a considerar na avaliação de cada uma das componentes: TD – AVALIAÇÃO DO TRABALHO DESENVOLVIDO: • Autonomia do estudante • Dificuldade do trabalho proposto • Profundidade do trabalho realizado • Relevância/impacto, na instituição, dos resultados obtidos • Método de trabalho • Volume e qualidade de trabalho produzido • Integração do estudante em grupos de trabalho R – AVALIAÇÃO DO RELATÓRIO DE DISSERTAÇÃO: • Análise crítica do estado da arte e do trabalho desenvolvido • Estrutura e desenvolvimento lógico • Utilização adequada de figuras, algoritmos e outras ilustrações • Resumo, introdução e conclusão • Apresentação global do documento • Citações e referências • Ortografia e outros aspectos gramaticais AP – AVALIAÇÃO DA APRESENTAÇÃO PÚBLICA: • Apresentação do trabalho e resultados • Organização e conteúdos da apresentação • Profissionalismo e postura • Discussão • Grau de segurança e confiança nas respostas dadas • Nível de conhecimentos demonstrado

Provas e trabalhos especiais

Não aplicável

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Idêntica à dos restantes estudantes.

Melhoria de classificação

Não há lugar a melhoria de classificação (Regulamento geral para avaliação dos discentes de primeiros ciclos, de ciclos de estudos integrados de mestrado e de segundos ciclos da U.Porto).

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-22 às 20:44:30 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais