Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Formação regular da Biblioteca |fevereiro a maio
Você está em: Início > EEC0010
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Circuitos

Código: EEC0010     Sigla: CIRC

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências Fundamentais e da Electrotecnia

Ocorrência: 2011/2012 - 2S

Ativa? Sim
Página Web: https://www.fe.up.pt/si/conteudos_geral.conteudos_ver?pct_pag_id=1639&pct_parametros=p_ano_lectivo=2006/2007-y-p_cad_codigo=EEC0010-y-p_periodo=2S
Unidade Responsável: Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIEEC 449 Plano de estudos de Transição a partir de 2010/11 1 - 7 77 189
Plano de estudos oficial 1 - 7 77 189

Língua de trabalho

Português

Objetivos

O objetivo principal da unidade curricular de Circuitos é fornecer aos alunos formação básica em análise de circuitos elétricos lineares. Os alunos devem também adquirir a capacidade de aplicar as leis básicas da teoria da eletricidade a circuitos de corrente contínua e de corrente alternada, em regime transitório e permanente sinusoidal.
Para o efeito os alunos devem adquirir as competências e demonstrar a incorporação dos resultados de aprendizagem seguintes:
1.Descrever e explicar os conceitos, características e propriedades das grandezas elétricas fundamentais (carga, tensão, corrente), e dos dispositivos passivos e ativos em modelos de circuitos elétricos (resistência, capacidade, indutância, fontes de tensão e corrente, constantes e controladas).
2.Identificar e distinguir as leis básicas aplicáveis a circuitos elétricos, bem como os métodos de análise e de simplificação de circuitos que usam essas leis.
3.Equacionar, explicar, resolver circuitos elétricos em corrente contínua e em regime comutado (transitório e permanente).
4.Descrever e explicar os conceitos de fasor e de impedância/admitância, e aplicá-los na análise de circuitos em regime permanente sinusoidal.
5.Identificar, caracterizar e operar com as noções de potência em geral, e de potência complexa, aparente, ativa e reativa.
6.Adquirir e desenvolver capacidades de montagem, teste e medida de circuitos elétricos em situações laboratoriais reais, bem como de descrição e análise dos resultados.

Programa

Análise de circuitos de corrente contínua (DC): Conceitos gerais. Grandezas e leis eléctricas fundamentais. Métodos de análise de circuitos. Bobinas e Condensadores. Circuitos RL e RC de primeira ordem.
Análise de circuitos de corrente alternada (AC): Conceitos gerais. Sinais sinusoidais. O conceito de fasor e relações fasoriais para elementos R, L e C. Impedâncias e admitâncias. Resposta sinusoidal em regime permanente. Cálculo de potência em regime sinusoidal permanente. Quadripolos.

Bibliografia Obrigatória

Nilsson, James W.; Electric circuits. ISBN: 0-13-127760-X

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

A leccionação da disciplina desenvolve-se em três tipos distintos de aulas: teóricas, teórico-práticas, práticas (laboratoriais).
Os alunos estão divididos em dois grupos, que doravante são designados por A e B, aos quais se aplicam regras de funcionamento diferenciadas.
Pertencem ao grupo A os alunos cujo código se inicia por 11; estes alunos devem obrigatoriamente inscrever-se numa das turmas 1 a 12 (T/TP/P ). Pertencem ao grupo B todos os restantes alunos; estes alunos, caso não pretendam manter a frequência que tenham obtido em 2010/11, devem inscrever-se nas turmas 13 a 18 (T/TP).
Aulas teóricas: exposição formal da matéria, sempre que possível acompanhada da resolução de exemplos ilustrativos.
Aulas teórico-práticas: resolução de problemas seleccionados, realizada pelo docente (grupo A: 1 hora/semana; grupo B: 2 horas/semana).
Aulas práticas: estas aulas decorrem em laboratório, tendo por objectivo o contacto dos alunos com os componentes e instrumentos mais comuns, bem como a verificação prática do funcionamento de alguns circuitos DC e AC; as aulas têm a duração de 2 horas e ocorrem com periodicidade aproximadamente quinzenal (apenas grupo A).

Palavras Chave

Ciências Tecnológicas > Engenharia > Engenharia electrotécnica

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Descrição Tipo Tempo (Horas) Peso (%) Data Conclusão
Participação presencial (estimativa) Participação presencial 70,00
Mini-teste 1 Exame 2,00 2012-04-11
Mini-teste 2 Exame 2,00 2012-05-23
Exame final Exame 3,00 2012-07-20
Total: - 0,00

Componentes de Ocupação

Descrição Tipo Tempo (Horas) Data Conclusão
Estudo Distribuído Estudo autónomo 75 2012-06-01
Estudo para exame final Estudo autónomo 24 2012-07-13
Total: 99,00

Obtenção de frequência

Obtêm frequência à disciplina:
- os alunos que não excedam o limite legal de faltas (25% do número de aulas teórico-práticas), ou seja, 3 aulas (grupos A e B).
- para além da condição anterior, os alunos do grupo A que não excedam o limite legal de faltas nas aulas de laboratório (25%, ou seja, 2 aulas laboratoriais).
- os alunos que tenham frequência na disciplina de Circuitos em 2010/2011 e que desejem mantê-la; neste caso, os alunos não podem inscrever-se nas turmas teórico-práticas, nem tampouco podem realizar qualquer prova de avaliação distribuída.

Fórmula de cálculo da classificação final

A classificação final (CF) obtém-se combinando a classificação do exame (AE, cotação de 20 valores) e a nota de avaliação distribuída (AD) usando as seguintes fórmulas:
Para os alunos do grupo A: CF = AE*(12/20) + AD.
Para os alunos do grupo B: CF = AE*(14/20) + AD
Notas finais superiores ou iguais a 19 valores ficam condicionadas à realização de uma prova oral adicional.
O exame será comum para todos os alunos (grupos A e B), podendo ter uma questão distinta para cada um dos grupos, esta incidindo sobre aspectos da prática laboratorial, dos conceitos de medida e de análise frequencial, para os alunos do grupo A.
A nota de avaliação distribuída (AD) será a soma das notas obtidas em 2 mini-testes (MT1 e MT2), cada um com a valorização máxima de 3 valores (grupos A e B), e ainda a classificação dos relatórios das aulas laboratoriais (2 valores, grupo A).
Os mini-testes são individuais, sem consulta e serão realizados nos dias 11 de abril e 23 de maio.

Provas e trabalhos especiais

Serão realizados dois mini-testes (grupos A e B).
Serão realizados pelo menos 5 trabalhos laboratoriais, cuja avaliação global (relatórios e desempenho em aula) contará para a avaliação distribuída (grupo A).

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Os alunos dispensados de frequência (não inclui DA's) serão avaliados através da realização de uma prova escrita do tipo exame final cotada para 20 valores.
Os alunos do grupo A que estejam dispensados de frequência (por exemplo, TE's) terão que executar um dos cinco trabalhos laboratoriais (por sorteio), como complemento à nota do exame final, neste caso cotado para 18 valores.
Os alunos do grupo B que estejam dispensados de frequência (por exemplo, TE's) não poderão realizar qualquer prova de avaliação distribuída.

Melhoria de classificação

A melhoria da classificação final será feita através da realização de uma prova escrita de avaliação global, do tipo exame, cuja cotação é de 20 valores. A componente distribuída da avaliação não será considerada para o cálculo da nota de melhoria de classificação.

Observações

As competências e resultados de aprendizagem são essencialmente avaliados nas seguintes atividades:

•Escolha múltipla (minitestes e exame?) – 1, 2 e, parcialmente, 3, 4 e 5
•Resposta aberta (exame) – 3, 4, 5 e, parcialmente, 6
•Laboratório (relatórios e atividade laboratorial) – 6 e, parcialmente, 3, 4 e 5

HORÁRIO DE ATENDIMENTO
---------------------------------

A. J. Padilha
segunda-feira: 09h30-11h00; terça-feira: 15h00-16h30; quinta-feira: 14h30-17h00

José Carlos Alves
quarta-feira: 9:00-12:00; quinta-feira: 14:00-15:30

Joaquim J. Costa
Segunda-feira: 10:00 -> 11:30; 14:00 -> 15:30
Quarta-feira: 9:00 -> 12:00; 14:00 -15:30

Jaime S. Cardoso
quarta-feira: 9:00-10:00;
sexta-feira: 11:00-12:00

Luís Corte-Real
quarta-feira: 14:00-15:00;
sexta-feira: 14:00-15:00
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-25 às 04:57:12 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais