Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FCUP
Você está em: Início > Notícias > Estudantes da FCUP dinamizaram trilho matemático pelo Porto
Autenticação




Mapa das Instalações
FC6 - Departamento de Ciência de Computadores FC5 - Edifício Central FC4 - Departamento de Biologia FC3 - Departamento de Física e Astronomia e Departamento GAOT FC2 - Departamento de Química e Bioquímica FC1 - Departamento de Matemática

Informações

Estudantes da FCUP dinamizaram trilho matemático pelo Porto

Atividade realizada em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Ermesinde



Há Matemática pela cidade invicta e foi o que provaram estudantes do Mestrado em Ensino de Matemática no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Secundário da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), que aproveitaram um percurso turístico para dinamizar atividades didáticas inspiradas em alguns marcos do Porto. Na tarde desta terça-feira, dinamizaram um trilho matemático na cidade do Porto com alunos da Turquia, Islândia e Finlândia e alunos da Escola Secundária de Ermesinde, com idades compreendidas entre os 11 e os 19 anos. 

"Eu e o meu colega Paulo Santa Ovaia pensamos em várias atividades que compuseram um trilho matemático pela cidade do Porto no âmbito da Unidade Curricular Didática I do primeiro semestre do ano passado", começa por contar André Kingwell. 

Os dois futuros professores de matemática aproveitaram agora o estágio na Escola Secundária de Ermesinde, sob orientação de Raul Aparício, e a oportunidade que surgiu com um projeto de Erasmus+ em que a escola está envolvida, para pôr à prova as atividades pensadas. 

"Foi um desafio termos de as traduzir para Inglês, mas ao mesmo tempo foi uma forma destes jovens ficarem a conhecer também vários espaços da cidade do Porto", explica André. O trilho matemático teve no seu trajeto vários pontos de passagem entre a Ponte da Arrábida e a Ponte D.Luís I, como a Ribeira ou o Museu do Carro Elétrico. "Desafiamos os participantes a colocarem a área das janelas do Museu do Carro Elétrico para saber que quantidade de vidro fumado seria necessária para se deixar de ver de fora para dentro", exemplifica. 

A ajudar estes estudantes na atividades, estiveram também os colegas Bárbara Freitas e Bruno Morais, que estão a estagiar na Escola Filipa de Vilhena, no Porto. 

Entre professores do Ensino Secundário, monitores da atividade e alunos, participaram nesta atividade cerca de 40 pessoas, que aproveitaram também a visita ao Porto para conhecer a FCUP e o Planetário do Porto. 
 

fotos-trilhos-montagem







Divulgue os seus eventos e projetos | comunica@fc.up.pt  


Renata Silva. SICC. 10-03-2022
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Ciências da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2013-10-23 I  Página gerada em: 2022-06-25 às 16:16:03 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias