Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FCUP
Você está em: Início > Notícias > Estudantes da FCUP descobrem nova espécie de lagarto angolano
Autenticação




Mapa das Instalações
FC6 - Departamento de Ciência de Computadores FC5 - Edifício Central FC4 - Departamento de Biologia FC3 - Departamento de Física e Astronomia e Departamento GAOT FC2 - Departamento de Química e Bioquímica FC1 - Departamento de Matemática

Informações

Estudantes da FCUP descobrem nova espécie de lagarto angolano

Trabalho em colaboração com o Museu de História Natural e da Ciência da U.Porto


Tem cerca de 12 cm de comprimento, é colorido e dá nas vistas. Trata-se de uma nova espécie de lagarto angolano cuja descrição resulta de um estudo (e também de uma expedição) que contou com o trabalho de estudantes de doutoramento em Biodiversidade, Genética e Evolução da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP). Chama-se Acanthocercus ceriacoie e foi batizado em homenagem a Luís Ceríaco, o Curador-Chefe do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC-UP).

Recentemente revelada num artigo publicado na revista científica Zootaxa – com o título: All in all it’s just another branch in the tree: A new species of Acanthocercus Fitzinger, 1843 (Squamata: Agamidae), from Angola. -, esta nova espécie de lagarto angolano pertence ao género Acanthocercus. 

Os exemplares utilizados na descrição em causa foram recolhidos no Parque Nacional da Cangandala, na Província de Malanje, localizada no centro de Angola, no âmbito de um projeto que tem como objetivo o levantamento dos anfíbios e répteis de Angola. Um deles está depositado na coleção de zoologia do Museu de História Natural e da Ciência da U.Porto. 

As expedições começaram em 2013 e decorrem até aos dias de hoje. O Acanthocercus ceriacoie foi coletado pela equipa em 2015, sendo que, na altura, não se sabia “que se tratava de uma espécie nova para a ciência”, explica Mariana Marques, estudante de doutoramento na FCUP, que colabora com o MHNC-UP e líder do estudo que levou à descrição desta nova espécie de lagarto angolano.

No total, foram identificadas “14 espécies de anfíbios e 19 de répteis”. Deste trabalho, resultou a publicação da “primeira lista de espécies de anfíbios e répteis do parque e a produção de um booklet sobre a diversidade de espécies do parque”.

Segundo a também investigadora do BIOPOLIS/ CIBIO InBIO, a espécie foi dedicada a Luís Ceríaco, Curador-Chefe do MHNC-UP, “como forma de reconhecimento pelo trabalho que tem vindo a desenvolver com a biodiversidade africana”, bem como pela “dedicação que tem tido para uma nova geração de estudantes portugueses e angolanos”.

Para além de Mariana Marques, fizeram parte deste projeto Bruna Santos e Diogo Parrinha, ambos estudantes de doutoramento na Faculdade de Ciências da U.Porto, BIOPOLIS/ CIBIO InBIO, a desenvolver projetos no MHNC-UP, assim como outros investigadores internacionais dos EUA, Angola e Alemanha.

Ler notícia completa no portal Notícias U.Porto.


lagarto angolano




Divulgue os seus eventos e projetos | comunica@fc.up.pt   


Renata Silva. SICC. 03-03-2022

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Ciências da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2013-10-23 I  Página gerada em: 2022-06-30 às 12:03:05 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias