Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > Notícias > Eles vão representar Portugal numa competição para jovens cientistas
Mapa das Instalações
FC6 - Departamento de Ciência de Computadores FC5 - Edifício Central FC4 - Departamento de Biologia FC3 - Departamento de Física e Astronomia e Departamento GAOT FC2 - Departamento de Química e Bioquímica FC1 - Departamento de Matemática

Eles vão representar Portugal numa competição para jovens cientistas

Projeto ATMOS


O que têm em comum João Carvalho, Klára Sofia Varga e Sara Couto? Todos são estudantes de 1.º ano da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) e são os autores do “ATMOS”. Este projeto, desenvolvido ainda enquanto alunos do Colégio Luso-Francês, vai representar Portugal na final da competição International Online Science Project Competition "INTOC Global", que decorre de 30 de maio a 3 junho. 

Nesta iniciativa, organizada por investigadores de várias universidades e centros de investigação como o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), o CERN (Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear) e a Universidade de Stanford, participaram 180 equipas de 21 países que disputaram um lugar na final em cinco áreas científicas: Ciências da Vida, Engenharia, Matemática, Ambiente e Ciências Sociais.

O projeto ATMOS – que contou com a colaboração de Rita Rocha, então professora dos estudantes, e também alumna da FCUP – pretende quantificar a retenção de material particulado nas paredes verdes arbóreas e, por outro lado, apresentar uma nova metodologia, para a calcular. O trabalho conta com o apoio científico da Universidade de Aveiro.

Mas esta não é a primeira vez que esta equipa é reconhecida pela sua investigação. Os jovens cientistas João Carvalho, Klára Sofia Varga e Sara Couto, estudantes de Bioquímica, Ciência de Computadores e Biologia, respetivamente, estiveram também em destaque no mês passado ao conquistar o 1.º Prémio na categoria de “Ciências Naturais” no Virtual Forum “Step into the Future” 2021, sediado em Moscovo, na Rússia.

Tudo começou em 2020 quando venceram a 28.ª edição do Concurso para Jovens Cientistas e Investigadores, promovido pela Fundação da Juventude em parceria com a Ciência Viva.

E não vão ficar por aqui. O ATMOS- Quantification of the Ecosystem Services provided by Living Green Walls for Atmospheric Pollutants Removal foi também apurado para representar Portugal na final europeia do Concurso EUCYS - European Union Contest for Young Scientists, que terá lugar em Salamanca, em setembro deste ano. rojeto que permita quantificar a retenção do material particulado.

Sobre o ATMOS

O projeto ATMOS parte da premissa de que anualmente, em Portugal, morrem prematuramente 6630 pessoas devido à poluição do ar, principalmente causada pelo tráfego automóvel, sendo o material particulado responsável por mais de 50% das estatísticas. 

Os amostradores desenvolvidos pelos estudantes têm uma capacidade de retenção deste material que vai avaliar o valor económico do serviço prestado ao ecossistema pelas paredes verdes arbóreas. A capacidade é de 2.5 de 738 g e corresponde a um valor de potencial económico de 1116 euros. Esta biomonitorização é, de acordo com os autores, uma metodologia alternativa de aquisição e análise de dados fácil e económica, face às existentes.

A qualidade do ar em meio urbano é uma das prioridades estratégicas da União Europeia, plasmada na ambição Zero Pollution do Green Deal.



atmos









Divulgue os seus eventos e projetos | comunica@fc.up.pt  



Renata Silva. SICC. 18-05-2021
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Ciências da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2022-07-18 I  Página gerada em: 2022-10-04 às 00:47:09 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias