Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FCUP
Você está em: Início > Oferta Formação > Mestrado > M:BBC

Mestrado em Bioinformática e Biologia Computacional

Propinas Consultar
Vagas   20
1ª Fase 2
2ª Fase 2
3ª Fase 16 + sobrantes
Nº Mínimo 10 estudantes
InformaçãoO curso/CE encontra-se acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES).

Objetivos

A Bioinformática e Biologia Computacional representam um novo campo de interface das revoluções em curso em Biologia e Ciência dos Computadores, constituindo uma área científica integrativa, com o objetivo de compreender mecanismos fundamentais subjacentes aos problemas biológicos, quer na dimensão celular e molecular, quer na dimensão macro, incluindo desde organismos e populações ou espécies a ecossistemas e biomas, abordando questões relativas à genética, biologia de sistemas, ómicas, patologia, ecologia, evolução, epidemiologia, entre outras. Para responder a esta ambição, a estrutura curricular deste mestrado está organizada de forma aos estudantes adquirirem conhecimentos e competências transversais à matemática, computação, bioquímica e biologia, estas duas numa perspetiva informática. Esta interdisciplinaridade está concretizada neste ciclo de estudos através de um conjunto extenso e complementar de objectivos curriculares que incluem:
  1. Compreensão da estrutura das bases de dados biológicos e desenvolver competências na sua utilização, como por exemplo NCBI, GenBank, UniProt, Protein Data Bank, KEGG, BioCyc, REACTOME, BRENDA, SABIO-RK, JASPAR, ChEBI entre outras.
  2. Conhecimentos e competências na área dos mecanismos básicos de Biologia Molecular – como a expressão e regulação génica, redes de interação gene-gene e gene-proteína;
  3. Compreensão dos algoritmos básicos da bioinformática (de natureza probabilística e outros);
  4. Aquisição de competências em criação e programação de algoritmos bioinformáticos;
  5. Compreensão da utilidade das ferramentas bioinformáticas e da biologia computacional, na compreensão de fenomenologia biológica;
  6. Competências na modelação tridimensional de proteínas e moléculas biológicas, e simulação computacional das suas propriedades, com ênfase nas suas aplicações nas áreas de cariz biotecnológico, em particular na saúde;
  7. Conhecimentos e competências na manipulação de grandes bases de dados de compostos químicos com potencial atividade bioativa, e sua modelação no sentido de os converter em novos fármacos.

Estrutura do Curso

O ciclo de estudos é composto por:
  • Um curso de mestrado, não conferente de grau, constituído por um conjunto organizado de unidades curriculares a que correspondem 60 créditos ECTS. Confere um diploma de curso de mestrado em Bioinformática e Bioquímica Computacional (não conferente de grau);
  • Duas unidades curriculares opcionais (com 6 ECTS cada), um Projeto de Dissertação e uma Dissertação (ambos de natureza científica, original e especialmente realizadas para esse fim). Esta formação corresponde a 60 do total dos 120 créditos ECTS do ciclo de estudos e permitirá, após aprovação nas provas de defesa pública da dissertação, a obtenção do grau de mestre em Bioinformática e Biologia Computacional.

Horário e língua de ensino

Este 2º ciclo funciona num horário semanal diurno, estando os estudantes-trabalhadores salvaguardados pelos direitos e deveres que constam do regulamento da Universidade do Porto para os 2º ciclos. Espera-se que este 2º ciclo possa ser uma porta aberta à internacionalização, pelo que as aulas poderão ser ministradas em Inglês. Além disso, existem elementos do corpo docente estrangeiros que não sendo fluentes em Português leccionarão em Inglês.

Saídas Profissionais

    O mestrado em Bioinformática e Biologia Computacional pretende formar profissionais com aptidões para a inovação e criação de conhecimento científico, nas suas vertentes fundamental e aplicada, na emergente área de interface entre a informática e a biologia. No final do ciclo de estudos, os formandos estarão qualificados para integrarem equipas multidisciplinares de investigação avançada, mas também constituirão uma bolsa de profissionais especializados que possam reforçar o potencial competitivo de empresas de perfil tecnológico, respondendo aos desafios actuais da sociedade nos domínios da inovação e desenvolvimento, nomeadamente nas tecnologias da saúde, biotecnologia, ambiente, indústrias alimentares e farmacêuticas.

Condições de Acesso

  • Licenciatura nas áreas de Biologia, Química, Bioquímica, Ciência dos Computadores, Física, Matemática ou áreas afins, com um mínimo de 72 ECTS nas áreas científicas da Biologia e Bioquímica, ou nas áreas científicas da Matemática e Ciência dos Computadores.
  • Só serão admitidos candidatos(as) que tenham concluído, ou estejam em condições de concluir antes da matrícula, um dos 1º ciclos referidos no ponto 1 com a classificação mínima de 12 valores.
  • Poderão ser admitidos candidatos que pelo currículo académico, científico ou profissional, a Comissão Científica do Curso reconheça reunir os requisitos necessários para a realização deste ciclo de estudos.

Nota – Para os candidatos não detentores de grau à data da candidatura, mas que reúnam as condições de o concluir até à data de inscrição no ciclo de estudos, deverá ser feita evidência da média curricular à data da candidatura (que terá de ser igual ou superior a 12 valores).

Critérios de Seleção e Seriação

  • Média de licenciatura (*) ou média ponderada das unidades curriculares no momento da candidatura. (60%)
  • Adequação do candidato ao ciclo de estudos (20%) – Pontuado com 1 a 3 valores para licenciados em Biologia e Bioquímica em função do número de ECTS realizados na área de Ciência dos Computadores ou Matemática (só foram contabilizadas os ECTS para além das obrigatórias 12 ECTS de M previstas dos planos de estudos de Biologia/Bioquímica, sendo adoptado o seguinte critério: ≤ 6 ECTS = 1; > 6 ≤ 12 ECTS = 1,5; > 12 ≤ 18 ECTS = 2; > 18 ECTS = 3); 3 a 4 valores para licenciados em Ciência dos Computadores, Matemática ou Física em função do número de ECTS realizados na área das ciências biológicas; 0 a 1 valor para outras licenciaturas ou áreas afins em função do número de ECTS realizados na área de Ciência dos Computadores ou Matemática.
  • Avaliação Curricular (20%) – Ponderado com 0 a 4 valores em função do currículo académico e científico do candidato tendo em conta a formação pós-graduada anterior considerando o número de ECTS realizados nas áreas de Ciência dos Computadores e de Matemática, e o currículo científico do candidato, através de indicadores bibliométricos do Scopus, comunicações em reuniões científicas, participação em projectos de investigação, experiência profissional e outros dados considerados pertinentes pela Comissão Científica do Curso (foi adoptado o seguinte critério: conclusão de um mestrado na área das ciências biológicas ou áreas afins = 1; mestrado incompleto com ano curricular concluído = 0,5; referências vagas a participação em projectos ou comunicações sem que possa ser confirmado não foi considerado; comunicações sob a forma de poster em congressos internacionais = 0,1; comunicações orais em congressos internacionais = 0,2; autoria em publicações em jornais internacionais indexados fora da área da BBC = 0,75 ; co-autoria em publicações em jornais internacionais indexados fora da área da BBC = 0,5; a valoração de publicações em periódicos indexados fora da área de BBC não deve ultrapassar os 2,0 valores)

(*) Média de licenciatura – média das classificações obtidas nas unidades curriculares, ponderada pelos créditos ECTS ou pelas respectivas cargas horárias e arredondada às décimas. Na instrução da candidatura devem ser apresentadas Certidões com as unidades curriculares realizadas e respectivas ECTS ou cargas horárias.

Crittério de desempate
  • Média da classificação do conjunto das unidades curriculares que definem o mínimo de 72 ECTS das áreas utilizadas para determinar o perfil curricular do candidato (Biologia/Bioquímica ou Matemática/Ciência dos Computadores).
  • Classificação mais elevada de uma das unidades curriculares da área complementar (Biologia/Bioquímica ou Matemática/Ciência dos Computadores) à utilizada para determinar o perfil curricular do candidato, i.e. o definido pelo mínimo de 72 ECTS nas áreas de Biologia/Bioquímica ou Matemática/Ciência dos Computadores.

Informações


Contactos

Diretor do Curso: m.bbc.diretor@fc.up.pt
Secção de Pós-Graduação: pos.graduacao@fc.up.pt
Estudantes do curso: m.bbc@fc.up.pt

Dados Gerais

Código Oficial: 6888
Diretor: Fernando Tavares
Sigla: M:BBC
Grau Académico: Mestre
Tipo de curso/ciclo de estudos: Mestrado
Início: 2018/2019
Duração: 4 Semestres

Planos de Estudos

Diplomas

  • Mestrado em Bioinformática e Biologia Computacional (120 Créditos ECTS)
  • Curso de Mestrado em Bioinformática e Biologia Computacional (não conferente de grau) (60 Créditos ECTS)

Áreas Científicas Predominantes

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Ciências da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2018-12-20 I  Página gerada em: 2019-04-18 às 16:26:26