Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FCUP
Você está em: Início > Oferta Formação > Mestrado > M:BFBP > Informação para Candidatos

Mestrado em Biologia Funcional e Biotecnologia de Plantas

Dados Gerais

Código Oficial: M802
Sigla: M:BFBP

Diplomas

  • Mestrado em Biologia Funcional e Biotecnologia de Plantas (120 Créditos ECTS)
  • Curso de Mestrado em Biologia Funcional e Biotecnologia de Plantas (60 Créditos ECTS)

Unidades Curriculares

Biologia da Reprodução

BIOL4015 - ECTS

Biologia Molecular de Plantas

BIOL4009 - ECTS

Esta UC dá a conhecer aos estudantes as abordagens moleculares, genómicas, bioquímicas, de biologia celular e computacionais para entender a fisiologia e desenvolvimento das plantas a nível molecular. São abordadas também as aplicações biotecnológicas potenciadas pelas ferramentas moleculares.

Biotecnologia da Madeira

BIOL4005 - ECTS

Compreender como crescem as árvores, a relação entre a estrutura da madeira e as propriedades específicas dos seus derivados; conhecer e aplicar os métodos de identificação de madeiras; compreender a importância da madeira enquanto recurso natural e matéria industrial e a sua importância nas diferentes sociedades.

 

Biotecnologia de Algas e Cianobactérias

BIOL4003 - ECTS

Desenho Experimental

B4059 - ECTS

Manipulação de DNA

BIOL4001 - ECTS

Melhoramento Genético de Plantas

BIOL4016 - ECTS

Aplicar os conhecimentos de fisiologia vegetal e de biologia no incremento do rendimento das culturas.  

Conhecer a importancia dos recursos geneticos como fonte de seleccao, conhecer os métodos de conservação dos recursos genéticos e conhecer os principais bancos de germoplasma nacionais e internacionais.

Conhecer a importância da componente genética na produção agricola.

Ensinar métodos (de delineamento experimental e de campo) para limitar a variação ambiental de forma a permitir uma selecção genética eficaz.


Dar a conhecer os métodos de selecção diferencial para espécies de reprodução sexuada (plantas autogâmicas e alogâmicas) e de reprodução assexuada, tendo em consideração as diferentes formas de limitar a influência do ambiente. Saber como usar os métodos clássicos e de biologia molecular para melhorar a componente genética.

Conhecer metodologias de selecção mais eficientes, conjugando os métodos clássicos de seleção com as novas tecnologias de genotipagem e fenotipagem, de forma a garantir um desenvolvimento mais célere de cultivares de elevada qualidade e produtividade para fazer face ao aumento de 70% da produção até 2050, segundo a Declaration of World Summit on Food Security de 2009.

Regulação Molecular da Expressão Génica

BIOL4006 - ECTS O objetivo geral deste curso é dar aos estudantes uma compreensão mais profunda de como ocorre a regulação da expressão dos genes das plantas eucariontes, incluindo todos os eventos moleculares que decorrem desde a regulação da atividade promotora até à tradução do mRNA, passando pela regulação da estabilidade e durabilidade do mRNA e todos os eventos celulares que lhe são subjacentes (splicings, regulação pelo RNA de interferência (RNAi) e os vários mecanismos citoplasmáticos de controlo pós-transcrição). Como competências e resultados de aprendizagem, pretende-se que os estudantes se tornem capazes de compreender os mecanismos moleculares subjacentes à produção, manutenção e eficiência da tradução de mRNAs, tornando-se assim conscientes das necessidades, cuidados e estratégias a ter em vários procedimentos como, por exemplo, a produção de plantas geneticamente modificadas, ou a análise de acumulação de transcritos e/ou dos produtos por eles codificados.

Respostas e Adaptações ao Stress

BIOL4004 - ECTS

Objetivos - aquisição de conhecimentos sobre os processos fisiológicos e bioquímicos subjacentes aos danos causados por stresses abióticos e bióticos e sobre as respostas de aclimatação e de adaptação das plantas; identificar estratégias para aumentar a tolerância das plantas a diferentes tipos de stresse.
Após conclusão da UC, o estudante deverá ser capaz de:

- compreender aspetos da fisiologia das plantas envolvidos nas interações planta-meio

- reconhecer a influência do clima e solo nas plantas

 - explicar como fatores ambientais podem ser responsáveis por graves situações de stresse

- reconhecer as principais respostas e adaptações das plantas a diferentes situações de stresse

- conhecer os principais mecanismos fisiológicos e bioquímicos que protegem as plantas contra stresses

- compreender, desenhar e estabelecer condições que permitam o uso de determinado tipos de plantas na limpeza ambiental

- compreender a importância da UC para a resolução de problemas ambientais

Biotecnologia de Plantas Aromáticas e Medicinais

BIOL4013 - ECTS

Com esta UC pretende-se dotar os estudantes com conhecimentos sólidos sobre as potencialidades de plantas aromáticas e medicinais (PAM) para obtenção de produtos de elevado valor acrescentado por processos biotecnológicos específicos. Para este desiderato são traçados os seguintes objetivos:

(a) Perceção dos mecanismos de defesa das plantas contra fatores ambientais abióticos e bióticos adversos baseados em metabolitos secundários;

(b) Perceção das aplicações dos metabolitos secundários baseadas nas respetivas atividades biológicas;

(c) Compreensão das capacidades e limitações de produção de metabolitos secundários de elevado valor económico por culturas de células, tecidos e órgãos vegetais;

(d) Compreensão das diversas técnicas e metodologias que envolvem culturas de plantas aromáticas e medicinais para produção biotecnológica de compostos de elevado valor comercial, designadamente:
d.1 – culturas em meio sólido e em meio líquido em sistema “batch” e em sistema contínuo, com recurso a bioreatores;
d.2 – técnicas de elicitação;
d.3 – técnicas envolvendo DNA recombinante;
d.4 – processos de imobilização de moléculas, células, meristemas e embriões somáticos;
d.5 – processos de produção de sementes artificiais;
d.6 – processos de conservação / criopreservação.

Biotecnologia de Sementes

BIOL4050 - ECTS

Biotecnologia Verde

BIOL4054 - ECTS

A unidade curricular (UC) tem por objetivo geral desenvolver competências na criação de projetos de utilização das plantas para fins biotecnológicos, integrando uma componente teórica e uma forte componente de apresentação de casos de estudos e projectos, nacionais e internacionais, em desenvolvimento nessa área.

A UC tem por objetivo específico dar a conhecer as potencialidades e multifuncionalidades das coberturas verdes e capacitar os estudantes para a utilização dos diferentes materiais e possibilidades de aplicação destes sistemas no contexto atual de mitigação e adaptação às alterações climáticas.

É ainda objectivo específico da UC dar a conhecer os conceitos básicos em fitoremediação, os vários fatores bióticos e abióticos que podem limitar o sucesso dos processos de bio/fitoremediação e as especificidades de cada sistema.

Faz parte dos objectivos específicos desta UC a compreensão de fitotecnologias baseadas na interação entre plantas e microrganismos que melhoram o desempenho das plantas utilizadas para a recuperação de solos degradados e no aumento da produtividade vegetal, soluções sustentáveis com o objetivo de aumentar a produtividade das plantas e, ao mesmo tempo, reduzir as taxas de aplicação de fertilizantes químicos.

Será também objectivo da UC a apresentação de vários modelos de biomarcadores, baseados em plantas transgénicas, usadas com sucesso na biomonitorização de poluentes, os benefícios e possíveis desvantagens desses sistemas e ideias novas para as futuras gerações de fitosensores.

Após conclusão da UC, o estudante deve ser capaz de:

- Compreender a importancia das plantas como formas tecnologicas de preservação e remediação do meio ambiente (Biotecnologia verde).

- Classificar e caracterizar os diferentes tipos de coberturas verdes e identificar as suas vantagens ambientais/ecológicas, sociais e económicas.

- Estar capacitados para uma correta escolha e seleção dos sistemas e matérias para execução de coberturas verdes

- Compreender os principios gerais da utilização das plantas para fins de bioremediação de águas residuais ou solos e compreender as metodologias e tecnologia associada à estruturação de uma fitoetar.

- Compreender as bases teóricas inerentes à produção de biossensores e conhecer as aplicações atuais de alguns biosensores

- Conhecer as potencialidades de microorganismos com biofertilizantes e melhoradores da qualidade dos solos.

- Identificar diferentes tipos de fitotecnologias.

Desenvolvimento e Sinalização

BIOL4002 - ECTS

Constitui objetivo desta UC a compreensão das vias de transdução de sinais que nas plantas coordenam a expressão génica com o desenvolvimento e com as respostas das plantas às condições ambientais, constituindo a base da regulação da sua fisiologia e desenvolvimento ou seja da sua Biologia Funcional.

Nesta UC é também pretendido que os estudantes entrem em contacto com a investigação que se desenvolve na UP na área da Biotecnologia e Biologia Funcional de Plantas, orientando-os quanto à escolha do seu tema de dissertação.

Após conclusão da unidade curricular, o estudante deverá ser capaz de:

- compreender os princípios gerais da transdução de sinais em plantas

- reconhecer as vias de sinalização intervenientes em alguns processos fisiológicos que ocorrem durante o desenvolvimento ou em resposta a alguns fatores ambientais

 - compreender a interação entre diferentes vias de sinalização

- conhecer metodologias e tecnologia usadas na investigação na área da Biologia Funcional de Plantas.

Fitopatologia e Protecção de Culturas

BIOL4007 - ECTS

Genómica Funcional (Abordagem Bioinformática)

BIOL4012 - ECTS

Gestão de Projeto

BIOL4011 - ECTS

A unidade curricular tem por objetivo desenvolver competências na área da criação de novos projectos empresariais na área das ciências da vida, integrando uma componente teórica e uma forte componente prática. A apresentação e discussão de conceitos e metodologias, terá como objectivo a sua aplicação na validação do potencial de mercado de um projecto empresarial concreto na área das biociências, criado pelos estudantes.

No final da unidade curricular, os estudantes devem:

  1. Compreender os desafios do processo de criação, validação e arranque de novos projectos empresariais;
  2. Conhecer as diferentes áreas funcionais da gestão e a forma como se interligam na definição estratégia de uma startup de base tecnológica.
  3. Ser capazes de aplicar um conjunto de conceitos, métodos e ferramentas de gestão à análise, discussão e execução de projectos empresariais de conhecimento intensivo na área das ciências da vida.
Ser capazes de desenvolver trabalho em equipa.

Laboratório de Biotecnologia

BIOL4010 - ECTS

Micologia Aplicada

BIOL4024 - ECTS

Estudar alguns dos cogumelos mais importantes para o homem, na sua vertente alimentar e medicinal, tanto nos seus aspetos biológicos, como aplicados e tecnológicos.

Realizar algumas experiências práticas e laboratoriais ilustrativas dos temas teóricos abordados.

Dissertação

BIOL4019 - ECTS

Estágio

BIOL4020 - ECTS

Projeto de dissertação

BIOL4017 - ECTS

A UC projecto tem como objectivo fundamental o desenvolvimento teórico daquele que deverá vir a constituir o projecto de investigação conducente à elaboração da dissertação de mestrado. Nesta UC será desenvolvido no estudante aptidões e competências para a elaboração de um projecto científico com uma forte componente experimental numa área adequada ao âmbito do CE.

Projeto de estágio

BIOL4018 - ECTS

A UC projecto de estágio tem como objectivo fundamental o desenvolvimento teórico daquele que deverá vir a constituir o projecto de estágio conducente à elaboração do relatório de estágio de mestrado. Nesta UC será desenvolvido no estudante aptidões e competências para a elaboração de um projecto científico com uma forte componente experimental numa área adequada ao âmbito do CE.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Ciências da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-25 às 17:22:10