Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > Vias de ingresso

Vias de ingresso

Com as alterações introduzidas no Ensino Superior (Processo de Bolonha) para garantir a qualificação dos portugueses no espaço europeu, passaram a existir 3 graus que foram adotados pela FCNAUP:
- Licenciatura (1º ciclo de estudos);
- Mestrados (2º ciclo de estudos);
Doutoramentos (3º ciclo de estudos);
Na conclusão da Licenciatura na FCNAUP o estudante terá que ter realizado 240 ECTS. No Mestrado 120 ECTS e nos Doutoramentos terá que ter realizado 180 ECTS.
 

CANDIDATURAS A CURSOS CONFERENTES DE GRAU

1.1. Licenciatura em Ciências da Nutrição

1.1.1. Candidaturas Via Direção Geral de Ensino Superior:

a) Regime Geral

1.1.2. Candidaturas Via Escola:

a) Concurso especial - Estudante internacional
b) Concurso para Maiores de 23 anos
c) Concurso especial -Titulares de Outros Cursos Superiores
d) Concurso de Mudança de Par Instituição/Curso
e) Concurso de Reingresso

1.2. Mestrados

1.3. Doutoramentos

CANDIDATURAS A CURSOS NÃO CONFERENTES DE GRAU
Por favor consulte: 
https://sigarra.up.pt/fcnaup/pt/web_base.gera_pagina?P_pagina=1024130 

__________________________________________________________________

1.1.1. Candidaturas Via Direção Geral de Ensino Superior (Concurso Nacional de Acesso e Ingresso ao Ensino Superior)
Regime Geral 

A candidatura ao ensino superior público é feita anualmente através de um concurso nacional organizado pela Direção-Geral do Ensino Superior.
A direção de todo o processo relacionado com avaliação da capacidade para a frequência, bem como com a fixação dos critérios de seleção e seriação dos candidatos à matrícula e inscrição no ensino superior, compete à Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior.

Para concorrer é necessário:
- Ser titular de um curso de ensino secundário, ou de habilitação legalmente equivalente;
- Realizar, ou ter realizado nos últimos dois anos, os exames nacionais correspondentes às provas de ingresso exigidas para os diferentes cursos e instituições a que vai concorrer (no caso da Licenciatura em Ciências da Nutrição são: Biologia e Geologia + Física e Química);
- Não estar abrangido pelo estatuto do estudante internacional regulado pelo Decreto-Lei n.º 36/2014, de 10 de março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho.

Em relação a cada par instituição/curso deve ser obtida em cada prova de ingresso, bem como na nota de candidatura, uma classificação igual ou superior à mínima fixada. Para a Licenciatura em Ciências da Nutrição:

As classificações mínimas são:
Nota de candidatura: 100 pontos
Provas de ingresso: 100 pontos

Sendo a fórmula de cálculo:
Média do secundário: 50%
Provas de ingresso: 50%

Os candidatos podem concorrer às várias fases do concurso. De notar que aos estudantes colocados na 1.ª fase que concorram à 2.ª fase e nela sejam colocados é automaticamente anulada a colocação na 1.ª fase e, consequentemente, a matrícula e inscrição realizadas.
De igual modo, aos estudantes colocados nas 1.ª ou 2.ª fases que concorram à 3.ª fase e nela sejam colocados é automaticamente anulada aquela colocação e, consequentemente, a matrícula e inscrição realizadas.
 
1.1.2. Candidaturas Via Escola:
 
a) Concurso especial - Estudante internacional
Para efeitos deste concurso, é considerado estudante internacional aquele que não tem nacionalidade portuguesa. Não são abrangidos pela definição de estudante internacional (conforme art. 3.º do DL 36/2014 de 10 de março):
  1. a) Os nacionais de um Estado membro da União Europeia;
  2. b) Os que, não sendo nacionais de um Estado membro da União Europeia, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto do ano em que pretendem ingressar no ensino superior, bem como os filhos que com eles residam legalmente;
  3. c) Os que requeiram o ingresso no ensino superior através dos regimes especiais de acesso e ingresso regulados pelo Decreto-Lei n.º 393-A/99, de 2 de outubro, alterado pelo Decreto-Lei n.º 272/2009, de 1 de outubro.
  4. Não são igualmente abrangidos pelo disposto no n.º 1 os estudantes estrangeiros que se encontrem a frequentar uma instituição de ensino superior portuguesa no âmbito de um programa de mobilidade internacional para a realização de parte de um ciclo de estudos de uma instituição de ensino superior estrangeira com quem a instituição portuguesa tenha estabelecido acordo de intercâmbio com esse objetivo.
  5. O tempo de residência com autorização de residência para estudo não releva para os efeitos do disposto na alínea b) do n.º 2.
  6. Os estudantes que ingressem no ensino superior ao abrigo do disposto no presente diploma mantêm a qualidade de estudante internacional até ao final do ciclo de estudos em que se inscreverem inicialmente ou para que transitem.
  7. Excetuam-se do disposto no número anterior os estudantes internacionais que adquiram a nacionalidade de um Estado membro da União Europeia.
  8. A cessação da aplicação do estatuto de estudante internacional em consequência do disposto no número anterior produz efeitos no ano letivo subsequente à data da aquisição da nacionalidade.
b) Concurso para Maiores de 23 anos
O concurso especial abrange os estudantes que, cumulativamente:
- Sejam maiores de 23 anos;
- Não sejam titulares da habilitação de acesso ao ensino superior;
- Sejam titulares das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a sua frequência do ensino superior, realizadas na FCNAUP;
- Não estejam abrangidos pelo estatuto do estudante internacional regulado pelo Decreto-Lei n.º 36/2014, de 10 de março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho.

Provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos
A legislação não estabelece um limite máximo de idade para a inscrição e realização das provas, mas define um limite mínimo em que, para que o estudante se possa inscrever, tem de ter 23 anos completados até ao dia 31 de dezembro do ano em que antecede essa realização.
O processo para avaliação da capacidade para a frequência do estudante decorre na FCNAUP, cabendo-nos fixar o regulamento das provas, onde se estabelece, nomeadamente, prazos e regras de inscrição, critérios de classificação e de atribuição de classificação final, atendendo às componentes obrigatórias da avaliação fixadas na legislação - Regulamento das provas especialmente destinadas a avaliar a capacidade para a frequência da universidade do porto por Candidatos maiores de 23 anos:
a. Apreciação do currículo escolar e profissional do candidato;
b. Avaliação das motivações do candidato, realizada através de uma entrevista;
c. Realização de provas escritas de avaliação dos conhecimentos e competências considerados indispensáveis ao ingresso e progressão no curso.

As provas destinam-se à avaliação da capacidade para a frequência da Licenciatura em Ciências da Nutrição na Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação (FCNAUP) do estudante maior de 23 anos, sendo realizadas anualmente.
 

Na FCNAUP, as provas escritas incidem sobre as matérias lecionadas no 10.º e 11.º ano do Ensino Secundário de:

- Biologia e Geologia;

- Física e Química 

O candidato maior de 23 anos inscreve-se para a realização das provas na FCNAUP, nos prazos fixados por esta, a qual estabelece também as datas para a concretização das componentes da avaliação – anualmente é divulgado um Edital com esta informação no site da Faculdade.

A aprovação nas provas:

Produz efeitos para a candidatura ao ingresso, através do respetivo concurso especial, no par instituição/curso para que tenham sido realizadas. Isto é, após aprovação nas provas, será necessário que o candidato apresente candidatura ao Concurso para Maiores de 23 anos.
Validade: as provas são válidas no ano da sua realização, bem como durante 3 anos letivos subsequentes de acordo com o regulamento da UPorto e não concedem qualquer equivalência a habilitações escolares.

c) Titulares de Outros Cursos Superiores

O concurso especial abrange os estudantes que sejam:

- Titulares do grau de bacharel, licenciado, mestre ou doutor;

E que, cumulativamente:

- Reúnam as condições fixadas pela FCNAUP, devidamente aprovadas e divulgadas em www.fcna.up.pt;

- Não estejam abrangidos pelo estatuto do estudante internacional regulado pelo Decreto-Lei n.º 36/2014, de 10 de março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho.

Os critérios de seriação deste concurso são fixados anualmente pela FCNAUP sendo, por isso, divulgados depois de devidamente aprovados.

No concurso, a colocação dos candidatos em cada par instituição/curso é feita pela ordem decrescente da lista ordenada resultante da aplicação dos critérios de seriação respetivos, competindo à FCNAUP estabelecer as regras de desempate entre os candidatos e decidir sobre as candidaturas ao concurso especial.

O concurso especial – Titulares de Outros Cursos Superiores é realizado para a matrícula e inscrição num ano letivo e é válido para o ano letivo a que se refere.


d) Concurso de Mudança de par instituição/curso

A mudança de par instituição/curso é o ato pelo qual um estudante se matricula e ou inscreve em par instituição/curso diferente daquele(s) em que, em anos letivos anteriores, realizou uma inscrição, podendo ter lugar com ou sem interrupção de matrícula e inscrição numa instituição de ensino superior.


No âmbito do regime de mudança de par instituição/curso, a FCNAUP tem competência para preparar e desenvolver as ações relativas ao ingresso na Licenciatura em Ciências da Nutrição, nos termos fixados pela legislação, estabelecendo, nomeadamente, as condições habilitacionais a satisfazer para acesso à Licenciatura em Ciências da Nutrição e os critérios de seriação e desempate.


Os prazos em que devem ser praticados os atos no regime de mudança de par instituição/curso, em cada ano letivo, são também fixados pela FCNAUP e publicados em www.fcna.up.pt

Podem requerer a mudança para um par instituição/curso os estudantes que:

- Tenham estado matriculados e inscritos noutro par instituição/curso e não o tenham concluído;

- Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário (Biologia e Geologia + Física e Química) correspondentes às provas de ingresso fixadas para a Licenciatura em Ciências da Nutrição da FCNAUP, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso;

- Tenham, nesses exames, a classificação mínima de 100 pontos em cada uma das provas exigida pela FCNAUP, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso.

De notar que os exames nacionais podem ter sido realizados em qualquer ano letivo.

O regime de mudança de par instituição/curso aplica-se igualmente aos estudantes que tenham estado matriculados e inscritos em instituição de ensino superior estrangeira em curso definido como superior pela legislação do país em causa, e não o tenham concluído. Para estes titulares de cursos não portugueses as condições ”Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário (Biologia e Geologia + Física e Química) correspondentes às provas de ingresso fixadas para a Licenciatura em Ciências da Nutrição da FCNAUP, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso; Tenham, nesses exames, a classificação mínima (100 pontos em cada uma das provas) exigida pela FCNAUP, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso de realização de exames” pode ser satisfeita através da aplicação do artigo 20.º-A do Decreto-Lei nº. 296-A/98, de 25 de setembro, na sua redação atual.


A mudança de par instituição/curso técnico superior profissional, ou curso estrangeiro de nível correspondente não é permitida para ciclos de estudos de Licenciatura.

No ano letivo em que o estudante tenha sido colocado em par instituição/curso de ensino superior ao abrigo de qualquer regime de acesso e ingresso e se tenha matriculado e inscrito, não é permitida a mudança de par instituição/curso.


e) Concurso de Reingresso

O reingresso é o ato pelo qual um estudante, após interrupção dos estudos num par instituição/curso de ensino superior, se matricula na mesma instituição e se inscreve no mesmo curso ou em curso que lhe tenha sucedido.

O reingresso não está sujeito a limitações quantitativas.

Podem requerer o reingresso numa par instituição/curso os estudantes que:

- Tenham estado matriculados e inscritos nesse par instituição/curso ou em par que o tenha antecedido;

- Não tenham estado inscritos nesse par instituição/curso no ano letivo anterior àquele em que pretendem reingressar.

Os prazos em que devem ser praticados os atos no regime de reingresso, em cada ano letivo, são também fixados pela FCNAUP e publicados em www.fcna.up.pt

Os requerimentos fora do prazo de candidatura para o ano letivo, só podem ser aceites a título excecional, por motivos especialmente atendíveis, e desde que existam condições para a integração académica dos requerentes e ser-lhe-ão aplicados os emolumentos de candidatura e de atos fora de prazo.

1.2. Mestrados

Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:

  1. a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
  2. b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
  3. c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pela Comissão Científica do ciclo de estudos;
  4. d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para realização do ciclo de estudos pela respetiva Comissão Científica.

A Comissão Científica de cada Mestrado define quais as condições de ingresso que pretende considerar, restringindo ou detalhando as condições gerais acima indicadas.

As candidaturas são locais, tratadas diretamente na FCNAUP, e os Editais de candidatura são divulgados em www.fcna.up.pt

1.3. Doutoramentos

Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor:

  1. a) Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal;
  2. b) Os titulares de grau de licenciado, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica.
  3. c) Os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização do ciclo de estudos pela Comissão Científica.

A Comissão Científica de cada Doutoramento define quais as condições de ingresso que pretende considerar, restringindo ou detalhando as condições gerais acima indicadas.

As candidaturas são locais, tratadas diretamente na FCNAUP, e os Editais de candidatura são divulgados em www.fcna.up.pt

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2018-04-10 I  Página gerada em: 2020-09-28 às 21:06:32 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais