Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > LCN1105

Bioquímica

Código: LCN1105     Sigla: BIOQUI

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências Físicas
OFICIAL Ciências da Saúde

Ocorrência: 2021/2022 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Curso/CE Responsável: Licenciatura em Ciências da Nutrição

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
CNUP 112 Plano Oficial da Licenciatura 1 - 6 56 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria João dos Reis Conceição Martins de Almeida Ribeiro Regente
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2021-09-24.

Campos alterados: Objetivos, Métodos de ensino e atividades de aprendizagem, Fórmula de cálculo da classificação final, Observações, Obtenção de frequência, Programa, Avaliação especial

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Os contributos que cada um vai recebendo para a sua formação científica, profissional e humana não estão de modo algum confinados aos muros da escola. O principal agente dessa formação é sempre cada um de nós, que formula perguntas e vai encontrando respostas que integra de forma pessoal no conhecimento colhido de múltiplas fontes. A variedade destas fontes é cada vez mais vasta num mundo que, com os progressos constantes das tecnologias da informação, se assemelha cada vez mais a uma grande aldeia. Se noutros tempos a escola podia representar o papel de fonte privilegiada e incontestada de conhecimento, atualmente atribuir-lhe esse papel deixou de fazer sentido. O papel da escola e dos docentes é, no nosso ponto de vista, o de estimular e ajudar os estudantes na busca e na estruturação da sua própria formação, facilitando esse processo ao propor temas de estudo, que funcionam como etapas orientadoras dessa formação, e sugerir fontes, que estão validadas cientificamente por pares. A escolha desses temas e a profundidade com que são desenvolvidos não é um exercício abstrato, isento e rígido, mas antes resultante de um conjunto de opções discutíveis e continuamente reformuladas pelos novos desafios que a ciência vai propondo e também pela experiência pessoal dos docentes, quer na docência quer na investigação.

Sendo parte integrante do conjunto de temas propostos à reflexão dos estudantes durante a sua licenciatura em Ciências da Nutrição, a unidade curricular (UC) a que se convencionou chamar Bioquímica está muito próxima das UCs de Bioquímica do Metabolismo (também no primeiro ano da licenciatura) e de Integração e Regulação Metabólica (no segundo ano) que são da responsabilidade da mesma equipa docente (pertencente à Unidade de Bioquímica do Departamento de Biomedicina da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto). Assim, não se estranhará que a UC Bioquímica seja entendida por esta vasta equipa como uma sub-etapa (por sinal, a primeira) do processo de aquisição da linguagem própria da Bioquímica, do conhecimento dos seus métodos de estudo e das suas leis, moléculas e reações fundamentais. Nesta primeira sub-etapa colocamos particular ênfase (1) no estudo das estruturas químicas dos seres vivos e (2) no estudo de aspetos de Bioquímica Geral e Química Orgânica com particular interesse para a compreensão das transformações químicas próprias dos seres vivos e dos alimentos.

 

Resultados de aprendizagem e competências

No final desta UC, pretende-se que os estudantes tenham adquirido conhecimentos teóricos e/ou práticos que lhes permitam:

  • Identificar a diversidade da composição dos seres vivos,
  • Identificar, perceber e descrever (teórica e/ou laboratorialmente) as diferentes estruturas e características reacionais de moléculas presentes nos seres vivos e/ou alimentos, e
  • Perceber os mecanismos gerais de catálise e regulação enzímica.

Modo de trabalho

B-learning

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Não aplicável.

Programa

Estruturas e características reacionais de moléculas presentes nos seres vivos e/ou alimentos.

Grupos funcionais e funções químicas; reações características de identificação; estrutura dos glícidos, lípidos e proteínas; vitaminas; compostos inorgânicos; isomeria; glicosilação e glicação de proteínas e lípidos.

Química da água e o conteúdo mineral da água; equilíbrio ácido-base; matriz alimentar e alterações químicas dos alimentos.

Reações de oxidação-redução; cinética química e bioquímica; reações químicas; mecanismos gerais de catálise e regulação enzímica: enzimas e reações enzímicas. Fosfátase alcalina.

Membranas biológicas, transporte bioquímico e moléculas sinalizadoras.

 

 

Bibliografia Obrigatória

Nelson David L.; Lehninger Principles of Biochemistry. ISBN: 978-0-7167-7108-1
Patrick Graham L.; Beginning organic chemistry. ISBN: 0-19-855936-4
Jones Jr. Maitland; Organic chemistry. ISBN: 978-0-393-93713-8

Bibliografia Complementar

Thomas M. Devlin; Textbook of Biochemistry with Clinical Correlations, 2010
Brody Tom; Nutritional biochemistry. ISBN: 0-12-134836-9
Rodwell VW, Bender DA, Botham KM, Kennelly PJ, Weil PA; Harper's Illustrated Biochemistry

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

O ensino será ministrado em 4 h/semana/estudante:

  • 2 aulas teóricas de 1 h cada (durante 11 semanas), e
  • 1 aula prática de 2 h (durante 9 semanas).

 

Horários

  • Aulas teóricas:
    • 3ªs feiras das 11 h às 12 h, no auditório 0.103 na FCNAUP, e
    • 5ªs feiras das 11 h às 12 h, no auditório 0.103 na FCNAUP.
  • Três assuntos teóricos serão disponibilizados aos estudantes de um modo assíncrono [em forma de .ppt com som (Panopto)].
  • Uma aula teórica decorrerá sincronamente on-line (na plataforma Zoom), a 26.11.2021 (hora a combinar com os estudantes).

                                                                     
  • Aulas práticas:
    • No horário próprio de cada turma, no laboratório 2.204 na FCNAUP.

Todas as atividades pedagógicas serão desenvolvidas por toda a equipa docente sendo procurada a participação ativa de todos os estudantes.

Nas aulas teóricas serão feitas introduções aos diferentes assuntos do programa, será mostrado o interesse teórico e prático dos mesmos, equacionados os respetivos problemas, apontados os seus aspetos mais controversos e sugeridas pistas para o seu estudo.

Nas aulas práticas serão exploradas características químicas, estruturais e funcionais de diversas moléculas presentes nos seres vivos e/ou alimentos. Serão também exploradas formas de cálculo inerentes à preparação de soluções e a questões específicas para cada protocolo experimental.

A participação dos estudantes nas aulas práticas será integrada na valorização correspondente à avaliação contínua, para efeitos de classificação final, sendo considerados os seguintes parâmetros de avaliação: assiduidade e pontualidade, interesse em aprender, participação e preparação prévia das aulas.

Os estudantes terão de realizar 3 testes de avaliação intermédia (AI), respondendo a um conjunto de perguntas de escolha múltipla, sobre todos os assuntos (quer teóricos quer práticos).

As AIs decorrerão ao longo do semestre.

A distribuição dos temas para cada uma das AIs ocorrerá da seguinte forma:

  • AI1 : teóricas T1 a T7 + aulas práticas AP1 a AP3,
  • AI2: teóricas T8 a T11 + aulas práticas AP4 a AP6 + aulas teóricas assíncronas AS1 a AS3, e
  • AI3: teóricas T12 a T21 + aulas práticas AP7 a AP9 + aula teórica por Zoom.

 

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 15,00
Teste 85,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 106,00
Frequência das aulas 28,00
Trabalho laboratorial 28,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

Têm frequência à UC os estudantes que cumpram todos os seguintes requisitos:

  • Presença no mínimo a 75% das aulas práticas, o que equivale a um mínimo de 7 aulas, e
  • Classificação mínima de 10 valores em 20 na avaliação correspondente às aulas práticas.

Ou

  • No caso de estudantes com estatuto especial que optem por não frequentar as aulas práticas, classificação mínima de 10 valores em 20 na avaliação correspondente aos trabalhos escritos extra (composto pela resposta a pelo menos 75% dos formulários sobre as aulas práticas, o que equivale a um mínimo de 7 formulários).

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação será distribuída sem exame final.

Avaliação normal

Avaliação normal

a) 3 Testes de AI, com peso de 85%,

b) Avaliação contínua das aulas práticas, com peso de 15%.

As AIs serão compostas por perguntas de escolha múltipla, sobre todas as aulas teóricas e práticas, e serão realizadas nas seguintes datas:

  • AI1: 12.11.2021, às 14 h no Moodle (duração máxima de 1 h 15 min),
  • AI2: 17.12.2021, às 14 h no Moodle (duração máxima de 1 h 15 min),
  • AI3: época normal de exames, no Moodle (data e hora a designar oportunamente pela FCNAUP; duração máxima de 1 h 15 min).

      

Avaliação de recurso

Terão acesso ao exame de recurso todos os estudantes que obtenham frequência às aulas práticas (até 25% de faltas e classificação mínima de 10 valores em 20 na avaliação contínua das aulas práticas). No caso dos estudantes com dispensa das aulas práticas, o acesso ao exame de recurso está dependente da obtenção de classificação média mínima de 10 valores em 20 nos trabalhos escritos sobre as aulas práticas.

 

A avaliação de recurso será composta por:

a) Exame de recurso, com peso de 85%,

b) Avaliação contínua das aulas práticas, com peso de 15%.

 

O exame de recurso será composto por perguntas de escolha múltipla, sobre todas as aulas teóricas e práticas, e será realizado em data a designar oportunamente pela FCNAUP (duração máxima de 2,5 h).

 

Fórmula de cálculo da classificação final

Avaliação normal

CF = (0,23 x AI1 + 0,30 x AI2 + 0,32 x AI3) + 0,15 x AP

 

CF - classificação final (em 20 valores)

AI1 - nota do primeiro teste de avaliação intermédia (em 20 valores)

AI2 - nota do segundo teste de avaliação intermédia (em 20 valores)

AI3 - nota do terceiro teste de avaliação intermédia (em 20 valores)

AP - nota obtida no desempenho nas aulas práticas (em 20 valores) 

IMPORTANTE:

  • É obrigatória a realização das 3 AIs (AI1, AI2 e AI3) para aprovação à UC.
  • A obtenção de nota inferior a 8,0 (em 20 valores), sem arredondamento, em qualquer uma das AIs implica a reprovação à UC.
  • Classificação final mínima para aprovação à UC: 10 valores (em 20 valores).

 

Avaliação de recurso

CF = 0,85 x ER + 0,15 x AP

 

CF - classificação final (em 20 valores)

ER - nota obtida no exame de recurso (em 20 valores)

AP - nota obtida no desempenho nas aulas práticas (em 20 valores)


IMPORTANTE:

  • A obtenção de nota inferior a 8,0 (em 20 valores), sem arredondamento, no exame de recurso implica a reprovação à UC.
  • Classificação final mínima para aprovação à UC: 10 valores (em 20 valores).

 

 

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Valorização das aulas práticas para estudantes com estatuto especial

Os estudantes com estatuto especial que estejam dispensados da frequência das aulas práticas têm que realizar as AIs para obtenção de aprovação à UC em época normal. Por este motivo, e pelo facto de as AIs versarem assuntos de todas as aulas teóricas e práticas, a frequência das aulas práticas é fortemente encorajada.

Sempre que o estudante com estatuto especial opte pela não frequência das aulas práticas, terá que responder individualmente e obrigatoriamente a 75% dos formulários sobre as aulas práticas que serão disponibilizados no Sigarra e no Moodle, na página da UC. Os formulários devidamente preenchidos deverão ser enviados por e-mail à Regente da UC até à data da AI correspondente (ver acima).

Os formulários entregues fora do prazo terão uma penalização de 20% na classificação.

O estudante com estatuto especial que opte pela não frequência das aulas práticas, deverá dar essa informação à regente da UC, bem como enviar um comprovativo de pedido formal de estatuto especial, e requerer a realização dos trabalhos escritos extra (resposta aos formulários) sobre as aulas práticas até ao dia 21 de outubro de 2021, no máximo.

Apenas os estudantes com estatuto especial que estejam em situação de conclusão de curso poderão entregar os trabalhos extra sobre as aulas práticas fora do prazo acima indicado, em data a definir com a regente.

Para os estudantes com estatuto especial que tenham optado pela elaboração dos trabalhos escritos extra sobre as aulas práticas, a avaliação final da UC será calculada do seguinte modo:

Avaliação normal:

CF = (0,23 x AI1 + 0,30 x AI2 + 0,32 x AI3) + 0,15 x F

 

CF - classificação final (em 20 valores)

AI1 - classificação do primeiro teste de avaliação intermédia (em 20 valores)

AI2 - classificação do segundo teste de avaliação intermédia (em 20 valores)

AI3 - classificação do terceiro teste de avaliação intermédia (em 20 valores)

F - classificação obtida no total dos formulários sobre as aulas práticas (em 20 valores)

                           

 

Avaliação de recurso

CF = 0,85 x ER + 0,15 x F

 

CF - classificação final (em 20 valores)

ER - nota obtida no exame de recurso (em 20 valores)

F - classificação obtida no total dos formulários sobre as aulas práticas (em 20 valores)

 

Melhoria de classificação

Melhoria de nota

CF = ER

ER - nota obtida no exame de recurso (em 20 valores)

CF - classificação final (em 20 valores)

 

 

Observações

Horário de atendimento,

Mediante marcação prévia, obrigatória, por correio eletrónico para a regente da UC - Bioquímica, Professora Maria João Martins: mmartins@med.up.pt



Mudança de turma

Os estudantes que necessitem de mudar de turma devem formalizar e justificar o pedido de mudança de turma à regente da UC - Bioquímica por correio eletrónico.

A mudança só poderá ser efetuada após autorização da Direção de curso.

 

Valorização da nota das aulas práticas obtida em anos letivos anteriores 

Nota obtida nos anos letivos 2019/2020 ou 2020/2021

A nota da avaliação contínua das aulas práticas da UC - Química Orgânica obtida nos anos letivos 2019/2020 ou 2020/2021 transitará para o presente, mas será ajustada tendo em conta a mudança de programa e de avaliação entre as UCs Química Orgânica e Bioquímica.

Estes estudantes deverão fazer as 3 AIs ou o exame de recurso para obter aprovação na UC, de acordo com as regras referidas acima.

Nota obtida até ao ano letivo 2018/2019

A nota da avaliação contínua das aulas práticas da UC - Química Orgânica obtida até ao ano letivo 2018/2019 (inclusive) não transitará para o presente, pelo que os estudantes terão que voltar a frequentar as aulas práticas desta UC.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2022-08-16 às 03:03:44 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias