Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > MNCSP1201

Política alimentar e nutricional

Código: MNCSP1201     Sigla: POLANU

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências da Nutrição

Ocorrência: 2020/2021 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Curso/CE Responsável: Mestrado em Nutrição Comunitária e Saúde Pública

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MNCSP 16 Plano Oficial 1 - 6 54 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
António Pedro Soares Ricardo Graça Regente

Docência - Horas

Teórica: 1,29
Teorico-Prática: 2,57
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 1,29
Maria João Baptista Gregório 0,64
António Pedro Soares Ricardo Graça 0,64
Teorico-Prática Totais 1 2,57
Maria João Baptista Gregório 0,07
António Pedro Soares Ricardo Graça 2,50

Língua de trabalho

Português
Obs.: maioritariamente em Português, excecionalmente alguns convidados usarão o inglês

Objetivos

Pretende-se que os estudantes:

Conheçam o conjunto concertado de ações destinadas a melhorar o estado nutricional das populações, quais os modelos possíveis de intervenção e que condições sociais, económicas e políticas devem ser observadas para o seu sucesso.

Sejam capazes de desenhar estratégias intersectoriais que actuem sobre os conhecimentos e atitudes dos cidadãos e, ao mesmo tempo, modifiquem ambientes e a disponibilidade de alimentos, identificando ao mesmo tempo as dimensões “políticas” que interferem na ação do profissional de saúde.

Conheçam e sejam capazes de utilizar sumariamente as ferramentas de gestão e liderança que permitem desenvolver e implementar políticas alimentares e nutricionais.

Compreendam outros impactes, para além dos nutricionais, decorrentes da intervenção política e que cuidados e leituras éticas podem ser feitas destas intervenções.

Resultados de aprendizagem e competências

No final da UC, cada estudante será capaz de:

• Saber identificar o conjunto concertado de ações destinadas a melhorar o estado nutricional das populações, quais os modelos possíveis de intervenção e que condições sociais, económicas e políticas devem ser observadas para o seu sucesso, justificando bases teóricas  para este julgamento e sendo capaz de fazer uma reflexão crítica sobre a política alimentar e nutricional a nível nacional e europeu, num contexto internacional.

• Ser capazes de desenhar estratégias intersectoriais que atuem sobre os conhecimentos e atitudes dos cidadãos e, ao mesmo tempo, modifiquem ambientes e a disponibilidade de alimentos, contribuindo efetivamente para o planeamento (incluindo a implementação e monitorização) de uma estratégia concertada de alimentação e nutrição e levando em consideração questões de saúde e outros aspetos relevantes.

• Conhecer e ser capazes de utilizar sumariamente as ferramentas de gestão e liderança que permitem desenvolver e implementar políticas alimentares e nutricionais, em particular, através da mobilização dos stakeholders e da promoção do ativismo popular em torno do consumo alimentar saudável.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

Sistemas políticos e condicionantes políticas que influenciam a tomada de decisões ao nível das estratégias para a promoção da melhoria do estado nutricional das populações a nível local e internacional.

Informação que permite o diagnóstico dos diversos sistemas que influenciam o consumo alimentar, nomeadamente o legislativo, político e ainda o modo de produção, distribuição e comercialização e publicitação dos alimentos

Estratégias concertadas e sustentáveis que integrem as várias áreas do saber e atores do sistema alimentar capazes de condicionar a oferta alimentar e o comportamento dos cidadãos, promovendo as parcerias multistakeholder e a alocação de recursos.

Estratégias concertadas e sustentáveis, que envolvam as dimensões da equidade, cidadania, bem-estar, desenvolvimento sustentável, redução do desperdício, redução das disparidades e coesão social.

Desenvolvimento e implementação de mecanismos de gestão, monitorização e de avaliação do impacto de políticas nutricionais.

Integração de aspetos éticos na formulação de políticas na área alimentar.

Bibliografia Obrigatória

Jennifer Pomeranz; Food law for public health

Bibliografia Complementar

P. Graça, M.J. Gregório, S. Mendes de Sousa, J. Camolas; Food Policy in Portugal: Historical Context, Opportunities, and Threats. , Reference Module in Food Science, Elsevier, 2016
Nestle, M; Food Politics: How the Food Industry Influences Nutrition and Health , (California Studies in Food and Culture, 3). University of California Press, 2003
WHO - Europe; European Food and Nutrition Action Plan 2015–2020, EUR/RC64/14 . WHO, 2014

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Modelo de ensino baseado em seminários e casos de estudo realizados pelos docentes, incluindo especialistas convidados.

Participação obrigatória nas aulas.

Avaliação escrita individual (40%). Relatório escrito e discussão de casos de estudo desenvolvidos por uma pequena equipe de estudantes. (60%)

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 30,00
Exame 40,00
Trabalho escrito 30,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Frequência das aulas 54,00
Estudo autónomo 68,00
Trabalho escrito 40,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

Participação obrigatória nas aulas.

Fórmula de cálculo da classificação final

Avaliação escrita individual (40%). Relatório escrito e discussão de casos de estudo desenvolvidos por uma pequena equipe de estudantes. (60%)
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-09-17 às 09:38:35 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais