Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > P101

Projeto

Código: P101     Sigla: P101

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
CNAEF Design

Ocorrência: 2020/2021 - A

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Design
Curso/CE Responsável: Mestrado em Design da Imagem

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MDI 12 Plano de Estudos do MDI_Publicação em DR de 03/11/2016 1 - 18 120 483

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
José Manuel da Silva Fernandes de Carvalho Carneiro Regente

Docência - Horas

Teorico-Prática: 3,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teorico-Prática Totais 1 3,00
José Manuel da Silva Fernandes de Carvalho Carneiro 3,00

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

— Analisar a imagem para além da sua representação.

— Investigar e validar a imagem como unidade contemporânea de literacia.

— Reconhecer a importância da imagem a nível académico, cultural e profissional.

— Compreender a importânica das narrativas visuais em torno de projectos contemporâneos, tanto a nível cultural como tecnológico.

— Entender a importância de preservar documentais capazes de nos proporcionar uma visão do Mundo a partir de um padrão individual, local, regional ou mundial, congregando um património transmissível da memória individual e coletiva.

— Trabalhar a imagem como entidade estruturante do design de comunicação e de múltiplos ramos de conhecimento.

— Desenvolver projectos de design sustentados pela utlização da imagem, cruzando áreas científicas crescemtente complexas.

— Produzir protótipos, modelos e projectos no campo do design de comunicação alargado, aplicados ao mercado e às respetivas necessidades dos seus públicos.

Resultados de aprendizagem e competências

Aptidão para a organização da informação visual geradora de uma campo expandido de conhecimento centrado nas imagens capazes de formar uma produto intelectual de sabedoria.

Resolução de problemas de informação no espaço público no campo da cultura e do mercado.

Ser capaz de desenvolver programas de comunicação visual sustentáveis e funcionais, implementados a partir de conceitos originais e a partir dos quais resultem mensagens, meios e dispositivos visuais  numa relação face à qual o Design seja viável como contrato ético com a sociedade.

Adequar e suportar o processo do design visual a uma estrutura operativa, assim sequenciada: Compreender e definir um problema de comunicação segundo objectivos tangíveis e que superem as suas condicionantes. Observar e conhecer os utilizadores no terreno. Sintetizar e equacionar as alternativas para a solução de uma necessidade. Prototipar com esboços, esquemas, modelos ou um storyboard. Realizar e produzir produtos de comunicação visual. Testar e corrigir as soluções. Validar e implementar os dispositivos ou sistemas visuais.

Modo de trabalho

À distância

Programa

Levantamento, arquivo e produção documental de dispositivos inter-mediáticos, organizados em séries narrativas e temáticas, dando visibilidade às identidades contemporâneas.

Produção de projectos de pesquisa teórico-prática, desenvolvidos a partir de abordagens diferenciadas e capazes de produzir uma actualização e uma requalificação da dimensão tradicional do Design de Comunicação, introduzindo um novo campo de reflexão, ao qual chamámos Design da Imagem Documental.

Desenvolvimento de projetos de investigação aplicada, em contextos de visibilidade e operação para modelos e sistemas de comunicação visual, através de dispositivos mediáticos, exposições, frentes editoriais, pedagógicas e de literacia.


Criação de repertório fundado a partir de procedimentos tecnológicos e criativos relacionado com a preparação, formatação, produção, e discriminação de uma narrativa visual que integra a imagem e a palavra de forma comparável, em dispositivos visuais estruturados segundo padrões funcionais e operativos para um utilizador universal. Esse programa deve ser orientado e optimizado com a finalidade da resolução de um problema de informação, descrição e documentação de factos e realidades sociais. Este mesmo repertório dará consequência à formatação de conteúdos e protótipos que suportarão a Proposta de Projecto de Investigação  (PPI), para o segundo ano curricular do Curso.

Bibliografia Obrigatória

BARTHES, Roland ; A câmara clara, Texto & Grafia, 2006
BENJAMIN, Walter ; Sobre arte, técnica, linguagem e política, Relógio d’Água, 1992
GIL, José ; A imagem-nua e as pequenas percepções: estética e metafenomenologia, Relógio d’Água, 2005
MANZINI Ezio; Design, When Everybody Designs: An Introduction to Design for Social Innovation (Design Thinking, Design Theory), MIT Press, 2015. ISBN: 0262028603
KELLEY, David; Creative Confidence: Unleashing the Creative Potential Within Us All, William Collins, 2015. ISBN: 0008139385
RAWSTHORN, Alice; Hello World: Where Design Meets Life, Hamish Hamilton, 2013. ISBN: 0241145309
SUDJIC, Deyan ; B is for Bauhaus: An A-Z of the Modern World, Penguin, 2015. ISBN: 0718199510
ROSE, Gillian; Visual Methodologies, Sage Publications Ltd, 2016. ISBN: 1473948908
BANKS, Marcus; Visual Methods in Social Research, Sage Publications Ltd, 2015. ISBN: 1446269752
ARMSTRONG, Helen; Graphic Design Theory: Readings from the Field (Design Briefs), Princeton Architectural Press, 2009. ISBN: 1568987722

Bibliografia Complementar

AGAMBEN, Giorgio ; A comunidade que vem, Presença, 1993
BAQUÉ, Dominique ; Pour un nouvel art politique: de l`art contemporain au documentaire, Flammarion, 2004
DELEUZE, Gilles ; A imagem-movimento: cinema 1, Assírio & Alvim, 2004
FRADE, Pedro Miguel ; Figuras do espanto: a fotografia antes da sua cultura, Edições Asa, 1992
GIL, José ; Em busca da identidade: o desnorte, : Relógio d’Água, 2009
Krauss, Rosalind ; O fotográfico, Editorial Gustavo Gili, 2002
LEDO, Margarita ; Documentalismo fotografico: exodos e identidad, Cátedra, 1998
MORIN, Edgar ; Introdução ao pensamento complexo, Instituto Piaget. (Signo e Imagen), 2008
RIBALTA, Jorge (Ed.) ; Efecto real: debates posmodernos sobre la fotografia, Editorial Gustavo Gili, 2004
ADORNO, Theodor ; Teoria estética, Edições 70 (Arte & Comunicação), 1982
ARNHEIM, Rudolf ; El pensamiento visual, Ediciones Paidós Ibérica, 1998
BAUDELAIRE, Charles ; El pintor de la vida moderna, Colegio Oficial de Aparejadores y Arquitectos Técnicos (Arquitectura; 30)., 2000
BAUDELAIRE, Charles ; A invenção da Modernidade: (Sobre Arte, Literatura e Música), Relógio d’Água, 2006
BENJAMIN, Walter ; Imagens de pensamento, Assírio & Alvim, 2004
BURGIN, Victor ; Ensayos, Editorial Gustavo Gili, 2004
DEBRAY, Régis ; Vie et mort de l`image: une histoire du regard en Occident, Gallimard (Folio Essais)., 1992
FLUSSER, Vilém ; Ensaio sobre a fotografia: para uma filosofia da técnica, : Comunicação e Cultura (Mediações), 1998
MIRANDA, José A. Bragança ; Teoria da cultura, Século XXI, 2002
VIRILIO, Paul ; La máquina de visión, Catedra. (Signo e Imagen; 19), 1998
ALMEIDA, Bernardo Pinto ; O plano de imagem: espaço da representação e lugar do espectador, Assírio & Alvim, 1996
FORTIN, Robin ; Compreender a complexidade, Instituto Piaget, 2005
AUMONT, Jacques ; A imagem. , Texto & Grafia, 2009
SANTOS, Boaventura de Sousa ; A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência, Edições Afrontamento, 2002

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Metodologias qualitativas participantes e quantitativas sustentadas num modelos com as coordenadas que se seguem:

Informação como dado inteligível e como input sensorial;

Valores da experiências, conhecimento, motivação e flexibilidade;

Design como actividade mental;

Práticas de competências e treino;

Acção do design no sentido da visualização e de efeito de output;

Inovação, desenvolvimento, mercado e necessidades do público.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 20,00
Trabalho escrito 30,00
Trabalho laboratorial 50,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Apresentação/discussão de um trabalho científico 10,00
Elaboração de projeto 20,00
Frequência das aulas 20,00
Trabalho de campo 10,00
Trabalho de investigação 20,00
Trabalho laboratorial 20,00
Total: 100,00

Obtenção de frequência

— Assiduidade e participação nas actividades lectivas 20%;

— Realização de trabalhos práticos 60%;

— Redacção da proposta de investigação 20%.

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação final ponderará os seguintes factores

— Assiduidade e participação nas actividades lectivas 20%;

— Realização de trabalhos práticos 60%;

— Redacção da proposta de investigação 20%.

Os estudantes serão avaliados no final do 1º semestre de forma quantitativamente, de 0 a 20, ainda que a nota final do ano não seja reflexo de uma média aritmética.

Observações

As salas deverão ser adptadas em função do número de estudantes por turma. No caso da UC de Projecto iremos dividir as aulas em duas partes: a primeira, será de exposição teórica e a segunda de caácter mais prático. O modelo será adequado para o desenvolvimento do programa da UC, remoto ou presencial, e para os resultados de aprendizagem pretendidos. Serão, ainda, desenvolvidos três projetos durante o ano lectivo, devidamente acompanhados, a partir destes dois modelos de ensino.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-10-18 às 16:01:33 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais