Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > V502

Vitral II

Código: V502     Sigla: VII

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Artes Plásticas

Ocorrência: 2015/2016 - 2S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Artes Plásticas
Curso/CE Responsável: Artes Plásticas

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
AP 13 Plano de estudos oficial 2011 2 - 4,5 64 121,5
3
4

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Teresa Maria Castro de Almeida Regente

Docência - Horas

Teorico-Prática: 4,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teorico-Prática Totais 1 4,00
Teresa Maria Castro de Almeida 4,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Analisar, entender e usar as diversas funções do vidro e nas diferentes técnicas utilizadas, nomeadamente as técnicas de kilncasting: casting e pate de verre.
Desenvolver os conhecimentos adquiridos na aplicação a conteúdos específicos.
Usar a disponibilidade da transparência do vidro, nos diferentes campos da sua actuação.
Saber distinguir, seleccionar e fazer uso dos múltiplos meios de representação e modos da técnica das várias aplicações da técnica do vidro.
Entender o vidro como tecnologia flexível, especulativa e concretizadora de obras de arte contemporâneas.

Resultados de aprendizagem e competências

Os estudantes começam primeiramente por elaborar exercícios de aprendizagem: realização de moldes de gesso e sílica (técnica livre) para peças de pâte de verre , peças com talco e sem talco; estudo das diferentes granulometrias, peças ocas e maciças;  moldes para casting (moldes abertos e moldes fechados), técnica da cera perdida. Em seguida os estudantes devem adquirir conhecimentos teórico/práticos das curvas de recozimento e da compatibilidade dos vidros (noção dos conhecimentos de COE).

Pare além destas novas técnicas, serão desenvolvidos exercícios de fusão e slumping num nível mais avançado tendo em consideração os conhecimentos adquiridos no primeiro nível (Vitral I)

Serão realizados pelo menos 2 trabalhos onde serão aplicadas as duas técnicas aprendidas anteriormente nos exercícios realizados.

Técnica de pâte de verre

A fragilidade do vidro

Conhecimentos teórico/práticos das curvas de recozimento e da compatibilidade dos vidros. Materiais compatíveis. O estudante deve ser estar apto para conseguir elaborar uma curva de recozimento adequada ao trabalho que está a realizar

Serão realizados pelo menos 2 trabalhos onde serão aplicadas as duas técnicas aprendidas anteriormente nos exercícios realizados.

 Técnica de pâte de verre

A fragilidade do vidro

Conhecimentos teórico/práticos das curvas de recozimento e da compatibilidade dos vidros. Materiais compatíveis. O estudante deve ser estar apto para conseguir elaborar uma curva de recozimento adequada ao trabalho que está a realizar

 casting

A variação da cor no vidro

Conhecimentos teórico/práticos das curvas de recozimento e da compatibilidade dos vidros. Materiais compatíveis. O estudante deve ser estar apto para conseguir elaborar uma curva de recozimento adequada ao trabalho que está a realizar

Os estudantes podem integrar mais de que uma técnica no mesmo trabalho, nomeadamente: fusão e slumping

Modo de trabalho

Presencial

Programa


1. As funções do vidro e os seus diferentes campos de representação na arte contemporânea.

1.1. As funções do vidro:
1.2. Panorama da arte em vidro na História da Pintura desde os primórdios até aos nossos dias.

2. Técnica da fusão e do slumping:
2.1. Aperfeiçoamento do conhecimentos teórico/práticos das curvas de recozimento e da compatibilidade dos vidros
2.2 Elaboração de moldes
2.3. Realização de projectos de médias dimensões


3. A técnica do kiln-casting:

3.2. Definição e conceitos
3.2.1. Projectos tridimensionais
3.3 O pâte de verre
3.3.1. Conhecimentos teórico/práticos das curvas de recozimento e da compatibilidade dos vidros
3.3.2. Elaboração de moldes
3.3.3. Colocação do vidro
3.3.4. Peças com talco e sem talco (exercícios)
3.3.5 Granulometrias
2.3.6. Realização de projectos de pequenas dimensões
3.4 O casting
3.4.1. Conhecimentos teórico/práticos das curvas de recozimento e da compatibilidade dos vidros
3.4.2. Concepção de moldes
3.4.3. Secagem dos moldes
3.4.4. Colocação do vidro
3.4.2. Realização de projectos de pequenas dimensões

4. O vidro e o espaço
4.1. Realização de um projecto de relação entre o vidro e espaço


5. Realização de seminários e de workshops:
5.1. Workshop de Sopro nas instalações do VICARTE (centro de investigação vidro e cerâmica para as artes) FCT/UNL

Bibliografia Obrigatória

Boyce Lundstrom; Advanced Fusing Techniques, Glass fusing book two, Vitreores Publications, Colton, 1991 (técnicas de fusão)
Boyce Lundstrom; Kiln Firing Glass, Glass fusing book one, Vitreores Publications, 1994
Henry Halem; Glass Notes, A reference for the glass artist, Library of Congress, 1996
Dan Klein, Ward Lloyd; The history of glass, Crescent Book, 1984
Keith Cummings; Techniques of kiln- formed glass, A&C Black Publishers Limited, 1997
Charles Bray; Dictionary of Glass – materials and techniques, A & C Black. Publishers , 2001
Charles Bray; Ceramic and Glass: A Basic Technology, Sheffield: Society of Glass , 2000
Philippa Beveridge; Ignari Doménech ; Eva Pascual ; El vidrio, Parramón Ediciones SA, 2003
Maria Helena Fernandes; Introdução à ciência e tecnologia do vidro, Universidade Aberta, 1999
Brad Walker ; ); Contemporary Warm Glass- a guide to fusing, slumping, and kiln-forming techniques, Four Corners International, 2002
Susanne Frantz; Contemporary Glass, New York: Corning Museum of Glass, Harry N. Abrams, Incorporated, , 1989
Susanne Frantz; Stanislav Libensk/ Jaroslava Brychotová, Corning Museum of Glass, Harry, 1994
Keith Cummings ; A history of glassforming, A&C Black (Publishers) Limited, 2002 (existe na sala de aula de vitral)
Titus M. Eliëns; Caroline Prisse ; Glas/s : Gerrit Rietveld academie Amsterdam 1969-2009. , Nertherlands, Waanders Uitgevers, Zwolle Gemeentemuseum Den Haag,, 2009
Nick Brooks; Mouldmaking and casting, the crowood press, 2005
Jim Kervin; Dan Fenton; Pâte de Verre and Kiln casting of glass, Glass Wear Studios, 2000
Dan Klein ; Ward Lloyd; The history of glass,, Crescent Book, 1984
Jennifer Hawkins Opie ; Contemporay International Glass. 60 artists in the V&A., V&A publications, 2004 (existe na sala de aula de vitral)
Kevin Petrie ; Glass and Print, Glass handbook, A & C Black Publishers, 2006 (existe na sala de aula de vitral)
Helmut Riecke; Contemporany Glass Art, Lausanne et la Bibliothéque des arts, 2006
Graham Stone ; Firing Schedules for Glass, . First Edition Melbourne, 2000 (existe na sala de aula de vitral)
Steve Weinberg ; Glass Casting Techniques, Glass Art Society Journal, 1985
Steve Weinberg ; Glass Casting Techniques, Glass Art Society Journal, 1985

Bibliografia Complementar

C, W Ammen; The complete handbook of sand casting, Blue Ridge Summit (Pennsylvania) : Tab Books, 1979
Victor Arwas; Glass- art nouveau to art deco, Great Britain: Academy Editions, 1977
Beáta Balgavá; Titus M Eliëns; Thinking in Glass: Václav Cígler and his school, Waanders Publishers, Zwolle Gemeentemuseum, The Hague, 2005
Timothy Anglin Burgard ; The craft of craft. Contemporary works from the sax collection, Fine Arts Museum of San Francisco, 1999
Federick Cooke; Glass- twenty century design, Great Britain: Bell &Hyman, 1986
Peter Davis ; Glass north east, Art editions north, 2007
Robert Kehlmann ; The inner light Sculpture by Stanislav Libenský & Jaroslava Brychotova, Museum of Glass: International Center for Contemporary, Tacoma in association with University of Washington Press, 2002 (existe na sala de aula de vitral)
Susan Kieffter ; 500 glass objects: a celebration of functional & sculpture objects, Lark Books, 2006
Dan Klein; Sabina Jankovičová ; Zora Palová, ¦těpán Pála, FoArt, 2007
Antonín Langhamer; Milan Hlave¨ ; Glass and light 150 years of Secondary school of glassmaking in Kamanický ¦enov, 1956-2006, Museum of Decorative Arts in Prague, 1ST Edition, 2006
F Lynggaard; The story of studio glass, Rhodos International Science and Art Publishers, 1998
Alan Macfarlabe, Gerry Martin ; The Glass Bathyscaphe, Profile Books, 2002
J Navarro; El Vidrio, Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, 2003
I Noris ; Australian Studio Glass, the movement, its makers and their art., Craftman House, 1995
Tina Oldknow ; Contemporary Glass Sculptures and Panels. Selection from the Corning Museum of Glass, New York: Corning Museum of Glass in association with Hudson Hills Press, 2008
Tina Oldknow; Pilchuck: A glass school, Suzanne Kotz, 1996
Sylva Petrová ; Czech Glass, Czech Republic, , 2001
Klasova Milena ; Stanislav Libenskỳ, Jsroslava Brschotová, Gallery, 2002
C Shiess ; The Light artist anthology-neon and related media, Cincinnati, Ohio: St Publications, 1994
Théophile; Essai sur Divers Arts, Théophile, 1977
Hugh Tait; Five thousand years of glass, Brithish Museum press, Revised edition, 2004

Observações Bibliográficas

Muitos destes livros estão na sala de vitral

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Teórico Prático
As Horas de Trabalho Semestral (HTS) nesta disciplina são organizadas da seguinte maneira:
Horas de Contacto Semestral (HCS), distribuídas por:
Aulas teóricas de apresentação e explanação dos conteúdos programáticos.
Aulas teórico-práticas de:
Concretização, desenvolvimento e exploração dos exercícios/conteúdos.
Análise, critica e avaliação dos resultados obtidos.
As restantes HTS são utilizadas no desenvolvimento e aprofundamento da prática implicada, a partir dos enunciados específicos para e exploração de conteúdos.
Serão objecto de estudo a participação em workshops, nomeadamente:
Workshop de Sopro nas instalações do VICARTE (centro de investigação vidro e cerâmica para as artes)FCT/UNL
Workshop de casting e patê de verre nas instalações do Crisform (Centro de Formação para a Cristalaria), Marinha Grande

Palavras Chave

Humanidades > Artes > Belas artes > Artes plásticas

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 70,00
Trabalho de campo 30,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Frequência das aulas
Trabalho de investigação
Total: 0,00

Obtenção de frequência

Participação e realização efectiva dos programas existentes.
A avaliação é contínua, o que implica a presença sistemática dos alunos nas aulas. Assim, considera-se como limite para a obtenção de frequência a participação a 3/4 das aulas dadas.

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação é contínua, respeita o calendário programado e os seguintes itens:
Cumprimento dos objectivos da disciplina.
Cumprimento rigoroso e adequado do plano de trabalho proposto, atendendo ao seu grau de compreensão e desenvolvimento.
Capacidade de observar e entender no domínio das diferentes aplicações do mosaico.
Conhecimento do património histórico do vidro/vitral e do mosaico.
Interesse na participação dos workshops.
Capacidade de organização e sistematização do trabalho.
Envolvimento e capacidade de produção.
Capacidade de reflexão e autocrítica.
Capacidade de finalizar os trabalhos dentro da data prevista.
Assiduidade e pontualidade.


O cálculo da classificação final refere-se aos seguintes itens:
- Cumprimento dos objectivos da disciplina.
- Cumprimento rigoroso e adequado do plano de trabalho proposto, atendendo ao seu grau de compreensão e desenvolvimento.

- Capacidade de compreensão e realização das diferentes técnicas propostas no vidro.
- Conhecimento do património histórico do vidro/vitral e mosaico.
- Capacidade de organização e sistematização do trabalho.
- Interesse na participação dos workshops e seminários realizados.
- Envolvimento e capacidade de produção.
- Capacidade de reflexão e autocrítica.
- Capacidade de finalizar os trabalhos dentro da data prevista.
- Assiduidade e pontualidade.

Provas e trabalhos especiais

Workshop de Sopro nas instalações do CENCAL, Marinha Grande e VICARTE (centro de investigação vidro e cerâmica para as artes)FCT/UNL

Melhoria de classificação

Mediante frequência do ano lectivo seguinte.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-20 às 12:25:05 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais