Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > SCA411

Seminário de Ciencias da Arte

Código: SCA411     Sigla: SCA

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências da Arte

Ocorrência: 2015/2016 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Página Web: http://moodle.up.pt/course/view.php?id=3681
Unidade Responsável: Ciências da Arte e do Design
Curso/CE Responsável: Artes Plásticas

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
AP 99 Plano de estudos oficial 2011 4 - 6 51 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Helder Manuel de Jesus Gomes Regente

Docência - Horas

Teórica: 3,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 2 6,00
Helder Manuel de Jesus Gomes 3,00
Maria José Goulão Machado 3,00
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2015-12-09.

Campos alterados: Fórmula de cálculo da classificação final, Componentes de Avaliação e Ocupação, Melhoria de classificação

Língua de trabalho

Português

Objetivos

DOCENTE MJG:

Abordagem de algumas perspectivas teóricas, metodologias, conceitos e problemas da área dos estudos culturais e da história da arte em particular, cujas reflexões contaminam necessariamente a prática artística e a cultura contemporânea. Serão tidas em atenção as sugestões dos discentes quanto às problemáticas que mais os motivam, de acordo com os seus interesses de investigação, no âmbito da sua própria aprendizagem e prática artística.Pretende-se que os estudantes se familiarizem com a pesquisa, estudo e preparação de apresentações escritas e orais, bem como que dominem conhecimentos de índole teórica e desenvolvam capacidades de reflexão aprofundada e de autonomia na investigação. Estabelecimento de um diálogo alargado, discussão de ideias e troca de conhecimentos, com base em apresentações periódicas, rotativas e devidamente calendarizadas.

 

DOCENTE H. G.

 Partindo da análise de obras literárias, serão discutidas a relação entre o real e a ficção: qual o papel da ficção na construção da experiência humana? Qual a relação entre a imaginação e o real? Poderá a arte enquanto ficção constituir um instrumento de transformação do real ou é apenas um espaço de fuga?



Resultados de aprendizagem e competências

DOCENTE MJG: Pretende-se que os estudantes se familiarizem com a pesquisa, estudo e preparação de apresentações escritas e orais, bem como que dominem  conhecimentos de índole teórica e desenvolvam capacidades de reflexão aprofundada e de autonomia na investigação. 

DOCENTE H. G.
Pretende-se que os estudantes se familiarizem com a pesquisa, estudo e preparação de apresentações escritas e orais, bem como que dominem  conhecimentos de índole teórica e desenvolvam capacidades de reflexão aprofundada e de autonomia na investigação.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

 DOCENTE MJG:O programa encontra-se estruturado em torno de algumas propostas temáticas, que poderão ser adaptadas às necessidades e interesses dos estudantes; é portanto um programa em construção, não rígido. 1. Barroco e neo-barroco. 2. O olhar e o Outro. Do sujeito colonial ao pós-colonialismo. Arte, mestiçagem, globalização.3. Lição das Trevas: sangue e beleza, a estética do horrível. 4. A estética da diferença.sexo e sexualidade, representações de género, feminismo, teoria queer e história da arte. 5. Cultura de massas: a revolta da arte contra a história da arte. 6. A história da arte como ficção. a narrativa da arte nos novos museus.7. O museu como parque temático.Políticas de entretenimento, cultura de lazer e mise-en-scène expositiva. 8. O artista contemporâneo como um reciclador em permanência. 9. A internet e a instauração de um “caos articulado” e de “múltiplas temporalidades simultâneas".10. O interesse renovado pelo conceito de obra-prima no pensamento estético contemporâneo. 11. Cartoons e censura: o poder das imagens.




DOCENTE HELDER GOMES

A ficção como processo de realização do real. 

Será fornecida aos estudantes uma lista de cerca de vinte obras literárias (preferencialmente romances, mas também contos e poesia), da qual cada estudante selecionará um livro para trabalhar.

Partindo da leitura, e do contributo de bibliografia auxiliar, solicita-se a cada estudante que apresente em aula uma análise da obra escolhida, de acordo com a sua problemática dominante, que tenha em atenção as seguintes questões:

- Qual a imagem de autor,
- Qual o conceito de criação artística,
- Qual o conceito de poder, de memória, de civilização, etc.
- Qual a relação entre o real e a ficção:
- É real ou imaginária (ficcional) a imagem de mundo que daqui emerge?
- A arte é aqui lugar de fuga, de construção, de transformação?

( UMA APRESENTAÇÃO DAS OBRAS A SEREM OBJECTO DE ESCOLHA PELOS ESTUDANTES ESTÁ DISPONÍVEL NA PÁGINA DA UNIDADE CURRICULAR NA PLATAFORMA MOODLE)



Bibliografia Obrigatória

Barrocos y neobarrocos – El infierno de lo bello (cat. da expos.), Fundación Salamanca Ciudad de la Cultura, 2007
Brazil Body and Soul (cat. da expos.), The Solomon R. Guggenheim Foundation, 2001
Belting Hans; Art history after modernism. ISBN: 0-226-04185-9 28.47
Blanc Guilherme 340; We are ready for our [close-up]. ISBN: 978-989-96833-0-3
BLOOM, Lisa; With other eyes - Looking at Race and Gender in Visual Culture, University of Minnesota Press, 1999
Calabrese Omar; A Idade Neobarroca
Calloway Stephen; Baroque Baroque. ISBN: 0-7148-2985-4
Camille Michael; Image on the edge. ISBN: 0-948462-28-0
Chadwick Whitney; Women, art, and society. ISBN: 0-500-20241-9
CORBIN, Alain ; Historia del cuerpo, vol. II, De la Revolución Francesa a la Gran Guerra, Taurus, 2005
COURTINE, Jean-Jacques; Historia del cuerpo, vol. III, El siglo XX, Editorial Taurus, 2006
D’ALLEVA, Anne; Methods and Theories of Art History, Lawrence King, 2005
DEPARDON, Raymond e VIRILIO, Paul; Native Land – Stop Eject (cat. da expos.), Fondation Cartier pour l’Art Contemporain, 2008
Foster Hal; Art since 1900. ISBN: 0-500-23818-9 69.76
Freeland Cynthia; Pero esto es arte?. ISBN: 84-376-2046-5
GECZY, Adam; Art: Histories, Theories and Exceptions, Berg Publishers, 2008
GOULÃO, Maria José; “Alive and kicking”, in We are ready for our [close-up] (cat. da expos.), Heart of Glass - Associação Cultural, 2010
Groebner Valentin; Defaced. ISBN: 1-890951-37-4
Grõssinger Christa; Picturing women in late medieval and renaissance art. ISBN: 0-7190-4110-4
GRUZINSKY, Serge; La pensée métisse, Fayard, 1999
HARRIS, Jonathan; Art History: The Key Concepts, Routledge, 2006
HARRIS, Jonathan; The New Art History. A Critical Introduction, Routledge, 2001
HOLLY, Michael Ann e MOXEY, Keith (ed. de); Art History, Aesthetics, Visual Studies, Sterling and Francine Clark Art Institute, 2002
Iconoclash. Beyond the Image Wars in Science, Religion, and Art (cat. da expos.), ZKM e Massachusetts Institute of Technology, 2002
JARQUE, Fietta e ZABALBEASCOA, Anatxu; “Templos del arte y el ocio”, El País - Babelia, 21.07.09, pp. 4-7
KODA, Harold; Extreme Beauty – The Body Transformed, Yale University Press, 2004
KROMM, Jane, BAKEWELL, Susan Benforado (ed.de); A History of Visual Culture: Western Civilization From The 18th To The 21st Century, Berg, 2010
LE GOFF, Jacques e TRUONG, Nicholas; Uma história do corpo na Idade Média, Teorema, 2005
Lucie-Smith Edward; L. érotisme dans l.art occidental
MAIO, Luís; “O triunfo da morte”, Público – Ípsilon, 16.04.10, pp. 36-38
MIGLIETTI, Francesca Alfano; Extreme Bodies: The Use and Abuse of the Body in Art, Skira, 2003
Mirzoeff Nicholas 340; The visual culture reader. ISBN: 0-415-14133-8
MUÑOZ MOLINA, Antonio; “Escenas de museo”, El País- Babelia, 11.10.08, p. 9.
Nead Lynda; The female nude. ISBN: 0-415-02678-4
PHILLIPS, Ruth B.; Unpacking Culture – Art and Commodity in Colonial and Postcolonial Worlds, University of California Press, 1999
POOKE, Grant e NEWALL, Diana; Art History - The Basics, Routledge, 2008
Preziosi Donald 340; The art of art history. ISBN: 0-19-284242-0
RATO, Vanessa; “Os anos da sincronia absoluta”, Público – Ípsilon, 8.01.10, pp. 16-19.
Schumm Petra 340; Barrocos y modernos
SPECTOR, Nancy; Matthew Barney: The Cremaster Cycle (cat. da expos.), The Solomon R. Guggenheim Foundation, 2002
TINAGLI, Paola; Women in Italian Renaissance Art: Gender, Representation, Identity, Manchester University Press, 1997
The Sacred Made Real: Spanish Painting and Sculpture, 1600-1700 (cat. da expos.), The National Gallery, 2009
Tucherman Ieda; Breve história do corpo e de seus monstros. ISBN: 972-699-577-9
Ultra Baroque – Aspects of Post-Latin American Art (cat. da expos.), La Jolla Museum of Contemporary Art, 2000
VIGARELLO, Georges; Historia del cuerpo, vol. I, Del Renacimiento al Siglo de las Luces, Editorial Taurus, 2005

Observações Bibliográficas

A BIBLIOGRAFIA INDICADA É DA DOCENTE MJG.

Infelizmente, devido a cortes orçamentais, nem todos os livros se encontram disponíveis na Biblioteca da FBAUP. 


A BIBLIOGRAFIA RELATIVA AO DOCENTE HELDER GOMES SERÁ FORNECIDA NA PLATAFORMA MOODLE



Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

DOCENTE MJG: A unidade curricular funciona em regime de seminário, com a duração de três horas, que incluirá: 1. Exposições introdutórias pela docente. 2. Apresentações de ilustrações dos temas e/ou dos textos teóricos (trabalhos dos alunos). 3. Discussões apoiadas na informação apresentada e na bibliografia da disciplina.

Docente HELDER GOMES
A unidade curricular funciona em regime de seminário, com a duração de três horas, que incluirá: 1. Exposições introdutórias pela docente. 2. Apresentações de ilustrações dos temas e/ou dos textos teóricos (trabalhos dos alunos). 3. Discussões apoiadas na informação apresentada e na bibliografia da disciplina.


Palavras Chave

Humanidades > Artes > Artes visuais
Humanidades > História > História da arte

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 50,00
Trabalho escrito 50,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Frequência das aulas 42,00
Trabalho de investigação 15,00
Total: 57,00

Obtenção de frequência

DOCENTE MJG: É obrigatória a assistência às aulas, efectuando-se um registo de presenças.

DOCENTE H:G.
É obrigatória a assistência às aulas, efectuando-se um registo de presenças.

Fórmula de cálculo da classificação final

DOCENTE MJG: 

A avaliação final é o resultado de um somatório de duas componentes obrigatórias:

  1. COMPONENTE OBRIGATÓRIA: PARTICIPAÇÃO PRESENCIAL (50%): a. Realização de uma apresentação em aula de um texto teórico constante da bibliografia obrigatória da disciplina, relativo a um dos temas abordados. Pretende-se uma leitura comentada da argumentação exposta pelo autor ou autores.

OU EM ALTERNATIVA: b. Realização de uma apresentação em aula sobre uma das temáticas abordadas na disciplina.
 

       2.  COMPONENTE OBRIGATÓRIA:TRABALHO ESCRITO
(50%):

Realização de um trabalho final que deve constituir-se como um pequeno ensaio (máximo de 5 páginas) sobre um tema à escolha, adequado aos objectivos do seminário, que se constitua como uma reflexão teórica contextualizadora da prática artística pessoal do estudante.



 DOCENTE H. G. :

A avaliação final é o resultado de um somatório de duas componentes obrigatórias:

  1. COMPONENTE OBRIGATÓRIA: PARTICIPAÇÃO PRESENCIAL (50%): . Realização de uma apresentação em aula da análise crítica da obra escolhida. 


       2.  COMPONENTE OBRIGATÓRIA:TRABALHO ESCRITO
(50%):

Realização de um trabalho final que deve constituir-se como um pequeno ensaio (aproximadamente de 10 páginas) que constitua uma reflexão crítica e fundamentada sobre a obra escolhida pelo estudante.

Provas e trabalhos especiais

Não se aplica.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

DOCENTE MJG:  Os estudantes com estatuto especial podem não frequentar as aulas, mas terão de se sujeitar ao mesmo tipo de avaliação dos restantes estudantes, já descrita acima, sendo a avaliação final o resultado de um somatório de duas componentes obrigatórias.Estas 2 provas serão realizadas e entregues em data única, sujeita a marcação do docente, durante o prazo previsto para as avaliações finais (até 17 de junho).

DOVCENTE H. G.: IDEM

Melhoria de classificação

DOCENTE MJG: A melhoria de classificação, nas condições previstas nos artigos 10º e 11º do  Regulamento Geral para Avaliação dos discentes da UP, é permitida mediante avaliação nos mesmos moldes da avaliação distribuída. Assim, os estudantes que desejem efectuar melhoria de classificação terão de se sujeitar ao mesmo tipo de avaliação dos restantes estudantes, já descrita acima, sendo a avaliação final o resultado do somatório das duas componentes obrigatórias acima indicadas.

No caso de melhoria de classificação, estas 2 provas serão realizadas e entregues em data única, sujeita a marcação do docente, durante o prazo previsto para as avaliações finais (até 17 de junho).

Em alternativa, a melhoria de classificação pode ser obtida por frequência de unidade curricular, nas condições previstas no artigo 11º do Regulamento Geral para Avaliação dos discentes da UP.

H. G. : IDEM

 

Observações

DOCENTE MJG: HORÁRIO DE ATENDIMENTO DOS ALUNOS:  mediante marcação prévia por email, atendendo ao elevado número de estudantes. 

DOCENTE H. G. : IDEM

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-26 às 08:46:41 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais