Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > THES201

Teoria e História da Escultura

Código: THES201     Sigla: THE

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Artes Plásticas

Ocorrência: 2015/2016 - 1S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Artes Plásticas
Curso/CE Responsável: Artes Plásticas

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
AP 2 Plano de estudos oficial 2011 4 - 3 34 81

Docência - Horas

Teórica: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 2,00
Fernando Manuel Amaral da Cunha 2,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Teoria e História da Escultura pretende estudar epistemologicamente e ontologicamente o âmbito da Escultura, dos últimos anos do século XIX à atualidade, promovendo a aquisição pelos alunos de uma gramática de análise às obras de arte e privilegiando para tal, a abordagem aos meios, aos processos operativos, aos intervenientes, e às linguagens, inerentes.

Através dos fenómenos, dos autores e das obras que protagonizaram os diferentes acontecimentos do período em causa, esta Unidade Curricular promove uma visão esclarecida sobre as alterações paradigmáticas ocorridas neste contexto, auxiliando à compreensão do pensamento artístico.

Os estudantes devem adquirir e/ou consolidar os conceitos inerentes às questões que caracterizam a Escultura no período moderno e também no período pós-moderno, nomeadamente conceitos de espaço, forma, proporções, harmonia, equilíbrio, ritmos, volume massa e vazio, que assumiram ao longo destes períodos expressões e formas muito distintos.

É objetivo fundamental de Teoria e História da Escultura, exercitar o confronto permanente com o que é dado ao aluno a conhecer teoricamente pelos historiadores, pelos críticos ou pelos próprios autores das obras, e com aquilo que ele vê em estrita relação sensitiva com a sua formação cultural.


Resultados de aprendizagem e competências

Como resultado final, a Unidade Curricular fomenta o desenvolvimento de métodos de investigação, de organização e gestão de conhecimentos adquiridos de modo a que o aluno crie um conjunto de ferramentas capazes de contribuir para alicerçar a operatividade do seu projeto artístico individual.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

Introdução
A abordagem aos períodos moderno e contemporâneo ou se quisermos pós-moderno da escultura, compreende um rico e diversificado percurso nunca antes experimentado por esta área disciplinar. Dos últimos anos do Século XIX até à atualidade, a escultura viu o seu campo de ação alterar-se, expandindo-se para além do que lhe era próprio chegando a confundir-se com outras disciplinas como a arquitetura, passando de arte corpórea a arte espacial. A consequência destas profundas transformações, apresenta nas práticas artísticas atuais, especialmente no âmbito da escultura, a sua expressão, quer pela diversidade de abordagens quer pelas questões ontológicas que as caracteriza.

Síntese de conteúdos

1. Antecedentes, permanência e vanguarda na Escultura do Séc. XX
2. Forma, funcionalidade e antropomorfismo
3. Monumentalidade, Comemoração e novas abordagens
4. Metamorfoses
5. Objetos, arquitetura e minimalismo
6. Arte pública como superação o monumento
7. Land Art, Earthworks e a Escultura no Campo Expandido
7.1. Lugar
7.2. Site e Nonsite
7.3. Sitio específico
8. Do conceito ao espaço
9. A Escultura como metáfora da Arquitetura
10. A Pós-modernidade consumada

Bibliografia Obrigatória

MADERUELO, J. (Dir.) ; La Ideia de Espacio en la Arquitetura y el Arte Contemporáneo 1960-1989.., Madrid: AKAL, 2009. ISBN: ISBN 978-84-460-1261-0

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Os conteúdos serão expostos com recurso a imagens, apresentações Power Point, filmes e/ou documentários, documentos escritos, eventuais autores convidados e visitas a obras escultóricas ou exposições de arte de particular interesse para as temáticas lecionadas nesta Unidade Curricular.

Estes conteúdos, serão abordados essencialmente a partir de autores cuja obra na totalidade, ou determinado trabalho no contexto dessa mesma obra, se manifesta de espacial relevância no contexto em causa.

A análise reflexiva dos assuntos estudados será realizada através de quadros de debate.

Serão construídos ensaios teóricos a partir do estudo dos temas debatidos.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 30,00
Trabalho escrito 70,00
Total: 100,00

Obtenção de frequência

A obtenção de frequência é feita através da Avaliação Contínua que pressupõe elevada assiduidade às aulas e participação ativa nas mesmas, autonomia de investigação e conhecimento dos saberes e ainda pelo desenvolvimento de uma visão pessoal e autónoma dos assuntos estudados.
Para obtenção de frequência em articulação com a Avaliação Contínua é obrigatória a apresentação do caderno de notas de aula com os comentários escritos e pesquisa efetuada sobre cada um dos pontos apresentados nas aulas, a elaboração de um ensaio que desenvolva um ou mais conteúdos do programa, que será apresentado em aula através de PowerPoint e/ou de outros recursos que se manifestem pertinentes.
Será também realizado um teste de consulta de análise crítica sobre os assuntos desenvolvidos.

Fórmula de cálculo da classificação final



Avaliação Contínua 30%
Ensaio escrito final de desenvolvimento e respetiva apresentação PowerPoint 70%

Observações



A restante Bibliografia será facultada aos alunos em suporte analógico, no inicio das aulas.
Será ainda facultada outra bibliografia que se adeque especificamente ao trabalho de cada aluno.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-24 às 14:56:52 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais