Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > CA401

Critica de Arte

Código: CA401     Sigla: CA

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências da Arte

Ocorrência: 2015/2016 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Ciências da Arte e do Design
Curso/CE Responsável: Artes Plásticas

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
AP 97 Plano de estudos oficial 2011 4 - 3 34 81

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Helder Manuel de Jesus Gomes Regente

Docência - Horas

Teórica: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 2,00
Helder Manuel de Jesus Gomes 2,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Entendendo a produção e recepção de obras de arte como um processo dinâmico de criação de significações e valores, a Crítica da Arte, enquanto lugar de uma recepção especializada, será entendida numa dimensão constituinte: o trabalho da crítica não consiste apenas em identificar sentidos ou valores prévios à relação de recepção, mas de os produzir a partir das propostas do autor.

Resultados de aprendizagem e competências


A  unidade curricular de Crítica de Arte propõe-se investigar os mecanismos de formação da recepção crítica, numa relação de reenvio crítico permanente para os seus objectos. Define-se como objectivo a intelecção da relação dinâmica entre o produtor, o receptor especializado (o crítico) e o receptor não especializado.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

— Tomaremos como ponto de partida privilegiado os autores e artistas que emergem e configuram o Modernismo (a partir das primeiras décadas do século XX), abrindo para o diacrónico questionamento do Modernismo e a emergência da contemporaneidade e as diversas vias que a definem quer ao nível da produção artística, quer ao nível dos discursos da crítica. Não se pretende efectuar uma leitura exaustiva de movimentos e abordagens críticas, mas de identificar os movimentos de continuidade ou ruptura ao nível das práticas artísticas e os seus correlatos ao nível da formulação de dispositivos de recepção crítica. Itens do Programa: 1 — A recepção crítica como relação constituinte da obra e da experiência artística. 2 — A crítica de arte como lugar de mediação: a) Mediação e neutralidade – problematização; b) Subjectividade e objectividade – problematização; c) A qualidade da mediação: critérios de qualidade do texto crítico. 3 — Os instrumentos da crítica: dispositivos e procedimentos: os momentos do trabalho de recepção crítica: - Contextualizar; - Descrever; - Interpretar; - Avaliar. 4 — A produção artística como acto de produção de dispositivos críticos implícitos ou explícitos. a) Marcel Duchamp e a auto-reconfiguração crítica do seu trabalho. b) Joseph Kosuth e a produção programática do contexto de recepção crítica. 5 — Experiência e interpretação, e avaliação: a) Como dizer uma imagem (o que dizer de uma imagem)?; b) Sentido e experiência visual – problematização; c) Critérios de avaliação; 6 — Do Modernismo ao Pós-modernismo: as aporias da contemporaneidade.

Bibliografia Obrigatória

Barrett Terry; Criticizing art. ISBN: 0-07-115034-X
Danto Arthur C.; Beyond the brillo box. ISBN: 0-520-21674-1

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Apresentação crítica de textos e imagens, complementada com o trabalho individual sobre os diferentes materiais disponibilizados.

Tipo de avaliação

Avaliação por exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 100,00
Total: 100,00

Obtenção de frequência

De acordo com o RREA e as indicações dos orgãos científicos da FBAUP, a obtenção de frequência supõe a presença a um mínimo de 75% das aulas previstas.

Fórmula de cálculo da classificação final

 

Critérios de avaliação (interdependentes):

— Rigor científico e conceptual;

— Distanciamento crítico;

— Conhecimentos específicos demonstrados;

— Criatividade Conceptual.

 

Melhoria de classificação

Exame final.

Observações

Horário de atendimento: quarta-feira, das 10 às 12 horas. Sujeito a marcação prévia.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-26 às 00:28:31 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais