Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > G102

Geometria

Código: G102     Sigla: G

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Desenho

Ocorrência: 2015/2016 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Desenho
Curso/CE Responsável: Artes Plásticas

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
AP 146 Plano de estudos oficial 2011 1 - 3 54 81

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Vasco Manuel Baptista da Silva Pinto Cardoso Regente

Docência - Horas

Teórica: 1,00
Teorico-Prática: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 6 6,00
Luís Manuel Marques Espinheira 2,00
Vasco Manuel Baptista da Silva Pinto Cardoso 4,00
Teorico-Prática Totais 6 12,00
Luís Manuel Marques Espinheira 4,00
Vasco Manuel Baptista da Silva Pinto Cardoso 8,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Nesta Unidade Curricular, com o estudo da geometria, pretende-se incentivar as capacidades lógico-dedutivas do estudante, construindo uma atitude analítica e fortalecendo o caráter sintético relativamente ao mundo dos objetos e dos espaços. Partindo do pressuposto da geometria como estrutura do desenho, o estudante deverá adquirir saberes que lhe permitam utilizar os sistemas projetivos de representação geométrica rigorosa como base do conhecimento e do entendimento das formas dos objetos e dos espaços e da sua mútua inter-relação.

Resultados de aprendizagem e competências

O estudante deverá dominar, e tornar operativos, os conhecimentos da geometria que lhe permitam:
- entender o seu posicionamento e o seu relacionamento nos e com os espaços;
- entender as estruturas formais dos espaços e dos objetos;
- utilizar os sistemas lineares de projeção que estruturam a evocação da realidade pelo desenho.
Assim, o estudante estará a utilizar a geometria para estruturar os seus desenhos e, portanto, para contribuir para a estruturação do seu pensamento.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

O conhecimento das disciplinas de Geometria Descritiva e/ou Desenho do Ensino Secundário é pré-requisito facilitador.


 

Programa

1. Abordagens ao contributo da Geometria para o Desenho.
2. Reflexão sobre a noção de projeção: princípios da geometria projetiva e a relação com a perceção do real.
3. Sistemas de projeção: necessidade, aplicabilidade e intercomunicabilidade.
4. Apresentação em paralelo dos sistemas de projeções da perspetiva linear plana e das axonometrias, refletindo-se nas diferentes origens e aplicabilidades.
5. Aprofundamento, nos sistemas referidos, dos conceitos teóricos: - bases dos sistemas; - representação das primitivas do desenho geométrico; - representação de sólidos e de espaços; - métodos geométricos auxiliares; - teoria dos reflexos em espelhos planos; - teoria das sombras.
6. Prática dos dois sistemas de projeção como instrumentos de conhecimento e entendimento dos espaços e dos objetos nos espaços.
7. Prática dos dois sistemas como operadores de transformações nos objetos e nos espaços.

Bibliografia Obrigatória

Amandi Cláudia 340; Ver, fazer, pensar, editar. ISBN: 978-989-746-035-7
AUBERT, Jean ; Théorie, art et pratique des perspectives parallèles: axonométrie orthogonale, axonométrie oblique, perspectives cavalière et militaire, complétés d’une brève histoire orientée de l’axonométrie, Paris, Éditions de La Villette, 1996
Cabezas Gelabert Lino; Análisis gráfico y representación geométrica. ISBN: 84-8338-294-6
Comar Philippe; La perspective en jeu. ISBN: 2-07-53185-6
Ricca Guilherme; Geometria descritiva. ISBN: 972-31-0547-0
Thomae Reiner; Perspectiva y axonometría
Xavier João Pedro; Perspectiva, perspectiva acelerada e contraperspectiva. ISBN: 972-9483-25-6

Bibliografia Complementar

Arnheim Rudolf; Arte e percepção visual
BALTRUSAITIS, Jurgis ; Anamorphoses. Les perspectives dépravées, Paris, Flammarion, 1984
Cardoso Armando; Sombras e perspectivas
Francastel Pierre; Pintura e sociedade
Gill Robert W.; Desenho de perspectiva. ISBN: 972-23-1039-9
Gregory R. L.; A^psicologia da visão
Imms, Matthew; ‘Perspective sketchbook c.1809’, sketchbook, June 2008, in J.M.W. Turner: Sketchbooks, Drawings and Watercolours, David Blayney Brown, 2012 (Disponível em: https://www.tate.org.uk/art/research-publications/jmw-turner/perspective-sketchbook-r1136548)
Izquierdo Asensi Fernando; Geometria descriptiva. ISBN: 84-604-7480-1
Navarro de Zuvillaga Javier; Imágenes de la perspectiva. ISBN: 84-7844-174-3
Panofsky Erwin; A^perspectiva como forma simbólica. ISBN: 972-44-0886-8
Rodriguez de Abajo F.Javier; Geometria descriptiva
Seckel Al; The^great book of optical illusions. ISBN: 1-55297-650-5
WRIGHT, Lawrence ; Tratado de Perspectiva, Barcelona, Editorial Stylos S.A., 1985

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

As horas de Trabalho Semestral (HTS) nesta Unidade Curricular são organizadas da seguinte maneira. Horas de Contacto Semestral (HCS), 57%: - apresentação e explanação dos conteúdos programáticos; - concretização, desenvolvimento e exploração dos conteúdos; - análise, crítica e avaliação dos resultados obtidos, como processo de progressão, no sentido da conquista de autonomia, conducente à concretização de um trabalho de representação/intervenção num espaço. Restantes horas de Trabalho Semestral (HTS), 43%: - desenvolvimento e aprofundamento autónomo da prática implicada, a partir dos enunciados específicos para a exploração de conteúdos; - reflexão/discussão sobre os temas construtores do conhecimento específico.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 100,00
Total: 100,00

Fórmula de cálculo da classificação final

O cálculo da classificação final nesta Unidade Curricular será o resultado da soma ponderada das classificações parcelares relativas à avaliação contínua feita em aula e à avaliação do trabalho complementar, de caráter global, afetadas, a primeira de um de um fator de correção de 0,6 e a segunda de um fator de correção de 0,4. Fica estabelecida a imprescindibilidade da existência de elementos de avaliação das duas componentes, para que o estudante possa obter classificação positiva. Mais se estabelece que o trabalho complementar terá momentos formais de acompanhamento em aula. À avalição produzida a partir desses momentos corresponderá uma classificação, que representará 40% da classificação total relativa ao trabalho complementar.

Observações

A assiduidade do estudante é uma condição imprescindível para permitir a avaliação contínua inerente ao caráter teorico-prático desta Unidade Curricular. A avaliação incidirá sobre o percurso que o estudante realizar relativamente às propostas de trabalho que lhe forem sendo apresentadas. O principal critério de avaliação consiste na apreciação da capacidade do estudante para integrar os conhecimentos adquiridos nas práticas de investigação; trata-se, pois, de explorar a relação entre representação e compreensão: representar para compreender e compreender para representar. Avaliar-se-ão ainda a capacidade de trabalho autónomo do estudante e a capacidade de organização e sistematização do seu trabalho.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-25 às 12:40:33 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais