Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > MDIDV

Dispositivos Visuais

Código: MDIDV     Sigla: MDIDV

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Design de Comunicação

Ocorrência: 2012/2013 - 1S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Design
Curso/CE Responsável: Mestrado em Design da Imagem

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MDGPE 18 Plano Oficial 2011 1 - 6 45 162
MDI 16 Plano Oficial 2011 1 - 6 45 162

Docência - Horas

Teorico-Prática: 3,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teorico-Prática Totais 1 3,00
Cristina Maria da Silva Pinto Ferreira Fonseca 3,00

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

A unidade curricular de Dispositivos Visuais pretende aprofundar conhecimentos teóricos e práticos em que a imagem (fixa/movimento) adquire um papel central na criação de determinados projectos de comunicação visual. Desta forma, pretende-se criar uma cartografia de diversos projectos nascidos a partir de diversos dispositivos visuais, servindo de estímulo e de compreensão de conceitos essenciais para o desenvolvimento dos projectos dos discentes.

Resultados de aprendizagem e competências

Dominar conhecimentos sobre os Dispositivos Visuais ao longo da história.

Capacidade de reflectir sobre a imagem (fixa/movimento) e criar projectos de comunicação visual.

Conhecimento dos conceitos essenciais relativos ao universo dos Dispositivos Visuais.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Não se aplica.

Programa

As aulas decorrerão em módulos sequenciais. Tendo em consideração que as exposições teóricas corresponderão à primeira parte da aula com uma segunda parte de carácter mais prático. 

— Contextualização histórica dos dispositivos visuais; 
— Taxinomia e funcionamento dos Dispositivos Visuais; 
— Imagem tempo vs. imagem movimento; 
— Exposição de projectos sustentados por aparatos visuais; 
— Registo e captação de imagem fixa; 
— Realidade vs. ficção; 
— Manipulação; 
— Produção vs. reprodução; 
— Finalização de projectos; 
— Suportes de apresentação. 

Bibliografia Obrigatória

ABRAM, David. ; A magia do sensível : percepção e linguagem num mundo mais do que humano , Ed. Calouste Gulbenkian, 2007
ADES, Dawn; Fotomontaje, Gustavo Gili, 2002
AMAR, Pierre-Jean; História da Fotografia, , Edições 70, 2001
BAQUÉ, Dominique ; La Photographie Plasticienne, Un Art Paradoxal, Regard, 1998
BARTHES, Roland; A Câmara Clara, Edições 70, 1981
BAURET, Gabriel; História, Estilos, Tendências e Aplicações, Edições 70, 2000
BENJAMIN, Walte; rSobre Arte, Técnica, Linguagem e Política, Relógio D'Água, 1992
BERGER, John; Sobre o Olhar, Gustavo Gili, 2003
BEY, Hakim; Zona Autónoma Temporária, Frenesi, 2000
BOURDIEU, Pierre; Un Arte Medio, Gustavo Gili, 2003
BURNETT, Ron; How Images Think, MIT Press - Massachusetts Institute of Technology, 2005
CARTIER-BRESSON, Henri; O Imaginário Segundo a Natureza, Gustavo Gili, 2004
COTTON, Charlotte; The Photograph as Contemporary Art, Thames & Hudson, 2004
CRARY, Jonathan; Techniques of the Observer: On Vison and Modernity in the 19th Century, New Haven: MIT Press, 1992
RIMP, Douglas; On the Musem's Ruins, MIT Press - Massachusetts Institute of Technology, 1993
DELEUZE, Gilles; A Imagem-Movimento, Assírio e Alvim, 2004
DELEUZE, Gilles; A Imagem-Tempo - Cinema II, Assírio e Alvim, 2006
DUBOIS, Philippe; O Acto Fotográfico, Vega, 1992
FLUSSER, Vilém; Ensaio Sobre a Fotografia - Para uma Filosofia da Técnica, Relógio D'Água, 1998
FOSTER, Hal; The Return Of The Real, MIT Press - Massachusetts Institute of Technology, 1996
FRADE, Pedro Miguel; Figuras do Espanto - A Fotografia Antes da Sua Cultura, Edições Asa, 1992
JEFFREY, Ian; Photography - A Concise History, Thames & Hudson, 2003
JOLY, Martin; A Introdução à Análise da Imagem, Edições 70, 2001
KRAUSS, Rosalind; O Fotográfico, Gustavo Gili, 2002
MANOVICH, Lev; The Language Of New Media, MIT Press - Massachusetts Institute of Technology, 2001
MEDEIROS, Margarida; Fotografia e Narcisismo - O Auto-Retrato Contemporâne, Assírio e Alvim, 2000
SONTAG, Susan; Sobre la Fotografia, Edhasa, 1996
TISSERON, Serge; El Misterio de la Cámara Lúcida - Fotografía e Inconsciente, Universidad de Salamanca, 2000
WELLS, Liz; The Photography Reader, Routledge, 2002

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Pretende-se que os discentes desenvolvam projectos de comunicação visual, contextualizados por um fundo teórico e histórico a que os mesmos se reportem, funcionando como resposta aos enunciados das propostas a apresentar ao longo do semestre. Procura-se desta forma oferecer autonomia criativa, tanto a nível conceptual como de realização, numa tentativa de desenvolver experiências originais e inovadoras. Os discentes deverão corresponder com uma apresentação pública dos projectos onde será encorajada a participação de todos. 

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Descrição Tipo Tempo (Horas) Peso (%) Data Conclusão
Participação presencial (estimativa) Participação presencial 69,00
projecto Dispositivo Visual Trabalho laboratorial 60,00 2013-01-25
Apresentação final Defesa pública de dissertação, de relatório de projeto ou estágio, ou de tese 10,00 2013-01-25
Reflexões teóricas Trabalho escrito 30,00 2013-01-25
Total: - 100,00

Componentes de Ocupação

Descrição Tipo Tempo (Horas) Data Conclusão
Projecto Dispositivo Visual Elaboração de projeto 41 2013-01-25
Apresentação Final Elaboração de projeto 7 2013-01-25
Reflexões teóricas Elaboração de projeto 21 2013-01-25
Total: 69,00

Obtenção de frequência

Frequência de 75% das aulas leccionadas, excepto para os casos previstos no regulamento da FBAUP.

Fórmula de cálculo da classificação final

 

 

1. Criação de um dispositivo visual (60%)

2. Escrita de três reflexões teóricas sobre temáticas relacionadas com o tema da uc (10%+10%+10%)

3. Apresentação final (10%)

Para além dos projectos desenvolvidos o docente avaliará a assiduidade, a curiosidade científica e tecnológica, a utilização de conceitos e linguagem técnica apropriada, a participação e o envolvimento dos discentes em actividades lectivas que ultrapassem o contexto da aula. 

 

Será realizada uma avaliação/ orientação intercalar na primeira semana de Dezembro;


Os projectos que não tenham sido devidamente acompanhados durante o decorrer do semestre não serão motivo de avaliação. Assim como os discentes que não frequentem pelo menos 75% das aulas leccionadas.

 

Provas e trabalhos especiais


Não se aplica.


Trabalho de estágio/projeto


Não se aplica.


Avaliação especial (TE, DA, ...)


Conforme previsto no regulamento da FBAUP.


Melhoria de classificação

Conforme previsto no regulamento da FBAUP.

Observações


Não se aplica.


Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2022-07-07 às 07:57:31 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias