Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Notícias > Exposição: Aos Papéis

Notícias

Exposição: Aos Papéis

Palácio das Artes | 17 fevereiro | 10h

“Aos Papéis” reúne um conjunto de projetos investigativos que coloca o papel como problema ou hipótese para um exercício que procura  andar aos papéis. Se a expressão remete para o não conseguir resolver um problema, estar com dificuldades, ou andar desnorteado, desorientado, não saber o que fazer, também esta exposição documenta um projeto laboratorial, conduzido por estudantes de mestrado da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

Durante um semestre, tratou-se pois, de testar o que se conhece e desconhece do papel; revolver e remexer, moldar, imprimir, rasgar, perfurar, limpar, esfregar, reservar, calcar, cortar, engordurar, impregnar, imprimar, colar, encolar…. E facto significativo, não existe território de pertença claro para o papel. Por isso, ele pôde ser abordado a partir de várias práticas, da conservação e restauro, às artes e ofícios, passando pela fabricação do papel, artes do livro e artes gráficas.

Assim, numa fase inicial, o grupo de trabalho desenvolveu vários exercícios coletivos de preparação de papel com base nos materiais e ferramentas disponíveis em contexto oficinal; identificou os papéis aí existentes e suas características: gramagem, textura, composição, processo de fabrico; seguiu demonstrações baseadas na reconstituição cuidada de processos de desenho e gravura; consultou manuais e tratados de várias épocas, com a recuperação dos saberes agora adormecidos. A partir desta análise, cada estudante definiu o seu tópico de investigação, que inclui tingimento, limpeza, coloração, impregnação, pigmentação, produção, consolidação. Individualmente, mas num espírito de constante partilha oficinal, conduziram testes, recriaram receitas com os materiais disponíveis no mercado, observaram material original na procura de soluções, refizeram ferramentas, e anotaram as fases do processo nos respetivos livros de oficina. A experiência sensível e temporal e mundo de ideias foi-se construindo, e conduzindo a partir destes protocolos anónimos de testes. Os interesses e relações sensíveis emergiram, para lá da interação laboratorial de carácter sistemático, aparentemente árida. Das diferentes etapas, processos, materiais, erros e sucessos, resultam pois outros desenhos e gravuras, agora expressão pensada como documento de um diálogo especulativo mas fundamentado, quer ao nível tecnológico, quer criativo.

Com esta pesquisa, a pretexto do papel, e não sem antes andar aos papéis, alargou-se o espectro de recursos e possíveis aplicações para o papel. Porque até com os trapos faz-se papel e investigação. Porque o papel permanece um material de eleição para o desenho, a gravura, a pintura, a escultura, a escrita, o design, e o papel é o permanente desconhecido.

Integrada na edição 2016 do IJUP – Encontro de Investigação Jovem da Universidade do Porto, a exposição “Aos Papéis” poderá ser visitada de 17 a 19 de fevereiro, no Palácio das Artes – Fundação da Juventude (Largo de São Domingos, Porto), com inauguração no dia 17 fevereiro às 10 horas.

cartaz

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2017 © Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2017-07-25 às 23:35:31