Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > Notícias > Conferência TERRA: Práxis - Técnica - Ciência | FAUP na Concreta 2019

Conferência TERRA: Práxis - Técnica - Ciência | FAUP na Concreta 2019

22 de novembro de 2019, 6.ª feira, 10h00, no Auditório Talking Business - Exponor

No âmbito da participação da FAUP na Concreta 2019 - Praça Alumni FAUP. Passado - Futuro - vai decorrer no dia 22 de novembro, 6.ª feira, às 10h00, no Auditório Talking Business - Exponor, a conferência 'TERRA: Práxis – Técnica – Ciência'.

Terra:
Práxis – Técnica – Ciência

O solo é material mais abundante no planeta Terra - a denominação que escolhemos não é alheia a essa universalidade. Por terra, a nossa terra, chamamos também ao lugar que nos viu nascer ou nos acolhe. Da terra provêm o nosso alimento, o nível base da cadeia alimentar. E a terra será também o material de construção mais disponível em todos os lugares, épocas. culturas e povos.
De um uso ancestral, assente na experiência prática e no desenvolvimento de técnicas e sistemas construtivos que melhor se adequavam a um conjunto de condicionantes locais, passamos por fases de abandono, preconceitos em nome da modernidade e do progresso económico, até chegarmos a momentos de redescoberta e reutilização.
E o uso actual já não poderá ser feito unicamente seguindo e retomando o caminho tradicional. Temos regulamentos e certificações, parâmetros de conforto, uma miríade de requisitos da vida e da profissão contemporâneas. Usar a terra, hoje, significa conhecer o material para além do que as nossas mãos, olhos e boca nos indicam. Significa analisar o material, avaliar as construções existentes e as novas que se propõem, introduzir nesta equação a ciência e a tecnologia.
Nesta sessão pretendemos mostrar a grande abrangência de utilizações do material terra, isolado ou em conjunto com outros materiais e sistemas, abordando desde as tradições construtivas de diversos locais, as suas reapropriações ou reinterpretações contemporâneas, até à aferição da sua resposta aos requisitos de segurança e desempenho atuais.


Programa

10:00 | Recepção e Abertura

10h10 | Arquitetura em terra, um património universal a proteger | Mariana Correia (esGallaecia | ISCEAH)

10h30 | Da terra nascem os homens | Miguel Ferreira Mendes (CRAterre | miguelmendesarquitecto)

10h50| O lugar da terra | Francisco Adão da Fonseca e Pedro Jervell (Skrei)

11h10 | Discussão

11h20 | Intervalo

11h50 | Estudo de construções em terra no Butão | Tiago Ilharco (NCREP - Consultoria em Reabilitação do Edificado e Património)

12h10 | Aspetos estruturais relacionados com a construção em terra | Daniel Oliveira (Universidade do Minho)

12h30 | Construção em terra no litoral alentejano: relato de experiências | João Bernardino (J.P. Bernardino)

12h50 | Discussão

13h10 | Encerramento


A participação na Conferência 'TERRA: Práxis – Técnica - Ciência' é livre, sem inscrição prévia. 

O acesso à feira é por meio de convite ou ingresso disponível em concreta.exponor.pt (código Voucher: CONFAUP-D8B6EFBD6B).

Organização: Clara Pimenta do Vale
Evento integrado na programação da Concreta 2019 e na Unidade Curricular Construção Circular, Certificação e Design Consciente.

Praça Alumni FAUP. Passado - Futuro | Concreta 2019

Biografias

Mariana Correia (esGallaecia; ISCEAH)
Mariana Correia é Presidente da Escola Superior Gallaecia; Diretora do Centro de Investigação Ci-ESG; Presidente do ICOMOS-ISCEAH; Membro do Conselho de Administração do ICOMOS-Portugal; Especialista do ICOMOS-CIAV; Membro do Comité Científico do PROTERRA e da Cátedra UNESCO-Arquitetura de Terra e Desenvolvimento Sustentável. Presidente do Steering Committee do Centro de Arquitectura de Terra de Mopti, Mali, do Aga Khan Trust for Culture. Coorganizou cursos internacionais e deu formação em Património Mundial para a UNESCO, ICOMOS, IUCN e ICCROM nos EAU, Bahrein, Noruega, Sudão do Sul, e Marrocos. Desenvolveu avaliações técnicas e científicas para o World Heritage Fund, World Monument Watch, FNRS-Bélgica, entre outros. Ganhou financiamento nacional e internacional como Coordenadora dos Projetos de Investigação 3dPast, VerSus, & Seismic-V. Autora de 2 livros e de 7 relatórios de missão; coeditora de 21 livros; escreveu mais de 150 capítulos e artigos; coordenou cursos, deu aulas e palestras em 35 países.

Miguel Ferreira Mendes (CRAterre | miguelmendesarquitecto)
Miguel Ferreira Mendes é Arquitecto pela Universidade Lusíada Lisboa / Faculdade Arquitectura Politécnico Milão, Itália (1989-95). Master’s Degree in Ecological Architecture pelo Biosphere2 / Instituto Arquitectura São Francisco, EUA (1995). Post-Master (DSA) Architecture de terre pelo CRAterre-ENSAG, França (2000-2002). Arquitecto independente, que privilegia uma abordagem bioclimática e humanista da arquitectura, assente na valorização das Culturas Construtivas Locais, numa perspectiva de Desenvolvimento Sustentável. Defensor e promotor de processos participativos. Trabalha como projectista, formador, consultor e responsável pelo acompanhamento de obras, em Portugal e vários países. Membro do CRAterre, laboratório francês com o qual trabalha em diversos projectos e programas de desenvolvimento, combate à carência e resposta a catástrofes, no domínio da arquitectura e da construção. Membro fundador da Associação Centro da Terra.

Francisco Fonseca e Pedro Jervell (Skrei)
A Skrei tem como sócios fundadores Francisco Adão da Fonseca e Pedro Jervell. “Uma viagem a Portugal durante duas semanas, com o objectivo de visitar explorações de pedra e barro, saibreiras, fornos de cal e oficinas cerâmicas, foi o ritual fundador da Skrei – Oficina de Arquitectura Integrada. Para Francisco Adão da Fonseca, arquitecto formado na Universidade de Delft, e Pedro Jervell, arquitecto formado na Architectural Association, foi um marco fundamental para o início do seu percurso, permitindo a ambos uma prospecção única numa realidade material, geológica e industrial complementada pelo contacto com os próprios artesãos, mestres dos fornos e das oficinas.” Pedro Baía in Jornal dos Arquitectos nº252 Jan-Abr 2015. A oficina Skrei começou com essa expedição que continua nos dias que correm, são momentos importantes na tomada de consciência sobre a diversidade do país, a riqueza dos seus recursos, o seu potencial de transformação e desenvolvimento.

Tiago Ilharco (NCREP - Consultoria em Reabilitação do Edificado e Património)
Tiago Ilharco é licenciado em Engenharia Civil e mestre em Reabilitação do Património Edificado pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). Sócio-gerente do NCREP – Consultoria em Reabilitação do Edificado e Património, trabalha, desde 2005, na área da reabilitação do património, sendo atualmente Presidente do Conselho Fiscal da APRUPP - Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património. Neste período participou em diversos projetos que envolvem a inspeção, o diagnóstico, a análise estrutural e o dimensionamento de soluções de reabilitação e reforço de edifícios antigos.

Daniel Oliveira (Universidade do Minho)
Daniel Oliveira é Engenheiro Civil e Professor Associado do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho. Os seus principais interesses de investigação estão relacionados com a análise de estruturas de alvenaria tradicionais, engenharia sísmica, construção em terra e análise do risco. Participou em dezenas de projetos de investigação científica na área da alvenaria.

João Bernardino (J.P. Bernardino, Construções Ecológicas L.da)
Fundada por João Bernardino, a empresa João Bernardino, L.da. - Construções Ecológicas - dedica-se ao ramo da construção há mais de 25 anos, usando soluções construtivas autossustentáveis com produtos ecológicos. Tem vários anos de experiência de construções em taipa, bloco de terra compactado (BTC), madeira, palha, pedra e colmo. Executa revestimentos em tadelak de Marraquexe, reboco de terra, microcimento, microterra e tijoleira cerâmica, entre outros.
Numa altura em que existe uma preocupação crescente com o meio-ambiente, com a sustentabilidade e rentabilização dos recursos, a aposta numa construção de carácter ecológico faz todo o sentido e a empresa tenta atualizar-se, aliando a especialização em construção civil tradicional, com uma aposta na formação em soluções alternativas mais amigas do ambiente.




Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-12-16 às 08:29:08