Saltar para:
Logótipo
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
formaçao regular
Você está em: Início > Cooperação > ERASMUS
Autenticação






Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Cooperação

Erasmus

Informação genérica sobre o Programa 

O ERASMUS é uma das medidas do Programa LLP – Aprendizagem ao Longo da Vida - e tem como principal objetivo a promoção da cooperação a nível do ensino superior. Esta medida funciona através do estabelecimento de acordos bilaterais entre instituições, constituindo-se parcerias que acordam a mobilidade de estudantes e de docentes em regime de reciprocidade..
O ERASMUS oferece aos estudantes de um estabelecimento de ensino superior a possibilidade de efetuarem um período de estudos ou estágio, com pleno reconhecimento académico (reconhecido como parte integrante do programa de estudos do seu estabelecimento de origem), através do Sistema de Créditos ECTS, com uma duração considerável (no mínimo três meses e no máximo um ano letivo completo), num estabelecimento, empresa ou instituição de outro país elegível para o Programa. Este reconhecimento deverá ser objeto de acordo prévio entre o estudante e a universidade de origem.
No final do período de estudos o estudante receberá da universidade anfitriã um certificado de frequência e aproveitamento do plano de estudos acordado. Não poderão ser cobradas propinas ou outras taxas similares por parte da instituição anfitriã, podendo, no entanto, ser cobradas na instituição de origem. 
O estudante selecionado para realizar uma mobilidade ERASMUS terá sempre o estatuto de “estudante ERASMUS”, mas não é garantido, no momento de candidatura, que vai beneficiar de uma Bolsa de Mobilidade ERASMUS.

ECTS – Sistema Europeu de Transferência de Créditos

Sistema implementado pela Comissão Europeia que visa facilitar o reconhecimento académico entre instituições europeias de ensino superior.

  • Para obter equivalência às disciplinas que o estudante teria de realizar na universidade de origem, tem de haver um acordo prévio com o responsável de mobilidade do curso, relativamente a um programa de estudos a realizar na universidade de destino que preveja um n.º de créditos ECTS idêntico ao programa que teria de realizar na universidade de origem. Esse acordo traduz-se no documento “Compromisso de Reconhecimento Académico”.
  • Cada ano letivo corresponde a um total de 60 créditos ECTS; i.e., todas as disciplinas de um determinado ano curricular devem somar na totalidade 60 créditos.


Para mais informações sobre este Sistema consultar o site:
http://ec.europa.eu/education/lifelong-learning-policy/ects_en.htm

PARA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE AS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA ERASMUS-Estudos CONSULTE A PÁG. DE FAQ’s

PARA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE AS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA ERASMUS-Estágios CONSULTE A PÁG. DE FAQ’s

 

 

Links de Interesse


Agência Nacional PROALV 
 
Reitoria da U.Porto  
 
Comissão Europeia 

PLOTEUS 
(portal europeu sobre oportunidades de aprendizagem no espaço europeu, incluindo informações sobre os diferentes sistemas educativos e o custo de vida nos países europeus)

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2014 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2014-05-29 I  Página gerada em: 2014-10-31 às 17:42:21