Saltar para:
Logótipo
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
Horario verao da biblio
Você está em: Início > Informações Academicas > Propinas
Autenticação






Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Propinas 2015/2016

 

Informações Gerais

Pela frequência dos ciclos de estudos/cursos da FEUP é devido o pagamento de uma propina, que pode ser paga de uma só vez ou em prestações. Os estudantes que não pagarem a propina nos prazos estabelecidos terão de pagar a importância em dívida acrescida de juros legais.

O valor da propina para inscrição a tempo integral e a tempo parcial é fixado anualmente (consultar valores para 2015/16). A este valor acresce o valor do seguro escolar (pode consultar aqui as condições da respetiva Apólice - ainda não disponível para 2015/16).

Topo

Valores e pagamento de propinas

Os valores de propinas a aplicar no ano letivo 2015/16, nos vários cursos e atendendo aos vários tipos de inscrição, podem ser consultados aqui.

O pagamento das propinas deverá ser efetuado através de Multibanco, utilizando as referências SIBS disponíveis na página pessoal de cada estudante, através da opção "Conta corrente". Nos casos em que o estudante pretenda uma Fatura que não seja em nome próprio, o pagamento terá que ser efetuado na Tesouraria da FEUP e acompanhado dos seguintes elementos (nome, n.º de contribuinte e morada da entidade a emitir a fatura).

Licenciaturas, Mestrados Integrados e Mestrados

As propinas (consultar valores para 2015/16) podem ser pagas:

  1. De uma só vez (prestação única) até final do prazo de matrícula/inscrição.

  2. Em dez prestações iguais:
  • 1.ª Prestação até final do prazo de matrícula/inscrição;
  • 2.ª Prestação até 31 de outubro de 2015;
  • 3.ª Prestação até 30 de novembro de 2015;
  • 4.ª Prestação até 31 de dezembro de 2015;
  • 5.ª Prestação até 31 de janeiro de 2016;
  • 6.ª Prestação até 29 de fevereiro de 2016;
  • 7.ª Prestação até 31 de março de 2016;
  • 8.ª Prestação até 30 de abril de 2016;
  • 9.ª Prestação até 31 de maio de 2016;
  • 10.ª Prestação até 30 de junho de 2016.

Topo

Programas Doutorais e Estudos Avançados

As propinas (consultar valores para 2015/16) podem ser pagas:

  1.  De uma só vez (prestação única) até final do prazo de matrícula/inscrição.

  2. Em quatro prestações de 25% do valor total:
  • 1.ª Prestação até final do prazo de matrícula/inscrição;
  • 2.ª Prestação até 31 de janeiro de 2016 (até 31 de julho para estudantes que ingressaram entre janeiro e junho);
  • 3.ª Prestação até 31 de março de 2016 (até 31 de outubro para estudantes que ingressaram entre janeiro e junho);
  • 4.ª Prestação até 30 de junho de 2016 (até 31 de dezembro para estudantes que ingressaram entre janeiro e junho).

Aos Programas Doutorais aplica-se ainda, de acordo com o estabelecido na Tabela de Emolumentos da UP, uma taxa de matrícula no valor de 100¤.

Topo

Situações Especiais

Estudantes abrangidos pelo estuto de Estudante Internacional

Decreto-Lei n.º 36/2014 de 10 de março - Regulamenta o estatuto do estudante internacional a que se refere o n.º 7 do artigo 16.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de agosto, que estabelece as bases do financiamento do ensino superior

Regulamento n.º 205/2014 de 27 de maio - Regulamento de aplicação do estatuto de estudante internacional na Universidade do Porto

São considerados estudantes abrangidos pelo estatuto de estudante internacional os indicados no artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 36/2014 de 10 de março.

Com a publicação do Decreto-Lei n.º 36/2014 de 10 de março o valor das propinas dos estudantes internacionais tem em consideração o custo real da formação e os valores fixados noutras instituições de ensino superior nacionais e estrangeiras (consultar valores para 2015/16).

Estudantes bolseiros da FCT ou de outra entidade externa deverão consultar informação adicional no ponto 4 da Deliberação do Conselho Geral da UP de 13 de março de 2015 e respetiva retificação.

Os estudantes que se enquadrem no previsto na alínea b) do n.º 2 e do n.º 4 do artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 36/2014 de 10 de março deverão enviar documento emitido pelos Serviços de Estrangeiros e Fronteiras.

Topo

Agentes do ensino

Os agentes de ensino deverão apresentar no ato da matrícula ou renovação de inscrição, declaração comprovativa da situação profissional emitida pela Direção Regional de Educação. 

Topo
 

Estudantes abrangidos pelos Decretos-Lei n.º 358/70 de 29 de julho e 43/76 de 20 de janeiro

Os estudantes abrangidos pelo  Decreto-Lei n.º 358/70, de 29 de julho, Portaria n.º 445/71, de 20 de agosto e Decreto-Lei n.º 43/76, de 20 de janeiro (combatentes e antigos combatentes de operações militares e seus filhos) poderão ter as suas propinas pagas pelo Ministério da Defesa, se tiverem aproveitamento escolar.
Para tal, os estudantes terão de entregar nos Serviços Académicos, no ato da matricula/inscrição ou até final do mês de outubro os documentos necessários à instrução do processo, conforme o estabelcido pela respetiva Unidade, Estabelecimeto ou Órgão do Exército.

O prémio do seguro escolar deverá ser pago na Tesouraria da Faculdade, até final do prazo de inscrição.

Estudantes afetos ao Ministério da Defesa Nacional – EXÉRCITO PORTUGUÊS

Os estudantes afetos ao Exército terão de entregar os documentos previstos na Circular nº 20/08 de 28 de novembro e respetivo aditamento.

Topo

Docentes do Ensino Superior

De acordo com o número 4 do artigo 4.º do Decreto–Lei n.º 216/92, de 13 de outubro, "Estão isentos do pagamento de propinas os docentes do ensino superior que, nos termos do respetivo estatuto, estejam obrigados à obtenção dos graus de mestre e de doutor".

1 - O estudante que seja docente noutra instituição de ensino superior para regularizar a sua situação de propinas terá de apresentar no ato da matrícula/ inscrição:
a) Documento comprovativo do seu enquadramento no regime de isenção de propina, emitido pela instituição a que pertence (de que é docente);    
b) Declaração emitida pela instituição a que pertence, a autorizar o estudante a inscrever-se no respetivo ciclo de estudos.

2 - O estudante que seja docente na FEUP para regularizar a sua situação de propinas terá de apresentar no ato da inscrição/matrícula:
a) Documento comprovativo do seu enquadramento no regime de isenção, emitido pela Divisão de Recursos Humanos, contendo informação acerca do posicionamento do docente na carreira, e da obrigatoriedade da obtenção do grau de doutor para a progressão na carreira.

Topo

Estudantes Bolseiros SASUP

Para mais informação consulte a página correspondente no sistema de informação.

Topo


Estudantes Bolseiros FCT

Para mais informação consulte a página correspondente no sistema de informação.

Topo

Estudantes Bolseiros PALOP

Para mais informação consulte a página correspondente no sistema de informação.

Topo

 

Outros Procedimentos

Procedimento em caso de sinistro

Consultar Procedimento em caso de sinistros e respetivas Coberturas (ainda não disponível para 2015/16).

Topo

 
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2015 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2015-08-31 I  Página gerada em: 2015-08-31 às 22:45:34