This Page is not available in English   Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login, Atalhos. Ajuda Contextual   
Interrupção Sigarra
Você está em: Início > Projectos > Atlas Agroclimatológico do Entre Douro e Minho
Menu Principal
Autenticação






Mapa do Campus
FLUP Palacete Burmester JCC Mapa interactivo das instalações. Pode clicar num determinado edifício.

Atlas Agroclimatológico do Entre Douro e Minho

Atenção, a informação sobre este projecto ainda não foi verificada.

Referência: POCTI/GEO/14260/1998
Nome Curto: Atlas agroclimatológico
Tipo: Projecto Nacional (FCT)
 
Início: 2001-7-18
Conclusão Prevista: 2004-7-18
Conclusão: 2005-1-18
Estado: Concluído
 
Domínio Científico: Geografia
Áreas Científicas:
  • Ciências Naturais > Ciência ambiental > Alterações globais > Alterações Climáticas > Meteorologia > Climatologia
Instituição Financiadora: FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia
Programa: CONSÓRCIO - PRAXIS XXI
Sub-Programa: FCT/CERN - PRAXIS XXI (Concurso 1998)
Tipo de Acção: Não Definido
 
 
Resumo: Elaboração de Cartografia Temática, e respectiva Notícia Explicativa, sobre o contexto agroclimatológico do Entre Douro e Minho (EDM). A cartografia temática constituirá o resultado final, espacialmente integrador, da análise e do tratamento da informação de base, nomeadamente, quanto a: . distribuição espacial das espécies agrícolas economicamente relevantes no EDM - pomóideas, vinha e hortícolas; . potenciais condicionantes geomorfológicas para a definição dos padrões climatológicos sub-regionais e locais; . diferenciação dos mosaicos agroclimatológicos do EDM; . definição de indicadores climáticos caracterizadores de potenciais calamidades atmosféricas (geadas, vagas de calor, chuvas torrenciais, etc.) e suas datas prováveis de ocorrência; . definição das condições climáticas propícias ao aparecimento de parasitas vegetais e suas datas prováveis de ocorrência; . estabelecimento das probabilidades de ocorrência de alguns limiares de valores extremos de temperatura mínima e máxima, de precipitação e de humidade relativa do ar no EDM; . definição de índices de natureza hidroclimática, nomeadamente índices de secura e/ou de défice hídrico, de índices caracterizadores do complexo calor-água e de conforto bioclimático; . aplicação dos resultados obtidos em modelos de simulação e previsão de ocorrência, no EDM, dos principais parasitas vegetais das pomóideas (macieira e pereira), da vinha e das hortícolas, como: o pedrado (Venturia inaequalis), o oídio (Podosphaera leucotricha), o cancro europeu (Nectria galligena), o bichado (Cydia pomonella), o aranhiço vermelho (Panonychus ulmi), a cochonilha de S. José (Quadraspidiotus perniciosus), os afídeos (Disaphis plantaginea), a mosca do mediterrâneo (Ceratitis capitata) das pomóideas, o míldio (Plasmopora viticola), o oídio (Uncinula necator), a podridão cinzenta (Botrytis cinerea), a escoriose (Phomopsis viticola) e a traça (Lobesia botrana) da uva, e o míldio da batateira (Phytophthora infestans). O diagnóstico dos vários contextos climatológicos, resultante da leitura e análise dos registos de temperatura (mínima e máxima), precipitação e humidade relativa dos vinte e seis (26) postos, integrados na rede da "Estação de Avisos" da Direcção Regional de Agricultura do Entre Douro e Minho (DRAEDM), corporizará um exercício de aprofundamento do conhecimento, neste domínio, inédito a esta escala de análise (o NW português) e para este período de análise (1978-1997). Este projecto, ao procurar conhecer e relacionar transdisciplinarmente o cenário climatológico que serve de pano de fundo a um sector tão importante da economia da região Norte, como é a agricultura, revela-se de per si do maior interesse para incrementar os níveis de integração das políticas regionais. Para além de carrear valor acrescentado ao esforço, já reconhecido e consagrado, da "Estação de Avisos para a Agricultura" disponibilizado aos agricultores, pela DRAEDM, o conhecimento mais aprofundado das características climáticas desta área, contribuirá, seguramente, para apoiar a tomada de decisões ao nível do desenvolvimento rural e local, favorecendo o ajuste dos projectos ao suporte biogeofísico existente, oferecendo, por isso, maiores garantias de sucesso às acções e aos projectos que vierem a ser implementados. O conhecimento da probabilidade de ocorrência de fenómenos extremos, do ponto de vista climatológico, em cada uma das subáreas do Entre Douro e Minho, permitirá, ainda, gerir os riscos inerentes a investimentos efectuados na agricultura e, eventualmente, prevenir a sua magnitude e intensidade.
URL: http://www.fct.mctes.pt/projectos/proj98/index.html


Pessoas no Projecto
Nome Nome Curto Função Dedicação (%) Contribuição (%) Responsável
Ana Monteiro AM Investigador Responsável 30 S
Carmen Ferreira CCGF Investigador 30 N
Helena Madureira HCFFM Não Definido


Instituições Participantes
Nome Nome Curto País Tipo Participação Contacto
Faculdade de Letras da Universidade do Porto FLUP Portugal S Proponente 226077100 - flup@letras.up.pt
Página gerada em: 2014-10-22 às 13:14:17